15 de maio de 2019

Frase do dia

Se você fica dizendo que as coisas vão ficar ruins, tens boas chances de se tornar um profeta. (Papa João Paulo II)

O jabuti

Lida a mensagem do executivo na sessão da câmara pelo ver. Rodrigo Bondim. O projeto legislativo encaminhado pelo chefe do Poder Executivo, que trata da revisão geral anual dos servidores públicos, irá tramitar nas próximas sessões do legislativo municipal. Registre-se que o o poder executivo alterou o artigo 4º de sua proposição que, na redação anterior, propunha a expressa revogação da Lei 988/2015, que fixa a data base em 02/01 de cada ano. O “jabuti desceu da árvore.”

Carioquice?

Dizem os paulistas que um dos melhores locais para fazer amizades instantâneas é o Rio de Janeiro. Um encontro fortuito num bar, entre desconhecidos, pode se transformar em várias horas de bate-papo regado a cerveja e, ao final, nas despedidas, um convite do tipo: “aparece lá em casa!”. Entretanto, observam eles, os cariocas convidam mas sempre esquecem de dar o endereço. Assim pareceu ser com o convite da prefeitura para a conferência municipal do idoso. O convite público informa o dia e local, mas não diz nada a respeito do horário. A falha foi corrigida no correr do dia, através de uma indicação na postagem a respeito do horário.

À moda paulista

Já o conselho municipal de saúde divulgou convite para evento similar, com todas as informações necessárias para quem quiser participar, inclusive horário.

Deu ruim

Desde há alguns anos, os municípios da costa verde assistiram ao florescimento de organizações paramilitares privadas que alegavam agir gratuitamente em defesa de algumas áreas ou situações sob responsabilidade das guardas municipais. Pois, no dia de ontem, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas prendeu um homem suspeito de fazer parte de um grupo que fingiria ser militar para aplicar golpes em Itaguaí. Segundo a polícia, Fernando Luís da Silva Vidal se apresentava como integrante das Forças Armadas e participante da Patrulha Aérea Civil. Com ele, foram apreendidas carteiras de identificação em que ele aparece como tenente-coronel, terceiro sargento e primeiro tenente. Além disso, ele tinha uniforme, insígnias e arma. Segundo o delegado da Draco, o grupo possui uma estrutura interna, com divisão de patentes, se assemelha, usa a mesma terminologia do ambiente militar. Só que por trás desse grupo com uso de fardas havia na verdade a prática de uma fraude, na qual pessoas eram ludibriadas a pagarem certas quantias em dinheiro em troca da inclusão nessa patrulha aérea. O delegado Gabriel Ferrando afirmou que há a informação de mais de 50 pessoas lesadas pelo grupo. “Esses grupos faziam uma espécie de ronda em determinadas regiões da Baixada Fluminense como se fossem militares. Eles aparecem em diversos eventos, eles se apresentam como uma força digamos assim militar auxiliar, mas na verdade esse grupo que está sendo investigado não possui nenhuma legitimidade para tanto”.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: