Sobre Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 69 anos, divorciado, três filhas e cinco netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

21/22 de fevereiro de 2018


Frase do dia

A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo. (Anais Nin)

Nova Lei Municipal

Aprovada por unanimidade na câmara lei que dispõe sobre a obrigatoriedade das empresas privadas de serviços no Município de Mangaratiba contratarem e manterem contratados moradores de Mangaratiba na proporção de 70% do seu quadro efetivo de funcionários. A norma será encaminhada para a sanção do Prefeito, para entrar em vigor.

Pode vetar

Sendo orientado juridicamente, o prefeito provavelmente vetará essa lei, posto que inconstitucional, vez que o município não pode usurpar a competência da União de legislar sobre normas de contratação de pessoal (matéria de Direito do trabalho). Diz quem conhece: “Ao dispor sobre a reserva de vaga para munícipes (contratar prioritariamente trabalhadores que residam em Mangaratiba , o Legislativo municipal cria distinção e a Constituição Federal veda expressamente a distinção entre brasileiros. Diz a CF/88 em seu Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.”

O crime em Mangaratiba

Na noite de segunda-feira, o morador da Praia do Saco, Paulo Henrique, foi surpreendido por meliante(s), em sua residência, onde recebeu oito disparos de arma de fogo. Seus familiares solicitaram o corpo de Bombeiros sendo socorrido para o Hospital Victor de Souza Breves, no centro de Mangaratiba, onde veio a falecer. Segundo informações, a residência da vítima teria sido furtada durante sua remoção para o hospital. Fato este que equipes da 165a. DP conseguiram localizar o veículo abandonado e posteriormente prendido um suspeito, conforme o investigador da Polícia Civil Mauro Tadeu postou em sua página do Facebook: “A Polícia Civil, desenvolvendo investigação quanto a crime de homicídio provocado por projétil de arma de fogo (ocorrido na noite de 19/02/2018), logrou identificar veículo utilizado na ação criminosa, automóvel sem identificação de chassi; apuração revelou que tal veículo era utilizado por “Jamaica”, vizinho da vítima fatal e também suspeito de traficar drogas, o qual fora localizado, identificado como Renato Valdemar Alves dos Santos, e preso em flagrante por receptação daquele automóvel. A continuidade da investigação revelou pendência de mandado de prisão preventiva por roubo qualificado para Renato, expedido pela 2ª Vara Criminal de Rio das Ostras, ordem judicial imediatamente cumprida. Apuração do homicídio continua em progresso, tendo a identificação e prisão do suspeito caracterizado resultados eficazes das averiguações.”

Adiado

A audiência de instrução e julgamento criminal dos moradores do município Fábio Pontes e Iataanderson, acusados de crime de extorsão contra uma política de Saquarema, foi adiada para 28 de maio, conforme o despacho a seguir: ”Considerando a necessidade de se reorganizar a pauta de audiências, priorizando os processos com réus presos, retire-se o feito de pauta. Redesigno o ato para o dia 28/05/2018, às 14:00 horas. Intimem-se. Ciência ao MP.”

Fora do jogo

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro rejeitou, na sessão plenária dessa quarta-feira os embargos de declaração ajuizados pelo ex-prefeito do Rio Eduardo Paes e pelo deputado federal Pedro Paulo Carvalho. Ambos recorreram contra decisão da Corte que, em dezembro do ano passado, condenou os dois por abuso de poder político-econômico e conduta vedada a agente público nas eleições 2016. Com esta decisão, Paes e Pedro Paulo permanecem inelegíveis por oito anos e deverão pagar, cada um, multa de 100 mil UFIRs (cerca de R$ 106,4 mil). Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral. As informações foram divulgadas pelo TRE.

Anúncios

20 de fevereiro de 2018


Frase do dia

A segurança só para alguns é, de fato, a insegurança para todos. (Nelson Mandela)

Homicídio

Relatos nas redes sociais noticiam que o morador do município conhecido como Henrique Mangaratiba foi morto a tiros na noite de ontem. As informações ainda são bastante desencontradas a respeito do que realmente aconteceu, no entanto, todos os depoimentos são unânimes em assegurar que se tratava de uma pessoa do bem, muito ligada aos esportes.

Versão oficial

A respeito da possível tentativa de assalto que teria acontecido na tarde de domingo no túnel entre Muriqui e Itacuruçá, a Polícia Rodoviária Federal informou oficialmente: “Um carro roubado foi recuperado e um suspeito foi preso pela Polícia Rodoviária Federal, após uma troca de tiros na rodovia Rio-Santos. Equipes do moto policiamento da PRF faziam uma ronda pela rodovia, quando foram acionadas por populares. Bandidos armados com fuzis estariam assaltando motoristas próximo ao túnel de Muriqui. quando os policiais chegaram no local, foram recebidos a tiros por ocupantes de um carro preto. Eles iniciaram uma fuga até o morro do carvão, em Itaguaí. Com apoio do helicóptero da PRF, os policiais conseguiram encontrar o carro usado pelos bandidos. O automóvel estava parado em uma rua dentro da comunidade. No momento em que as equipes se aproximaram do local, um suspeito saiu correndo de dentro do carro, mas foi alcançado. Ele estava com um rádio comunicador e não soube explicar de quem era o veículo. A ocorrência foi encaminhada à polícia civil. A ação faz parte da operação égide, que reforça o policiamento nas rodovias federais do estado. (Polícia Rodoviária Federal/ Núcleo de comunicação social- RJ)

PRF

Toma que o filho é teu

Já a respeito do fato, assim se pronunciou o secretário de segurança do município em uma rede social na noite de domingo: “Atenção! Vamos parar de usar as redes sociais para aterrorizar a população. Não há qualquer anormalidade no túnel de Muriqui. O trânsito está fluindo com absoluta normalidade e sem engarrafamento. Não há qualquer atividade criminosa no local, e nenhum registro feito na 165 DP, e sim em Itaguaí na 50 DP.”

Carta aberta ao interventor

Espero que o Senhor tenha um bom poder de persuasão sobre os membros do MP, do judiciário, e dos parlamentares que só entram em favela, nas vésperas das eleições para pedir voto. Nossa guerra é desleal, não temos treinamento, fardamento, alimentação, apoio logístico, e o pior, não temos apoio da população, por quem sacrificamos nossas vidas diariamente, somos massacrados pela mídia, por policiólogos que só conhecem a violência pela TV, e não temos apoio jurídico para nos defender quando erramos. São frações de segundos que podem transformar um herói, em um vilão. Enfim poderia escrever um livro, sobre a guerra diária no RJ, mas prefiro apenas resumir: tenho 19 anos de serviço (na ponta da lança), tenho alguns autos de resistência, já fui baleado e pude perceber que o momento em que você é socorrido por seus colegas de farda e sua vida está nas mãos dos médicos da rede pública, só Deus mesmo é quem pode decidir se é sua hora ou não. Nós policiais do RJ, estamos à espera de um milagre, mas, enquanto nosso Salvador não volta, temos um General do Exército Brasileiro, enviado com a missão de botar ordem no caos. Estamos todos confiando no Senhor, 01. Bem vindo à Guerra!” (De um sargento da Polícia Militar)

Os dois pratos da balança

O Supremo Tribunal Federal vai avaliar, nesta terça-feira, habeas corpus coletivo de Advogados em Direitos Humanos para grávidas e mães de crianças de até 12 anos. A decisão pode beneficiar 4.560 mulheres presas em todo o país. O caso será julgado na Segunda Turma do STF, composta pelos ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Celso de Mello e Edson Fachin. A tendência é a maioria conceder o habeas corpus, que atingiria apenas presas provisórias – ou seja, que ainda não foram condenadas. Mas a regra admitiria exceções. Ou seja, uma criminosa muito perigosa poderia ser levada para a cadeia nessas condições, se o juiz fundamentar o decreto de prisão com os motivos que o levaram a tomar essa atitude. O assunto ganhou força recentemente, quando Jéssica Monteiro, de 24 anos, foi flagrada com 90 gramas de maconha e foi presa. Um dia depois, ela entrou em trabalho de parto em uma cela com condições insalubres. Foi levada a um hospital e, dois dias depois de ter parido, voltou a ser presa. Jéssica é ré primária e mãe de um menino de três anos. Também faz parte do habeas corpus coletivo o caso de Cristiane Ferreira Pinto, grávida de 9 meses e mãe de dois filhos – um de sete e outro de um ano -, que está presa preventivamente desde 28 de janeiro no presídio feminino de Franco da Rocha por furto de comida em um supermercado. (Fonte: Diário do Poder)

18/19 de fevereiro de 2018


Nota: O blog deverá ficar sem notícias locais até quinta-feira, em virtude de uma pequena viagem de seu redator.

Frase do dia

O Brasil ficou entre os oito melhores do mundo no futebol e ficou triste. É o 85º. Em educação e não há tristeza. (Cristóvam Buarque – senador)

Dois pesos

Apesar de a justiça ser representada por uma balança e olhos vendados, o que significaria absoluta indiferença à posição social de quem está sob julgamento os fatos do cotidiano não deixam nenhuma dúvida: Há uma justiça para os poderosos e outra para os pobres. Jessica Monteiro, 24 anos foi detida em flagrante com cerca de 90 gramas de maconha. No fim da tarde, foi levada para a Penitenciária Feminina de Santana. No domingo, quando estava marcada a audiência de custódia na Justiça, Jéssica entrou em trabalho de parto e foi escoltada até o Hospital Municipal Inácio Proença de Gouveia, onde deu à luz ao filho. Ao mesmo tempo, seu advogado de defesa compareceu à audiência pedindo a liberdade da cliente. O juiz Claudio Salvetti D’Angelo, no entanto, negou, transformando a prisão em flagrante em preventiva, alegando “personalidade dotada de acentuada periculosidade” do casal. Depois de dar à luz, Jéssica foi levada com o recém-nascido de volta à carceragem da delegacia, já na terça-feira. Desde então, ela e o bebê passaram mais de um dia em uma cela de cerca de dois metros quadrados, suja, com mau cheiro, dormindo em uma espuma no chão com alguns cobertores, isolados dos outros presos. Policiais que trabalham na delegacia auxiliavam com água morna para limpar o bebê, porém o local não dispunha de higiene.

Dois pesos II

A dona da clínica de vacinação presa na quarta-feira em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, por suspeita de aplicar falsas doses de vacina, teve a prisão preventiva convertida para domiciliar. A decisão é da juíza Angela Roberta Paps Dumerque, substituta na 2ª Vara Criminal do Fórum da cidade. De acordo com a magistrada, Luciana Sandrini Rihl, de 37 anos, enquadra-se na previsão legal que estabelece a prisão domiciliar, já que possui dois filhos na faixa dos 10 anos de idade. A suspeita também terá o passaporte apreendido. Ela estará proibida de deixar sua residência sem autorização judicial e de comunicar-se com a empresa, funcionários ou clientes da clínica. Está também vedada a utilização de meios de comunicação. De acordo com o diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais, Luciana, que é farmacêutica, aplicava falsas doses de vacina. Ela usava as seringas vazias.

Dois pesos III

No topo de um dos lados da lista está advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, que deixou a Cadeia Pública José Frederico Marques, na zona norte da capital fluminense, em fins de dezembro, após ser beneficiada com decisão do ministro Gilmar Mendes que disse considerar o fato de que Adriana é mãe de dois filhos, com 11 e 14 anos, respectivamente. No outro prato da balança, mais de seiscentas mulheres, que têm filhos abaixo de doze anos, continuam presas em regime fechado.

 Intervenção

Muito se fala, muito se discute, muito se especula quanto à intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. É preciso deixar claro que esse procedimento não significa que o exército vai substituir as polícias civil e militar no combate aos crimes no estado. O interventor, comandante militar do leste, é que passou a ser o principal responsável por todas as operações policiais, de inteligência e combate ao crime organizado no estado. Os mecanismos que ele utilizará para isso serão as mesmas polícias civil e militar, policiais federais, força nacional e forças armadas, as mesmas que já estavam à disposição do governo do estado através do decreto de Garantia da Lei e da Ordem.

Intervenção II

A intervenção decretada pelo presidente Michel Temer começou a ser pensada quando o ministro Torquato Jardim fez uma grave revelação, no fim de outubro: o comando da Polícia Militar do Rio de Janeiro era produto de negociação de deputados estaduais suspeitos com o crime organizado. Houve protestos do governo Pezão e de oficiais da PM, mas o ministro estava bem informado, sabia o que dizia. O interventor, general Braga Netto, tem autonomia para nomear quem considerar mais adequado para o comando da PM do Rio. Temer resistia à intervenção, mas a opção era lembrada no Planalto sempre que a criminalidade mostrava suas garras no Rio de Janeiro. Temer afastou sugestões para decretar Estado de Defesa e até Estado de Sítio. Essas opções só serão avaliadas se a intervenção fracassar. (Fonte: Diário do Poder)

Intervenção III

O general Augusto Heleno, que foi comandante das forças da ONU no Haiti e comandante militar da Amazônia, advertiu para a necessidade de oferecer às forças de intervenção segurança jurídica, para que não sejam responsabilizados por cumprirem a missão. Ele lembrou que o Rio de Janeiro vive uma situação de guerra civil e que o Exército deve tomar todas as medidas que forem necessárias para neutralizar as quadrilhas armadas que controlam as favelas cariocas, por isso ele sugere, como primeira medida, o aviso de que pessoas armadas serão consideradas inimigas da sociedade e que poderão ser alvejadas. Ele sugeriu três medidas a serem adotadas pelo general Braga Netto, interventor. A primeira delas seria essa advertência àqueles bandidos que exibem suas armas, nos morros. A segunda providência seria garantir ao interventor meios aéreos, helicópteros armados, e finalmente disponibilizar ao seu comando as forças especiais do Exército, de elite.

17 de fevereiro de 2018


Frase do dia

Digamos não a uma economia de exclusão e desigualdade, onde o dinheiro reina em vez de servir. Esta economia mata. (Papa Francisco)

Horário de verão

Termina hoje, à meia noite, a edição 2017/18 do horário de verão. Iniciado em 15 de outubro do ano passado, acaba na primeira hora deste domingo. À meia-noite, entre sábado e domingo, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem atrasar o relógio em uma hora. O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-.

Profético

Não vai demorar muito para os esquerdopatas começarem a gritar que a intervenção militar no Rio de Janeiro é o início de um golpe militar no Brasil! (Sérgio Prata)

Enel

Comunico publicamente à população de Mangaratiba meu repúdio ao péssimo serviço prestado pela ENEL ao município, o que ocasionou diversos transtornos aos moradores e visitantes nos últimos dias com a interrupção frequente e por várias horas no fornecimento de energia elétrica. Unindo forças com os demais vereadores da Câmara Municipal, registrarei denúncia e pedirei providências à ouvidoria da ENEL, à ANEEL, que regula e fiscaliza as concessões do setor elétrico e ao Ministério Público. Todos juntos por melhores serviços básicos fornecidos à população de Mangaratiba! (Wlad da pesca, vereador)

Convite à participação

O Conselho Comunitário de Segurança se reunirá no dia 21 de fevereiro, às 19.00hs, no Iate Clube De Muriqui. Estarão presentes os responsáveis pelas polícias civil e militar, os quais tem obrigação com a segurança pública. É importante a presença da sociedade com informações, preferencialmente escritas e podendo ser anônima. Exemplificando, pessoas suspeitas de atividade criminal, solicitações feitas e não atendidas pelas polícias e etc. Não adianta comparecer para apenas cobrar efetivo, pois esse reivindicação não é competência e atribuição dos dirigentes locais das polícias em nosso município. Só o estado pode melhorar o efetivo, colocando-o conforme incidência criminal ou de acordo com a “força política ” do município. Essa força e unidade é verificada com a eleição de deputados estaduais e federais. Infelizmente, isso não ocorre em Mangaratiba em razão do número de eleitores. (Vitor Carvalho – Secretário de Segurança)

A imagem

Descrição da rodovia Rio Santos em um site de destinos turísticos, mostra o quanto os municípios da região deixam a degradação tomar conta daquele que poderia ser um dos principais motores da economia local. Diz o site: “A rodovia Rio-Santos é um trecho da Br-101 repleta de paisagens e lugares cinematográficos. Uma estrada com muitas curvas e agradáveis surpresas. As cidades que a compõem são a tradução da vida caiçara com todos os seus toques charmosos típicos. Verde e azul são as cores predominantes em todos os trechos. A Rio-Santos não é um ponto ligado a outro; a própria rodovia é o atrativo. Muita história, vilas de pescadores, praias intactas, matas preservadas, inúmeras cachoeiras, igrejas centenárias, ilhas incríveis, tudo isso em 496 quilômetros. A velocidade é relativa, o tempo é relativo e, muitas vezes, a volta para casa é relativa. Há muito que explorar.”  (http://www.cidadeecultura.com/rio-santos-dicas-o-que-fazer/)

A realidade

Há duas décadas, um empreendedor imaginou organizar um percurso turístico, especialmente para europeus, tendo como “tema” central a rodovia Rio x Santos. Começaria no Rio de Janeiro ou em São Paulo, com paradas obrigatórias para hospedagem em Itacuruçá, Ilha Grande e Ilhabela. No último dia, se em São Paulo, a atração final seria a ida a uma das famosas churrascarias da capital, se no Rio de Janeiro, o ensaio de uma escola de samba. Apesar de ser uma ideia promissora, ele abandonou os planos diante do estado de abandono da própria rodovia no trecho entre Itacuruçá e Paraty.

Cautela e caldo de galinha

O Juizado Especial Cível  da Comarca de Feijó julgou procedente o pedido formulado na reclamação nº 0001815-96.2017.8.01.0013, condenando, assim, o reclamado ao pagamento de indenização por danos morais em decorrência de postagens ofensivas realizadas na rede social Facebook. Ao analisar o caso e as provas reunidas durante a instrução processual, o juiz de Direito Alex Oivane entendeu que as postagens realizadas pelo reclamado no Facebook foram de fato ofensivas à honra e imagem do reclamante, principalmente porque este não foi indiciado ou alvo de denúncia do Ministério Público por suposta participação em crime passional. Dessa forma, o magistrado sentenciante considerou que a afirmação do reclamado na postagem baseou-se em “falácias” de populares, não encontrando esteio na verdade real dos fatos. (Fonte: Âmbito Jurídico)

Poder paralelo

Faixa colocada ao lado de uma lixeira na favela do Sapo. “Lixo no chão, tiro na mão!” Aqui em Mangaratiba, especialmente nos finais de semana de casa cheia, ia ter muita gente de mão furada a bala.

Lixo

16 de fevereiro de 2018


Frase do dia

‘Ele voltou a suar, como se estivesse espumando, feito um cavalo desembestado, convocou adoradores, dependentes, para a velha modalidade de ação heroica – camisa de partido, candidatura, comício, farisaísmo – na tentativa desesperada de incinerar a sentença e botar fogo na pavorosa jornada da Justiça de ousar apontar o dedo para quem sempre fez o que quis e nunca foi tão adequadamente contrariado’ (Paulo Delgado, ex-deputado do PT)

Curioso não. Coerente

Diz um leitor via área de comentários do blog. “Curioso. O editor costumeiramente publica criticas de uma senhora que era critica de um governo, integrou o governo sucessor que não disse a que veio, ou talvez melhor descrevendo, veio para mostrar que não estava nem aí para a cidade e agora ela volta a fazer constantes críticas ao atual governo, não sem razão, mas sem autoridade para tal pois, o governo ao qual ela integrou foi péssimo.” A questão, assim posta, mais parece que as pessoas deveriam ser escravas de suas posições políticas, sem reconhecer avanços dos adversários ou erros de seu próprio grupo político. A administração do Dr. Ruy Quintanilha efetivamente não foi das melhores pára Mangaratiba, mas teve seus acertos. A administração do atual prefeito certamente também terá acertos e erros. Cidadãos conscientes sempre saberão separar o joio do trigo.

Cadê o dinheiro

Uma fonte da Cãmara Municipal de Mangaratiba assegura que a arrecadação municipal de 2017 foi de mais de 306 milhões. A pergunta desse observador é simples e dirteta: “Onde foi parara esse dinheiro?”, já que passamos todo o ano passado ouvindo a justificativa de que nada acontecia no município por conta da falta de recursos.

O império contra ataca

Um dia depois das seguidas interrupções no fornecimento de energia no município, a Enel, na “maior cara de pau”, publicou o seguinte anúncio nas redes sociais: “As lâmpadas da sua rua não estão funcionando ou com defeito? A Prefeitura é responsável pela manutenção destas áreas públicas! Basta entrar em contato com a central da sua cidade e solicitar o reparo”.

Enel

Prepara, agora, chegou a hora

O povo Nilopolitano esta querendo que esse ônibus vá para rodoviária de Nilópolis linha 450 Itacuruça. Pública ai no face pra quem gosta de ir na praia de Itacuruça e Muriqui. Seria uma boa ele sair da rodoviária de Nilópolis. Mande essa publicação para empresa Ponte Coberta que fica em Cosmorama próximo ao campo do América. (Da página: Amigos de Nilópolis no facebook)

Gente que pensa

Fundador do Partido dos Trabalhadores e ex-deputado federal constituinte, com seis mandatos pelo PT de Minas Gerais, o sociólogo e cientista político Paulo Gabriel Godinho Delgado escreveu um artigo, divulgado no site Diário do Poder, em que descreve como “soberba banal e vitimização” algumas das atitudes do ex-presidente Lula e de seus seguidores, diante das condenações, crimes e escândalos produzidos pelo líder petista no Brasil, que foi condenado a mais de 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. No texto que toma emprestado o título do livro de Willian Faulkner, “Enquanto Agonizo”, Paulo Delgado não diz o nome de Lula, mas faz uma análise minuciosa do que afirma que se passa no PT, na cabeça do ex-presidente e no País. A análise compara com contundência o comportamento de Lula ao de “um pai brutal”, personagem de Faulkner, que “impõe a todos um enterro sem fim, não deixando a vida de ninguém fluir sem ter de pensar no seu egoísmo doentio”.

Segue

Diz o ex-deputado: “Um partido de esquerda moderno e com capacidade de diálogo deve parar de tratar de forma errada o erro. E reconhecer que um período de governo com um presidente deposto, três ex-presidentes da Câmara, senadores e inúmeros ministros de Estado presos ou processados, dirigentes partidários e governadores confinados ou envolvidos, a maior empresa do País dilapidada, a autoridade olímpica nacional presa, o bilionário do período encarcerado, a Copa investigada, fundos de pensão arruinados, o BNDES um clube de amigos, grandes empresários condenados, frugal intimidade com ditadores, etc., não foi um período virtuoso. O que “o líder” quer é o refluxo da identidade perdida, fugir da responsabilidade confinado na condição de perseguido. Pelo alto, espalha simulacros de habeas corpus, certo de que a Justiça dos privilegiados prevalece e o ressuscita, como Lázaro. Por baixo, mantém agitada a agonia, seguro de que a manipulação do povo reabsorve a desordem que ele criou e a dissolve na sociedade até sumir sua autoria.” (Paulo Delgado, sociólogo e ex-deputado federal pelo PT-MG)  Para ler o artigo completo, siga o link http://www.diariodopoder.com.br/artigo.php?i=63626180018

15 de fevereiro de 2018


Frase do dia

Rio de Janeiro, cidade que nos seduz. De dia falta água, de noite falta luz. (Vítor Simon e Fernando Martins, há sessenta anos)

Portas abertas

Sem repetir a operação conjunta, realizada pelos municípios da Costa Verde, neste ano de 2018 apenas as Secretarias de Turismo e Segurança e Ordem Pública de Paraty mantiveram operação de controle de ônibus, micro ônibus e vans de turismo durante o carnaval. Em fiscalização realizada desde o último sábado, foram autuadas e notificados diversos veículos em situação irregular.

Então, tá

Então tá. Mangueira, escola do meu coração, novamente no miolo da classificação. Então tá. O carnaval que sempre me dá motivos para fazer textão, esse ano me nocauteou de tão ruim. Quase um pesadelo! Sem dúvida alguma um dos piores. O outro horror foi o de 2012. Naquele foi a falta de profissional para executar e sempre acompanhado da tese de que “qualquer coisa tá bom”.  Neste, foi a falta de tudo, inclusive o de saber quais são as responsabilidades que o executivo deve ter patrocinando ou não o evento. O estado do Rio como um todo, está à deriva e sua capital derrama para os demais municípios todo seu horror, levando os mais “dóceis” a crerem que nada pode ser feito. Acostumam-se com a desenfreada violência, que já vem arrombando a porta de nosso município e nem queremos notar! Reclamar? Não se satisfazer com isso? Sim! Sempre! Tudo foi uma “titica”! Abastecimento de água, energia elétrica, abandono e silêncio. Ah! Falta de água sempre tem. Falta de luz sempre tem. Fedorência sempre tem. Sujeira sempre tem. Nesse ritmo de crescimento avassalador, foi o recordista! O município este ano atraiu o que há de mais esquisito. É o famoso boca a boca. Lá a gente pode tudo. Vamos porque lá é “nois”. Lá a gente pode porque a gente paga. Lá não tem regras, ordenamento, rigor e organização. Só acontece alguma ação fora ta temporada e durante a semana. Enfim, para refletirmos, a gestão de um ano se reflete no verão do outro ano. Percebem? As ações espetaculosas para serem publicadas na página oficial da prefeitura ou de seus gestores, não modificam a realidade que vivemos e ainda passam a não transmitir confiança! E para não ser taxada de pessoal do contra, mesmo sendo oposição a este governo, digo que o Secretário de Segurança, me remeteu a Olimpíada de Los Angeles em 1984, e que emocionou a todos, quando a corredora obstinada, cruzou a linha de chegada sem condições de dar mais nenhum passo e aplaudida por todos, mesmo não tendo conseguido seus objetivos. E para terminar, lembro que o show de cidadania e união foi dado pela ACECEM, que realizou um carnaval de pura alegria com espaço para a diversão saudável e agregadora de conceitos que devem ser assimilados por todos! Que fique para o prefeito o aprendizado e a dica. O planejamento do carnaval de 2019, começa hoje! (Leila Castro, via facebook)

Atenção Prefeitura!

Se tratando de saúde o meu sangue sobe, estou muito triste com essa humilhação que a prefeitura de Mangaratiba está fazendo com os pacientes que fazem hemodiálise em Angra dos Reis, não é a primeira vez que isso acontece. Novamente o carro que leva os pacientes para Angra quebrou, quem faz hemodiálise sabe que é brabo, olha a situação do paciente depois de uma hemodiálise, coitado está na rua esperando algum carro da prefeitura resgatar. Cristina Magalhães, Lidiane secretária da saúde, este senhor poderia ser o pai de vocês! Pensem nisso! (Margareth Coelho)

Crueldade

Assalto na madrugada terça-feira por volta das 4h30min, próximo ao Dom Zelittu’s. Segundo informações, bandidos colocaram madeira na pista, esticaram um fio de arame. Duas motos caíram na armadilha, (ambas com casal). Espancaram os 2 homens. Uma das mulheres, conseguiu se rastejar para o acostamento a outra, o carro que veio atrás atropelou. Roubaram tudo, moto e pertences.Um dos homens Paulo Cesar (conhecido como PC) está internado, mas não corre risco de vida. Sua esposa (Juliana Pontes) infelizmente, morreu. Todos moradores de Itaguaí (Lincoln Macedo na página: Acontece Itaguaí)

Manobras

A defesa de Lula, ao passar a contar com o jurista Sepúlveda Pertence pode estar tentando armar um bote para tirar do caminho a presidente da Corte. A defesa do petista escolheu o advogado Sepúlveda Pertence por alguns motivos. Primeiro para tentar mudar o conceito de alguns ministros da Corte sobre a condenação em segunda instância e um outro motivo curioso e ao mesmo tempo grave seria para tentar causar a suspeição de Cármen Lúcia. Pertence é primo de terceiro grau da ministra e ela poderia se declarar suspeita para julgar Lula. Vale ressaltar que Cármen é um voto contra o ex-presidente e tirá-la do caminho seria um ponto positivo para o petista. Em julho do ano passado, a presidente da Corte acabou se declarando suspeita sobre o julgamento do caso do senador Eduardo Braga, apenas porque Braga tinha como advogado Pertence. Ela declarou motivo de foro íntimo. A estratégia de Lula é que ela tenha a mesma atitude agora. Um ponto relevante é que no artigo 144 do CPC, o impedimento só aconteceria se o advogado já estivesse junto com Lula no início do processo e não entrando agora. Se for notado também que o novo advogado entraria no caso apenas para causar a suspeição da ministra, isso não poderá ser aceito pelas regras constitucionais. (Fonte: O Antagonista)

14 de fevereiro de 2018


Frase do dia

No Brasil, como se sabe, o verdadeiro dia primeiro de janeiro é a quarta-feira de cinzas – à tarde. (Luiz Fernando Veríssimo)

Balanço do carnaval

Chamou a atenção dos moradores a infinidade de churrasqueiras instaladas no calçadão de Itacuruçá na segunda e terça=feira.

Balanço do carnaval II

A invasão de flanelinhas oriundos de Itaguaí que se instalaram na Marina e Brasilinha, chegou a render um momento de non-sense, testemunhado por um morador. Observou ele que policiais abordaram e revistaram um indivíduo que estava ao lado de uma placa indicando “estacionamento seguro” no interior da Marina. A “segurança” prometida era assegurada por dois outros indivíduos em motocicletas, um deles visivelmente armado mas que, em nenhum momento foram abordados pela polícia.

Balanço do carnaval III

A  experiência do “empreendimento” dos flanelinhas oriundos de Itaguaí parece ter sido tão produtiva que, na terça-feira, eles “expandiram o negócio”, derrubando mais um trecho de muro da ferrovia para ali instalar mais veículos.

Balanço do carnaval IV

A  terça-feira de carnaval foi mais um dia de várias interrupções no fornecimento de energia. Comerciantes de moradores reclamam que tiveram muitos eletrodomésticos queimados, o que lhes dá o direito de cobrar da empresa a substituição dos equipamentos danificados sem nenhum custo, conforme previsto no Código de Defesa do Consumidor. O primeiro passo necessário é registrar o fato junto à empresa. O registro do protocolo vale como uma prova de que houve um contato do consumidor com a empresa, tornando-se relevante informá-lo à Justiça na hipótese da pessoa entrar com alguma ação de reparação de danos morais e/ou materiais. Inclusive porque a ANEEL, que é a agência reguladora do setor elétrico, exige que o usuário abra uma reclamação prévia junto à concessionária para tratar do problema.

Quaresma – propósitos

A Quaresma

Depois do carnaval

É de Jorge Viana, a manobra que, nos últimos dias, ganhou fôlego no seio do PT. Para escapar da prisão, hoje iminente, Lula buscaria o asilo diplomático em países camaradas. De lá, discursaria ao seu séquito como “exilado político”, até retornar ao Brasil em momento de mais calmaria, ou depois de costurar um acordão político-jurídico que o livrasse definitivamente da cadeia. Embora tenha dito, recentemente, que “a palavra fugir não existe” em sua vida, Lula gostou do que ouviu e passou a considerar seriamente a hipótese. A proposta de Viana foi recepcionada no partido como cafezinho quente e açucarado em sala de espera. Tanto que logo ganhou adeptos no petismo: o ex-ministro José Dirceu, também condenado em segunda instância, mas que ainda segue livre, foi um dos que endossaram a “saída pelo asilo”, à revelia da lei. Na última semana, passou a propagar a tese, que se espalhou no PT como rastilho de pólvora. Entre as nações dispostas a receber Lula, estariam a Venezuela, Bolívia, Equador e Cuba, além de países do continente africano onde o petista poderia fixar residência como Argélia e Etiópia. Este último, destino para onde o ex-presidente tinha até viagem marcada. Lá daria uma palestra sobre corrupção, tema que, a julgar pelas recentes decisões judiciais, ele domina como poucos. Mas capitulou, depois que o juiz Ricardo Leite cassou-lhe o passaporte – já devolvido. Face à impossibilidade de se dirigir aos etíopes pessoalmente, Lula gravou um vídeo em que dourou a narrativa persecutória, o suficiente para angariar apoios e receber convites de hospitalidade.