23 de novembro de 2017


Frase do dia

Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol. Ambos existem; cada um como é. (Fernando Pessoa)

Olho vivo

Nas recorrentes recomendações da Defesa Civil quanto às chuvas fortes, a principal não se refere ao dia em que elas são mais intensas, mas aos dias seguintes, quando o solo já está muito encharcado e poucas chuvas intermitentes podem provocar os temidos escorregamentos. Essa está sendo a situação de Mangaratiba nestes dias posteriores à grande precipitação de domingo para segunda. Hora de manter o alerta em estado máximo.

Enverga mas não quebra

Uma das melhores notícias dos últimos tempos foi essa postagem numa rede social. Não tanto pelo conteúdo, reclamação constante dos moradores de Mangaratiba, mas por quem a postou, a guerreira Babi Melo que, por problemas de saúde, esteve afastada da política municipal nos últimos anos. Diz ela, com a mesma garra de sempre, apesar dos problemas de saúde: “Cadê os remédios dessa cidade. Tá faltando tudo. Senhor prefeito tem alguma coisa errada. Não tem no ESF, na farmácia do posto na secretaria de saúde. O município está vivendo de que? De curandeirismo? Isso está uma bagunça. Não justifica, porque aqui é um lugar menor que o Rio. Só sabem cobrar os impostos, mas na hora que a gente precisa do remédio não tem. Gostaria muito de saber onde está esse medicamento. Remédio de pressão, coração, analgésico e outros, não tem de jeito nenhum. Quero saber quem pode responder por isso.” (Baby Melo – via facebook)

Itacuruçá na Band

A historiadora Miriam Bondim comunica que participou de uma reportagem da TV Bandeirantes sobre a igreja de Santana, em Itacuruçá que deve ir ao ar hoje ou amanhã, no noticiário “Jornal do Rio” de 18:50.

Alto comando

Estão finalmente reunidos na cadeia de Benfica, os principais políticos que dominaram o Rio de Janeiro nas duas últimas décadas. Como o noticiário local e nacional tem destacado, estão presos três ex-governadores e três ex-presidentes da Assembleia Legislativa do Estado. Os três ex-governadores são, Sérgio Cabral, Antonhy Garotinho e Rosinha Matheus Garotinho. Os três ex-presidentes da Alerj são, Sérgio Cabral, Paulo Melo e Jorge Picciani.

Alto comando II

A Polícia Federal cumpriu na manhã dessa quarta-feira mandados de prisão preventiva contra os ex-governadores do Rio Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, ambos do PR. Eles são acusados, ao lado de outras seis pessoas, de integrarem uma organização criminosa que arrecadava recursos de forma ilícita com empresários com o objetivo de financiar as próprias campanhas eleitorais e a de aliados, inclusive mediante extorsão. Uma das pontas do esquema foi revelada pelo delator Ricardo Saud, diretor de Relações Institucionais da JBS, que contou, em depoimento na Superintendência da PF no Rio no dia 24 de agosto, que repassou R$ 2,6 milhões, via caixa dois, à campanha de Garotinho ao governo do estado em 2014. O dinheiro da JBS, segundo Saud, fazia parte de um montante de R$ 20 milhões usado pela empresa para comprar o apoio do PR ao PT na eleição de 2014. Os recursos representavam uma “poupança” referente a benefícios irregulares conquistados pela empresa, como linhas de crédito no BNDES. Garotinho e Rosinha são acusados ainda de corrupção passiva, extorsão, lavagem de dinheiro e pelo crime eleitoral de omitir doações nas prestações de contas. Há ainda um mandado de prisão contra o ex-ministro dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues, presidente nacional do PR. A investigação aponta que ele intermediou o repasse ilícito à campanha do ex-governador em 2014.

Verve carioca

Apesar das enormes dificuldades enfrentadas pela população, especialmente nas áreas da saúde e segurança pública por conta dos monumentais desvios decorrentes de corrupção, o carioca ainda consegue rir da própria situação. Duas dessas “pérolas” circulam nas redes sociais. A primeira é a pergunta: “Já que três ex-governadores e três ex-presidentes da Alerj estão presos ao mesmo tempo, será que terão direito a pedir música no Fantástico?” A segunda, um diálogo entre mãe e filho: “Mamãe, quer dizer que ele já roubava assim desde garotinho? Não, meu filho, desde Cabral. Mas roubavam mesmo “na mão grande”? Não, meu filho o pé é que era grande”

Utilidade pública

Saiba com quem reclamar, reivindicar, sugerir ou elogiar diretamente aos auxiliares do prefeito e seus representantes em cada segmento do poder público municipal. Esse texto estará também, a partir de hoje, na página “serviços”, ali na guia superior do blog

Secretaria Municipal de Administração e Suprimentos – Telefone: (21) 2789-6000 R: 214
E-mail: administracao@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca – Telefone: (21) 2789-6000 R: 424 E-mail: agriculturaepesca@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos – Telefone: (21) 2789-6000 R: 285 E-mail: acaosocial@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico – Telefone: (21) 2789-6000 R: 311 E-mail: sicti@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Comunicação Telefone: (21) 2789-6000 R: 303 E-mail: ascom.mangaratiba@gmail.com

Controladoria Geral do Município Telefone: (21) 2789-6000 R: 401 E-mail: controladoria@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Educação Telefone: (21) 2789-6000 R: 280 E-mail: educacao@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Fazenda Telefone: (21) 2789-6000 R: 238 E-mail: fazenda@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Finanças Telefone: (21) 2789-6000 R: 234 E-mail: financas@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria de Gabinete do Prefeito e do Vice-Prefeito Telefone: (21) 2789-6000 R: 203
E-mail: gabinete@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Meio Ambiente Telefone: (21) 2789-6000 R: 247 E-mail: meioambiente@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Obras Planejamento e Urbanismo Telefone: (21) 2789-6000 R: 249/250 E-mail: obras@mangaratiba.rj.gov.br

Procuradoria Geral do Município Telefone: (21) 2789-6000 R: 225 E-mail: procuradoria@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Telefone: (21) 2789-6000 R: 510
E-mail: saude@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito e Ordem Pública Telefone: (21) 2789-6000 R: 308
E-mail: seguranca@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Transportes Telefone: (21) 2789-6000 R: 268
E-mail: servicospublicos@mangaratiba.rj.gov.br

Secretaria Municipal de Turismo, Cultura, Eventos, Esporte e Lazer Telefone: (21) 2789-6022
E-mail: turismoadm@mangaratiba.rj.gov.br  (Fonte: Site oficial da Prefeitura Mangaratiba)

 

Anúncios

22 de novembro de 2017


Frase do dia

Política é uma questão muito séria para ser deixada apenas para os políticos. (Charles De Gaulle)

Utilidade pública

O programa de Artesanato do estado do Rio de Janeiro, promovido pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ/ TurisRio), estará novamente em Mangaratiba, desta vez para entregar a Carteira Nacional de Artesão para aqueles que se cadastraram em julho passado. O artesão que não pôde se cadastrar na ocasião, fique atento, pois o Programa do Artesanato do Estado deverá voltar em 2018 com uma nova rodada de cadastramento. O programa tem o objetivo de reconhecer o artesanato como atividade econômica, com foco em ações voltadas para a geração de empregos e melhoria da renda familiar. A entrega das carteiras acontecerá no dia 23 de novembro, a partir das 10 horas, no Centro Cultural Cary Cavalcanti, no centro de Mangaratiba. (Fundação Mário Peixoto)

Gastança

Um internauta atento e no papel de fiscalização dos gastos públicos, constatou que, em apenas onze meses, os vereadores de Mangaratiba gastaram quase seiscentos mil reais em diárias e viagens o que dá, em média, para cada um, cerca de quatro mil reais por mês.

Biometria

Alerta da Justiça Eleitoral. São falsas as notícias de que todos os eleitores terão de comparecer ao cartório eleitoral para recadastramento biométrico até o próximo mês de dezembro, sob pena de pagamento de multa.

Descrença

Levantamento Paraná Pesquisa revelou potencial de renovação acima de 70% nas eleições de 2018. De acordo com o levantamento, 71,5% dos entrevistados não votariam no mesmo candidato ou partido de 2014. No caso de deputados federais, o percentual sobe para 71,6% e 71,9% acreditam que o Brasil terá uma renovação política no ano que vem. A expectativa de renovação é reforçada pelos 54,7% que afirmaram ser alta ou muito alta a probabilidade de votar em um candidato estreante.

Partidos e políticos

Questionados sobre os partidos políticos atuais, 84,8% responderam que eles não representam, de fato, a população. Sobre os políticos no poder, 81,9% dos entrevistados afirmaram que eles não representam os interesses dos eleitores. Entre os nomes fora da política, o juiz federal Sérgio Moro é o que teria mais chances de receber o voto dos entrevistados. Com 35,5% de chances de ser votado, o magistrado foi o único a superar o “nenhum”, que teve 29,7%. A Paraná Pesquisas ouviu 2.120 eleitores de 145 municípios nos 26 Estados e no Distrito Federal entre os dias 15 e 19 de novembro.

Ghostbusters – os caça-fantasmas

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Coordenadoria de Auditoria de Pessoal Municipal, realizará, em cumprimento ao Plano Anual de Auditorias – PAAG 2017, auditoria governamental, na modalidade acompanhamento, nas 91 prefeituras e câmaras municipais fluminenses. O objetivo será verificar a legalidade das folhas de pagamento no que concerne especificamente à acumulação de remunerações e/ou proventos, bem como a eventuais pagamentos atribuídos a servidores já falecidos. Os ofícios de comunicação de início da referida auditoria, assim como a descrição dos arquivos a serem encaminhados, serão enviados aos titulares dos órgãos. (Fonte: TCE-RJ)

Vai mudar

O Plenário do Senado aprovou nessa terça-feira dois projetos de lei que instituem o voto distrital misto nas eleições proporcionais. As regras valem para a escolha de vereadores e deputados estaduais, distritais e federais, mas não serão válidas para as eleições de 2018. O sistema distrital misto combina o voto proporcional com o distrital. De acordo com a proposta, o eleitor vai fazer duas escolhas na urna: o candidato de seu respectivo distrito e o partido de sua preferência. As cadeiras das casas legislativas serão preenchidas primeiramente pelos candidatos eleitos pelo voto distrital. Esgotadas essas vagas, as cadeiras remanescentes serão distribuídas entre candidatos dos partidos mais bem votados. De acordo com o texto, o número de representantes distritais deve corresponder à metade do número de cadeiras de cada circunscrição, arredondando-se para baixo no caso de números fracionários. Por exemplo: no caso de Mangaratiba, com quatorze cadeiras de vereador, sete serão escolhidos na modalidade do voto distrital. A proposta delega à Justiça Eleitoral a missão de demarcar os distritos, que precisam ser geograficamente contíguos. A divisão deve seguir como critério o número de habitantes. Entretanto, existem duas emendas que podem inviabilizar uma representação mais efetiva de cada um dos nossos distritos, uma que elimina a figura do suplente para os candidatos a cargos proporcionais e outra que estabelece que, no caso dos vereadores, o voto distrital vale apenas em municípios com mais de 200 mil eleitores. (Com informações da Agência Senado)

 

21 de novembro de 2017


Frase do dia

Uma discussão prolongada significa que ambas as partes estão erradas. (Voltaire)

Atenção

Alerta a Defesa Civil de Mangaratiba que, devido ao acumulado de chuva de mais de 140mm nas ultimas 48 horas, os moradores de áreas de risco de deslizamentos, em caso de identificação de qualquer anormalidade como deslizamentos de qualquer natureza, inclinação de árvores, postes e muros, devem acionar imediatamente a Defesa Civil municipal através do telefone 199.

Atenção II

De acordo com os sites especializados em meteorologia, toda a semana deve ser chuvosa no município. Isso significa que, depois das chuvas fortes da madrugada de domingo para segunda-feira, o solo encharcado pode acabar se movimentando em escorregamentos mesmo com chuvas menos intensas. Parabéns à Defesa Civil Municipal por ter realizado simulações antes da temporada de chuvas mais fortes.

Ruínas

Hoje fui verificar o estado de conservação das ruinas que ainda existem na região da Praia do Saco, bairro de Mangaratiba. Fiquei muito entristecido em ver o nosso patrimônio histórico a cada dia se perdendo, devido ao abandono e atos de depredação, tipo as pichações. Falta um projeto de aproveitamento turístico da área, capaz de atrair para lá um comércio de alimentos, lanches, degustação, artesanato e eventos culturais capazes de trazer um movimento permanente de pessoas ao local. Façamos algo enquanto ainda há tempo!(Rodrigo Âncora da Luz)

Ruínas II

É recorrente a percepção de que os políticos de Mangaratiba só pensam na próxima eleição e, nunca, na próxima geração. Mangaratiba é um município brasileiro que teve importância fundamental na formação do Brasil dos nossos dias, seja nos tempos do Brasil colônia, quando era domínio do comendador Breves e seus mais de seis mil escravos, seja na pujança econômica de ser um dos locais onde havia teatro, solares e muita riqueza. O fato é que, fora alguns esforços da Fundação Mário Peixoto em resgatar essa memória, nenhum político assume qualquer tipo de projeto de longo prazo que tenha como objetivo resgatar nossa história cultural. O exemplo mais evidente aconteceu ontem, quando, no dia nacional da consciência negra, 20 de novembro, nada aconteceu em Mangaratiba, além da tradicional feijoada da Marambaia (embaixo de chuva). Em Alagoas, na Serra da Barriga, onde existiu o Quilombo dos Palmares, a festa, a cada ano, se impõe como marco da presença e contribuição negra à formação do Brasil ganhando destaque até no noticiário nacional e movimentando a economia da pequena didade de União dos Palmares.

O exemplo

Há trinta anos, o município de União dos Palmares, em Alagoas, vivia na dependência das usinas de açúcar, comandada por “coronéis”. Sua população, de pouco mais de trinta mil habitantes, ou se submetia ao trabalho nos canaviais, ou migrava para outras cidades. Com a aproximação do centenário da abolição da escravatura, em 1988, grupos de lideranças do movimento negro nacional iniciaram uma espécie de peregrinação ao local onde existiu o mais importante quilombo de resistência à escravidão. Com o correr dos anos, visitar a Serra da Barriga passou a ser destino turístico, não só por ocasião do Dia Nacional da Consciência Negra. O município, com o apoio da Fundação Palmares e do Ministério da Cultura, criou um parque temático no alto da serra, onde se presume ficava a praça central do quilombo. Hoje, União dos Palmares tem como sua atividade econômica principal justamente o turismo. Já por aqui, durante décadas do Brasil colônia o principal portão de entrada de escravos, apenas os esforços dos moradores da Marambaia em manter a tradição da feijoada de 20 de novembro.

19/20 de novembro de 2017


Frase do dia

Não importa a cor do cabelo, o estilo das roupas, muito menos a cor da pele. Nada disso define caráter.(Anônimo)

A volta da insegurança

Alerta Itacuruçá, cuidado com assaltos. Além do arrastão, na sexta-feira, no trevo de Coroa Grande, ontem, perto do condomínio solar, meliantes assaltavam pessoas que passam na rua da passagem de nível para pedestres. Há relatos que, semana passada, também aconteceram alguns outros.

Saveiro encalhado

Na manhã de domingo, a praia de Itacuruçá amanheceu com essa situação abaixo. Um saveiro, provavelmente durante a madrugada, se desprendeu da boia de ancoragem e foi jogado pela maré até a areia.

Acidente grave

Uma composição da MRS logística atropelou, na tarde de sábado, uma pessoa na passagem de nível em Muriqui. O local conhecido como passagem do Duca, próximo ao supermercado Costa Verde, teve uma tarde muito triste. Um casal atravessava a linha férrea quando a mulher caiu, levandou e deixou o celular. Seu companheiro retornou para buscar e acabou sendo atropelado pelo trem. Segundo moradores que presenciaram o fato a situação foi desesperadora e a mulher desequilibrou-se diante da morte. A mesma entrou em estado de choque e gritava desesperadamente. Diante da gravidade dos ferimentos o mesmo faleceu no local onde foi decepado. Pelas informações não são moradores da cidade e estariam passando o feriado em Muriqui. O fato será investigado pela 165°DP. (Fonte: Portal Mangaratiba)

Música nos quiosques

Pelo que observo, o assunto sobre as músicas nos quiosques virou o assunto desta semana que finda hoje e quero aproveitar a oportunidade para deixar aqui minha opinião. Penso que tudo tem hora para começar e acabar sendo que, no caso das músicas em quiosques, há que se respeitar os direitos dos moradores dos imóveis em frente à praia de descansar depois de certo horário noturno que, nos dias de domingo a quinta, poderia se iniciar às 18 horas, desde que não seja sábado ou domingo ou feriado na data seguinte. Neste caso, o som seria estendido o horário assim como no trídio carnavalesco e nos eventos que tiverem autorização especial pelo Poder Público. Certamente é um tema bem propício para a nossa Câmara Municipal debater fazendo consultas publicas à população e audiências em cada distrito praiano, lembrando que somos uma cidade turística, mas que, ao mesmo tempo, precisamos ser organizados e atrairmos visitantes que vão agregar valor a Mangaratiba. Sobre o lixo nos quiosques que muitos reclamam é algo distinto da questão do som devendo ser tratado separadamente. Aliás, se o comerciante explora a sua atividade no solo público, deve zelar pela limpeza do local em torno do estabelecimento na hora de fechar, sob pena de responder a processo administrativo, levar advertências, muitas, etc. Porém, com o encerramento, tendo ele terminado de recolher o lixo, não poderá ser responsabilizado por atos praticados por terceiros que nem consumiram seus produtos. (Rodrigo âncora da Luz)

Responsabilidade social

Quanto à questão do lixo que a população residente encontra nas ruas nas manhãs após noites de grande movimento nos quiosques, o blog relembra a atitude cidadã do Sérgio Menino, que vende churrascos e kaftas na pracinha próxima à passagem de nível de Itacuruçá. Antes de iniciar e após terminar sua jornada, ele mesmo cuida de varrer, lavar e desengordurar o espaço onde trabalha.

18 de novembro de 2017


Frase do dia

Não se pode trocar um aperto de mão com o punho fechado. (Indira Gandhi)

Música nos quiosques

Informa o secretário de segurança: “Informo não ter conhecimento bem como, nada foi passado para que eu pudesse orientar a respeito de música em qualquer comércio no município. Quem quiser se informar, procure quem está proibindo e falando sobre o decreto existente, que teria que ser cumprido.” (Vitor Carvalho)

Música nos quiosques II

Relato de outro comerciante: “Confirmo a veracidade de suas palavras secretario, realmente o sr. reclamou ou proibiu musicas ou eventos musicais nos quiosques, apenas o sr recomentou o controle no volume do som em respeito a populacao, o que aconteceu foi que em meio ao inicio de uma comemoracao ordeira de aniversario ontem um individuo cujo o sr. Ja deve imaginar quem seja, prefiro nao citar o nome pois sinceramente me inoja veio com um papel nas maos e da forma que ja imagina qual informar a proibicao de eventos ou musicas nos quiosques, arbitraria ou nao, nao somos conhecedores de todas as legislacoes o caso foi levado ao conhecimento da secretaria de administracao, que imediatamente levou ao conhecimento do sec de fazendave dos chefes do executivo, uma pequena comissao de comerciantes da orla foi formada em carater urgente e se dirigiram a administracao, foram respeitosamente e carinhosamente recebidos por Cristina Magalhães, dali foram tomadas as direções cabiveis, em reunião com o chefe do executivo, seu vice, o sec de fazenda e a comissao tudo foi resolvido, nao comprometendo a ordem e o bem estar, dentro da legalidade todos sairam do gabinete felizes e ganhando, comerciantes, populacao e o poder publico, e deixo claro a eficiencia de todo trabalho de sua equipe em prol das leis e da ordem em nosso municipio, os srs estão  de parabens!

Música nos quiosques III

Esclarecimentos de outro comerciante: “o pagode do Duda’s foi liberado pelo prefeito pelo motivo que o restaurante é particular e não quiosque (concessão) da prefeitura. O prefeito ciente liberou nossas musicas. Não teve nenhuma vista grossa etc. O decreto lei refere-se ao solo público. Enfim, por favor não tente achar ou falar coisas que não tenham ciência. sou justo. O prefeito Araão está usado a lei. Obrigado! (Sérgio Pimenta)

Fiscalizando e acompanhando

O Grupo de Acompanhamento Parlamentar, esteva presente na Câmara na quinta-feira, dia 16 de novembro de 2017, para a sessão legislativa. A sessão foi bem rápida. Segundo o presidente em exercício, o vereador Edinho, o Expediente seria diminuído e não houve Ordem do dia, pois aconteceria uma reunião interna dos vereadores. Cinco vereadores não estavam presentes, a saber: o presidente, Vitor Tenório; a secretária, Cecília Cabral; o segundo secretário Eduardo Jordão; os vereadores Charles e Anderson Quadros. Vale destacar a fala do vereador Rômulo que, usando o tema livre, desabafou em relação a incompetência do secretariado que assessora e auxilia o prefeito na administração do município. O vereador estava tão indignado que questionou a sua própria eleição: o que ele estava fazendo ali, se não resolvia nada? Cobrado constantemente pela população, disse que estava cansado, que tudo tinha um limite.
Os outros vereadores foram solidários e lembraram as mais de oitocentas indicações que fizeram e mesmo assim, mostrando o quanto a Câmara é produtiva, a administração não avança. Na avaliação do GAP até agora os vereadores não cumpriram seu papel. O que a Câmara faz ou tenta, é trabalho do Executivo. As oitocentas indicações não são atribuições do Legislativo e sim, do Executivo. Nossos representantes têm que fiscalizar, exigir que o trabalho seja feito. Convocar os secretários correspondentes, questionar, dar prazos. Convocar o prefeito também. Sabatiná-lo. Exigir  resultados e transparência. Caso não resolva, denunciar a administração através do Ministério Público e da Justiça. A frustração do vereador é fruto do não cumprimento do seu papel. Reflitam vereadores: não é dando “governabilidade”, como vocês dizem, que farão a diferença. O Legislativo assim, continuará parecendo inútil.
(Grupo de Atuação Parlamentar – Mangaratiba)

O Ministério Público convida

17 de novembro de 2017


Frase do dia

A tolerância é tão necessária na política como na religião; só o orgulho é que é intolerante. (Voltaire)

Enquadramento

Estão acontecendo, com regularidade, as reuniões da Comissão de Enquadramento da Guarda Municipal. Os representantes do poder executivo aceitaram as propostas apresentadas. Pela proposta, todos os guardas seriam enquadrados no GFT- classe I, que é referente ao Ensino Médio, já para o pagamento do Mês de Novembro. Respeitando o Artigo 85 da Lei 17/2011 que diz que o enquadramento não poderá resultar na redução de vencimentos. Também foi proposto pela Comissão, e aceito pelo representante do executivo que dessem celeridade ao enquadramento de cada guarda municipal na sua respectiva classe. Conforme o Artigo 49 da mesma lei. (Fonte – Sispmum)

Proibir ou regulamentar?

Relato de uma moradora de Muriqui e cantora profissional: “Eu não posso cantar no município que eu moro? Como que eu vou ganhar meu dinheiro pra comprar o material hospitalar que não tem no hospital do meu município Sr. Prefeito? Meu pai está internado la, sabe Deus como. Não posso divertir os moradores e os turistas com boa música, cordialidade, educação e alegria? Qual a programação cultural que o Sr. Disponibiliza ao seu povo? Na minha época minha mãe deixava eu passear na praça sozinha e eu sempre dava uma fugidinha na praia. Só que hoje existem pessoas de outro município vendendo drogas na orla e voltando para os seus municípios com o dinheiro dos moradores daqui Sr. Prefeito. Como permitir que meus filhos passeiem onde eles moram?Um exemplo visceral: Cada bandido que morre, a culpa é do viciado que financia a empresa. Cada esperança que morre em Mangaratiba, é culpa do eleitor que financiou seu próprio buraco, votando em alguem! não tem em quem votar, vote nulo !Tô de saco cheio, cansei de ficar calada! Todo município que morei, fechei com vereadores e prefeito, mas aqui tá complicado! Minha mãe passou no concurso e tá até hj sem trabalho! Só venha a nós, o vosso reino nada? Em Mangaratiba a prefeitura é PELO povo ou CONTRA o povo? Dá dó de ouvir e ver a decepção dos funcionários do hospital tentando fazer o melhor pelos pacientes, sem condições mínimas de trabalho!” (Mary Novaes)

Proibir ou regulamentar? II

No outro prato da balança estão os relatos e reclamações de diversos moradores do distrito quanto ao incômodo das músicas altas nos quiosques atrapalhando o descanso até o meio das madrugadas. Outros reclamam da quantidade de lixo que os frequentadores deixam e incomodam os que saem para caminhadas matinais. Esse é o típico dilema que necessita da interferência dos vereadores no sentido de regulamentar a atividade de modo que fique bom para ambos os lados.

Custo de vida

O internauta Carlos Ferrinha Ferreira descobriu e publicou em uma rede social uma classificação do site Brasil Financeiro onde estão listadas as quinze cidades do Rio de Janeiro mais caras para se viver. Mandaratiba ocupa o terceiro lugar, perdendo apenas para Cabo Frio e Iguaba grande. alguns dados dos  sites Custo de Vida (O site é atualizado por moradores da região), IBGE e Preço de Combustíveis. Confira no link http://tinyurl.com/yb6stzml .

Mas não era pobre?

Parece começar a cair por terra a alegação do ex-presidente Lula de que não ficou rico com a vida pública. Senão vejamos: oito anos como presidente, com salário bruto de pouco mais de trinta e três mil reais dá um total aproximado de três milhões e trezentos mil reais, sem gastar nenhum centavo. Pois o Ministério Público descobriu e pediu o bloqueio de de R$24 milhões em contas do ex-presidente Lula e do filho Luiz Cláudio. A convicção do Ministério Público Federal é que essa quantia se refere ao envolvimento de ambos no tráfico de influência para a compra bilionária de aviões de combate suecos Gripen. O Brasil está pagando US$5,4 bilhões por 36 caças (US$ 150 milhões cada), mas a Suíça rejeitou a oferta do mesmo caça a US$140 milhões por cada um deles. O suposto superfaturamento de US$10 milhões em cada avião levanta a suspeita de propina próxima dos US$360 milhões (R$1,2 bilhão). (Cláudio Humberto, do Diário do Poder)

15/16 de novembro de 2017


Frase do dia

Democracia é quando as pessoas são livres para escolher alguém que depois as frustrarão. (Laurence J. Peter)

Vem bomba por aí

A Desembargadora Giselda Leitão solicitou, na última terça-feira, inclusão em pauta para julgamento na 2ª. Câmara Criminal do TJRJ o processo em que o Ministério Público acusa o presidente da câmara, vereador Vitor Tenório e o ex-secretário Humberto Vaz de participação no esquema que levou à prisão o ex-prefeito Evandro Capixaba e condenou mais quarenta pessoas. Não se trata, ainda, de qualquer  condenação, mas do julgamento da admissibilidade da denúncia do MP. Caso a manifestação do pleno seja pela admissibilidade, aí sim ambos viram réus.

Invasão

O assunto já foi objeto de matéria aqui no blog, a invasão que está se formando nas Ruínas. Vale a divulgação da imagem que chegou ao blog. Interessante observar que muitos desses “invasores” têm automóveis.

Saúde

Diz um leitor via área de comentários do blog: “Resposta a Sra Maria Alice: Procure a nova Secretária de Saúde, filha do Celso Sacolão. Talvez ela tenha uma solução para este problema que inviabilizou o perfeito atendimento dado ao seu filho. Com relação as invasões na área das ruínas e outras irregularidades apontadas na postagem intitulada “invasão, até quando”. A resposta é: Até quando o eleitor de Mangaratiba deixar de votar em candidatos mentirosos, corruptos, incompetentes e que não tenham em seus calcanhares o poder judiciário que mais dias menos dias irão bater na porta de suas mansões para cobrar a falta de vergonha que culmina sempre com o sofrimento da população dessa cidade.”

Comunicado

Enviado por um leitor do blog “Hoje às nove e meia, haverá uma reunião no King Night sobre o transporte marítimo das linhas de táxi-boat. Estão falando na presença do Ministério Público por causa de assuntos relacionados com o preço exorbitante da passagem em R$ 3,50 entre Itacuruçá e Gamboa, o direito à gratuidade do estudante, do idoso e do deficiente que não estão sendo cumpridos.”

Brasão

A lei n 5.700, de 1/9/1971, rege e dispõe sobre a forma, a apresentação e o uso dos símbolos nacionais e municipais, para que os seu elemento formais sejam preservados e não se adulterem ou descaracterizem na execução ou no trato. Bandeira, brasão de armas, hino e selo, são símbolos cívicos que retratam a história e as características de cada município.  Estes símbolos são regidos pela heráldica e vexilologia. São ciências que estudam, respectivamente, os brasões e as bandeiras. Para a composição de um brasão de armas, é necessário que se obedeça regras e leis, universalmente aceitas, que regem toda a sistematização da heráldica. Um atento morador do município notou que a prefeitura de Mangaratiba fez alterações no brasão sem que o novo modelo fosse oficializado através de lei..

A natureza é sábia

A Câmara dos Deputados encontrou mais de uma centena de escorpiões em suas dependências, nos últimos dias. Apesar de perigosos, eles não podem ser eliminados para que a Zoonoses identifique a espécie e faça as anotações estatísticas, como manda a lei. Os brigadistas explicam que, com o retorno das chuvas, os bichos peçonhentos buscam alimento (baratas) e também o calor na Câmara. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. Apesar do alerta, não há registro de deputado picado por escorpião, à exceção de Heráclito Fortes, em um restaurante de Brasília. Um assessor parlamentar ficou muito nervoso quando um escorpião  caiu sobre o seu paletó dentro de um dos elevadores do Anexo 4. Servidores reclamam que, apesar da infestação, não existe previsão para dedetização. “Estão esperando morrer alguém”, reclamam. Os relatos são de invasão geral: escorpiões têm sido encontrados em corredores, banheiros, gabinetes, mas eles parecem evitar o plenário. (Fonte: Diário do Poder)