18 de março de 2019


Frase do dia

O homem comum é exigente com os outros, o homem superior é exigente consigo mesmo. (Marco Aurélio)

Férias

No ar há dez anos, o blog sempre procurou manter atuais suas publicações que, lamentavelmente, nem sempre conseguiram ser diárias, em vista de inúmeras intercorrências. Após todo esse tempo, no entanto, chegou a hora da pausa. Entrando em férias a partir de hoje, o editor do blog comunica a todos os leitores que, até o dia 15 de abril próximo, as publicações deverão ser ocasionais e intermitentes.

Feiras

A iniciativa foi da administração temporária à frente do executivo municipal do vereador afastado Vitor Tenório e foi bem recebida pela população e produtores locais. No entanto, o que se percebe, nos últimos meses, é que as feiras de fim de semana nos distritos estão ficando cada vez mais fracas. A realizada em Itacuruçá, aos sábados, já está reduzida a menos a metade das bancas iniciais. A de Muriqui, ocorrida no último domingo, praticamente faliu. Os setores da atual gestão do município responsáveis por eventos dessa natureza precisam se movimentar de forma rápida e urgente.

Água na fervura

Com o anticlímax do questionamento junto à justiça eleitoral e da rejeição das duas representações para se formar uma comissão processante na câmara municipal de Mangaratiba contra o prefeito Alan Bombeiro, bem como com o fim da temporada de verão, a temperatura política no município diminuiu sensivelmente.

Lembrete

Estamos informando aos aposentados e pensionistas que, em nossa assembleia geral, convocada para o dia 20/03, pretendemos também indicar os nomes dos que serão candidatos ao Comitê de Investimento do PREVI-Mangaratiba representando os aposentados e pensionistas, além dos representantes dos servidores ativos e inativos para os conselhos fiscal e de administração previdenciária (CAP). Importante termos uma presença mais influente na estrutura de governança do instituto. Venham participar! (Sindicato dos servidores públicos de Mangaratiba)

Atração turística

Construída como uma réplica de navio encravada na pedra na ilha de Itacuruçá, a “casa navio”, criada por Gustavo Benttenmuller e existente há mais de sessenta anos, apesar de despertar a curiosidade de quem a avista do continente, nunca foi objeto de atenção do poder público municipal para se tornar atração turística. A imagem abaixo ilustrou reportagem da revista “O Cruzeiro” em 1966.

Anúncios

15 de março de 2019


Frase do dia

Muitas vezes o que se deixa de falar faz maior impacto do que o que se diz. (Píndaro)

Pulando fogueiras

Logo na primeira semana após os cem dias de governo, a nova gestão já teve de “pular duas fogueiras”, a Audiência de Instrução e Julgamento na justiça eleitoral e o pedido de impeachment na câmara. O fato é que, as tentativas de criar problemas e mesmo o impedimento do atual prefeito, acabaram dando em nada. Daqui para a frente o executivo municipal pode contar com tempos menos turbulentos e seguir em busca de implantar seu processo de renovação político-administrativa do município.

A propósito, disse o prefeito

Gostaria de mais uma vez tranquilizar a todos vocês a respeito dos boatos que tem sido veiculados a respeito da nossa administração. Hoje, a Câmara Municipal de Mangaratiba votou a nosso favor, e contra, a denúncia apresentada por dois munícipes que pediram nosso impedimento e afastamento frente ao executivo municipal. Foram 11 votos contra o pedido de afastamento, o que demonstra a inclinação dos vereadores em votar a favor dos interesses dos cidadãos de Mangaratiba, já que há um consenso quase geral de que as seguidas interrupções nos trabalhos administrativos de nossa cidade só favorecem o caos e prestam um desfavor a toda a população. Gostaria também de agradecer aos vereadores que demonstraram hoje bom senso e idoneidade em plenário, colocando os interesses de Mangaratiba e de sua população acima das diferenças políticas e partidárias, inclusive com vereadores de oposição à nossa administração reconhecendo a importância da manutenção e do prosseguimento dos trabalhos desenvolvidos. Tivemos hoje uma aula de democracia, onde a Câmara Municipal e seus integrantes cumpriram seu papel de fiscalizar e analisar os atos do executivo municipal, mas colocando os interesses do povo acima de tudo. Seguimos em frente, um dia de cada vez, na esperança de trazer um novo tempo para Mangaratiba, com o apoio de todos e a ajuda de Deus. (Alan bombeiro – prefeito)

Trabalho sério

A edição de número 904 do diário oficial de Mangaratiba tornou pública as condições para a concessão da licença para a instalação do condomínio Bela Vista, em Muriqui. Pelo nível de detalhamento exigido, bastará haver uma fiscalização constante e exigente para que o empreendimento não cause nenhum dos transtornos temidos pelos que se opunham à obra, inclusive com a realização de audiência pública com os moradores de Muriqui.

Animus caluniandi

A expressão do título foi formulada nessa semana pelo presidente do Supremo Tribunal Federal a respeito de denúncias que correm nas redes sociais contra alguns ministros daquela corte. Em muitos aspectos, também serve “como uma luva”, para algumas pessoas do município que, escondidos atrás de perfis falsos, aproveitam para atacar, indiscriminadamente, seus adversários. Para quem escreve, há um nível de graduação que nunca pode ser esquecido. Existe o que é real, existe o que é verossímil, existe o que é ficção e existe o absurdo. Após a divulgação da decisão dos vereadores em não acolher o pedido de instalação de uma comissão processante contra o prefeito, um “fake” resolveu ataca-los afirmando que a comissão só não se instalou porque teria havido “um acerto” envolvendo todos os vereadores em troca de altíssimos valores em dinheiro. È prudente lembrar que calúnia é crime classificado como “afirmação falsa e desonrosa a respeito de alguém”. Sendo cominada a pena de seis meses a dois anos de prisão para cada evento. Assim, dez vereadores caluniados significariam de cinco a vinte anos de prisão.

Agora é lei

14 de março de 2019


Frase do dia

Uma biblioteca é um lugar permite que se procure Karl Marx, se encontre Schopenhauer e se requisite a bíblia. (Ernst R. Hauschka)

O vereador avisou

Na sessão da última terça-feira, o vereador Wlad da pesca alertou aos pescadores do município sobre a necessidade de respeito ao período do defeso do camarão. Sob pena de possível apreensão de barcos e equipamentos. Pois, a Secretaria de Meio Ambiente realizou a apreensão de uma embarcação no cais de Mangaratiba, na qual o proprietário estaria realizando pesca de camarão. O responsável foi encaminhado para a delegacia e teve o barco apreendido juntamente com o material encontrado.

Atualização: às 12:30

Por dez votos a um a câmara municipal de Mangaratiba, na sessão desta quinta-feira, rejeitou o pedido de abertura de comissão processante formulado por um servidor público municipal contra o prefeito Alan bombeiro.

Trágico

O mar devolveu, ontem, mais uma parte do corpo do homem que foi tragado pelos hélices de um navio aqui na baía na última semana. Os restos mortais foram encontrados em Praia Grande.

Trágico II

Com relação ao episódio ocorrido na escola no município de Suzano, na grande São Paulo, é evidente que nem todos os aficionados por videogames de lutas e tiros vão sair por aí matando pessoas no mundo real. No entanto, há que se ter muita cautela com esse tipo de “diversão”. Existe uma linha de jogos, bem conhecido pela maioria dos jovens, cujo estilo é ser “em primeira pessoa”, ou seja, quem joga não apenas conduz o personagem, ele é o próprio personagem. Estão nessa categoria, produtos do tipo GTA San Andreas e o jogo Free Fire. As vestimentas e armamentos utilizados pelos dois assassinos no dia de ontem são, integralmente, reproduções desse jogo Free Fire. As maiores pontuações são alcançadas por aqueles que forem mais cruéis, matando a tiros, atropelando pessoas, etc.

Menos um

A Polícia Civil prendeu na tarde dessa quarta-feira, um homem acusado de roubar um ônibus da Viação Expresso Recreio, que faz o trajeto Itaguaí x Muriqui.  De acordo com a Polícia, o crime aconteceu em novembro de 2018. Segundo informações da polícia, o homem de 26 anos foi reconhecido pelas vítimas como sendo o elemento que portava arma de fogo e anunciou o assalto, enquanto outro suspeito, preso em flagrante, recolhia os pertences das vítimas como aparelhos telefônicos e dinheiro. (Fonte: Jornal Atual)

Tempestade em copo d’água

Ao contrário do que muitos tentam inventar já se tratar de alguma forma de dificultar as investigações quanto aos mandantes da execução da vereadora Marielle, o delegado Geneton não foi afastado do comando, mas apenas remanejado para outra atividade até mesmo como forma de proteção ao policial. Quatro meses na Itália o manterão afastado de qualquer possibilidade de “queima de arquivo”, vez, vez que ele acumula inúmeras informações a respeito do caso, dos possíveis envolvidos e descobertas paralelas que poderiam complicar a vida de muita gente.

Copa de 1950

Quando a seleção brasileira perdeu, em pleno maracanã, a copa de 1950, a comoção nacional foi tão intensa que o já falecido escritor e jornalista Carlos Heitor Cony cunhou a seguinte frase: “Deixei de acreditar em Deus no dia em que vi o Brasil perder a copa do mundo no maracanã”. Pois, poucos dias depois, a revista Manchete divulgava para onde teriam ido dois dos principais jogadores do time brasileiro para se recuperar do desastre: Itacuruçá.

13 de março de 2019


Frase do dia

Apenas os que dialogam podem construir pontes e vínculos. (Papa Francisco)

Estalinho

A “bomba” que tentaram criar contra a atual administração municipal e até rendeu notícia na Bandnews de que Mangaratiba poderia ficar sem prefeito mais uma vez, não passou de estalinho. Ouvidas as testemunhas pelo juiz eleitoral de Mangaratiba, ficou claro que não ocorreu nenhuma captação ilícita de votos na eleição suplementar de outubro passado. O magistrado deve, nos próximos dias, encerrar o procedimento mandando-o arquivar. De outra parte, é bem provável que, por rotina, o ministério público eleitoral entre com recurso no Tribunal Regional Eleitoral contestando tal decisão. Caberá, por fim, ao TRE a decisão definitiva que, decerto, deverá seguir o entendimento da primeira instância, encerrando de vez a discussão.

Disse o prefeito

Em vídeo divulgado através das redes sociais a respeito dos acontecimentos em Mangaratiba no dia de ontem, disse o prefeito: “É muito chato eu ter que vir aqui neste canal pra falar sobre assuntos que nada colaboram com o crescimento da nossa cidade. Mas eu sei que muitos de vocês estavam preocupados com algumas notícias que não correspondem com a verdade e por isso resolvi gravar este vídeo. Nele falo de um processo eleitoral que está sendo conduzido pela Justiça Eleitoral de Mangaratiba e que teve hoje uma audiência de instrução. O que posso dizer, já adiantando pra vocês, é que a audiência foi extremamente positiva! Outro assunto foi o fato de um advogado e um servidor da prefeitura que entraram com uma representação. Eu digo e repito: não negocio, não tem acerto, não aceito a velha política do toma lá dá cá e não compactuo com quem quer o mal da cidade, com quem torce contra Mangaratiba! Fiquem tranquilos que vou governar Mangaratiba até o último dia do meu mandato. Que Deus cada família da nossa cidade e muito obrigado pela confiança que vocês depositam em mim e no nosso governo”.

Sessão da câmara

Passado o recesso de carnaval, a câmara municipal de Mangaratiba retomou, no dia de ontem, seus trabalhos ordinários. Durante o “tema livre”, o Vereador Wlad da pesca recomendou cautela dos pescadores quanto ao período de defeso, vez que haverá fiscalização e apreensão de barcos. Também lembrou que o fumacê contra mosquitos voltará esta semana. O vereador Rodrigo Bondim, referindo-se ao requerimento de impeachment do prefeito por conta da situação da Previ-Mangaratiba, apresentado por um servidor municipal, deve ser avaliado pela casa na sessão da próxima quinta-feira. Vereadores, até alguns que declaradamente apoiam o governo, cobraram respostas e explicações do executivo quanto às suas indagações, afirmaram que nunca conseguem ter essas respostas. Uma manifestante insistiu em gritar da plateia, em vários momentos, suas reclamações, sob o olhar condescendente da mesa e alguns sorrisos de vereadores, até que, apenas ao final da sessão, o presidente Charles Graçano determinou que a mesma fosse retirada do plenário.

Guaíba

Pela segunda vez este ano a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Mangaratiba interditou as operações da empresa Vale na Ilha da Guaíba. A operação aconteceu na segunda-feira. A empresa também foi multada em R$ 30 milhões. Os motivos técnicos dessa interdição foram detalhadamente explicados pelo secretário de Meio Ambiente e envolvem, desde o descumprimento do reparo das irregularidades encontradas em janeiro passado até problemas de poluição com risco à saúde humana.

Viajando na maionese

Sem considerar o tamanho do absurdo de sua postagem, um internauta daqui do município postou nas redes sociais o seguinte texto: “Ele conseguiu! Segundo informações de dentro da empresa, a Vale pode encerrar operações em Mangaratiba. E agora? A Prefeitura vai ficar sem arrecadar milhões e quantos desempregados teremos? Mais uma façanha do Prefeito Alan Bombeiro. Segundo um Diretor da Vale passou pra gente a empresa pode sair da cidade por falta de flexibilidade nas negociações. Qual foi a negociação que a Prefeitura queria não sabemos, mas sem a Vale como Mangaratiba vai se virar?”

Simples assim?

Na visão desse internauta, a Vale vai desativar o terminal da Guaíba, interromper o transporte de mais de cem milhões de toneladas de minério de ferro, desviar seus trens para algum porto no Espírito Santo aumentando em alguns milhões de dólares o custo do frete e, enquanto nada disso for possível, vai dar férias coletivas a seus milhares de funcionários envolvidos na cadeia de embarque pelo terminal da Guaíba. Coisa pouca a se fazer, claro.

Bem lembrado

Vítimas de assaltos dentro de ônibus têm direito a receber indenização das empresas de transporte “público”, pelos prejuízos causados. De acordo com o Artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor, as empresas que fornecem serviços públicos são responsáveis pela segurança dos passageiros. A lei é muito clara quanto a isso, a empresa precisa ressarcir o passageiro. A lei garante ao consumidor a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços. As pessoas se acostumaram e acham que isso é normal que faz parte do cotidiano, criou-se esta cultura e as pessoas não reclamam. Muita gente acha que o transporte coletivo é público, mas não é público, é feito por empresas privadas e elas precisam ser responsabilizadas.

12 de março de 2019


Frase do dia

Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade. (2.Coríntios 13:8)

Onde está a verdade?

Até fins do século vinte, costumava-se dizer que a verdade tinha três lados: o do narrador, o do que lhe fazia oposição e a verdade propriamente dita. Nos tempos atuais, incorporou-se mais um lado, a “verdade, segundo as redes sociais”. O grande problema, decorrente desse quarto elemento, é que quem o utiliza não tem maior interesse em se aproximar da verdade, mas apenas em torcê-la (ou distorcê-la) o suficiente para conseguir alcançar seus objetivos.

Cuidado, prefeito.

Em diversas postagens, desde novembro passado, o blog procurou alertar a atual administração municipal a respeito de pequenos erros e deslizes, afinal característicos de qualquer administração iniciante. Passados os primeiros cem dias de governo, no entanto, o que antes eram simples “pecadilhos”, estão se transformando em estilo de governo. A realidade é que, nas ruas e redes sociais do município, muita gente reclama que, antes das eleições, recebiam constantes visitas do então candidato querendo saber sobre suas expectativas para a política municipal. Após eleito, todavia, aquele que era candidato e que terminou eleito, nunca mais apareceu naquelas áreas.

Sorvete derretendo

Uma das grandes frustrações da infância e adolescência, especialmente de cariocas, sempre foi ganhar, em pleno verão, um grande, colorido e vistoso sorvete que, no entanto, mal começava a ser degustado, também começava a derreter sob o sol, melando as mãos e fazendo-nos correr, com a boca ávida, contra o inexorável fim, que era lamber os dedos em busca de algum último prazer. Essa alegoria foi utilizada por uma moradora para caracterizar que o mesmo fenômeno estaria acontecendo com o governo Alan Bombeiro. Segundo ela, dificilmente se reunirão, novamente, no município, as condições que terminaram na eleição da chapa Alan x Chicão, com votação recorde. Afinal, ele apenas conseguira alcançar a terceira colocação nas eleições de 2016. Seus dois principais concorrentes de então foram afastados da disputa suplementar, bem como seu possível oponente, o vereador Vitor Tenório, alcançado em plena campanha por um processo jurídico de outra natureza. A par disso, a chapa contou com longos meses de conversas informais em todos os cantos e recantos do município. Todavia, passados os primeiros cem dias de governo, tal e qual o sorvete vistoso da alegoria acima descrita, parece que tudo começa a derreter.

Sorvete derretendo II

Num movimento aparentemente surpreendente, um servidor público efetivo, que participou ativamente da campanha vitoriosa nas eleições suplementares do ano passado, está ingressando com uma petição à câmara municipal de Mangaratiba objetivando a instauração naquela casa de processo de cassação do mandato do atual prefeito por descumprimento do dever de zelar pela estabilidade financeira da previdência dos servidores públicos municipais PREVI-Mangaratiba. Mais importante ainda que a denúncia individual, foi o posicionamento do sindicato dos servidores públicos, através de seu advogado, se manifestando em vídeo apoiando a cobrança de providências por parte do legislativo. Lembremos que ambos, Sispmum e seu advogado foram peças essenciais para a campanha da chapa vencedora do ano passado.

Em pauta hoje

Acontece hoje, a partir das onze horas da manhã, a Audiência de Instrução e Julgamento que tomará o depoimento de testemunhas apontadas pelo Ministério Público Eleitoral em face do prefeito Alan Bombeiro alegando captação ilícita de sufrágios na eleição suplementar de outubro passado. Há que se deixar claro que não está marcado o “julgamento” do processo, mas tão e somente uma audiência para oitiva de testemunhas. O processo em questão envolve um único fato isolado, um churrasco realizado entre amigos, após uma agenda de campanha. À primeira vista, parece bastante improvável que a pretensão do Ministério Público venha a prosperar, vez que, se por um lado, fiscais do TRE compareceram ao local no momento da confraternização e nada viram de errado, o então candidato e seu vice também sequer compareceram à confraternização.

Reflexão

A fragilidade do eleitor produz uma sociedade confusa com distorção nos conceitos políticos. Em um município devastado por tantos anos de erros que nós, eleitores, cometemos, é de extrema importância, o alerta para que não sejamos insensatos. Judicializar a cada contrariedade de nossos anseios todo processo democrático, é instalar mais caos e instabilidade política, econômica e social em nosso município. O momento é de fortalecer nosso papel de cidadãos, cobrando, partilhando conhecimento, participando efetivamente deste processo, antes durante e depois das eleições. Mesmo não aceitando a maioria das ações deste governo, não penso que provocar um colapso político seja a solução para nossos problemas. Afinal, os poderes legislativo e executivo devem nos respeitar exercendo com lisura suas funções e não é trocando de “sapato” a cada “calo” que surge, que iremos caminhar para o desenvolvimento em Mangaratiba. Um município instável não gera credibilidade para investimentos, não provoca continuidade de políticas públicas e muito menos educa o eleitor em suas escolhas. Um governo vai mal das pernas? Que se fiscalize, que até se judicialize questões de direitos que estão sendo subtraídos da população, mas não é saudável e nem útil para a população esse insano movimento de tentativa de troca-troca. Não sejamos massa de manobra, nem do executivo e nem do legislativo, afinal, eles é que devem ser manobrados e direcionados por uma sociedade organizada, conhecedora de seus direitos e ciente dos deveres dos eleitos. Isso vale para eleitor de situação ou de oposição. (Leila Castro, via facebook)

Cobras e mosquitos

Moradores da Vila Benedita e das ruas finais da Brasilinha, em Itacuruçá, reclamam que tem aumentado, de forma significativa, o aparecimento de serpentes, algumas altamente venenosas, como corais e cascavéis, na região. Noutros locais do distrito, a queixa é quanto à presença de mosquitos, pernilongos, e maruins que, além dos incômodos causados, também podem transmitir doenças como dengue e chicungunya.

10/11 de março de 2019 


Frase do dia

Pode-se facilmente compreender uma criança que tenha medo do escuro. A verdadeira tragédia da vida é quando homens e mulheres adultos têm medo da luz. (Platão)

Lamentável

Faleceu, e foi sepultado no cemitério de Itacuruçá o jovem Lander, de Muriqui, filho do casal Andréa e Carlinhos Russo. O jovem estava internado desde o carnaval, após uma desavença na qual acabou sendo baleado na cabeça.

Acabou o recreio

No Rio de Janeiro, costuma-se dizer que o ano novo só começa, pra valer, depois do carnaval.  Em Mangaratiba, a afirmação é mais verdadeira ainda, vez que também se encerra a temporada de verão. A partir de hoje, por exemplo, encerra-se a ordem de fechamento das orlas de Muriqui e de parte da Praia do Saco nos finais de semana. De outra parte, também a partir de terça-feira, serão retomados os trabalhos da câmara municipal de Mangaratiba, Isso sem contar que também se encerraram os cem primeiros dias da nova gestão municipal, o que significarão muitas e maiores cobranças sobre o poder público.

Acabou o recreio II

Especial atenção, nessa retomada da rotina do município, deve ser tomada pelo prefeito e sua equipe, vez que já começam a se formar focos de insatisfação quanto à demora no cumprimento de algumas promessas de campanha, como por exemplo a questão da data-base dos servidores. De outra parte, oposicionistas insatisfeitos tentam “erguer bandeiras” capazes de pressionar o novo governo, até agora sem sucesso. Interessante notar, todavia, que a maioria dos vereadores, mesmo os que dizem apoiar o atual governo, parecem estar “na muda”, talvez esperando ter maior certeza de “em que direção os ventos irão soprar para 2020.”

Fim do verão

A incontestável beleza de Mangaratiba, vez por outra é captada pelas lentes de observadores mais atentos, como essa imagem, do Ícaro Dimocostas, do pôr do sol em Itacuruçá.

Será que vai?

Conhecidos mundialmente por sua inquestionável capacidade técnica, especialmente no que diz respeito a transportes públicos, os japoneses estão se propondo a enfrentar um desafio gigantesco, qual seja, “dar jeito” no transporte via trens do Rio de Janeiro. Após um ano de negociações, a SuperVia, empresa que opera trens urbanos em 12 municípios do Rio de Janeiro, transportando 600 mil passageiros por dia, vai, finalmente, mudar de mãos. O Cade, que regula a concorrência no Brasil,  recomendou no último dia 06 de março a aprovação da aquisição pelo conglomerado japonês Mitsui das ações em poder da Odebrecht TransPort, atual controladora indireta da companhia. O negócio é estimado, segundo uma fonte, em cerca de R$ 800 milhões. A expectativa com o novo dono é que  a SuperVia consiga aumentar os investimentos,  melhorar a qualidade de seus serviços e equacionar suas dívidas. Entre as queixas mais frequentes dos usuários estão vagões lotados em viagens mais longas e em horários de pico, enquanto nos fins de semana a frequência das saídas é reduzida. (Fonte: O Globo)

Hemeroteca – A novela é antiga (Jornal do Brasil 1960)

08 de março de 2019


Frase do dia

Gente falsa não fala, insinua. Não conversa, gera intriga. Não elogia, adula. Não deseja, cobiça. Não colabora, interfere. Não participa, se infiltra. Não sorri, mostra os dentes. Não caminha, rasteja pela vida sabotando a felicidade alheia e sobrevivendo de seus restos. (Jô Soares)

Intrigas

Mal passaram os primeiros cem dias da atual gestão municipal e alguns descontentes com a perda de poder, sinecuras ou vantagens, mesmo cientes da quantidade de “abacaxis” deixados pelas administrações anteriores, parecem estar começando uma campanha tentando desgastar a atual administração. Nos ataques perpetrados, tudo o que está por fazer no município é culpa do novo prefeito. Tudo o que foi prometido e ainda não realizado, significa descumprimento das promessas. Para os leitores do blog, afirmamos que, no ar há dez anos, continuaremos mantendo o princípio de não servir de veículo de disseminação de informações do tipo “meias verdades”. Como dizia Millôr Fernandes: “o grande problema das meias verdades é que elas expõem mentiras inteiras.”

Vale o registro

Estão me perguntando o motivo de ficar postando o “Recordar é viver “. Simples! Estou cansada de tanta hipocrisia na rede social, muitos estão falando que na época do governo do fulano era melhor. Como assim? Melhor porque vocês estavam trabalhando? Não estou puxando saco de ninguém, nunca trabalhei e nem trabalho na Prefeitura. Quem está de fora consegue enxergar tudo que está acontecendo e qual é a verdadeira intenção das críticas destrutivas. Melhor parar porque está ficando feio! Capixaba saiu, vocês fizeram de tudo para detonar com o Dr. Ruy, Aarão entrou fizeram um inferno no governo dele, Vitinho entrou, as críticas destrutivas continuaram, Charles assumiu a Prefeitura e fizeram a mesma coisa, agora é com o Alan Bombeiro. Até quando vai continuar esse inferno? Poxa! Será que é difícil parar um pouco de olhar para os interesses pessoais e começar a torcer pelo município? (Margareth Coelho, via facebook)

Vale o registro II

Bom dia familiares e amigos. Durante e após o carnaval acompanhei algumas manifestações contra e a favor do atual governo municipal por não promover os festejos sob o argumento de “problemas financeiros” do Município. Recordo que em 2018 o então prefeito também usou o mesmo argumento e procedeu da mesma forma que o atual mandatário. A questão principal não são os argumentos usados por ambos, a questão principal é que a cada governo nossas autoridades estão abrindo mão de governar o nosso município e com isso algumas tradições estão se perdendo visto que a cada dia a população vem sentindo falta da autoridade municipal, eleita pelo povo, para administrar o município no que diz respeito à educação, saúde, transporte e porque não, esporte e lazer. Carnaval também é cultura, lazer e diversão. Não acredito que usando mão de obra própria para confeccionar alegorias e adereços em madeirite ou material similar, o Município iria despender, mais do que R$ 30 ou R$ 40 mil reais para ornamentar todos os distritos. Falo isto porque em governos passados participei de outros carnavais onde o governo municipal agiu desta forma. Os carnavais a que me refiro, era comum encontrarmos com o Prefeito, os Secretários, subsecretários e diretores diariamente nas ruas acompanhando os festejos e desta forma, exercendo o poder da autoridade que lhes foram delegadas pelo povo. Desde já parabenizo as ONGs, comerciantes e Blocos que chamaram a “responsabilidade” e realizaram eventos carnavalescos nos distritos de Mangaratiba com dinheiro privado, embora no Orçamento municipal da Secretaria de Turismo existe dotação orçamentária própria para custear o evento. (Vicente Rocha, via facebook)

Tragédia

Mais uma tragédia no mar abalou o município e, especialmente Itacuruçá, no dia de ontem quando um táxi boat, fazendo o transporte e preparando o desembarque de funcionários de uma empresa num navio fundeado na baía, foi sacudido por uma manobra inesperada da grande embarcação. Os dois tripulantes foram atirados ao mar. Um deles, atingido pelo enorme hélice, perdeu uma das pernas e parte da outra, mas foi socorrido. O outro simplesmente desapareceu. No início desta manhã, bombeiros de operações subaquáticas voltaram a realizar buscas pelo desaparecido.

Previ

Diz o ditado caipira que “é o olho do dono que engorda o boi”. No caso do instituto de previdência de Mangaratiba, os donos são, sem dúvida, os próprios servidores. Nos últimos anos, a falta do “olhar do dono” provocou enormes dificuldades para o futuro da previdência dos servidores municipais. Houve, até mesmo, prefeito que exonerou um presidente porque esse se negou a “emprestar” para a prefeitura uma grande soma em dinheiro. Pois, no próximo dia 20 de março, o sindicato dos servidores públicos de Mangaratiba estará escolhendo, por votação, nomes de representantes a serem indicados para a eleição de membros (titulares e suplentes) do Conselho de Administração Previdenciária e do Conselho Fiscal da referida autarquia para o biênio 2019/2020.

Dia internacional da mulher

Mundialmente, o cenário para as mulheres brasileiras que querem ingressar na política também não é animador. Em um levantamento realizado pela União Parlamentar, o Brasil ocupa a 156ª posição de 190 países em relação à paridade de gênero em espaços políticos.

Já na casa do pescador