24 de maio de 2017


Frase do dia

É, como eu falei não ia durar. Eu bem que avisei, vai desmoronar. Hoje ou amanhã, um vai se curvar. (Ultima forma – Baden Powel e Paulo César Pinheiro)

Câmara de Mangaratiba

Depois de uma semana em que a maioria dos vereadores deixaram de lado suas obrigações em participar de sessões da câmara e voararm “alegremente” para participar de uma marcha dos prefeitos (para a qual sequer tinham sido convidados), ocorreu mais uma sessão do legislativo municipal no dia de ontem. Todavia, relatos de costumeiros participantes das sessões nas vagas reservadas ao público, dão uma nova dimensão do que aconteceu. Diz um desses presentes: “Às 14:37 o acesso ao plenário estava fechado e já haviam assessores ocupando as poucas cadeiras reservadas ao público. O acesso foi liberado às 14:45. Nesse momento, às 14:53 está se iniciando os trabalhos com a chamada nominal dos vereadores presentes. A seção teveinício estipulado para as 14:30 e o acesso ao público deveria ser liberado um pouco antes, para evitar congestionamento na recepção.”

Carreta desgovernada

Na manhã da última segunda-feira, uma carreta tombou na descida do acesso a Muriqui. Não ocorreram vítimas, apenas danos materiais. Entretanto, pelo que se sabe, e pelo que as imagens locais demonstram, haveria uma restrição nas regras de trânsito do município à entrada de carretas tais como essa que, pelas imagens divulgadas, tem 22 rodas. Vale o registro que, ao tempo em que o secretário de trânsito era o João Luiz, existia uma proibição de veículos com tais dimensões entrarem nos distritos.

Vem mais por aí

O colunista do Jornal O Globo, Ricardo Noblat , publicou que o deputado Eduardo Cunha decidiu firmar acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava-Jato. ” Se cair, será atirando para todo lado e poderá levar com ele cerca de 150 deputados, um ministro e um senador”. Eduardo Cunha já avisou anteriormente que levaria para o fundo do poço
150 deputados federais, um senador e um ministro de Temer . Cunha quer proteger a si mesmo e sua esposa Cláudia Cruz. A delação de Eduardo Cunha será acompanhada do depoimento de Lúcio Funaro, seu operador. O site Antagonista já havia informado que 14 ministros do STJ, dois ministros do STF, e um grupo de frigoríficos, quatro grandes bancos, dois advogados e caciques do PMDB e do PT serão denunciados. Cunha e Funaro prometem indicar contas bancárias em cinco paraísos fiscais, incluindo Bélgica e Emirados Árabes.

Minutos preciosos

A gravação da conversa entre o empresário Joesley Batista, dono da JBS, e do presidente Michel Temer é alvo de perícia por parte da Polícia Federal. Existe uma diferença de seis minutos e 21 segundos entre o áudio da conversa do empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer e a programação original da Rádio CBN da noite de 7 de março. É possível identificar no início e no final da gravação de Joesley o som da rádio CBN antes e depois do encontro dele com Temer no Palácio do Jaburu. O total da gravação tornada pública pelo Ministério Público Federal tem 38 minutos e 48 segundos. Após dez segundos de ruído, começa-se a ouvir um trecho da edição do Repórter CBN de dez e meia da noite, apresentado por Tânia Morales. Neste ponto, eram exatamente dez horas, 31 minutos e quatro segundos. No final da gravação, depois da conversa com Temer, ouve-se novamente a CBN. Dessa vez, ele acompanha o quadro Nos Acréscimos, com Marcelo Gomes, que está falando sobre o número de jogadores que já venceram a Libertadores que os times brasileiros têm em seus elencos. O tempo decorrido entre os trechos identificados do repórter CBN e do quadro Nos Acréscimos é menor na gravação de Joesley. A gravação do empresário tem 38 minutos e 48 segundos. Descontando os dez segundos iniciais de ruído, são 38 minutos e 38 segundos. Já o trecho da programação da CBN que coincide tanto com o início quanto o final da gravação do empresário tem 44 minutos e 59 segundos. Ou seja, há, uma diferença de seis minutos e 21 segundos a mais no original da transmissão da CBN. (Fonte: Radio CBN)

Ultimo tempo

23 de maio de 2017


Frase do dia

Apesar das minhas roupas rasgadas, eu acredito que vá conseguir uma carona que me leve pelo menos à cidade mais próxima. (Zé Rodrix)

A hora da verdade

No início da noite de ontem, a ministra Rosa Weber, do Tribunal Superior Eleitoral, encaminhou à assessoria do plenário o processo de julgamento do prefeito Aarão. A partir de agora, é uma questão de dias (ou horas) para que o pleno do tribunal julgue a regularidade ou irregularidade da eleição de 2016. Como antecipado aqui no blog, o mês de maio não terminaria sem essa decisão. Poderemos ter, como resultado, a continuação do governo Aarão ou, o mais provável, que em breve teremos novas eleições municipais. Situação atual: Incluso na pauta de julgamento 84/2017, aguardando pauta de julgamento no Diário de Justiça Eletrônico. (Fonte: TSE)

Depois do Pálio

Alerta divulgado em redes sociais na noite de domingo em Itacuruçá: “Atenção! Siena prata, placa DHH 4779 assaltando com elementos armados no Axixá.” Algumas horas mais tarde, outra mensagem informava que o veículo em questão foi recuperado, abandonado, no Arco Metropolitano.

A saga

“Passei mal na escola. A ambulância não estava no Batatal. Temos escutado várias reclamações quanto ao fato de a ambulância não estar continuamente no Posto. 9:30 e ela não se encontrava. Esses dias, outra professora sofreu um acidente e ela também não estava. Bom, fui levada ao hospital por outra condução.  Na sala da triagem, foi feito o primeiro atendimento, mas não tinha algodão para estancar o sangue do dedo. A enfermeira, atenciosa, conseguiu um pedacinho e me deu. O médico passou insulina. A glicose está 280, mas não tem seringa de 1ml para aplicar! Hã? Hein? Estou aqui aguardando arrumarem. Conseguiram agora. Esperando sair também os exames solicitados. Complicado esse descaso. Foi para isso que brigaram tanto para assumir o governo?” (Elizabeth Antunes, via Facebook)

Fica o recado

Se um fiscal no exercício de sua profissão acaba pegando dinheiro para não fiscalizar é ladrão e quando faz o seu oficio orientando, notificando e autuando também é taxado de ladrão. Fica uma pergunta: o que fazer ? Fiscal sob o meu comando vai defender o interesse do comércio local e dos moradores.” (André Carvalho, secretário de fazenda, via facebook)

Iluminação pública

A informação de como se realiza a “mágica”, ainda não chegou ao blog. Entretanto, é de conhecimento dos moradores de Itacuruçá, especialmente os que estão há meses pagando taxas de iluminação pública sem terem o consequente serviço, uma solução adotada no condomínio Marina e que se estendeu até uma das ruas da Brasilinha, realizada por particulares. As imagens a seguir são de trechos de ruas onde o poder público ainda, sequer, reconheceu a existência da rua, mas onde os moradores conseguiram instalar o sistema do vizinho condomínio Marina.

Brasil, mostra a tua cara!

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro já acabaram há quase um ano, mas os problemas não param de chegar. Nove meses depois da Olimpíada, 130 atletas viram suas medalhas oxidarem e, literalmente, cair aos pedaços. Esse número equivale a sete por cento dos objetos entregues aos medalhistas, de um total de 5.130 premiações. Os atletas têm devolvido pouco a pouco à Casa da Moeda as medalhas defeituosas para que sejam restauradas, conforme relata a publicação do jornal francês Figaro. As mais afetadas por esse desgaste foram as medalhas de prata, que tinham 92% de pureza e foram criadas a partir de espelhos excedentários, resíduos de solda e raios-X. Os medalhistas precisam esperar entre três e quatro semanas para que a Casa da Moeda possa corrigir os problemas. Fonte: Jornal Extra)

Diferenças entre o andar de cima e o andar de baixo

A Defensoria Pública de São Paulo acionou o Superior Tribunal de Justiça para pedir a liberdade de uma mãe condenada por roubar ovos de Páscoa e um quilo de peito de frango, em 2015. Responsável por três crianças menores de 12 anos, ela vive com o filho mais novo, de 20 dias, em uma cela superlotada da ala materna da Penitenciária Feminina de Pirajuí.

A pena determinada, de três anos, dois meses e três dias de regime fechado, supera as sentenças impostas a pelo menos sete condenados na Operação Lava-Jato. Maria (nome fictício) foi presa em flagrante, há dois anos, por furtar produtos de um supermercado de Matão, em São Paulo. Permaneceu reclusa por cinco meses, até que um juiz concedeu a liberdade provisória. Condenada em primeiro grau, ela teve a sentença mantida em segunda instância e voltou ao cárcere em novembro de 2016, grávida. A detenta deu à luz no último 28 de abril e vive com o filho em uma cela, cuja capacidade é de 12 pessoas, ao lado de outras 18 lactantes.

Pena maior que as da Lava-Jato

O caso de Maria levanta debate sobre a Justiça, que garantiu a liberdade à outra mulher presa no mesmo furto e a prisão domiciliar à mulher do ex-governador Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo. Mostra ainda certa desproporção das penas no Direito Penal. Na Operação Lava-Jato, ao menos sete condenados vão cumprir menos tempo de cadeia que a dona de casa. Cinco deles recorrem em liberdade, um está preso em domicílio.

Onde o Temer errou

Vale para o enrolado presidente Michael Temer e para todos os demais ocupantes de cargos públicos. Diz a lei: “A autoridade que tiver ciência ou notícia de ocorrência de irregularidade no serviço é obrigada a promover a sua imediata apuração. § 1o . – A apuração será realizada através de Sindicância, sempre que for ignorada a identidade do responsável pela irregularidade. § 2o . – Identificado o responsável, a Sindicância se transformará em processo administrativo disciplinar”

22 de maio de 2017


Frase do dia

Dizer o que pensa é o direito de todo homem livre, na paz e na guerra, no conselho e na luta. (Alexander Pope)

Acidente

Acidente com ex secretário Anderson Careca, na madrugada deste domingo,  na altura do condomínio Sítio Bom em Mangaratiba. O carro capotou várias vezes e parou a poucos metros de uma ribanceira. Anderson Careca, como é conhecido, foi levado para o hospital de Mangaratiba e passa bem. O carro ficou destruído. Coincidência ou não, na mesma data do ano passado um fake postou que Anderson teria sofrido um acidente e que teria perdido a vida, graças a Deus hoje os prejuízos foram só materiais.

Valhacouto

Definitivamente, nossa região está se tornando a preferida para bandidos se esconderem. Marcelo Santos da Silva, e Lucas Mamede Andrade foram presos preventivamente, nessa sexta-feira, acusados de terem roubado um veículo de modelo Tucson, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, levando no banco traseiro uma criança de 4 anos, filho da vítima, que não conseguiu soltá-la da cadeirinha.  A própria mãe reconheceu os suspeitos, que confessaram o crime, ocorrido na última terça-feira. Andrade, de 25 anos, se apresentou à polícia dizendo estar arrependido, e colaborou com a localização de Silva, de 22, preso em Coroa Grande, no distrito de Itaguaí. Em sua casa, os agentes encontraram uma réplica de pistola, segundo o delegado Marcelo Ambrósio, responsável pelo caso. Sem antecedentes criminais, a dupla vai responder na justiça por roubo majorado (com retenção de vítima) e podem pegar de quatro a dez anos de prisão. (Fonte: Jornal Extra)

É friboi?

“O que me impressiona das delações da JBS é a postura da população. Mais uma vez, nós vemos torcidas de partidos, que mais parecem crianças em dias de jogos escolares, satisfeitos porque o “time” do coleguinha é pior. Não há revolta contra o sistema político; não há insatisfação com o sistemático desrespeito que somos tratados; não existe qualquer união social para mudar as regras do jogo. Jogo esse que é jogado com a mesma tática por PT, PSDB, PMDB e todos os Ps. Funciona assim: a classe política duela pelo poder e o vencedor ganha o direito de oprimir e desrespeitar o povo. O perdedor assume o papel de paladino da justiça e acusa o vencedor de corrupção. Juntos, os times tentam manter a cobrança social restrita aos gritos organizados de fora Temer ou fora Dilma. Para isso, utilizam seus sindicatos ou órgãos de classe, que são liderados por capachos (muito bem pagos). Mais uma vez, nós estamos deixando passar a chance de mostrar que sabemos que o golpe é generalizado. Nele estão todos: Lula, Temer, Renan, Aécio, Dilma, Jucá, Dirceu. O golpe é contra nossos direitos! O golpe está em pagar impostos e saber que eles viram propina. O golpe é em não termos acesso aos direitos básicos de saúde, segurança e educação. O golpe é contra o povo e não em políticos que atuam tão sorrateiramente quanto os rivais. Não temos correntes políticas de direita e esquerda. O que temos são facções criminosas que duelam pelo poder. Imaginar que isso mudará sem revolta popular é ingenuidade!” (Autor desconhecido)

No ventilador

Depois de jogar “quilos de farinha no ventilador”, o clã Batista, que controla o Grupo JBS, não está e talvez nunca tenha estado em Nova York, após deixar o Brasil às vésperas da divulgação da delação-bomba, que pode derrubar o governo de Michel Temer. Após sair do País, segundo amigos, os Batista seguiram para uma propriedade da família em Greeley, no estado do Colorado, pertinho da sede da JBS nos EUA, onde fatura US$20 bi (R$66 bilhões) ao ano. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. Em princípio, o clã Batista vai viver entre o Colorado, novo local de residência, e Miami (Flórida), para compras e passeios de iate. Dias antes de explodir a delação-bomba, a família fez festa de despedida em um churrasco regado a champanhe. Só para rapazes. A JBS iniciou a operação nos Estados Unidos em 2007, após a compra da Swift & Company, financiada pelo BNDES. Custou US$1,5 bilhão. Joesley tem apartamento no Olympic Tower, em Nova York, que foi do publicitário Nizan Guanaes. Estaria avaliado hoje em US$30 milhões. (Fonte: Diário do Poder)

Escorpião

A Justiça francesa investiga a denúncia de pagamento de suborno pelo bilionário contrato de venda de submarinos Scorpène para o Brasil, em 2008, no governo Lula. Nesse domingo, toda a imprensa francesa dedicou espaço ao assunto. O acordo de 6,7 bilhões de euros (equivalentes a R$24,4 bilhões) inclui transferência de tecnologia para o Brasil. A procuradora-geral da Procuradoria Nacional Financeira, Eliane Houlette, esteve há duas semanas no Brasil chefiando uma delegação, da qual também participou o chefe do Departamento Anticorrupção da Polícia. Fontes oficiais confirmaram a investigação da PNF e da polícia francesa de “corrupção de funcionários públicos estrangeiros” no contrato de venda de quatro submarinos de ataque Scorpène, assinado em 23 de dezembro de 2008, no Brasil, pelos então presidentes da França, Nicolas Sarkozy, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva Lula. Um porta-voz da DCNS disse à agência France Press que a companhia “não tem nada a ver com a Operação Lava Jato”, acrescentando que a empresa “respeita escrupulosamente, no mundo todo, as regras do Direito”. No Brasil, a DCNS é parceira da BTP Odebrecht, que subcontratou por R$3 bilhões, segundo as suspeitas, por recomendação do ex-presidente Lula. Ambas as empresas estão no centro do megaescândalo de corrupção de agita o país. Em abril, o presidente da DCNS Brasil, Eric Berthelot, havia dito que essas investigações “atingiam apenas a própria Odebrecht”. (Fonte: Diário do Poder)

 

21 de maio de 2017


Frase do dia

Quem comete uma injustiça é sempre mais infeliz que o injustiçado. (Platão)

Moto roubada

Uma motocicleta sem placas foi abandonada na noite de sexta-feira nas proximidades da passagem de nível para pedestres na Brasilinha, em Itacuruçá. Os moradores da área não têm dúvidas de que se trata de moto roubada.

Ilha fiscal?

A semana termina com o saldo de prefeito e vereadores “passeando” em Brasília, enquanto uma guerra surda parece acontecer entre comerciantes e a fiscalização. Há relatos, nas redes sociais, de fiscais usando o poder de polícia que lhes é conferido para tomar para si mercadorias apreendidas. Há relatos de gratificações distribuídas “a balde”, para amigos dos atuais mandatários.

Enquanto isso

A licitação da merenda escolar do nosso município está acontecendo agora (com muito atraso, diga-se de passagem). Dia 16 foi feito o credenciamento das empresas e nos dias 23, 24 e 25, às 10h, no Centro Cultural irá ocorrer o registro de preços. O Conselho de Alimentação Escolar está acompanhando, enviando conselheiros para participar da fiscalização. O CAE, inclusive, emitiu ofícios para diversos órgãos pela demora na publicação da licitação. Lembrando a todos que esse trabalho de fiscalização não é só nossa atribuição, mas de toda população. E principalmente do legislativo, que também recebeu ofício e recebe relatórios mensalmente sobre a merenda escolar. O nosso trabalho voluntário continua sendo realizado, até julho pelo menos, pois este ano termina o nosso mandato e teremos nova eleição. (Elizabeth Antunes, via facebook)

Futevôley

Divulga a prefeitura de Mangaratiba que, no próximo sábado, os amantes do futevôley terão uma excelente oportunidade para exibir todo o seu repertório de jogadas. O distrito de Itacuruçá será palco da etapa do campeonato municipal da modalidade. A competição começa às 9 horas. O evento é gratuito e é promovido pela secretaria de Turismo, Cultura, Eventos, Esporte e Lazer da Prefeitura de Mangaratiba. O futevôlei, considerado uma invenção tupiniquim, vem aumentando muito seu número de praticantes em Mangaratiba. O torneio premiará os três primeiros colocados. As duplas interessadas devem se inscrever pelo e-mail futevolei2017itacuruca@gmail.com. Mais informações pelos telefones 97695-6766 ou 96407-8489, José Roberto ou Ibsen.

Conspiração?

O ex-procurador da República Marcelo Miller está atuando no escritório de advocacia contratado por Joesley Batista para representar o grupo JBS no fechamento do acordo de leniência que está sendo firmado com o MPF. A informação foi publicada com exclusividade pela jornalista de O Estado de São Paulo, o Estadão, Vera Magalhães, na tarde deste sábado. Segundo a revelação, Marcelo, que era “um dos principais braços-direitos de Rodrigo Janot no Grupo de Trabalho da Lava Jato até março deste ano”, a saída de Miler do Ministério Público Federal veio à público no dia 6 de março, um dia antes de o empresário gravar a conversa com o presidente Michel Temer. Ainda segundo publicou a jornalista, “a decisão de Miller de deixar o Ministério Público Federal para migrar para a área privada, que pegou a todos no MPF de surpresa”. Ele agora trabalha no escritório Trench, Rossi & Watanabe Advogados, sediado no Rio. A jornalista informou que “Marcelo Miller era um dos mais duros procuradores do Grupo de Trabalho do Janot, um núcleo de procuradores especialistas em direito penal recrutado pelo procurador-geral em 2013 para atuar na Lava Jato”, tendo atuado, inclusive nas delações do ex-diretor da Transpetro Sergio Machado e do ex-senador Delcídio do Amaral.

Vera lembra que nas duas delações em que Marcelo atuou “foi usado o expediente que deflagrou a delação de Joesley: gravação feita sem o conhecimento de quem estava sendo gravado”.

Conspiração? II

Carta de Eduardo Cunha, escrita a próprio punho e entregue pelo advogado do ex-deputado, Rodrigo Rios.”Com relação aos fatos divulgados referentes à suposta delação do empresário Joesley Batista, tenho a esclarecer o seguinte: 1) Repudio com veemência as informações divulgadas de que estaria recebendo qualquer benefício para me mantar em silêncio. 2) Estou exercendo o meu direito de defesa e não estou em silêncio e tampouco ficarei. 3) São falsas as informações divulgadas atribuídas a Joesley Batista de que estaria comprando o meu silêncio. 4) Jamais pedi qualquer coisa ao presidente Michel Temer e também jamais recebi dele qualquer pedido para me manter em silêncio. 5) Recentemente, após entrevista dele, o desmenti com contundência, mostrando que não estou alinhado em nenhuma versão de fatos que não sejam os verdadeiros”. (Eduardo Cunha, 18/05/2017)

Conspiração III

O presidente Michel Temer decidiu pedir ao STF (Supremo Tribunal Federal)  a suspensão do inquérito contra ele até que se avalie o conteúdo por inteiro da gravação feita pelo empresário Joesley Batista. A solicitação será feita pelo advogado de Temer na esfera penal, Antônio Claudio Mariz de Oliveira. Temer considera que a gravação de Joesley não poderia servir de base para fundamentar a abertura de inquérito. Ele avalia que a gravação seria ilegal e que a edição da conversa a tornaria ainda mais frágil do ponto de vista jurídico. Noutra frente de batalha, política, Temer pretende fazer hoje um pronunciamento entre 14h e 15h, a fim de dar uma resposta à mais grave crise de sua administração. Além de tratar da gravação feita por Joesley, ele avalia que precisa responder à divulgação dos vídeos dos delatores da Odebrecht. No entender do governo, Joesley deu informações no vídeo gravado por procuradores da República que não constam do áudio da conversa no Palácio do Jaburu. O Palácio do Planalto também contesta a versão de outro delator da JBS, Ricardo Saud, que teria mentido e carregado nas tintas ao falar de Temer e de outros políticos. O governo considera grave que a JBS tenha comprado dólares e vendido ações enquanto fechava um acordo de delação premiada e de leniência com o Ministério Público Federal. Ou seja, crimes teriam sido cometidos com base em informações privilegiadas de uma colaboração comandada pelos irmãos Batista. A um interlocutor, Temer disse que não faz sentido falar em compra de silêncio de Eduardo Cunha porque o ex-presidente da Câmara não se calou, mas apresentou questionários à Justiça para tentar incriminá-lo e divulgou nota para responder a declarações do presidente da República. (Kennedy Alencar, rádio CBN)

Pega um, pega geral

Os números são assustadores. O ex-diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, contou aos procuradores da Lava Jato ter pago propina a 1.829 candidatos eleitos, entre deputados, senadores e governadores. 28 dos 35 partidos da República receberam propinas da JBS, segundo o delator. De acordo com o depoimento de Saud em delação premiada, a JBS ajudou a eleger 179 deputados estaduais em 23 unidades da federação. Os repasses contribuíram ainda para a vitória de 167 deputados federais provenientes de 19 partidos, 28 senadores da República e outros 16 governadores. O delator não revelou o montante total das propinas de forma precisa, mas a estimativa é de que seja “de quase R$ 600 milhões, apenas R$ 10 milhões ou R$ 15 milhões não eram propina”. Na delação premiada, Saud contou que também contabilizou “todas as pessoas que receberam as propinas direta ou indiretamente”. Segundo ele, os beneficiados sabiam sim da origem ilícita do dinheiro.

20 de maio de 2017


Frase do dia

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão. (Reunião de bacana – Moreira da Silva)

Baile da ilha Fiscal

Está com todas as características de “vamos aproveitar que a festa está no fim”, o comportamento da atual gestão municipal. Além da verdadeira “caravana” de políticos locais viajando a Brasília sob a frágil justificativa de participar da XX Marcha dos Prefeitos, o Diário Oficial do município publicou ontem, mais uma leva de nomeações para cargos comissionados. São dezoito páginas de nomeações retroativas a 1 de fevereiro.

Tabajara

Com a saída da Expresso Mangaratiba do sistema de transporte público do município, sua irmã siamesa, Viação Costeira, continuou mantendo algumas linhas. Agora, passados pouco mais de sessenta dias, “seus problemas não acabaram”. As linhas em mãos da Costeira voltam a apresentar, a cada dia, os mesmos problemas da “falecida”. A linha Itacuruçá x Nova Iguaçú, via Itaguaí, praticamente foi extinta. Agora, quem precisar fazer o percurso, terá de ir até Itaguaí e de lá pegar outro veículo para Nova Iguaçú. Já as linhas Itacuruçá x Itaguaí e Itaguaí x Muriqui, voltaram a ter horários irregulares, chegando a demorar quarenta minutos. A manutenção dos veículos também é outra questão. Segundo o relato de um morador que fez o percurso Itaguaí x Itacuruçá no fim da tarde de ontem, o morotista, cuidadoso, não ultrapassava os cinquenta quilômetros por hora em plena Rio Santos. O motivo, flagrante para quem sabe dirigir, era a “folga na direção”. Ele dirigia, todo o tempo, corrigindo a posição do volante.

Bolsa família

Muito interessante o link trazido a público pelo Mauro Guedes, através de uma rede social. Através do “Portal da Transparência”, é possível saber quem são todas as pessoas que recebem Bolsa Família no município. “Confira aqui a lista completa das pessoas que ganham o Bolsa Família no município de Mangaratiba em Rio de Janeiro. A lista é atualizada mensalmente, conforme o Governo Federal disponibiliza os dados do Bolsa Família no Portal da Transparência.” https://www.bolsa-familia.com/pessoas/rio-de-janeiro/mangaratiba

Embolou geral

O empresário Joesley Batista, da JBS, disse à Procuradoria-Geral da República que seu grupo empresarial pagou, “nos últimos anos”, R$ 400 milhões em propina a políticos e servidores públicos. A lista, segundo ele, inclui senadores, deputados e presidentes da República (no plural). O delator contou que o levantamento dos valores foi feito por meio de uma investigação interna em seu grupo empresarial, que ele próprio determinou, antevendo que seria chamado a dar explicações ao Ministério Público Federal. A JBS é alvo de ao menos cinco operações policiais que avaliam fraudes contra a administração pública, lavagem de dinheiro e corrupção. O empresário contou que seu grupo empresarial está envolvido em crimes há “10, 15 anos”. O montante de doações legais a políticos, segundo ele estimou, é bem menor que o que foi o distribuído “por fora”: R$ 100 milhões. (Agência Estado)

Conspiração?

Uma perícia realizada a pedido do jornal Folha de São Paulo, assegura que a fita de áudio da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Temer, sofreu mais de cinquenta edições. O laudo foi feito por um perito do Tribunal de Justiça de São Paulo. Segundo ele, o áudio divulgado tem indícios claros de manipulação. Não se sabe com que propósito.

Reunião de bacana

19 de maio de 2017


Frase do dia

O homem que honra a si mesmo é capaz de ver as virtudes de outro homem. (José Marti)

Pegando pesado

Na denúncia apresentada pelo subprocurador  Alexandre Araripe Marinho, apontando o vereador Vitor Tenório e o ex- secretário Humberto Vaz na prática de crime de formação de quadrilha e falsidade ideológica, tornada pública no princípio de abril passado, há uma curiosidade intrigante. Com a divulgação do texto completo da denúncia, observa-se que o subprocurador fez questão, em todos os trechos onde apresentava o nome do vereador, de acrescentar o termo “vulgo”, antes de citar o apelido pelo qual é conhecido no município.

 Vulgo

A expressão “vulgo” pode ser sinônimo de apelido. Por exemplo, “o melhor jogador de futebol de todos os tempos chama-se Edson Arantes do Nascimento, vulgo Pelé”, referindo-se a como a pessoa é mais conhecida, como é popularmente conhecida. Edson Arantes do Nascimento é mais conhecido como Pelé. No entanto, a palavra “vulgo” às vezes também toma um caráter pejorativo. Nesse sentido, “vulgo” pode ser usada no sentido de algo menos culto ou de mau gosto, brega, popularesco. Ainda nessa acepção a palavra vulgo pode ser relacionada a algo vulgar e a vulgaridade em geral, ao que ofende o bom senso e o bom gosto. Na imprensa escrita, durante muitos anos, era usada, especialmente, para se referir a apelidos de bandidos, como por exemplo: “vulgo Mineirinho; vulgo cara de cavalo; vulgo Escadinha, etc”.

Gravação legal ou ilegal?

Estourou a bomba que o dono da JBS gravou o presidente Temer. Estourou, também, a bomba que o senador Aécio Neves também foi gravado: tudo seguido de perto pela Polícia Federal. Afinal de contas, o que a PF fez é legal ou ilegal? É legal. É o que se chama de Ação Controlada. A ação controlada é prática consistente em retardar intervenção policial naquilo que se acredita ser uma conduta delituosa, com a finalidade de que a medida legal se concretize no momento mais eficaz do ponto de vista da formação de provas e fornecimento de informações. Está prevista na Lei 12850/2013. Art. 3º, III – Em qualquer fase da persecução penal, serão permitidos, sem prejuízo de outros já previstos em lei, os seguintes meios de obtenção da prova: ação controlada. Art. 8º Consiste a ação controlada em retardar a intervenção policial ou administrativa relativa à ação praticada por organização criminosa ou a ela vinculada, desde que mantida sob observação e acompanhamento para que a medida legal se concretize no momento mais eficaz à formação de provas e obtenção de informações.

O dia seguinte

O presidente Michel Temer avalia que a divulgação da gravação da conversa dele com o empresário Joesley Batista não agrava a sua situação. A um interlocutor, Temer afirmou que o áudio não sustenta a gravidade das acusações feitas pela Procuradoria Geral da República e dos relatos feitos pela imprensa. Em conversa reservada, Temer se disse “enfurecido” e “estarrecido”. O presidente pretende fazer amanhã um novo pronunciamento em tom mais forte do que o de hoje. Temer usou a palavra “irresponsabilidade” para se referir ao ministro Edson Fachin, ao Ministério Público e à imprensa. O presidente conseguiu conter, por ora, o desembarque do PSDB do governo. Políticos passaram o dia discutindo alternativas para a Presidência, caso Temer perca o poder. No entanto, a maior preocupação do Palácio do Planalto é que a divulgação da gravação vitamine protestos contra o governo. O Palácio do Planalto avalia que poderá reagrupar sua base de apoio no Congresso. Em Brasília, prevalece a avaliação de que, do ponto de vista jurídico, a situação do senador afastado Aécio Neves é bem grave. (Kennedy Alencar, rádio CBN)

Caroços embaixo do angu

Não só Joesley Batista está de mudança para Nova York. O frigorífico JBS, uma das maiores empresas de alimentos do mundo, está de mudança para o exterior. E essa é a explicação para que o empresário tenha decidido fechar a toque de caixa a delação das delações. Ao “rifar” o governo Temer e, no caminho, lançar o país no abismo das incertezas  política, financeira e econômica, Joesley Batista quer assegurar o passaporte de seu grupo para fora do Brasil. Para garantir a execução do plano traçado, a empresa e seus controladores precisavam se acertar com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, o poderoso DoJ. (Fonte: Valor Econômico)

18 de maio de 2018


Frase do dia

As virtudes são como os museus, de que todos falam, mas que ninguém frequenta. (E Bertarelli)

O pálio preto

Relato de um morador antigo do município e experiente servidor público de Mangaratiba, dá conta que, no dia de ontem, ele percebeu estar sendo seguido por um automóvel pálio, de cor preta, na praia do Saco. “Malandramente”, ele estacionou seu veículo nas proximidades da 165 Delegacia Policial. O automóvel em questão seguiu em frente. Com a placa anotada, ele recorreu ao sistema SINESP/Cidadão onde constatou que o veículo em questão, de placa KNV 8380, registrado em Duque de Caxias, consta como “veículo roubado”. Fica a pergunta: seria esse o carro preto que anda realizando assaltos nas ruas do município durante as manhãs, como aconteceu com a moradora de Muriqui , Mary Novaes, anteontem?

Tempos difíceis e sombrios.

Vale repercutir: “Cenário que requer atitude e criatividade em aquecer e abrir caminhos em meio ao matagal do retrocesso, da pequenez, da intolerância e da soberba. Opressão só espelha a natureza frágil de quem a pratica. As atitudes imperiosas levam a comportamentos distorcidos de subordinados que justificam suas ações em discursos populistas e vazios. Ressuscitam a Roma Antiga com personagens da história.  A volta dos cobradores de impostos, os publicanos, que extorquiam os judeus em nome do Império Romano. A volta das decisões de cima para baixo, sem respeito aos anseios e direitos democráticos dos maiores interessados que somos nós, a população!  Aqueçam seus dias e abram trilhas para chegarmos a um estado de paz e tranquilidade. (Leila Castro, via facebook)

Onde está Wally?

O título do post só é reconhecível para quem viveu a experiência, no final dos anos oitenta, de comprar livros coloridos onde o principal objetivo era identificar, em gravuras altamente detalhadas, onde estaria o personagem “Wally”, um típico “nerd” americano, com uma touca de meia na cabeça. A alegoria se faz obrigatória à medida que não houve sessão na câmara municipal de Mangaratiba na última terça-feira. O motivo, falta de quorum. De outra parte, as redes sociais mostraram alegres fotos de vereadores de Mangaratiba em Brasília, acompanhando o prefeito do município na “Vigésima Marcha dos Prefeitos a Brasília em defesa dos municípios”. Vai daí que o nosso quase esquecido “bêbado da esquina” pergunta: “Ué? Se era marcha dos prefeitos, o quê faziam os vereadores por lá. Estavam passeando?

Enquanto isso

Reclama uma moradora: “É uma pena, mas parece que o nosso município está entregue mesmo.Cadê pelo menos a nossa Merenda de qualidade? Acabou? Por favor autoridades, os alunos estão com fome a situação está muito complicada. Vamos ver o que está acontecendo. Esse é o mínimo que vocês podem fazer. Desde já agradeço.” (De uma moradora, via área de comentários do blog)

(In )Segurança pública

Vale a pena repercutir o comentário do ex-vereador José Carlos Simões a respeito da questão da segurança pública no município em especial dos últimos acontecimentos de furtos e roubos. “Estamos vivendo uma situação muito preocupante, felizmente ou não hoje estamos verificando relatos de moradores que estão perdendo somente seus pertences. É  desagradável. Graças a Deus ainda não foi postado sobre perda de vidas, mas da maneira que esta caminhando as coisas, não vai demorar muito para o blog noticiar fatos parecidos. A preocupação de todos é que nada de concreto está sendo feito para defender os munícipes, estamos largados a Deus e à própria sorte de não encontrarmos com algum meliantes pelas ruas dos nossos distrito,s. Não notamos uma estratégia das autoridades no sentido de frear o crescimento de tais fatos. Não notamos nenhuma atitude das polícias (militar e cívil) no sentido de reprimir a vinda desses meliantes para o município. Enfim, estamos voltando à era do “cada um por si e Deus por todos”. Até quando iremos suportar tais práticas desses meliantes? Iremos esperar que alguém tenha sua vida ceifada por esses meliantes? Hoje, estamos presenciando pessoas serem assaltadas à luz do dia. A população já não sabe a quem recorrer. Estamos reféns em nossas próprias casas. Há algum tempo atrás, eram feitas blitzens na entrada de cada distrito. Carros eram parados e verificado o seu interior, junto com a documentação. Tais atitudes, com certeza, deixavam as pessoas do mal com a preocupação de serem pegos ou, pelo menos, mostravam a presença da policia atuando. Hoje, não notamos a presença constante das policias, até numa integração efetiva no combate ao crime. Pelo contrário, presenciamos uma falência no efetivo e no combate a tais práticas”. (José Carlos Simões, via área de comentários do blog)

Mario Peixoto

A direção da Fundação Mário Peixoto enviou ao blog a seguinte nota de esclarecimento; “Gostaria de informar que haverá sim um evento, como em todos os anos, em homenagem ao patrono da FMP e ao seu filme histórico LIMITE. A postagem do evento foi feita no dia 10, a postagem do blog, com a indagação “cadê a FMP?” foi feita no dia 11. Ficamos esperando a notícia do evento nos dias posteriores. A FMP convidou músicos do município para fazer uma apresentação simultânea ao filme e o grupo de teatro do CRAS apresentando peças de teatro de Mario Peixoto.”

Assim não pode. Assim não dá.

Furtar ou roubar telefones celulares deixou de ser crime. Pelo menos é o que se depreende da decisão a seguir, divulgada no dia de ontem. “Caso não esteja caracterizada grave ameaça ou violência, o furto de um telefone celular pode ser enquadrado no princípio da insignificância. O entendimento é da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, que reformou decisão do Superior Tribunal de Justiça e concedeu, nessa terça-feira , Habeas Corpus para trancar ação penal contra um homem que furtou um aparelho de R$ 90. A 5ª Turma do STJ havia determinado a execução da pena sob a alegação de que o objeto tem um custo superior a 10% do salário mínimo da época e por se tratar de um réu reincidente. A tese era defendida pelo Ministério Público Federal. O voto do relator do caso no STF, ministro Ricardo Lewandowski, foi em sentido contrário, no que foi acompanhado por todos os magistrados do colegiado.

Para entender

O fato ocorreu em Minas Gerais. No Tribunal de Justiça do estado, o réu foi condenado a 1 ano de reclusão e 10 dias-multa, mas a defesa interpôs uma apelação e conseguiu absolver Costa. A acusação, então, entrou com recurso especial no STJ e reverteu a decisão. Após a corte negar provimento a um recurso interno, a defesa recorreu ao STF. Neste caso, mais uma vez a tese de que a reincidência, por si só, não impede a aplicação do princípio da insignificância em casos de crimes de menor potencial ofensivo venceu. Em seu voto, Lewandowski afirmou que outros casos similares foram julgados pelo Supremo da mesma forma, além de alegar que há “existência de manifesto constrangimento ilegal” no caso. “Destarte, ao perceber que não se reconheceu a aplicação do princípio da insignificância, tendo por fundamento uma única condenação anterior, na qual o ora paciente foi identificado como mero usuário, entendo que ao caso em espécie, ante inexpressiva ofensa ao bem jurídico protegido, a ausência de prejuízo ao ofendido e a desproporcionalidade da aplicação da lei penal, deve ser reconhecida a atipicidade da conduta”, explicou o relator.