18 de outubro de 2018


Frase do dia

Em casa onde falta pão, todo mundo grita e ninguém tem razão. (Ditado popular)

Nota de falecimento

Faleceu, na madrugada de hoje, no hospital São Francisco Xavier, em Itaguaí, o fotógrafo conhecido em Itacuruçá e na região como Kimura. Durante muitos anos ele foi o grande produtor das melhores imagens fotográficas da Costa Verde, da vida social de Itacuruçá e autor de belas imagens aéreas para a Força Aérea Brasileira.

Efeito imediato

Bastou o candidato Alan Bombeiro registrar ocorrência policial contra as notícias falsas que tentavam desqualificá-lo, para desaparecerem das redes sociais, por completo, todas as fakes.

Mão pesada

O juiz Edison Ponte Burlamaqui, da Vara Criminal de Itaguaí, ordenou, na última terça-feira a prisão preventiva dos ex-vereadores de Itaguaí Marco Aurélio de Souza Barreto, o dr Marquinho, Marcio Alfredo de Souza Pinto, Vicente Cicarino Rocha, o Vicentinho, e Silas Cabral. Eles são acusados pelo Ministério Público de apropriação e desvio de rendas públicas no valor R$ 1.206.918,32, juntamente com outros 117 réus, além de inserção de dados falsos no sistema da folha de pagamento de funcionários da Prefeitura de Itaguaí, ao incluírem 112 pessoas sem nenhum vínculo formal ou legal com o município à época em que Luciano Mota era prefeito. (Fonte: Jornal Atual)

Confronto

O criminoso conhecido como Kabal, apontado como um dos chefes do tráfico de drogas da comunidade do Engenho, em Itaguaí, foi morto, na tarde de terça-feira, após confronto com a polícia. De acordo com a Polícia Militar, eles realizaram uma operação, após o Ministério Público informar que o traficante estaria em uma casa no bairro Santa Cândida. Moradores relataram que, após a morte do chefe do tráfico, várias ruas do bairro do Engenho foram ocupadas por bandidos armados, aterrorizando os passantes.

O voto em branco

No segundo turno das eleições, pouca gente se dá conta da importância do voto em branco, nulo ou na ausência do eleitor, considerando que apenas preferiu não se manifestar. Um professor de matemática assim explica de que modo esse voto que não escolhe ninguém influencia no resultado. Diz ele: “Para eleger um presidente ou governador, é preciso mais de 50% dos votos válidos, não do total da votação Se a eleição fosse em uma classe de dez alunos e todos votassem em um dos dois candidatos, para obter maioria e vencer seriam necessários 6 votos. Mas se 3 alunos votassem nulo ou branco, para obter maioria e vencer seriam necessários apenas 4 votos. Ou seja, fica mais fácil obter maioria e mais fácil vencer. O mesmo vale se os 3 alunos faltarem à votação. Para o resultado final, os votos brancos, nulos e as abstenções têm o mesmo efeito: ficam fora da contagem dos votos válidos”.

Velha raposa

Quando orientou o candidato do PT a presidente ser “mais Haddad” no segundo turno, após a derrota acachapante no primeiro turno, o ex-presidente e presidiário Lula apenas colocou em prática sua nova jogada: descolar-se de nova derrota para Jair Bolsonaro (PSL). “Lula é esperto, experiente, percebeu logo que Haddad não venceria”, diz um ex-ministro lulista de carteirinha eleito para o Congresso no dia 7. A tentativa de Lula de se descolar de eventual derrota explica sua demora e relutância na definição de Haddad como candidato do PT. Lula ficou “traumatizado” com a derrota de 2016: Haddad teve menos votos que brancos e nulos, mesmo com o ex-presidente a tiracolo. O ex-presidente culpa a derrota humilhante de Haddad em 2016, ao tentar a reeleição, pelo derretimento do seu cartaz em São Paulo. Lula cumpre pena de 12 anos por lavagem de dinheiro e corrupção, mas põe a culpa pela derrota do PT em Haddad. (Fonte: Diário do poder)

Muy amigos

O senador eleito Cid Gomes disse nessa terça-feira ao Estadão/Broadcast, que parte do PT já deu por perdida a disputa presidencial no segundo turno das eleições 2018 e está “se lixando” para o presidenciável Fernando Haddad. Na visão do irmão de Ciro Gomes, a “companheirada” só está pensando em garantir a hegemonia na oposição a um futuro governo de Jair Bolsonaro. Após a fala de Cid, o PT considera improvável a criação de uma frente de ampla oposição contra Bolsonaro. (Fonte: Estadão)

Anúncios

17 de outubro de 2018


Frase do dia

Eu quis dizer. Você não quis escutar. Agora não peça, não me faça promessas. Eu não quero te ver, nem quero acreditar que vai ser diferente, que tudo mudou. (Paralamas do sucesso)

Democrático

Não se pode acusar a Enel de privilegiar esse ou aquele distrito quanto à irregularidade do serviço de fornecimento de energia prestado em Mangaratiba. Ontem, foi a vez dos senhores vereadores experimentarem um apagão durante a sessão da câmara. A sessão teve de ser interrompida após sete minutos de iniciada justamente por falta de energia elétrica e retomada algum tempo depois.

Reação aos fakes

Minhas amigas e meus amigos. Como todos sabem, nossa campanha vem sendo vítima de uma série de notícias falsas, que são criadas por nossos adversários como uma forma de atingir minha honra, minha família, e minha equipe. Mas as mentiras não passarão! Estive hoje na 165ª Delegacia de Polícia em Mangaratiba e registrei uma ocorrência para averiguação dos crimes de calúnia, difamação e injúria. Agora, meus detratores terão que responder na justiça pelos crimes que estão cometendo. E eu peço a vocês que me ajudem a combater estas mentiras que só querem desestabilizar nosso projeto de uma Mangaratiba melhor para todos! (Alan Bombeiro, candidato a prefeito)

Avaliando

Continuidade ou mudança? O que você quer para Mangaratiba? Mangaratiba vive a pior crise politica de sua história: um prefeito preso, condenado a 52 anos de prisão, um prefeito duas vezes cassado e um prefeito fugitivo, escondido da justiça. Todos eles por má conduta administrativa. Agora, esse mesmo grupo do prefeito fugitivo tenta se manter no poder. Você, eleitor Mangaratibense, decide o destino de sua cidade. Ou você muda essa história ou continua como antes. (Paola Baracho, na página Mangaratiba falando a verdade)

Tv digital

Tv digital

Muy amigos

Em evento de apoio à candidatura de Fernando Haddad, na noite de segunda-feira, o senador eleito Cid Gomes fez dura crítica ao PT. Convidado a discursar, o irmão de Ciro Gomes, cobrou da direção da legenda que faça um “mea culpa” dos erros que cometeu. “Tem de fazer um mea culpa, pedir desculpa, ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira”, disse. “Não admitir os erros que cometeram é para perder a eleição. E é bem feito”, ressaltou. Sob vaias de militantes petistas, Cid chamou de “babacas” aqueles que protestavam contra seu discurso e disse que o partido “merece perder” caso não faça uma autocrítica. “Vão perder feio porque fizeram muita besteira, aparelharam as repartições públicas e acharam que eram donos de um país. E o Brasil não aceita ter donos”. O senador eleito elogiou Haddad, a quem se referiu como “boa pessoa”, mas acusou o partido de ter criado o candidato do PSL, Jair Bolsonaro. “Foram essas figuras que acham que são donas da verdade, que acham que podem fazer tudo”. Como reação, a plateia petista gritou o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele respondeu: “Lula o quê? Ele está preso, babaca. Lula vai fazer o quê? Babaca, babaca. Isso é o PT e o PT desse jeito merece perder”.  (Fonte: Diário do Poder)

Lucidez

Desculpem os amigos, mas não é de um “machismo”, de uma “homofobia” ou de um “racismo” do brasileiro. A imensa maioria dos eleitores do candidato do PSL não é machista, racista, homofóbica nem defende a tortura. A maioria deles nem mesmo é bolsonarista. O Bolsonaro surgiu daqui mesmo, do campo das esquerdas. Surgiu da nossa incapacidade de fazer a necessária autocrítica. Surgiu da recusa em conversar com o outro lado. Surgiu da insistência na ação estratégica em detrimento da ação comunicativa, o que nos levou a demonizar, sem tentar compreender, os que pensam e sentem de modo diferente. É, inclusive, o que estamos fazendo agora. O meu Facebook e o meu WhatsApp estão cheios de ataques aos “fascistas“, àqueles que têm “mãos cheias de sangue”, que são “machistas”, “homofóbicos”, “racistas”. Só que o eleitor médio do Bolsonaro não é nada disso nem se identifica com essas pechas. As mulheres votaram mais no Bolsonaro do que no Haddad. Os negros votaram mais no Bolsonaro do que no Haddad. Uma quantidade enorme de gays votou no Bolsonaro. Amigos, estamos errando o alvo. O problema não é o eleitor do Bolsonaro. Somos nós, do grande campo das esquerdas. O eleitor não votou no Bolsonaro porque ele disse coisas detestáveis. Ele votou no Bolsonaro apesar disso. O voto no Bolsonaro, não nos iludamos, não foi o voto na direita: foi o voto anti-esquerda. Foi o voto anti-sistema, foi o voto anti-corrupção. Na cabeça de muita gente, o sistema, a corrupção e a esquerda estão ligados. O voto deles aqui foi o mesmo voto que elegeu o Trump lá nos Estados Unidos. E os pecados da esquerda de lá são os pecados da esquerda daqui.

Lucidez II

O Bolsonaro teve os votos que teve porque nós evitamos, a todo custo, olhar para os nossos erros e mudar a forma de fazer política. Ficamos presos a nomes intocáveis, mesmo quando demonstraram sua falibilidade. Adotamos o método mais podre de conquistar maioria no congresso e nas assembleias legislativas, por termos preferido o poder à virtude. Corrompemos a mídia com anúncios de empresas estatais até o ponto em que elas passaram a depender do Estado. E expulsamos, ou levamos ao ostracismo, todas as vozes críticas dentro da esquerda. O que fizemos com o Cristóvão Buarque? O que fizemos com o Gabeira? O que fizemos com a Marina? O que fizemos com o Hélio Bicudo? O que fizemos com tantos outros menores do que eles? Os que não concordavam com a nossa vaca sagrada, os que criticavam os métodos das cúpulas partidárias, foram calados ou tiveram que abandonar a esquerda para continuar tendo voz. Enquanto isso, enganavamos com os sucessos eleitorais, e nos tornamos um movimento da elite política. Perdemos a capacidade de nos comunicar com o povo, com as classes médias, com o cidadão que trabalha dez horas por dia, e passamos a nos iludir com a crença na ideia de que toda mobilização popular deve ser estruturada de cima para baixo.

Lucidez III

A própria decisão de lançar o Lula e o Haddad como candidatos mostra que não aprendemos nada com nossos erros ou, o que é pior, que nem percebemos que estamos errando, e colocamos a culpa nos outros. Onde estão as convenções partidárias lindas dos anos 80? Onde estão as correntes e tendências lançando contra-pré-candidatos? Onde estão os debates internos? Quando foi que o partido passou a ter um dono? Em suma: as esquerdas envelheceram, enriqueceram e se esqueceram de suas origens. O que nos restou foi a criação de slogans que repetimos e repetimos até que passamos a acreditar neles. Só que esses slogans não pegam no povo, porque não correspondem ao que o povo vivencia. Não adianta chamar o eleitor do Bolsonaro de racista, quando esse eleitor é negro e decidiu que não vota nunca mais no PT. Não adianta falar que mulher não vota no Bolsonaro para a mulher que decidiu não votar no PT de jeito nenhum. Não, amigos, o Brasil não tem 47% de machistas, homofóbicos e racistas. Nós chamarmos os eleitores do Bolsonaro disso tudo não vai resolver nada, porque o xingamento não vai pegar. O eleitor médio do cara não é nada disso. Ele só não quer mais que o país seja governado por um partido que tem um dono. E não, não está havendo uma disputa entre barbárie e civilização. O bárbaro não disputa eleições. Está havendo uma onda Bolsonaro, mas poderia ser uma onda de qualquer outro candidato anti-PT. Eu suspeito que o Bolsonaro só surfa nessa onda sozinho porque é o mais antipetista de todos.

Lucidez IV

E a culpa dessa onda ter surgido é nossa, exclusivamente nossa. Não somente é nossa, como continuará sendo, até que consigamos fazer uma verdadeira autocrítica e trazer de volta para nosso campo, e para os nossos partidos, uma prática verdadeiramente democrática, que é algo que perdemos há mais de vinte anos. Falamos tanto na defesa da democracia, mas não praticamos a democracia em nossa própria casa. Será que nós esquecemos o seu significado e transformamos também a democracia em um mero slogan político, em que o que é nosso é automaticamente democrático e o que é do outro é automaticamente fascista? É hora de utilizar menos as vísceras e mais o cérebro, amigos. E slogans falam à bile, não à razão. (Gustavo Bertoche – Dr. em Filosofia)

Meu erro 

16 de outubro de 2018


Frase do dia

Vai meu coração, ouve a razão, usa só sinceridade. Quem semeia vento, diz a razão, colhe sempre tempestade. (Insensatez – Tom Jobim)

Falso testemunho

Faltando menos de duas semanas para a eleição suplementar em Mangaratiba, aumentaram, sensivelmente, em grupos de whatsapp e redes sociais as publicações que tentam lançar suspeitas sobre esse ou aquele candidato. É prudente lembrar que, apesar de, no Brasil ainda não ter uma legislação específica para punir quem produz e compartilha notícias falsas ou sem embasamento, isso não quer dizer que quem não checa a veracidade das informações compartilhadas está livre de ser responsabilizado. Existem instrumentos legais para acionar produtores e divulgadores de fake news nas justiças civil e criminal. Para as eleições, especificamente, também existem parâmetros para enquadrar quem tenta prejudicar os candidatos. Se a divulgação de notícias falsas ocorrer em época de eleição visando desqualificar um candidato, partido ou coligação, aplica-se a lei 12.891, de 2013. Segundo o texto, constitui crime “a contratação direta ou indireta de grupo de pessoas com a finalidade específica de emitir mensagens ou comentários na internet para ofender a honra ou denegrir a imagem de candidato, partido ou coligação”. A pena varia de 2 a 4 anos de prisão e multa de 15 mil a 50 mil reais.

Falso testemunho II

Especificamente com relação a Mangaratiba, as alegações, um tanto desesperadas, de determinado grupo, que se viu obrigado a trocar de candidato depois que o seu foi “abatido em pleno voo”, se voltam contra o candidato Alan Bombeiro. Com o intuito de esclarecer, informamos que o candidato em questão sequer iniciou conversas para a composição de seu possível governo. Sendo assim, são absolutamente sem fundamento os boatos que apontam fulano ou beltrano nessa ou naquela secretaria.

Falso testemunho III

Após a identificação de alguns endereços IP, a justiça eleitoral de Mangaratiba já começou a procurar os autores de postagens falsas. Oficiais de Justiça já estão nas ruas com intimações com nome e endereço de algumas dessas pessoas. A justiça eleitoral classifica o crime como: “Crime contra a propaganda eleitoral. Divulgação de fato inverídico na propaganda eleitoral.”

Testemunho verdadeiro

Evidentemente, não são os candidatos em si que iniciam ou incentivam qualquer tipo de propagação de notícias inverídicas, ao contrário, os principais concorrentes têm procurado manter a elegância na defesa de suas propostas. Isso pode ser confirmado amanhã, quando a página Mangaratiba Tv, na internet, realizará um debate com os mesmos. Assim, ao invés de acreditar no “diz que diz” das redes sociais, o eleitor poderá ouvir o que pensam os próprios candidatos.

Debate

Negado

Fazendo questão de registrar no acórdão a expressão “foragidas”, a desembargadora Gizelda Leitão e a segunda câmara criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negaram, por unanimidade, o agravo regimental que pretendia alcançar o regime de prisão domiciliar para Daniele dos Santos Coellar e Yasmim de Oliveira da Conceição Costa, condenadas à prisão no processo que culminou com a condenação do ex-prefeito Evandro Capixaba e mais quarenta pessoas.

Vestal

Ex-juiz federal Wilson Witzel, de 50 anos, candidato do PSC ao governo do Rio de Janeiro, tem uma condenação definitiva por falta de quitação de um empréstimo e foi processado pela Fazenda Nacional por conta de débitos com o fisco. Como mostra reportagem publicada na edição de VEJA que começa a circular na última sexta-feira, em 2012 a 4ª Câmara Cível do Espírito Santo determinou que ele quitasse um empréstimo contraído com a ex-sogra, Mariasita de Souza Marques. Witzel recorreu ao Superior Tribunal de Justiça, mas perdeu – a ação, aberta em 2005, está em fase de cobrança. Vencedor do primeiro turno da eleição fluminense, Witzel afirmou a VEJA que concluiu um acordo para encerrar o processo, mas advogados de Mariasita, que tem 86 anos e sofre de Alzheimer, disseram desconhecer esta iniciativa, que também não está registrada no extrato do processo que pode ser consultado no site do Tribunal de Justiça capixaba. O valor da dívida é de 87.172 reais. A execução fiscal foi aberta em 2012 para a cobrança de créditos relacionados ao imposto de renda de pessoa física (anos de 2003/2004, 2005/2006 e 2006/2007) e de multa por atraso na entrega da declaração de 2004. Witzel chegou a ter contas bloqueadas para garantir a quitação do débito. Em 2017, a dívida relativa ao imposto de renda foi extinta pela Justiça sem resolução de mérito – a decisão foi tomada por conta de omissão da Receita Federal no processo. Em fevereiro deste ano, a ação judicial foi encerrada devido à quitação da dívida. (Fonte: Revista Veja)

Preocupação séria

Não é que os cientistas estejam botando água no seu chope. Nem é que o aquecimento global vá terminar esquentando também seu copo. Na realidade, conforme mostra estudo publicado nessa segunda-feira, os fenômenos climáticos contemporâneos podem acabar com os estoques globais de cerveja. A conclusão, publicada no periódico Nature Plants, é que as secas e ondas de calor concomitantes, agravadas pelo aquecimento global provocado pelo homem – devem levar a declínios bruscos no rendimento das colheitas de cevada, que é o principal ingrediente da bebida. Principalmente se os níveis de emissão de carbono continuarem como estão hoje. A perda de produtividade nas colheitas de cevada pode chegar a 17%, o que deve fazer o preço da cerveja dobrar ou até mesmo triplicar em alguns lugares do mundo. A primeira consequência dessa queda de produção, segundo os modelos matemáticos do estudo, será um intenso aumento nos preços da bebida. (Fonte: Revista Exame)

15 de outubro de 2018


Frase do dia

Toda a arte de ensinar é apenas a arte de acordar a curiosidade natural nas mentes jovens, com o propósito de serem satisfeitas mais tarde. (Anatole France)

Inacreditável

A informação é tão surpreendente que foi preciso ao blog confirmá-la, através de fontes diferentes. Repetindo uma “maluquice” feita na Índia e divulgada nas redes sociais, três jovens de Muriqui se deitaram no vão entre os trilhos, logo após o pontilhão de Muriqui, momentos antes da passagem do trem de minério. Na posição que escolheram, não daria tempo de o maquinista perceber a situação e parar a composição. Passaram sobre eles as duas locomotivas e mais cento e trinta e quatro vagões carregados de minério. Ao que parece, os jovens tiveram apenas leves escoriações.

O oitavo mandamento

Assim que terminar o atual período eleitoral, muitos dos que se dizem cristãos, tanto no plano nacional quanto aqui no município, deverão se penitenciar profundamente. Afinal, através das “fakenews” que divulgam, estão descumprindo, descaradamente, o oitavo mandamento, aquele aprendido desde o catecismo e que diz: “não levantarás falso testemunho.”

Confissão

Estou aqui confessando o meu erro. Vocês querem saber quem contribuiu para o dr. Ruy Quintanilha perder as eleições de 2016? Eu. Querem saber o motivo? Eu ficava nas páginas denegrindo o Aarão Brito e o Alan Bombeiro e esquecendo de mostrar as propostas do dr. Ruy, Na verdade, eu acabei fazendo campanha para os adversários. Foi isso o que aconteceu. Não tenho vergonha de admitir isso. Vergonha é não assumir o erro e continuar com ele! Hoje, infelizmente, essa política suja está se repetindo de uma forma mais cruel e sem noção> Vamos dar um basta nisso! Chega de perseguições, chega de calúnias, chega de denegrir as pessoas, chega! chega! Mangaratiba merece evoluir, merece voltar a ser um paraíso. Esse é o meu recado. Quem for do bem, vem comigo. (Margareth Coelho, via facebook)

Duas semanas

Apesar de haver diminuído, sensivelmente, a pressão política em relação à eleição suplementar em Mangaratiba, ainda nos deparamos com relatos desse tipo: “Se é fato que dois contratados da Fundação Mário Peixoto foram demitidos por terem me cumprimentado no portão do Museu Municipal, conforme me foi relatado, sinto indignação e revolta que a prática escravagista de humilhar e perseguir trabalhadores ainda seja aplicada em Mangaratiba nos dias atuais. Paradoxalmente minha autoestima agradece, pois ratifica minha importância no município e para o município. Minha avó tinha razão: quando o diabo não vem, manda o secretário! Mas a vida tudo cobra e na manhã de 29 de outubro, tenho fé, muitos escravagistas que ainda povoam a política de Mangaratiba despertarão espirrando sem parar por alergia de acordar num novo tempo de justiça. Sou, sempre fui e serei Alan Bombeiro 45.” (Fábio Rodrigues)

Fim de semana

O próximo final de semana promete ser bastante movimentado no município, especialmente no distrito de Itacuruçá. Além da já divulgada inclusão do Beco Livre no “Programão Carioca” divulgado pelo jornalismo da rede Globo, teremos mais uma edição do DFK3, pesca de caiaque, que promete reunir mais de mil pescadores. A imagem abaixo é da edição do ano passado.

DFK

Devagar com o andor

Líder na corrida para o governo do Rio, o ex-juiz federal Wilson Witzel pode ter sua candidatura impugnada. Isso porque Witzel se exonerou voluntariamente do cargo de juiz no dia 28 de fevereiro deste ano para se lançar candidato. Só que desde 2015 ele respondia a um processo administrativo no Conselho Nacional de Justiça e somente em 18 de setembro o processo foi arquivado. Com isso, Witzel entra no artigo 1º da Lei da Ficha Limpa que diz que o magistrado que se exonera voluntariamente com pendência de um processo disciplinar fica inelegível por oito anos de forma automática. No primeiro turno, o ex-juiz obteve 41,28% dos votos válidos, mais de 3 milhões de votos, enquanto Eduardo Paes teve 19%, com 1,5 milhão.

Dia do professor

No dia 15 de outubro de 1827, Dom Pedro I, Imperador do Brasil, decretou uma Lei Imperial responsável pela criação do Ensino Elementar no Brasil e através deste decreto todas as cidades deveriam ter suas escolas de primeiro grau. O decreto também continha o salário dos professores, as matérias básicas e até como os professores deveriam ser contratados. Esta data foi oficializada nacionalmente como feriado escolar através do Decreto Federal nº 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto define a razão do feriado: “Para comemorar condignamente o Dia dos Professores, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias”.

Dia do professor II

Triste realidade

Dia do professor III

Quem já andou pelos corredores de uma escola, sentou naquela mesinha de frente para uma turma ou fez “chamada”, sabe exatamente o quê sentiram esses professores homenageados por alunos de uma escola pública.

Dia do professor III

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas. Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do voo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o voo. Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o voo, isso elas não podem fazer, porque o voo já nasce dentro dos pássaros. O voo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado. (Rubem Alves)

 

12 de outubro de 2018


Frase do dia

Devemos nos tolerar uns aos outros porque a diferença faz parte da humanidade. (Paulo Autran)

Princípio da autoridade

Na edição de número 859 do diário oficial de Mangaratiba, o prefeito interino, vereador Charles Graçano, restabeleceu o princípio de que é de responsabilidade do prefeito a nomeação e exoneração de servidores. O decreto restaura a redação original determinada pela Lei Orgânica do Município que estabelece como competência exclusiva do prefeito tais atos de nomeação e exoneração.

Assalto

Ontem pela manhã, o ônibus que fazia a linha Itaguaí x Conceição de Jacareí, foi desviado por assaltantes para a comunidade do Cação onde todos os passageiros foram roubados.

Esquizofrenia

Algumas incoerências na política são fácilmente perceptíveis. A mais recente, em Mangaratiba, é a tentativa de utilização do slogan “ficha limpa” para tentar caracterizar um dos candidatos à eleição suplementar. O interessante é que essa iniciativa está partindo do mesmo grupo que, até há dois meses atrás apoiava, de forma ferrenha, o candidato que se afastou da disputa por conta de sérios problemas com a justiça.

Suspenso

A novela das novas placas padrão Mercosul ganhou mais um capítulo: uma liminar suspendeu temporariamente a adoção desses equipamentos. A decisão foi assinada pela desembargadora federal Daniele Maranhão Costa, do Tribunal Federal da 1ª Região de Brasília (DF). A informação foi publicada em primeira mão pelo jornal Folha de São Paulo.

Suspenso II

A liminar atende a uma alegação da Associação das Empresas Fabricantes e Lacradoras de Placas Automotivas do Estado de Santa Catarina. A desembargadora federal concluiu que a atribuição das entidades que confeccionam as chapas tem equívocos. Além disso, a magistrada considerou que o sistema integrado com informações de veículos deveria estar em funcionamento antes da implantação das novas placas. Porém, esse banco de dados ainda não está pronto, o que gera alguns problemas. Em estados que ainda utilizam as chapas antigas, é impossível, por exemplo multar veículos emplacados seguindo o padrão Mercosul.

Suspenso III

Proprietários de veículos que portam as novas placas também não conseguem utilizar aplicativos de estacionamento rotativo onde o antigo padrão ainda está em vigor. Vale lembrar que, por enquanto, apenas o Rio de Janeiro aderiu à chapa unificada entre os países do Mercosul. O Tribunal justifica a decisão ponderando que os proprietários não podem sofrer prejuízos devido à falta de um sistema unificado. O texto ainda afirma que, mesmo diante do interesse em reduzir clonagens e acabar com monopólios, o Denatran, não poderia habilitar, no lugar dos Detrans de cada Estado, as empresas responsáveis pela fabricação das placas. A primeira data estipulada para que as novas placas fossem adotadas no Brasil era janeiro de 2016. Desde então, o uso das chapas unificadas foi postergado diversas vezes. O equipamento padrão Mercosul já é utilizado regularmente na Argentina e no Uruguai.

Dia da padroeira

11 de outubro de 2018


Frase do dia

Se 5 bilhões de pessoas acreditam em uma coisa estúpida, mesmo assim essa coisa continua sendo estúpida. (Anatole France)

Van

Na manhã de hoje, as redes sociais foram tomadas por reclamações de moradores que, com consultas médicas marcadas no Rio de Janeiro, acordaram de madrugada, mas a Van para transporte de pacientes não apareceu. Assim resume uma dessas pacientes: “Você que marca van pro pacientes irem pro Rio deveria estar na rua avisando que não tem carro. Eu estou aqui no portão. Resolvi voltar pra dentro de casa. Que vergonha!”

Sem divulgação

Nos últimos dias, o nosso município vivenciou três episódios trágicos que mal foram divulgados. Em Muriqui, um policial foi morto por conta de desentendimento com vizinhos. Outra pessoa faleceu em virtude de overdose de drogas e, em Itacuruçá, uma jovem perdeu a perna, atropelada pelo trem de minério.

Beco livre

O que começou como um esforço e até mesmo uma certa teimosia de produtores culturais do município,  acaba de alçar seu primeiro grande voo. A rede Globo trará a Mangaratiba a próxima edição do Programão Carioca, no sábado, 20 de outubro. O projeto, que incentiva a produção cultural local e democratiza o acesso às artes, vai trazer à praia de Itacuruçá atividades infantis, apresentações de dança, música, teatro e filme. A diversão para as crianças começa às 15 horas com oficinas de fantoches, mandalas, máscaras e poesias comandadas por artesãos da Feira Cultural Beco Livre, projeto que reúne artistas da região em espaços públicos para fomentar a cultura e a ocupação artística em Mangaratiba.

Programão carioca

 Eleições 2018 – curiosidades

O subtenente Hélio Fernando Barbosa Lopes, de 49 anos, também conhecido por Hélio Negão ou Hélio Bolsonaro foi deputado federal mais votado no Rio de Janeiro, com 345.234 votos. Filiado ao PSL de Jair Bolsonaro, ele superou o deputado estadual Marcelo Freixo, que obteve 342.491 e ficou com o segundo lugar na votação. O mais votado do estado do Rio, porém, há dois anos, tentou se eleger vereador em Nova Iguaçu pelo PSC e não conseguiu, teve menos de quinhentos votos. Ele também foi candidato a deputado federal pelo PTN, em 2014, mas não foi eleito.

Consciente

Reeleito governador do Maranhão com 59% dos votos neste domingo, Flávio Dino é “totalmente contra” que seu aliado, o candidato a presidente pelo PT, Fernando Haddad, escreva uma carta aos brasileiros nos moldes da que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez em 2002. O documento, em que Lula assumiu compromissos na condução da economia – como, por exemplo o equilíbrio das contas públicas, costuma ser apontado como fundamental para a primeira vitória petista, ao reduzir as resistências ao líder sindical. Para Dino, no entanto, “ninguém leu” a carta e Lula venceu porque era, naquele momento, “um sinal de expectativa de melhoria de vida”. Na sua visão, esse mesmo sentimento é a principal explicação para Jair Bolsonaro ter obtido 46% dos votos válidos no primeiro turno presidencial, ficando bem à frente de Haddad, que registrou 29%. Dino reconhece que os brasileiros de menor renda viram suas condições de vida piorar a partir do governo Dilma Rousseff. Parte deles, diz, acabou “seduzida” pela proposta bolsonarista de armar a população contra os criminosos. “É óbvio que uma coisa não tem nada a ver com a outra: arma não gera emprego, arma gera homicídio. Mas é o discurso que está aí nos segmentos populares, sobretudo no Sul e Sudeste. Acabaram aderindo ao Bolsonaro, na expectativa de melhorar sua vida”, analisa.

Mudança de cor

Reunida hoje em São Paulo a coordenação da campanha do PT decidiu que no segundo turno a candidatura de Fernando Haddad vai ter caráter de frente política. Para isso o vermelho do PT perdeu espaço para o verde e amarelo da bandeira brasileira no material de campanha, o slogan passou a ser “O Brasil para todos” no lugar de “O Brasil feliz de novo” e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desaparece da foto oficial. O PSOL e o PSB foram incorporados à estrutura da campanha que já tinha PT e PC do B. O próximo passo é abrir espaço para o PDT de Ciro Gomes.

Nova logo

Resposta criativa

Assim que divulgada a nova logomarca, um adversário criativo também entrou em campo

Cor do PT

10 de outubro de 2018


Frase do dia

Bate outra vez com esperanças o meu coração. (Cartola)

Apuração séria

Uma senhora deu entrada, ontem, no Hospital Municipal Vitor de Souza Breves com uma ferida profunda no dedão do pé. Quando já estava sendo atendida, apenas como conversa para passar o tempo, a coitada, sem saber, foi elogiar o candidato Alan Bombeiro. A partir desse momento, ficou abandonada lá canto, sem receber os medicamentos necessários. Ela, sendo diabética, correu o risco de perder parte do pé. Seus amigos denunciaram o fato através das redes sociais e, como consequência da repercussão, voltou a ser atendida e internada.

Apuração séria II

Uma outra senhora, moradora de Mangaratiba também denunciou, através de um grupo de whatsapp, que seu motorista flagrou agentes da prefeitura que, com a desculpa de que o caminhão vendendo frutas não poderia estar em determinado local, furtaram pencas de abacaxis, facas de serviço, quebraram cadeiras e ameaçaram transeuntes quem estavam nas proximidades reclamando ou filmando via celular. Havia uma viatura da polícia militar mas sequer saíram do carro para interferir.

Fora do ar

Desde a noite de terça-feira, o portal da prefeitura de Mangaratiba na internet, encontra-se fora do ar. Quem tenta acessá-lo recebe a mensagem: Error 404 – A URL requisitada não foi encontrada neste servidor. 

Por onde anda?

O comentarista esportivo Milton Neves mantém, em uma rede de televisão, um quadro relembrando nomes do passado do futebol com o título: “por onde anda”? Usando a mesma pergunta, registramos que o deputado Pedro Augusto, que em 2016 andou “ciscando” em Mangaratiba pretendendo ser prefeito do município, mas que não sabia diferenciar o Sahy do Açaí, não se reelegeu para a assembleia legislativa do Rio de Janeiro.

A maldição da múmia

Os deputados que votaram favoráveis à celebrada cassação do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha não conseguiram tirar partido, nas urnas, da posição firme contra o parlamentar que se encontra preso há mais de sete meses. Apenas quatro dos 12 “algozes” de Cunha no Conselho de Ética da Câmara foram reeleitos domingo. Entre os aliados de Cunha um perdeu o mandato: Laerte Bessa. Presidente do Conselho de Ética que comandou o começo do fim de Cunha, José Carlos Araújo perdeu a eleição de domingo. Os petistas Zé Geraldo e Leo de Brito se escafederam. Aquele da tatuagem de Temer, Wladimir Costa, dançou. Foram reeleitos Paulo Azi, Sandro Alex e Júlio Delgado. Marcos Rogério, relator, virou senador. (Fonte: Diário do poder)

Polarização

O Brasil está polarizado politicamente. Em um lado os defensores dos ideais da esquerda. Do outro os da direita. Em época eleitoral essa polarização fica ainda maior, para não dizer perigosa. As discussões entre pessoas que defendem visões políticas diferentes são muito comuns nos dias atuais. Só que enquanto a discussão fica somente no campo das ideias, tudo bem. O problema é quando os ânimos ficam acalorados e a coisa sai do controle e começam os xingamentos. Um chama o outro de “fascista” pelo que recebe a resposta “comunista”. Esta cena é vista em todas as classes sociais. Acontece desde uma conversa mais acirrada entre vizinhos num bar tomando uma cerveja até um bate-boca entre autoridades, assim a coisa pode chegar até as vias de fato! Mas chamar uma pessoa de “fascista” ou “comunista” constitui um crime? A resposta é: sim e não.

Polarização II

Chamar uma pessoa de “comunista” nesta situação retratada não configura crime, pois o comunismo é uma corrente política vigente, autorizada internacionalmente, presente em vários países e com partidos estabelecidos oficialmente, como no Brasil, em que há, por exemplo, o PC do B (Partido Comunista do Brasil) e o PCB (Partido Comunista Brasileiro). E a pessoa que é “xingada” de comunista em um debate com uma pessoa de direita não encara isso como xingamento e sim como uma confirmação das ideias que defende. Ficaria no mínimo estranho um comunista processar alguém por ter sido chamado de “comunista”, você não acha? Já chamar uma pessoa de fascista é crime contra honra. É considerado Injúria. Quem declarou isso foi a Justiça do Brasil em dois casos recentes. (Rafael Rocha – Advogado criminalista)