02 de setembro de 2015


Frase do dia

Quem não lê, não pensa, e quem não pensa será para sempre um servo. (Paulo Francis)

Insurreição

Amigos. Acabei de estar com os familiares da Babi e soube que é de vontade dela a manifestação! Quero deixar claro que não se trata de política, mas de reivindicação de melhorias para o nosso município apenas. Soube também que as pessoas que estão coordenando o link Mangaratiba abre o verbo as excluiram e estão atuando com estapafúrdia! Um absurdo! Babi Mello é a comandante e não tem intenção política alguma sobre o evento! Deixo isso muito claro! Pois nesse momento estou denunciando o ato ilícito ao quais eles estão tratando o caso sem consentimento da idealizadora. Mas mesmo de cima da cama da Cemeru ela está ciente do que está acontecendo e é de sua vontade que haja o evento democrático, sem fins políticos, para a melhoria do nosso tão amado município de Mangaratiba! (Muriqui Waguinho)

O que é prioridade?

Salário com o reajuste no bolso do servidor ou obras? Pagamento das dívidas ou obras de maquiagem? Materiais e manutenção das escolas ou pagamento de resíduos dos amigos? Bom atendimento na Saúde ou cargos de confiança para virarem votos de cabrestos? Eleição chegando, não é? Diz a capa do diário oficial de número 535: “Prefeitura recupera rua em Muriqui esquecida há anos pelo poder público. O local estava intransitável desde 2011. Secretaria de Serviços Públicos realiza reforma de todo o calçamento com recursos próprios.” Recursos próprios? Não estava sem dinheiro? Cadê o dinheiro do Previ? Cadê o pagamento da data-base? (Elizabeth Antunes)

Certíssimo

Anuncia um internauta em rede social: “Galera, estão multado os carro com som aberto, e carros estacionados nas calçadas e etc, chegou multa de som automotivo para mim, no valor de 560 reais e de estacionar também. Fora os pontos da CNH que vou perder. Todas frente ao adrenalinas, então fiquem ligados pois estão multando sem pena em Mangaratiba.” (Anônimo)

Aplausos

O secretário de ordem pública convoca a população para uma verdadeira “cruzada” contra os paredões de som que tanto nos atazanam no verão. Diz ele: “Bom dia a todos. Gostaria de solicitar a colaboração dos moradores de Mangaratiba para anotar a placa, horário, modelo do veículo e local dos veículos com som automotivo que encontram-se perturbando o sossego público, pois irei enviar uma equipe ao local para verificar a veracidade dos fatos e o mesmo será autuado no artigo 229 do CTB: Usar indevidamente aparelho de alarme ou que produza sons e ruídos que perturbem o sossego público em desacordo com as normas fixadas pelo Contran, multa de R$129,69 multiplicado por 3. Só assim, poderemos viver em uma cidade com Ordem Pública.” (Vitor de Carvalho Santos)

E vamos juntos

O blog sugere ao secretário que disponibilize um número de telefone para as eventuais denúncias. Alguns moradores que tomaram conhecimento do propósito já querem saber como denunciar e querem divulgar esse caminho entre seus vizinhos.

De volta

A secretaria de Saúde da prefeitura de Mangaratiba reativou na última semana, o serviço de transporte de pacientes que fazem exames e consultas em hospitais fora do município. O serviço havia sido suspenso parcialmente em março pela antiga gestão e estava causando imenso transtorno aos moradores da cidade, uma vez que muitos não têm condições de arcar com as despesas da viagem ou estão impossibilitados fisicamente de se locomoverem em veículos inapropriados. (Fonte: PMM)

Denúncia

Com o subterfúgio de instalar uma subprefeitura em Conceição de Jacareí a Prefeitura alugou 10 lojas de propriedade da Colonizadora Industrial, no Edifício Dourado pelo valor de R$12.000,00 mensais, sendo que no primeiro ano o valor seria rebaixado para R$ 8.000,00 devido a obras que seriam feitas no local. Ocorre que nada foi feito no local nem as obras e muito menos a subprefeitura jogando “ralo abaixo” R$ 80.000,00 de dinheiro que poderia estar sendo utilizado em outras coisas de real interesse da população. E o que é pior, quando vistoriamos o local, que durante a campanha do atual Prefeito foi usado como deposito de material de campanha, em 18/01/2012, flagramos o local abarrotado de faixas, placas, adesivos nas portas e janelas e todo o material de campanha usados, ou seja, o contribuinte de Mangaratiba paga os favores de uma campanha eleitoral. A denuncia foi protocolada em 19/01/2012 no Nucleo de Tutela Coletiva do Ministério Publico em Angra dos Reis, sob o numero 2012.00066.324. Aguardamos providências. (Gustavo Busse, ex-vereador)

A Locanty não morreu

Investigada pelo Ministério Público por denúncias de irregularidades e suspeita de superfaturamento em contrato emergencial firmado com a Prefeitura de Valença, em 2013, a empresa Própria, especializada em coleta de lixo está faturando alto no município de Mangaratiba, onde acabou de ter renovado, sem licitação, um contrato no valor de R$ 21.197.148,24. A renovação se deu em termo aditivo autorizado pelo prefeito Ruy Quintanilha, que assumiu o governo no dia 17 de abril deste ano, após a prisão do prefeito Evandro Bertino Jorge, o Evandro Capixaba, processado por ameaça, fraude em licitação e formação de quadrilha. Em Valença, apesar do mesmo CNPJ, a empresa foi contratada com o nome de Própria Comércio e Serviços, recebendo cerca de R$ 750 mil mensais e, agora denominada Própria Ambiental, vai faturar R$1.766.429,02 por mês em Mangaratiba. (Fonte: Elizeu Pires)

Filme em reprise

Após um ano de constantes atrasos no pagamento dos funcionários, o Ministério Público estadual moveu uma ação civil pública contra o prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos, por improbidade administrativa e dano aos cofres públicos. Também são réus da ação o irmão do prefeito, Gilvandro Matos Pereira, ex-secretário de Governo; o braço direito de Matos, Sérgio Lopes Jund Filho, que já foi chefe de gabinete e secretário de Fazenda; Luciano José Lopes Rolim, atual secretário de Fazenda; e Jorge Paulo Magdaleno Filho, diretor do Meriti Previ. Servidores da Secretaria de Saúde afirmam que ainda não receberam o pagamento de julho. Na Secretaria de Administração, servidores estão desde maio sem dinheiro na conta. Na Secretaria municipal de Obras e no Meriti Previ, a confusão é ainda maior. Alguns trabalhadores estão com os salários em dia e outros não recebem desde junho. Os réus foram notificados sobre a ação e têm 15 dias para se manifestarem, a contar da última sexta-feira. Se forem condenados, podem perder a função pública, ter os direitos políticos suspensos ou ter que devolver a quantia equivalente ao dano nos cofres municipais. (Fonte: Jornal Extra)

A propósito

Aqui em Mangaratiba, alguns servidores da educação receberam seus salários de agosto na tarde da última segunda-feira. Correram boatos de que outros receberiam ontem, no entanto, até o final do dia, a maioria dos servidores continuava com suas contas-correntes “zeradas”.

Caixa eletrônico

Na madrugada do último domingo, um caixa eletrônico que fica no bairro do Brisamar em Itaguaí foi explodido. O caixa ficava no posto de gasolina “Costa Verde”, na Rodovia da  Rio-Santos no sentido Mangaratiba, parada dos ônibus que seguem para Angra e Paraty. A Policia Rodoviária Federal esteve no local e o cenário era de total destruição. De acordo com um dos funcionários do posto de gasolina, o estabelecimento não funciona 24h e o posto é fechado às 23h. (Fonte: Jornal Atual)

Peixe grande

O juiz federal Sérgio Moro disse que a delação premiada é ‘o caminho possível para se pegar o grande chefe da organização criminosa’. Ele assinala que ‘uma das formas históricas de se obter informação de dentro da organização é pegar um membro do grupo criminoso e faze-lo voltar-se contra os seus pares’. No sábado, 29, em São Paulo, Moro defendeu enfaticamente a colaboração premiada durante palestra para um numeroso grupo de advogados – profissionais que, em quase sua totalidade, repudiam o mecanismo. Sérgio Moro conduz as ações penais da Lava Jato, investigação que desvendou esquema de corrupção, cartel de empreiteiras e propinas na Petrobrás, entre 2004 e 2014. A Lava Jato colocou no banco dos réus quadros importantes do PT, inclusive seu ex-tesoureiro, João Vaccari Neto, e seu ex-presidente, José Dirceu, ex-ministro-chefe da Casa Civil. Até aqui, cerca de 30 alvos da Lava Jato escolheram o caminho da delação para se livrar da prisão e obter outros benefícios. A força-tarefa da Lava Jato atribui a José Dirceu o papel de ‘instituidor’ do esquema na estatal petrolífera, mas não descarta a possibilidade de chegar a nomes mais altos. “Você utilizar um criminoso contra os seus pares é uma técnica de investigação. Existem problemas, sim, mas é uma técnica de investigação que segue um critério puramente pragmático.” Para Moro, o delator pode abrir a ‘redoma de segredos’ de uma organização. “Muitas vezes, a única pessoa que pode revelar os crimes são os próprios criminosos. Os crimes, normalmente, não são cometidos em conventos, você não pode chamar a freira para depor como testemunha, e nem são cometidos no céu, você não pode chamar os anjos. Então, vocês vão chamar criminosos para testemunhar contra seus pares. Se esse é o meio necessário para se pegar o grande chefe, se é necessário fazer um acordo, então esse é um caminho possível de ser percorrido.” O juiz da Lava Jato ressalvou que ‘existe uma série de cautelas a serem adotadas’. “A primeira delas, a primeira regra na colaboração é: nunca confie num criminoso. Não é pelo fato de ele resolver colaborar que ele se torna pessoa absolutamente confiável. É uma regra importante na colaboração premiada. Tudo o que o colaborador disser precisa encontrar prova de corroboração.” “Como aceitar apenas a palavra de um criminoso?”, prosseguiu o juiz da Lava Jato. É preciso cautela máxima. Apesar de ser importante, apesar de muitas vezes ser o único meio para abrir essa redoma de segredos precisa haver prova de corroboração, tudo tem que ser checado.” (Fonte: Agência Estado)

01 de setembro de 2015


Frase do dia

Se a meta principal de um capitão fosse preservar seu barco, ele o conservaria no porto para sempre. (São Tomás de Aquino)

Cancelado

Considerando o estado de saúde de uma de suas participantes, a Babi Mello, o grupo que estava organizando manifestações de protesto para o próximo final de semana contra a atual gestão do município decidiu cancelar o evento. Há quem diga que o cancelamento ocorreu por influência direta do fato de a Babi ter sido acudida e socorrida com forte empenho pessoal justamente daqueles contra quem o grupo iria protestar, o prefeito Dr. Ruy e o secretário José Luiz do Posto. A mãe da Babi, senhora Iara Mello, acusa os desertores de “aproveitadores” que não têm coragem de “botar a cara” e se aproveitavam da ousadia da filha.

Complicou

Pela primeira vez em muitos anos os servidores de Mangaratiba viram passar o último dia do mês sem receberem salário. Para piorar o cenário, não há notícias, ou sequer boatos internos, de quando conseguirão receber seus proventos.

A propósito

Para manter suas contas pessoais em ordem, assim cobra uma servidora: “Bom dia! Gostaria de reivindicar o direito de saber qual o dia correto do pagamento dos servidores. Além de servidora, sou dona de casa e tenho filhas para sustentar. Preciso me programar para o dinheiro durar até o final do mês, pois não tenho outra renda. Não quero receber notícias de surpresa, por isso exijo o meu direito, que consta em Lei Municipal. Obrigada.” (Elizabeth Antunes)

Sacos vazios

Publicado em diário oficial e cancelado alguns dias depois, os servidores da área da saúde se perguntam como vai ficar a questão do vale alimentação dos plantonistas do HMVSB e dos postos de saúde? O valor em questão era pouco, insuficiente, mas já era alguma coisa.

Saúde

A área da saúde continua sendo o “calcanhar de aquiles” da atual gestão municipal. Na manhã dessa segunda-feira não havia médico de plantão na emergência do posto de saúde de Itacuruçá. Outro morador reclamava: “Chegou até a mim a notícia de que estariam faltando novamente os talonários de receita azul na rede pública de saúde de Mangaratiba. Soube disto hoje através deuma paciente que teria sido atendida dia 25 no anexo e não teria recebido do médico a receita do seu remédio. Em junho, a Câmara já aprovou indicações sobre o assunto e o problema está voltando a se repetir no município. Além das receitas azuis, estão faltando vários medicamentos entre os quais o Rivotril. Precisamos reivindicar a solução da prefeitura.” (Rodrigo Âncora  da Luz)

Continua

E continua outro: “É brincadeira! Soube hoje que mais uma vez o equipamento de raio-X da UBS Muriqui não está funcionando. Parece que ontem também não. Assim fica complicado cuidar da saúde em Mangaratiba. Nós munícipes não podemos concordar com isso já que se trata de uma unidade de saúde na qual são prestados serviços de pronto-atendimento em que a radiografia muitas vezes é necessária para diagnosticar determinadas lesões. Até quando situações assim vão ficar se repetindo?”

Será manobra?

Corre uma informação, ainda sob a forma de “ouvi dizer”, que a empresa “Braso Lisboa”, proprietária da viação Breda e concessionária de várias linhas na cidade do Rio de Janeiro, estaria em tratativas para adquirir a Expresso Mangaratiba. Há quem diga que, sendo a Braso Lisboa parcialmente controlada pelo empresário Jacob Barata e seus dois amigos portugueses, o Constantino e o Zé do pau, poderia, através dessa aquisição, evitar que o Detro faça nova licitação das linhas. Vale ressaltar que o empresário tem fortes ligações com o ex-governador Sérgio Cabral, o que poderia viabilizar, politicamente, a manobra.

Enquanto isso

As queixas continuam: “Eu juro que não entendo como os órgãos responsáveis deixam a Expresso rodar pelo Rio de Janeiro. Faço faculdade na UFRRJ de Nova Iguaçu. Na sexta-feira tinha ficado mais de uma hora em pé esperando um ônibus de Nova Iguaçu-Itaguai. Hoje fiquei uma hora no ponto esperando o ônibus e nenhum passou, ou seja, voltei pra casa. Com isso perdi aula, perderei matérias importantes na faculdade e vou receber falta. Até quando essa máfia da Expresso vai continuar reinando pelo Rio? Não tem um pingo de compromisso com horários, os ônibus são sucateados, poucos motoristas educados. Difícil! Difícil, porque vivemos em uma cidade que não tem uma graduação decente, e pra você estudar, tem que sair do município. Mas as empresas de ônibus não querem saber disso. Alguém sabe como resolver isso? Porque ouvidoria não adianta com a Expresso.” Fonte: Boca no trombone)

Torquemadas

Na última quarta-feira um juiz da Comarca de Seropédica, ao bater o martelo determinando o retorno do prefeito Alcir Martinazzo ao cargo, sacramentou: “a Câmara de Vereadores não tem competência para afastar liminarmente o chefe do Executivo, antes de concluído o julgamento”. Essa afirmação, além de baixar a bola dos vereadores daquele município, ecoou como recado direto estado a fora, onde sob ameaça de um afastamento temporário muitos prefeitos acabam cedendo à pressões e fazendo o jogo de presidentes de Câmaras mal intencionados, que querem ser, a um só tempo, investigadores, promotores e juizes. (Fonte: Elizeu Pires)

Utilidade pública

O INSS revisou automaticamente aquelas pensões que, concedidas nos termos da MP 664, tiveram o valor da renda mensal reduzido. Isso significa que nenhum beneficiário precisa se deslocar até uma Agência da Previdência Social para solicitar a revisão. Quem quiser ver o valor da nova renda e o valor das diferenças pode acessar o extrato de pagamento que está disponível na internet, no site da Previdência.

31 de agosto de 2015


Frase do dia

A ignorância é a noite da mente. Uma noite sem estrelas e sem lua. (Anônimo)

Diferenças

Em política, há coisas que merecem ser registradas e louvadas. Quando o prefeito cassado Capixaba estava no poder, qualquer um que lhe fizesse oposição, era alvo de represálias as mais diversas. Certa vez, chegou a determinar ao administrador de Itacuruçá não recolher os restos de galhos e folhas de uma limpeza de quintal porque o redator do blog lhe fazia críticas. O material ficou na rua cerca de quinze dias. Em postura diametralmente oposta, a atual gestão municipal atuou com presteza no socorro a uma opositora política, a Babi Mello. O que não os livrou de algumas repercussões.

Diferenças II

Assim se manifesta a Iara Mello a respeito do episódio, em uma página de rede social: “Deixo meus agradecimentos aos que se empenharam em auxiliar e deixar um lembrete que alguns serão removidos devido ao sensacionalismo feito em torno do caso. Sabemos quem se empenhou não só no caso dela, mas de outros pacientes graves.” (Iara Mello, via facebook)

Diferenças III

Ao Senhor Dr. Ruy. Algumas pessoas estão publicando agradecimento ao Senhor. Pessoas estas que no desespero acham que o Senhor fez uma gentileza à família de nossa companheira. Pois olha estou abismado, pois o Senhor só fez sua obrigação, pois pagamos seus salários e dos demais com pagamento de nossos impostos. (Antônio Amaral, via facebook)

Diferenças IV

Em tempos de cobrança, em tempos de banalização da violência social, do desacreditar que invadiu a sociedade, e diga-se de passagem, com toda razão, pensar em agradecer parece que nos diminui. Aproveito a ocasião para ir na contramão desta tendência e contar aos amiguinhos que agradecer vem do Latim gratus, “o que agrada ou que reconhece um agrado”. E agradecer nada mais é do que direcionar as pessoas ao que nos agrada, ao que nos é importante. Agradecer não nos diminui, nem mesmo retira a obrigação de quem faz o “agrado“, mas o direciona a agradar mais, a oferecer mais daquilo que nos é importante. Agradecer é abrir caminhos para que possamos seguir uma trilha melhor, aponta para onde se deve ir e onde se pode chegar. É a delicadeza que tanto faz falta e que sem ela, embrutecemos e nos tornamos mais rudes e insanos! (Leila Castro, via facebook)

Diferenças V

Leila, aproveitando sua brilhante postagem, gostaria de fazer alguns comentários, no que se refere a agrado e agradecimento, do ponto de vista de obrigação do Estado. No meu entender, agradecer a uma pessoa por uma delicadeza, por uma ajuda espontânea recebida é obrigação, por educação, de quem recebe. Entretanto, atender aos nossos direitos de cidadania se trata de obrigação de fazer do Estado. Entendo que tudo o que é dado como favor é uma violência. A esmola à ajuda suplicada, principalmente na saúde, para mim é uma violência. Não é de favor que nós precisamos, mas do cumprimento do dever do Estado de nos dar acessos aos diferentes serviços que formam e constroem a cidadania de cada um de nós. O que precisamos do Estado é um novo olhar de respeito. Não queremos mais a violência do favor. Não queremos receber como favor o que nos é devido como obrigação. Ninguém gosta de pedir esmolas.  Esmolas se agradecem, mas obrigação cumprida pelo Estado deve ser apenas respeitada. Quem deve agradecer é quem recebe benesses do Estado, ou seja, de políticos. (Paulo Fabrício Nigro, via facebook)

(In) segurança

Na noite de sábado, pouco depois das oito da noite, na rua Abraão Drubsky, antiga rua do canal, nas proximidades dos hotéis Palace e Plaza, uma moradora foi assaltada no portão de sua casa. Levaram seu automóvel, sua bolsa e celular. Ela estava com seu bebê no colo. Pouco depois, os mesmos bandidos tentaram roubar  a pick-up do filho do Norton.

Acidente com o trem

Na noite de sábado para domingo, uma moradora de Itacuruçá, literalmente, “atropelou” o trem de minério. Como se poderia imaginar, ela não estava em nenhum veículo, mas a pé. Chocou-se contra a lateral do trem em movimento. Foi socorrida pela equipe de plantão no posto de saúde de Itacuruçá e pelo Corpo de Bombeiros. Seu estado é grave.

HMVSB

Na contramão de todas as postagens do dia a respeito da saúde, há o relato a seguir de outra moradora. “Venho hoje relatar o que ouvi de uma senhora no dia de ontem. Ela teve seu pé fraturado e procurou atendimento em nosso amado hospital, e pelo seu relato, assim como eu, ela precisou aguardar o médico acabar de descansar, para não dizer “dormir”, e ter seu atendimento “concluído”. Veja bem, excelentíssimo sr prefeito e senhor secretário de saúde, pagamos impostos para termos atendimento, e não para médicos ficarem dormindo enquanto a população mendiga por atenção em sua dor. Dor essa que já não é mais física, mas sim uma dor moral, causada por tantos descasos e ineficiências da gestão dos senhores.” (Cristiane Reis, na página Mangaratiba abre o verbo)

Pé no freio

A notícia a seguir interessa, diretamente, ao distrito de Itacuruçá, que já vem sofrendo forte esvaziamento por conta das demissões nas empresas do porto de Itaguaí. “A crise econômica alvejou o mais importante programa da Marinha, que prevê a construção de quatro submarinos convencionais e um nuclear. O Comando da Marinha revelou ao Informe que o ritmo das obras do estaleiro e da base naval de Itaguaí foi reduzido em cerca da metade. Em 2015, o corte de verbas chega a 41%. Uma das consequências foi a diminuição no número de trabalhadores empregados, que passou de 3.800 em novembro para 2.400, uma redução de quase 37%) (Fernando Molica – O Dia)

30 de agosto de 2015


Frase do dia

Não somos ricos pelo que temos, e sim pelo que não precisamos ter. (Immanuel Kant)

Aplausos

Para todos os que estão na atual administração municipal que, de um modo ou de outro participaram dos esforços para o atendimento à facequeira Babi de Mello, que teve problemas de saúde e, mesmo apesar de sempre se mostrar crítica às manobras políticas no município acabou contando com o apoio e esforços do prefeito Dr. Ruy, do vereador José Luiz do Posto e da Valéria Machado. Segundo informações, ela já foi removida para o Cemeru e está em processo de recuperação. Parabéns a todos os que não misturaram disputas política com solidariedade.

Sem aplausos

Diz uma moradora em rede social: “Atenção senhor prefeito e secretário de saúde. Os postos continuam sem remédios controlados. Meu esposo estava passando mal. Pedi que fosse no nosso hospital. O médico (entre aspas) passou uma receita para a enfermeira aplicar uma injeção de benzetacil e dipirona na veia, sem examinar o paciente. Isso foi no sábado. Meu esposo não teve melhora. Na segunda feira, o levei na policlínica de Itaguai. O clínico disse para mim: “o teu esposo está com uma enfermidade no coração”. Hoje, ele vai fazer uma cirugia no hospital nossa senhora do Carmo. Quantos já morreram com ataques cardíacos porque não são examinados? Dois amigos meus morreram e ninguém falou nada.” (Hercilia Ramos, via facebook)

Com aplausos

Venho aqui agradecer ao senhor secretário de saúde e ao prefeito por se mobilizarem com a situação grave dos pacientes de Mangaratiba. Vi um empenho de suas partes em transferir os enfermos, a ponto de os colocarem em uma unidade privada. Isso mostra que estão se preocupando com o povo e sem medir esforços! Venho agradecer também aos amigos do grupo, aos vereadores, enfim a todos pela força! (De um morador em rede social)

Com aplausos II

Complementando a nota acima: “Tive outras informações agora que me obrigam a dizer que a ação louvável do prefeito deve ser entendida como cumprimento a uma obrigação legal. Seria importante que esse tipo de ação fosse replicada aos outros pacientes que necessitam de atendimento mais cuidadoso. Espero que possamos ter uma saúde que possa minimizar a dor dos parentes desses pacientes e uma rápida evolução na saúde deles”. (Paulo Fabrício Nigro, via facebook)

Megalomania brasileira

A presidente Dilma tem sob seu comando mais de dezoito mil funcionários na Presidência da República, segundo o último boletim de pessoal do Ministério do Planejamento. A Casa Branca, sede da Presidência dos EUA, tem 456 funcionários. (Fonte: Cláudio Humberto)

O boicote

A crise de governabilidade não pode durar mais 40 meses, até a posse de um novo presidente, em janeiro de 2019. Adiante há poucos cenários,todos ruins do ponto de vista da paz nacional: impeachment, renúncia, cassação ou continuidade de um Brasil sem governo, ou pior, com governo errando cada dia e ameaçando o futuro do País, como temos visto. Alguns tentam um caminho diferente: um grande concerto nacional que permita a formação de um governo com credibilidade que permita atravessar os próximos anos, até um novo presidente. Uma espécie de impeachment do governo, sem interrupção nem cassação do mandato previsto na Constituição. Mas, quando alguns começam a defender isto, que salvaria o Brasil das dificuldades de interrupção do mandato, sem a condenação por mais três anos e meio de um governo sem credibilidade, popularidade, nem competência, mantendo o mandato, o Lula se lança candidato a presidente, três anos antes da eleição, polarizando o processo eleitoral desde já. Não há como fazer pacto, acordo, concertação, unir o Brasil, se o PT já começa a eleição presidencial com candidato. Até parece que o Lula, decidiu boicotar qualquer tentativa de retomar credibilidade da Presidente Dilma por meio de acordo de unidade. (Cristóvam Buarque – senador)

O futuro

Tudo, em relação ao futuro político, tanto no nível federal quanto no municipal, depende de uma palavrinha chamada “credibilidade”. Com tanta indefinição na política e na economia, os investidores se afastam, o desemprego aumenta, a indústria para de produzir, arrecada-se menos em impostos. Vai daí que tudo piora.

Deixando o barco

O que se pode chamar de primeiro ato da deserção do PMDB foi a saída do vice-presidente Michel Temer da articulação política do governo, na semana passada. Temer anunciou a decisão em reunião com a presidente Dilma no Palácio do Planalto na manhã de segunda-feira 24. Na conversa, demonstrou contrariedade com o que chamou de “ambiente de intrigas e fofocas” instalado no Planalto desde que se apresentou como alguém capacitado para reunificar o País. O estopim foi o imbróglio envolvendo a liberação de R$ 500 milhões em verbas para políticos aliados. Principal auxiliar de Temer, o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, havia recebido o sinal verde para o pagamento, mas fez papel de bobo da corte de Dilma: negociou com os parlamentares, acertou a liberação do dinheiro e, aos 45 minutos do segundo tempo, viu seus acordos serem desautorizados pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy. “Ninguém aqui é palhaço. Chega!”, teria desabafado Temer. Contribuiu para a decisão uma interpretação bem particular do vice-presidente a respeito do que chamou de “sinais favoráveis a ele” emitidos por atores políticos nos dias que antecederam o anúncio oficial: as manifestações pelo impeachment e as declarações de FHC em favor da renúncia da presidente.

Deixando o barco II

 Segundo um interlocutor de Temer, o vice acredita ter se credenciado entre segmentos organizados da sociedade como um porto seguro para o pós-Dilma. Reforçou esse sentimento a calorosa recepção a Temer na FIESP na quinta-feira 27. Ao deixar de fazer a ponte com o Congresso, Temer abriu mão da atribuição delegada por Dilma a ele em abril, quando a presidente tentou jogar água na fervura da crise, erguendo uma bandeira branca ao Congresso, onde ela havia amargado derrotas em série desde o início de seu segundo mandato. Era uma situação emergencial. Os partidos aliados sabotavam os projetos do governo e colocavam em risco o ajuste fiscal. Ao assumir a função, Temer comandou o balcão político com as fichas de sempre. No Palácio do Jaburu, adotou um modelo de eficácia mais do que comprovada onde a máxima é: pleito combinado não é caro. É pleito atendido. Mas o vice não esperava as interferências da Casa Civil, que insistia em boicotá-lo, segundo relato de aliados do peemedebista. Temer costurava os acordos, mas não tinha poder para honrar o que prometia. Como, em Brasília, não adianta ter caneta sem tinta, Temer se viu esvaziado. Mais do que isso. Havia pelo menos dez dias que as cartas do jogo político já eram distribuídas por outro integrante da equipe. Nas últimas semanas, Dilma havia delegado a missão a Giles Azevedo, seu assessor particular. Sua primeira tarefa foi reunir-se com deputados do PP, PMDB, PT e PC do B para tentar blindar o governo nas CPIs do BNDES e dos Fundos de Pensão. Ao saber do atropelo, Temer ficou enfurecido, como há muito não se via. Segundo apurou ISTOÉ com pessoas próximas ao vice, na segunda-feira 24 Temer estava disposto a romper definitivamente com o governo – não apenas abandonar a coordenação política. Uma romaria de parlamentares do partido dirigiu-se ao Jaburu para demovê-lo da ideia. Obtiveram êxito e o encontro produziu um novo e significativo consenso. Ficou decidido que o partido desembarcará do governo de maneira lenta e gradual. “É melhor do que uma decisão individual de Temer agora. Não seria bom para ninguém implodir tudo de uma vez”, ponderou um peemedebista que esteve no gabinete do vice-presidente semana passada. (Fonte: Revista Isto é)

Deixando o barco III

Segundo Ciro Gomes, a tarefa é pressionar em alto e bom som para que a presidente Dilma entenda que hoje a sensação que nós brasileiros temos é que fomos enganados. As nossas famílias são treinadas em austeridade. Nós todos somos capazes de fazer muitos sacrifícios, porém o que nós não toleramos é essa sensação de termos sido feitos de bobos, termos sido enganados. É isso hoje que está no seio da população.

29 de agosto de 2015


Frase do dia     

Muitos que se perguntam por que os rios são amargos, são os mesmos que envenenaram a fonte. (John Locke)

Non sense

O depoimento a seguir não é nenhuma anedota da turma do “Casseta e planeta”, mas de um membro da guarda municipal de Mangaratiba. “Tem coisas que não mudam. Em um cursinho básico para os novos “guardas municipais ” contratados, a todo instante um dos instrutores falava para que os alunos anotassem tudo. Percebeu que havia um deles que só observava. Em certo momento, esse aluno chamou no canto um dos chefes da guarda (não me pergunte o cargo) conhecido como Carlinhos russo. Logo depois, o mesmo chamou um dos instrutores e fez o seguinte pedido: não dê a prova escrita, pois tem aluno aqui que não sabe escrever. Moral da história: tem coisas que não mudam em Mangaratiba.” (Anderson Nogueira, via área de comentários do blog)

Bom senso

Durante uma reunião em Itacuruçá com seus pré candidatos, o Dr Ruy Tavares anunciou que até o fim do ano serão criadas e licitadas sete novas linhas municipais de transporte público em Mangaratiba. A equipe da secretaria municipal de transportes fez um estudo de criação e viabilidade e recebeu carta branca do prefeito para a câmara de vereadores aprovar e logo depois ser feita uma licitação para uma nova empresa prestar o serviço ao município. As novas linhas irão atender a todas as localidades do município em um curto espaço de tempo. (Fábio Fonseca, via facebook)

Alegro ma non troppo

Antes que a promessa se transforme em algum tipo de factóide eleitoral, é bom lembrar que essas linhas não irão substituir a Expresso Mangaratiba. A criação de linhas municipais pode sim serem feitas pelo prefeito, após aprovação da câmara municipal. Entretanto, as linhas intermunicipais (para fora do município), só o Detro pode licitar. Assim sendo, essas prometidas linhas estarão restritas ao espaço entre Itacuruçá e Conceição de Jacareí. Para Itaguaí, por exemplo, continuaremos dependentes da “famigerada” Expresso.

Para não esquecer

Queria relatar o que aconteceu com a minha esposa em vinte e nove de junho 2013 no hospital municipal Victor de Souza Breves, em Mangaratiba, no governo Capixaba e Ruy. Minha filha estava perfeita em com vida em toda as ultras sonografias feita por minha esposa. Chegando ao hospital,  foi atendida por uma médica ignorante, sem postura e que se preocupava mais em falar ao telefone do que com a paciente cujo nome da médica, digo assassina, é Maria de Fátima Nolasco. Após a cirurgia veio avisar à família que minha filha veio a óbito. Me entregaram minha filha em uma caixa de papelão, como se fosse um lixo, com duas certidões de óbito. Estou aqui relatando isso para todos perceberem como existem pessoas cruéis nesse mundo e hoje em dia o juramento de um médico não está valendo nada. Tomem cuidado. Essa médica, só em Mangaratiba, já tinha três mortes em suas costas. Mãe e filho em 2011 e depois um bebê em novembro de 2011. Como pode um prefeito Capixaba e um vice Dr.Ruy que na época também era.gestor da saúde, manter uma pessoa dessas no hospital com tantos processos nas costas, tanto por mangaratiba quanto por Itaguai, Sseropedica e Tijuca? Confiar em quem? Só na justiça de Deus que é divina pois ela tarda mais não falha nunca. (Fernando Custódio, via facebook)

Fantasma

Esse fantasma da bebê Jéssica, entregue à família em uma caixa da papelão ainda vai assombrar o sono de muitos dos nossos últimos gestores municipais.Screen Shot 06-04-15 at 08.56 PMScreen Shot 06-04-15 at 08.59 PM

28 de agosto de 2015


Frase do dia

A esperança tem duas filhas: a indignação e a coragem. A indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las. (Santo Agostinho)

Inacreditável

O posto de saúde de Itacuruçá conta com uma única ambulância. Ela é utilizada, várias vezes por dia para socorrer doentes e acidentados, ou para remover para o HMVSB pacientes em estado grave que necessitem de cuidados para os quais o PS não está equipado, como infartados, vítimas de AVC, grávidas, etc. Pois não é que na manhã de ontem essa única ambulância foi designada para transportar um paciente até o município de Paraíba do Sul para a realização de uma revisão de cirurgia? Considerando o tempo da viagem de ida, espera pelo exame e viagem de volta, no dia de ontem ficou totalmente proibido algum morador do distrito ter qualquer tipo de “quiprocó”.

Inacreditável II

E por falar em transportes, também é inacreditável o que aconteceu anteontem com os estudantes universitários que utilizam o ônibus disponibilizado pela prefeitura para transportá-los até as faculdades em Santa Cruz e Campo Grande. O veículo foi parado pela Polícia Rodoviária Federal ainda na Rio Santos e impedido de prosseguir viagem por estar em situação documental irregular. Em outras palavras, como disse uma internauta: a prefeitura contratou um “ônibus pirata”.

Novo acesso

Além da já prevista duplicação da  rodovia Rio Santos, para evitar desemprego após as obras da Rio 2016, Eduardo Paes lançará uma série de novos projetos, de preferência em parceria com a iniciativa privada. Um deles é uma estrada com pedágio que encurtará o tempo até Angra ou outra cidade da Costa Verde. Começará após o novo túnel da Grota Funda e evitará passar por Santa Cruz. (Ancelmo Góis)

Boa ideia

Apesar de a prefeitura alegar não ter recursos para colaborar com a realização da festa em homenagem à padroeira do município, a Fundação Mário Peixoto “inventou” uma saída criativa. A FMP está organizando uma barraca com obras de arte e artesanato variado para os festejos em honra à padroeira. A renda da venda das obras será totalmente destinada aos seus criadores. Portanto, o artista plástico ou artesão, que se expressa em quaisquer linguagens e materiais, podem procurar a FMP, no Centro Cultural Cary Cavalcanti, até o próximo dia 3 de setembro para que seu trabalho esteja na tenda do dia 04 a 08 de setembro, quando toda a cidade estará mobilizada para louvar Nossa Senhora da Guia.

Audiência pública

Aconteceu ontem, no Iate Clube Muriqui , uma audiência pública promovida por promotores federais para discutir os impactos cumulativos de licenciamentos existentes nas baías de Sepetiba e Ilha Grande, especificamente em relação à comunidade pesqueira tradicional e à mortandade da espécie boto cinza. O objetivo da reunião foi o de possibilitar a exposição e os esclarecimentos de dúvidas sobre os danos causados ao meio ambiente marinho da Baía de Sepetiba e da Baía da Ilha Grande, bem como sobre eventuais medidas mitigatórias e de compensação ambiental.

A propósito

Há a necessidade urgente de algum tipo de campanha de educação ambiental para a população e turistas no município. Um morador relata que foi preciso a intervenção do secretário de ordem pública para que um ambulante, devidamente credenciado e instalado numa das praças do distrito, deixasse de, ao final do dia de trabalho, jogar o óleo da fritura de pastéis diretamente no ralo de águas pluviais.

 Banco de reservas

O sonho de todo reserva é ser titular um dia, mesmo que essa ascensão aconteça sobre a desgraça do dono da posição e essa máxima não vale apenas no esporte mais popular no Brasil, o futebol, mas também na política. É o que sugere o azedume que transformou as relações entre prefeitos e vice-prefeitos na maioria das cidades fluminenses, principalmente na região da Baixada, onde seis das 13 chapas vencedoras das eleições de 2012 estão divididas e outras duas os prefeitos foram apeados do cargo. Os vices alegam divergências políticas, mas quem acompanha de perto a realidade dos municípios sabe muito bem que o desentendimento se dá mesmo é pelo poder, pois na maioria das vezes o vice quer cargos importantes e mandar tanto quanto os prefeitos, como se já não soubessem que ao comporem as chapas colocaram seus nomes para uma reserva e não para uma titularidade. (Elizeu Pires

27 de agosto de 2015


Frase do dia

O pensamento parece uma coisa à toa, mas como é que a gente voa, quando começa a pensar. (Lupiscínio Rodrigues)

Concorrência

Informa a nossa amiga Deyrde que está chegando a Itacuruçá o provedor de internet “Infoscott”, de Conceição de Jacareí. A chegada dessa concorrência deve provocar uma saudável disputa pelo mercado e uma melhora nos serviços oferecidos à população do distrito. Assim que obtivermos maiores informações, postaremos no blog.

Jogo de xadrez

Como já antecipado pelo blog, o vereador Alan Bombeiro conseguiu levar para seu lado, através de articulações estaduais, o PSDB. Ao que parece, ele mesmo já se filiou ao partido e passará a comandá-lo aqui no município com o intuito de vir a ser candidato a prefeito no ano que vem. Em contrapartida, espera-se a decisão dos dois principais membros do partido, os ex-vereadores José Carlos Simões e Gustavo Busse quanto à questão de que se ficarão no partido ou buscarão outras alternativas.

Moradores de rua

Até março de 2016, o Rio não terá mais moradores de rua. Pelo menos esta é a meta da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, divulgada com exclusividade para O DIA. O secretário e vice-prefeito Adilson Pires informou que quatro abrigos serão construídos em Mangueira, Vila Isabel, Ilha e Bonsucesso, com geração de 700 novas vagas. Além dessas medidas, haverá o remodelamento da rede de acolhimento que hoje conta com 1.600 vagas próprias e 600 conveniadas. O anúncio é parte das ações pelo Dia Nacional de Luta da Pessoa em Situação de Rua, lembrado no dia 19. (Fonte, jornal O Dia)

Vai daí que, em Itaguaí

Um dos problemas que cresceu em Itaguaí é aparição de uma nova população de rua e pessoas com distúrbios mentais perambulando pelo centro da cidade. Estou desconfiado que aquelas kombis que despejavam pessoas com esse perfil de outros municípios da baixada voltou a circular em Itaguaí. Quem esta sempre pelo centro inclusive taxistas já alertaram que tem moradores de rua e umas pessoas com distúrbio mental que simplesmente apareceram do nada de uma hora para outra e perambulam pelo centro. Hoje mesmo eu estava atravessando em frente ao sinal da Atual quando fui surpreendido por uma senhora que apresenta algum distúrbio mental segurava uma garrafa pet e um cigarro interminável me disse “Eu já fui la na cinquenta e ninguém quis me ouvir, eu só quero ir pra casa. Depois agente sai quebrando tudo eles querem me agarrar “ (Moisés Silva, via face)

E por falar nisso

Aquele morador de rua que ficava instalado no coreto em frente à igreja de Santana, anda desaparecido. No entanto, surgiu um outro, que costuma se abrigar, durante a noite, sob marquises de restaurantes e, durante o dia, simplesmente coloca seu colchão em calçadas e fica “refestelado” aproveitando os dias de sol, como se pode constatar nessa foto tirada na calçada do colégio Caetano de Oliveira.Foto0233[1]

Tem mais

Diz a Leila Castro em seu blog a respeito do que acontece sobre o assunto em Muriqui: “Boa noite. No tempo certo, da forma correta e com todo respeito aos direitos do cidadão, mesmo que alguns discordem desses direitos, o Siri, meu morador de rua, recebeu os cuidados da assistência social que o acolheu e resolveu em parte suas necessidades de abrigo e de sobrevivência. Sem violar o direito de ir e vir do cidadão. Trabalho correto de abordagem.” (Leila Castro) Pergunta-se, onde andará ele? Em algum abrigo municipal?

Ranking

A cidade do Rio de Janeiro é a mais conhecida do Brasil no exterior, mas a qualidade de vida no estado fluminense não está apenas em sua capital. Outros municípios, de vários tamanhos, alcançaram bom desenvolvimento nas últimas décadas, o que tem resultado em índices sociais bastante satisfatórios. Na lista a seguir estão as 15 cidades mais bem colocadas no ranking montado exclusivamente com os dados que compõem o IDHM. Basicamente, são levados em conta três itens: vida longa e saudável, acesso ao conhecimento e padrão de vida. A partir dos cálculos de cada um desses fatores, se chega ao índice geral de IDHM, organizado no Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil, divulgado em 2013. A metodologia do índice foi adaptada do IDH Global pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e pela Fundação João Pinheiro. E não é que estamos no ranking? Por estar próxima do Vale do Paraíba, Mangaratiba foi bastante beneficiada no passado pelo desenvolvimento econômico que as plantações de café trouxeram à região, transformando-se num dos principais portos escoadores da produção cafeeira. Hoje o setor de serviços é o mais relevante para a economia local, com especial destaque para os grandes hotéis e resorts instalados na cidade. A população do município é de aproximadamente 36 mil habitantes.  Saiba quais são as quinze cidades em http://www.semprefamilia.com.br/as-15-melhores-cidades-para-se-viver-no-estado-do-rio-de-janeiro/

Relato

Sr Prefeito. Ontem tive na reunião do conselho de merenda onde fui muito bem recebido por todos os conselheiros e as duas nutricionistas que compõe o quadro funcional. Só que fiquei abismado com tais profissionais podem desempenhar um trabalho sem estrutura dada pela prefeitura. Meus questionamentos foram o seguinte: 1 Sobre a estrutura física das cozinhas, se estavam adequada de acordo com regulamento da Anvisa ? Vi que nenhuma cozinha segue os padrões adequados. 2 Quanto ao treinamento dos funcionários para manipulação dos alimentos? Vi um esforço por parte dos conselheiros em transmitir, seus conhecimentos mais este treinamento não foi feito. 3 Quanto a verificação de fornecimento pelas empresas? Fiquei sabendo que as nutricionistas não avaliam as condições técnicas das empresas para tal fornecimento, por não terem estrutura de deslocamento para essas visitas. 4. Quanto a avaliação nutricional dos alunos ? Isto não é feito. 5. Quanto à forma de entrega desses alimentos? No contrato diz que os alimentos devem ser entregues nas escolas, coisa que não é cumprida, pois é entregue em um lugar tendo a prefeitura que fazer a distribuição, onerando a prefeitura com mais um custo de distribuição que, pelo contrato, não seria ela quem deveria fazer esse trasporte. E tem mais outros que agora não me recordo. Fica a dica: Apesar de profissionais comprometidas e um conselho atuante, falta por parte da prefeitura mais responsabilidade com essa situação. Alimentação é coisa séria, que influencia no custo final da saúde. Reveja seu programa de governo. Sendo o senhor ligado à saúde, deveria dar prioridade a tais demandas. Se não, poderão haver uma serie de problemas junto aos órgãos de fiscalização, já que o povo esta mais atento à forma de como estão sendo conduzida as ações do governo. A contaminação de bactérias na alimentação fornecida em grandes quantidades é altíssimo, por isto temos visto índices de contaminação assustadores em varias escolas do pais. (De um morador na página Mangaratiba abre o verbo)