25 de maio de 2015


Frase do dia

Sejam as leis claras, uniformes e precisas, porque interpretá-las,quase sempre, é o mesmo que corrompê-las. (Voltaire)

Tomou doril?

No site da prefeitura há um link para as publicações do Diário Oficial do Município. No entanto, uma visita à página mostra que todas as publicações estão em ordem cronológica sendo que, em 2015, começa com o de número 481. Entretanto, o de número 514 não consta da relação, apenas os de número 513 e a seguir 515.

Só de dia?

Afirma uma moradora. “A prefeitura acaba de mudar o atendimento do serviço odontológico. Mandou os dentistas voltarem a atender no horário de oito às dezesseis horass e tirou o dentista do atendimento de emergencia vinte e quatro horas. Se alguem tiver algum problema com dente à noite, terá de aguardar até de manhã. Se tiver algum acidente com problema mandibular, aguardará até os dentistas do dia resolverem como proceder. Emergência de odontologia não terá mais. (Iara Morais Mello via Facebook)

Desvio de finalidade

Ao que parece, a proprietária do imóvel onde funcionava a terceira idade e está abrigando provisoriamente o posto de saúde, está mesmo irredutível quanto à imediata desocupação do imóvel. Alega ela, com razão, que sua propriedade tenderá a se desvalorizar, vez que um próximo inquilino pode se incomodar em ir residir num local onde se concentrava o atendimento a pessoas doentes. Aliás, de certo modo, foi o que aconteceu com o antigo hotel Kede, transformado em posto de saúde à época da construção do PS e que, após a saída da unidade, nunca mais teve qualquer outro tipo de atividade.

Lembrando os esquecidos

No próximo dia 6, o Forum de Mangaratiba ganhará uma placa homenageando o professor Antonio de Barros Neto. Será um pequeno tributo a uma grande figura. Nos anos 1950, este alagoano fundou um ginásio na cidade. Era o único, de Itaguaí até Angra dos Reis. (Fonte: Ancelmo Góis)

Não vai

No ato processual previsto para a próxima quarta-feira, no processo em mãos da desembargadora Gizelda Leitão, apesar de o réu possuir o direito de acompanhar sua audiência, de estar presente, de tomar conhecimento das versões apresentadas para, em seguida, fornecer elementos de contraprova para seu defensor, os advogados do prefeito afastado Evandro Capixaba deram entrada em petição para que ele não seja obrigado a comparecer. Assim sendo, despachou a desembargadora na última sexta-feira: “ Defiro o pedido formulado pela defesa do denunciado Evandro Bertino Jorge de dispensa à audiência designada para o dia 27/Maio/2015.”

Lei seca

O secretário de Ordem Pública de Seropédica, Fernando César Martins, teve a carteira de habilitação recolhida e foi multado, na madrugada de sexta-feira, numa blitz da Operação Lei Seca. Ele estava num carro oficial da prefeitura quando foi abordado pelos agentes na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, na Zona Sul do Rio. (Fonte: Jornal Extra)

A explicação

Dito pelo próprio secretário aos agentes da Lei Seca. “Eu fui buscar o filho de um desembargador no aeroporto, e o levava para Ipanema. Havia tomado um chope durante o almoço e não imaginava que haveria problema, tanto que fiz o teste.” (Fonte: Jornal Extra)

Mas como assim?

Carro oficial da prefeitura de Seropédica buscando filho de desembargador no aeroporto? Ao que se sabe, carro oficial existe para executar “missões oficiais” para o órgão onde está alocado, além disso, desembargadores contam com seus próprios veículos oficiais, ou não?

24 de maio de 2015


Frase do dia

Ás vezes, não conseguir o que você quer é uma tremenda sorte. (Dalai Lama)

Atenção cidadã

Diz a cartilha da Associação de Moradores de Ribeirão Bonito, pioneira no combate à corrupção nas prefeituras do Brasil. “A corrupção corrói uma sociedade, politicagens e não políticas sociais só trazem danos e subdesenvolvimento a um Município.” O esquema de corrupção infelizmente não é só em Mangaratiba, mas sim na maioria das prefeituras do Estado do Rio de Janeiro. O esquema é um só, só mudam os políticos. Por isso, quando a AMARRIBO BRASIL descreve os esquemas, temos a impressão de que foi escrito para nosso Município. Seropédica essa semana está vivendo as mesmas exonerações ocorridas em Mangaratiba. Elas estão acontecendo na educação. Hoje, crianças chorando pela troca inesperada de professor, crianças sendo atingidas por conta de irresponsabilidade de gestão pública”. (Raquel Valeriano)

Transparência

A 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo de Angra dos Reis ajuizou ação civil pública em face do Município de Mangaratiba, tendo como alvo os Poderes Executivo e Legislativo, além do Instituto de Previdência (Previ-Mangaratiba), visando a disponibilização do amplo acesso público a informações relacionadas a execuções orçamentárias e financeiras. O MPRJ requer o integral cumprimento da legislação no que refere ao funcionamento e atualização do Portal da Transparência. A ação civil é resultado de diversas diligências, realizadas desde o ano de 2012, e corroborada por diversas notícias, representações e procedimentos investigativos já instaurados, dando conta da manipulação de informações oficiais que deveriam ser públicas. De acordo com a inicial, há uma omissão dos poderes mangaratibenses, propiciando ambiente fértil à prática de irregularidades na gestão pública. O Ministério Público requereu a antecipação da tutela, em especial os seguintes pedidos: a condenação do Município de Mangaratiba, da Câmara dos Vereadores e do Instituto de Previdência em imediata obrigação de fazer, determinando-se que, através de seus respectivos representantes legais, adaptem suas homepages para que nelas sejam veiculadas diariamente todos os atos administrativos de interesse geral; e o imediato cumprimento dos dispositivos contidos no artigo 10 e seguintes da Lei de Acesso à Informação, mediante adoção de todas as medidas administrativas necessárias de controle, a fim de prestar contas à sociedade civil e aos órgãos de interesse.

Defesa civil

Na sessão da última quinta-feira, o subsecretário e responsável pela pasta da Defesa Civil esteve na Câmara Municipal de Mangaratiba explicando a situação. Ele assegurou que a atual administração não vai extinguir a Defesa Civil e sim transformá-la em subsecretaria de defesa civil e saúde, como em muitos municípios do Brasil. Afirmou que nada interferirá na vida cotidiana e que todos os recursos destinados a Defesa Civil irão direto para a subsecretaria já que a mesma tem vida própria e pessoa jurídica com CNPJ. Lamentou a gestão anterior que pouco fez e que o quadro que encontrou foi de um setor sucateado, onde tinha somente duas viaturas funcionando empurradas para começarem seu dia de trabalho, devido a problemas de bateria. Informou que a prefeitura e a empresa Infoscott fecharam uma parceria para transmitir imagens de todos os distritos para que se possa monitorar “on line” a situação climática da cidade, já que nós temos um clima atípico. Que a próxima meta é colocar estações meteorológicas em todos os distritos. Salientou que encontrou o sistema de alerta e alarmes de sirenes dentro de uma sala com cadeado. Razão pela qual se acionava as sirenes via Rio de Janeiro e ninguém sabia o que fazer nas comunidades, nem o Corpo de Bombeiros. Que sua maior preocupação é conseguir uma lancha para atender o povo das ilhas nas questões de resgate, porque não acha certo uma pessoa doente andar de “táxi boat” durante a noite ou até mesmo uma gestante passar por sufoco para ser removidas para o continente. Alertou estar em fase terminal um projeto de primeiros socorros a ser implantado na terceira idade e após nas escolas e creches. (Portal Mangaratiba)

Fiscalização

A Câmara dos Deputados terá a colaboração do Tribunal de Contas da União para fiscalizar a aplicação de todos os recursos repassados pelo Governo Federal à Prefeitura de Itaguaí desde 2013 até agora. A medida atende ao requerimento do deputado federal Alexandre Valle, apresentado em fevereiro à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, e aprovado na última quarta-feira. Com isto, haverá investigação do Tribunal para que se refaça o mapa dos financiamentos federais em Itaguaí. A Polícia Federal já afirmou que o governo Mota se apropriou indevidamente de valores federais. O prefeito Luciano Mota e três secretários foram afastados pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região também por esta denúncia, e por várias outras. O Portal da Transparência do Governo Federal indica que, em 2013, foi repassado ao município de Itaguaí aproximadamente R$ 32 milhões e, no ano passado, cerca de R$ 40 milhões. A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle considera essencial a atuação do Tribunal de Contas da União diante do valor considerável de repasses federais e dos indícios de um esquema de desvio de recursos públicos. (Fonte: Jornal Atual)

Reforma política

O relatório da comissão especial da reforma política só será votado na próxima segunda-feira para depois o projeto e suas emendas passarem pelo crivo do plenário do Congresso, mas uma emenda em particular está preocupando bastante os que pretendem disputar a reeleição no próximo ano. É que o deputado Marcelo Castro, relator da comissão que debate a reforma política, afirmou que o texto que prevê o fim da reeleição para o Executivo (prefeito, governador e presidente) e mandatos de cinco anos para todos os eleitos (senadores, deputados federais, estaduais e vereadores) em eleições simultâneas, insere as coincidências dos pleitos e sugere mandato tampão para os que forem eleitos no próximo ano. “O próximo mandato para vereador e prefeituras seria de dois anos, passando depois de 2018 a serem de cinco anos, incluindo senador”, disse o deputado. (Fonte: Elizeu Pires)

País desajustado

Todo ajuste só é necessário depois de desajustes. Apesar disto, fala-se em ajuste sem considerar quem fez o desajuste. O atual ajuste fiscal é o resultado do desajuste provocado pela irresponsabilidade da política fiscal a partir do final do governo Lula e ao longo de todo o primeiro mandato da presidente Dilma. Para fazer gastos além do possível, por demagogia, eleitoralismo ou ilusão, o governo provocou os desajustes que agora exigem ajustes. Mas este desajuste e seu ajuste são apenas uma parte dos desajustes estruturais da sociedade e da economia no Brasil: o desajuste da desigualdade de renda, da falta de educação; as cidades desajustadas que são verdadeiras monstrópoles e não metrópoles; o desajuste dos rios sujos; da falta de competitividade e de capacidade de inovação. O Brasil é um país desajustado, em busca de ajustes. (Senador Cristóvam Buarque)

23 de maio de 2015


Frase do dia             

O que não sabe é um ignorante, mas o que sabe e não diz nada, é um criminoso. (Bertold Brecht)

Utilidade pública

A prefeitura de Mangaratiba, através da secretaria de Saúde, informa à população o número de telefone do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência da cidade, o SAMU. O novo número da base do órgão é o 21-3789-2642. Lembrando que o número 192 continua em funcionamento, e o atendimento é 24 horas.

Questões da saúde

Ao que parece, a prefeitura e a proprietária do imóvel onde funcionava a terceira idade em Itacuruçá chegaram a um entendimento. O Posto de Saúde, ao invés de retornar a seu local de origem, se instalou por completo no novo endereço. A solução, evidentemente, é em caráter provisório, vez que o imóvel não tem condições sequer de abrigar a estrutura mínima de um PS 24 horas, composta por cerca de onze pessoas, entre médicos, enfermagem e pessoal de apoio. Nesses primeiros dias em que o pessoal da emergência e ambulância foram transferidos para a Brasilinha, logo se constatou que não há espaço suficiente para descanso das equipes de plantão, há problemas no fornecimento de água e até a ambulância fica estacionada na rua.

Questões da saúde II

Quanto ao espaço anterior do posto de saúde, uma moradora, ao se deparar com o a área completamente vazia, reclama da inexistência de qualquer placa ou aviso no local, tanto para orientar os moradores sobre o novo endereço, quanto informativa a respeito das obras que serão feitas. Diz ela: “quando fechamos um prédio público, e de tal grandeza, há de ter uma placa com o que sera feito, se construção ou reforma, nome do engenheiro, número de registro e o tempo estimado da obra e valor da obra. E isso é um prédio público. Além de licitação, que que tem que estar publicada em algum jornal. Se não temos materiais básicos da saúde, nem combustível, nem merenda direito pra nossas crianças, nem carros, descontando dinheiro do salário dos contratados, como pode ter pra obra se estamos apenas com recursos próprios?.”

Questões da saúde III

Uma moradora postou a seguinte mensagem em uma rede social: “Existe uma paciente internada no hospital municipal Victor de Souza Breves onde deu a luz a seu filho e ambos estão com uma infecção precisando de um medicamento chamado “Penicilina Cristalina” em ampola e o hospital não tem o medicamento. Com isso então precisam ser transferidos para um hospital que tenha neonatal e o hospital não consegue a transferência. Alguém conhece algum hospital que tenha vaga neonatal? O que fazer então? Não tem medicamento? Não tem transferência? Alguém pode ajudar nesse caso? Porque por aqui eles esperam sempre o pior acontecer para agir?” (Renatinha Guedes via facebook)

A sugestão

Em resposta, outra moradora disse o que segue: “Quando falei da compra emergencial do medicamento, é porque há uns oito anos, aconteceu com minha filha nesse mesmo hospital. Minha filha não melhorava e uma enfermeira disse que precisava de um certo medicamento que o hospital não tinha. Perguntei onde estava o diretor ou o responsável pela aquisição do medicamento e me disseram que eles iam almoçar. Resumindo. Incorporei a louca dentro do hospital, mostrei que não era leiga e que eles tinham como comprar o medicamento e em duas horas chegou. Foram buscar no Rio.”

Coisas da saúde IV

O longo e detalhado relato a seguir deve e precisa chegar ao conhecimento do secretário de saúde e do prefeito em exercício, que também é médico, para as providências e correções necessárias. “Indignação! Talvez essa seja a palavra que mais me vem à mente quando me recordo do pesadelo que vivi ontem à noite, no Hospital Victor de Souza Breves, com minha mãezinha acidentada. Porém, prefiro iniciar de fato o meu post com um agradecimento a Deus pela vida da minha mãe e um pedido a Ele para que nenhuma senhorinha tenha de passar pelo que ela passou ontem. Eram aproximadamente dezoito horas quando fui informada de que minha mãe havia caído na rua, próximo ao Centro Cultural, quando voltava para casa e se assustou com uma moto, perdeu o equilíbrio ao tentar subir numa calçada toda quebrada e caiu, batendo com o rosto no chão e quebrando o antebraço esquerdo. Fui imediatamente ao encontro dela que, a essa altura, já estava no hospital com meu sobrinho e recebendo os primeiros socorros. A pressão arterial rapidamente foi a 18X12 e ela chorava e tremia de dor com seu bracinho inchado, demonstrando a olho nu que ali havia uma fratura muito grave. Assim, em meio a todo esse clima de tensão, cheguei e encontrei minha mãe sendo atendida por uma doutora chamada Mariana. Quando entrei na sala da emergência minha mãe nervosa e tremendo dizia para a “doutora” que estava sentindo muita dor, ao que essa pessoa respondeu de maneira extremamente fria “vamos cuidar primeiro da pressão, porque de braço quebrado ninguém morre, mas de pressão alta morre sim”. Ali estava tendo início a sessão de falta de respeito, de descaso, de falta de ética profissional e de atenção à pessoa, que no caso de minha mãe, que tem 78 anos, era o mínimo que se podia esperar de um “profissional”.

Segue

Mas, isso não foi o pior. Depois de ser medicada na emergência com anti-hipertensivo, calmante e analgésico, ela foi encaminhada para o ortopedista de plantão. E lá chegando, aguardamos na porta até que fomos chamadas a entrar. Ocorre que, para meu espanto, a cadeira de rodas em que minha mãe estava não entrava na porta do consultório de ortopedia (curioso isso, não? Consultório de ortopedia sem acessibilidade para cadeirantes?), e eu pedi que minha mãe se levantasse, mas o “doutor Rafael” que estava sentado em sua mesa, logo ordenou que não era preciso, pois de onde ele estava podia ver muito bem a minha mãe. Acreditem! Ele permaneceu sentado a quase dois metros de distância da minha mãe e sentado, perguntava a ela onde estava doendo. Eu e meu sobrinho víamos aquilo, mas não acreditávamos no que estávamos presenciando.  E foi sentado que ele prescreveu o pedido de raio X do braço e do rosto (isso porque o meu sobrinho pediu para fazer do rosto que estava muito inchado e roxo). Não bastasse essa atitude tão ridícula, ainda fui grosseiramente respondida, quando perguntei se ele achava que o braço estaria quebrado, e ele com ar de total sarcasmo, soltou “visão de raio X só que tem é o super-homem”. Saímos do consultório indignados com a postura desse “profissional” e eu confesso que só não dei uma resposta à altura para não deixar minha mãe ainda mais nervosa. 

Tem mais

Quando estávamos indo em direção ao raio X, ele nos ultrapassou e foi em direção ao refeitório, somente retornando de lá após uma hora e cinco minutos contados, enquanto minha mãe tremia e reclamava pela dor que estava sentindo, esperando naquele corredor de hospital. Depois de todo esse tempo, aquela criatura retornou de seu demorado jantar e, encontrando-nos ali no corredor, pegou o raio X em minha mão, olhou as lâminas ali mesmo, contra a luz do corredor, e disse que o braço estava com uma fratura bem grande, que talvez fosse necessária uma cirurgia, mas que pela idade dela, iria tentar um procedimento para colocar os ossos em alinhamento e pôr gesso. Notem o detalhe: uma hora sentindo dor no corredor, o médico chega, atende ela novamente de longe (na verdade nem falou com ela, mas sim comigo) e diz que vai puxar o braço dela até colocar no lugar, como se estivesse falando de um ser asqueroso qualquer e desprovido de qualquer sentimentos. Imaginem a minha angústia, a minha raiva, sem poder ao menos gritar, esbravejar e exigir desse infeliz uma postura de gente. Mas, assim foi feito e ela foi levada para a sala de gesso, onde o técnico fez o início dos preparativos e o “doutor”, juntamente com um acadêmico que ele chamou para ajudá-lo, iniciaram a tortura a sangue frio.

Impotente

Vi minha mãe quase desmaiando de tanta dor e após terem terminado, enquanto ela se recuperava e tremia, tendo seu bracinho engessado, o brilhante Doutor Rafael e seu escudeiro, que não tive o desprazer de saber o nome, (só sei tratar-se de um jovem rapaz que se vestia de maneira impecável, como se fosse o diretor do hospital) conversavam sobre a promissora carreira do jovem acadêmico, como se estivesse num botequim qualquer, ao que ele apenas respondia como frases do tipo “eu tô fu…”, “agora fu…”, “a situação tá fo…”, entre muitas outras expressões desse mesmo nível, na presença da minha mãe, que tem idade para ser avó desse indivíduo, na minha presença e também do meu filho e do meu sobrinho. Agora, digam para mim se isso não é de enlouquecer qualquer pessoa? Como pode tamanho descaso, tamanha falta de ética, tamanha falta de respeito e de educação? E isso tudo dentro da salinha de gesso, enquanto o braço da minha mãe era imobilizado. Bem, para terminar, eu peço desculpas pela extensão do desabafo e agradeço a quem teve a paciência de ler todo ele. Peço que me ajudem a alertar as autoridades competentes a impedirem que “profissionais” desse naipe acabem de vez com a pouca credibilidade que alguns ainda depositam em relação ao atendimento médico que é dado no nosso hospital. E fiz isso, principalmente, para que nenhuma pessoa idosa ou não, tenha que passar pelo constrangimento, pelo descaso e pelo desrespeito com os quais minha mãe de setenta e oito anos, ontem teve de passar naquele hospital.” (Maria José, via facebook)

22 de maio de 2015


Frase do dia

Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro. A real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz. (Platão)

Utilidade pública

Devido à baixa procura, o ministério da saúde prorrogou o prazo de vacinação contra a gripe, que terminaria hoje, para até o dia cinco de junho. Em Itacuruçá o procedimento é feito no ESF (antigo DPO, ao lado do condomínio Solar) de segunda a sexta-feira de oito às dezesseis horas com intervalo para almoço. Não demora cinco minutos e é bom levar o cartão do SUS.

Cecap

Fontes da prefeitura asseguram  que os acontecimentos no Cecap de Muriqui anteontem foram interpretados de forma equivocada. Os funcionários estavam na rua porque a pessoa que até então era responsável pelo setor  se recusou a entregar as chaves. Restabelecida a ordem, a unidade voltou a funcional normalmente ontem, com a nova coordenadora Eliane, já com a missão de reestruturar o Cecap oferecendo mais conforto e mais cursos.

Invasão em Muriqui

Um leitor do blog quer saber como o poder público vai se posicionar em relação à invasão de novos barracos na cachoeira de Muriqui bem embaixo das torres de transmissão de energia. Em função de notícias publicadas pela prefeitura, o blog já pode dar uma resposta inicial. “Uma reunião nesta terça-feira entre o prefeito de Mangaratiba Dr. Ruy Quintanilha, os subsecretários de Meio Ambiente, e os secretários de Obras, Meio Ambiente e Procuradoria, teve como objetivo alinhar, planejar e traçaram as metas para a cidade. Diversos temas foram discutidos no encontro. Na parte de obras estão a aplicação mais severa dos códigos de postura e de obras, desburocratização na concessão de licença de obras, e a fiscalização nas orlas. Já na questão ambiental os temas foram o maior rigor na fiscalização, uma solução para o problema do aterro sanitário, monitoramento e coibição de invasões e depredações ao meio ambiente, além de projetos ambientais para comunidades em área de preservação como os bairros Cachoeira I e II.”

A conta-gotas

Pelo “andar da carruagem” do processo criminal que resultou na prisão do prefeito afastado Evandro Capixaba e dois de seus secretários, a desembargadora Giselda Leitão é muitíssimo rígida. Ontem, pela primeira vez, ela fez uma singela concessão aos presos nos seguintes termos: “Defiro o pedido de dispensa do uso de algemas durante o ato processual.” Para lembrar, na próxima quarta-feira, dia 27, acontecerá o ato processual de oitiva das testemunhas que necessita contar com a presença dos presos.

O dia seguinte

Notícia recebida via área de comentários do blog. “Está marcada a sessão extraordinária histórica que poderá levar à cassação do Sr Evandro Capixaba. Será quinta-feira dia 28 às 10 horas da manhã quando a Comissão Especial Processante, que trata dos casos relacionados a Previ-Mangaratiba, apresentará seu relatório final que será a favor da cassação, e os vereadores votarão se aprovam o texto da relatoria para findar esta infeliz passagem da história de Mangaratiba.”

Será o caminho?

O plenário da Câmara Municipal de Mangaratiba votou e aprovou na sessão legislativa da última terça-feira, projeto de autoria do poder executivo que trata da extinção de secretarias como as de Governo, Ciência e Tecnologia, Esporte e Lazer, e Defesa Civil. Em parte, o vereador Alan Bombeiro foi a favor da matéria mas, por outro lado, foi categórico na discussão do projeto, ao argumentar que considera um equívoco a extinção da Defesa Civil, a qual considera de grande importância para o município.

Barril de pólvora

O Relatório de Vulnerabilidade Juvenil à Violência, encomendado pela Unesco e pela Secretaria-Geral da Presidência ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública, aponta Itaguaí como o segundo colocado, em todo o país, onde os jovens correm mais riscos de serem vítimas de assassinato.Itaguaí Unesco

21 de maio de 2015


Frase do dia

Falemos a verdade a respeito do que pensamos. Melhor incomodar e ser sincero, que falar por trás e ser fofoqueiro! (Paraclitus)

Sandoval Quaresma

O personagem representado pelo humorista Brandão Filho na “Escolinha do professor Raimundo”, era um aluno começava bem e se enrolava no final da resposta. Após a pergunta, empolgava-se: “Opa! Tá na ponta da língua!”. Quando o assunto ficava complicado, tremia: “Agora que eu me estrepo!”. Errava a resposta final e, ao ganhar uma nota cinco, lamentava com o bordão: “Eu estava indo tão bem!”. Pois é o que parece estar acontecendo com o prefeito em exercício, Dr. Ruy Quintanilha ou, ao menos, o que seus funcionários de confiança fizeram parecer ser, com a forma com que terminaram as atividades do Centro de Capacitação de Muriqui.

A denúncia

Povo de Mangaratiba, prestem bem atenção nas estratégias que o representante de vocês como prefeito substituto está fazendo. Mandou fechar o centro de capacitaçao de muriqui de forma autoritária. Deu ordem que levassem um caminhão da secretaria de obras e retirassem todos os moveis e ao secretário de segurança trocar a fechaduras e passar um cadeado. Desde sexta feira os funcionários estão no meio da rua, sem saberem o que fazer. Quanta covardia. Nem se quer deu um comunicado de exoneração. Pessoas que se dedicaram há anos sendo tratadas como cachorros, porque foram contratadas no governo anterior. Além disso, tirando dos moradores o direito de aprenderem uma atividade. Que autoritarismo! Mangaratiba é patrimônio dele? (Iara de Morais Melo, via facebook)

Corroborando

Outra internauta confirmou o fato da seguinte forma: “Presenciei isso hoje, amiga. Meu filho faz curso lá. Hoje não teve aula porque as funcionárias não puderam entrar, porque trocaram as fechaduras. Absurdo! Estou indignada até agora. Será que isso nunca vai acabar no município? Eu chamo isso de perseguição política. (Andréia Luiza)

Lhaneza

Difícil de acreditar que essa ordem absurda e disparatada tenha partido do prefeito em exercício, vez que, não faz muito tempo, ele mesmo foi vítima de truculência bastante similar quando, após romper politicamente com o Capixaba, foi praticamente “despejado” da sala que ocupava no prédio da prefeitura, inclusive com exoneração de seus funcionários e troca de fechaduras das salas. Além disso, a figura pública do prefeito em exercício é de que trata-se de pessoa de personalidade serena, tranquila e democrática. (NR. Lhaneza é substantivo feminino. Qualidade de quem é lhano, sincero, franco, simples, despretensioso, afável, delicado, desafetado.)

Iluminação pública

Um comerciante do município ficou extremamente revoltado com o valor da contribuição de iluminação pública adicionado à sua conta de energia elétrica deste mês. O tributo é cobrado em todas a contas da Ampla e gira em torno de dez por cento do valor do consumo mensal. Esse dinheiro é repassado pela fornecedora de energia à prefeitura, para a manutenção da rede pública.

Megawatts

A empresa Megawatts, que já atuou na manutenção da iluminação pública de Mangaratiba, também está “enrolada” nas trapalhadas de Itaguaí. “Documentos oficiais mostram contratos milionários entre prefeitura de Itaguaí e a empresa de iluminação MegaWatts. Segundo o diário oficial do município, na edição de 11 de abril de 2014, a Prefeitura de Itaguaí firmou dois contratos com a empresa. O primeiro, com o número 028/2014, atesta que a prefeitura pagou R$ 19.470.900,00 (dezenove milhões, quatrocentos e setenta mil e novecentos reais) para que a empresa realize obras de reformas e conservação nas instalações já existentes no município. Já no segundo, registrado sob o número 029/2014, o valor é de R$ 9.690.000,00 (nove milhões, seiscentos e noventa mil reais), relacionados à execução dos serviços contínuos de manutenção, remodelação e modernização do sistema elétrico dos prédios públicos e de ampliação da rede de iluminação da cidade. Somando os dois documentos, os gastos chegam a exatos R$ 29.160.900,00 (vinte e nove milhões, cento e sessenta mil e novecentos reais) para que a empresa MegaWatts realize os serviços.” (trecho extraído de matéria do Jornal Atual – ed.07/11/2014)

A propósito

Em março último, o Supremo Tribunal Federal converteu a Súmula 670, de 2003, que determina que o serviço de iluminação pública não pode ser remunerado mediante taxa, numa súmula vinculante, ou seja, uma interpretação que deverá ser seguida por todos tribunais do país ao julgarem ações que tratem do mesmo assunto. Entretanto, na prática, isso muda poucas coisas para o consumidor, já que a cobrança que vem na conta de luz agora é chamada de Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip) e vai continuar em vigor, pois é prevista numa lei publicada em 2002. (Fonte: Jornal Extra)

Coisa de cinema

O presidente da CPI da Petrobras, deputado Hugo Motta, tomou uma decisão curiosa nessa quarta-feira. Ele pedirá a exumação do corpo do ex-deputado José Janene. O motivo? A viúva de Janene acredita que o ex-deputado pode estar vivo. José Janene morreu em 2010. Ele sofreu um acidente vascular cerebral no começo daquele ano, passou meses internado aguardando um transplante de coração, e morreu em setembro, aos 55 anos, no Instituto do Coração, em São Paulo. No entanto, a viúva, Stael Fernanda Janene, disse que nunca viu o corpo de seu marido após o anúncio da morte. O caixão estava lacrado. Por isso, suspeita que ele possa estar vivo. O assunto chegou ao interesse da CPI da Petrobras porque o nome de Janene apareceu nas investigações da Polícia Federal na Operação Lava Jato. Segundo as investigações, há indícios de que o ex-deputado agiu como um dos operadores do esquema de corrupção da Petrobras, ao lado do doleiro Alberto Youssef.  Ao jornal O Globo, Hugo Motta justificou o pedido de exumação do corpo. Ele disse que a CPI não perde nada com a exumação, e que há pessoas dizendo que Janene vive atualmente na América Central. Janene também foi um dos réus no caso do mensalão. No entanto, morreu antes do julgamento. Ou não. (Fonte: Revista Época)

20 de maio de 2015


Frase do dia

O homem que honra a si mesmo é capaz de ver as virtudes de outro homem. (José Martí)

Terra arrasada

Como se diz no interior, a gestão em exercício do poder público de Mangaratiba encontrou a prefeitura faltando “de um tudo.” Faltam medicamentos nos postos de saúde, falta combustível na secretaria de transportes, falta até mesmo tinta para a pintura de placas de sinalização de trânsito. Além disso, outros pagamentos a fornecedores também estão suspensos.

Terra arrasada II

Reclamações de moradores a respeito da situação do município.

Hoje precisei usar o Posto de Saúde de Itacuruça porque meu filho está, desde sexta feira à tarde esta com muita febre. Cheguei no PS, e tomei um susto. Não havia nada, nem médico, nem bancos, nem arquivos, nem nada. Fiquei indignada, mas fazer o que? Ainda bem que pago plano de saúde pra ele. E quem não tem nem o dinheiro da passagem pra ir procurar outros recursos? O que fizeram com nossa Mangaratiba?éE um misto de raiva e indignação que me corrói. Descaso total. Esse é um desabafo de alguém que se sente humilhada em honrar com seus compromissos e não ter nada em troca. Eu cobro melhorias como proprietária, que pago impostos, IPTU aqui não e barato e quero ser bem atendida e não ser feita de palhaça.

Quero papel na minha escola! Não tenho papel nem para os testes dos meus alunos! Se eu for tirar do meu bolso estou ferrada! E as songa-mongas da minha escola querem comprar. Será que vou ter que retroceder e voltar a dar aulas de cuspe e giz? Vou fazer avaliação oral com meus alunos, depois não me cobrem um papel para mostrar. 

A propósito

Ontem completou-se uma semana desde a forte ventania que derrubou várias árvores no município. A defesa civil prontamente atendeu às ocorrências cortando troncos e desimpedindo ruas. Entretanto, ao que parece, a empresa terceirizada que fazia a coleta desse tipo de material, também não está recebendo pelo trabalho. O resultado é que os montes de troncos, galhos e folhas secas se acumulam em diversas esquinas.

Ainda a Hilux

A próposito da caminhonete Hilux encontrada entre os veículos que poderiam ir a leilão, mas para a qual bastava conectar o sistema à bateria, um morador lembra do que aconteceu com um amigo há mais de quarenta anos. Em conversa com um conhecido no Rio de janeiro, ele reclamava não dispor de dinheiro para comprar um carro, mesmo que usado e que seria fundamental para seus deslocamentos. O amigo lhe recomendou ir, na semana seguinte, a um depósito público do Rio de Janeiro onde ocorreria um leilão de veículos inservíveis para o serviço público e levasse qualquer coisa como cem reais. Ele foi e, na entrada, encontrou o amigo que lhe recomendou adquirir o “lote 25”. Iniciado o leilão, ao chegar ao tal “lote 25”, ele constatou tratar-se de um amontoado de ferros retorcidos. Mesmo assim, seguiu a orientação do amigo oferecendo cem reais pelo lote. Como ninguém mais se habilitou, venceu o leilão. Foi ao banco, pagou o lance e retornou ao pátio onde recebeu, surpreso, as chaves de uma caminhonete quase zerada. O “pulo do gato” foi a troca dos números dos lotes em leilão.

Marambaia

Começa a tomar forma o Termo de Ajustamento de Conduta que vai lvrar os moradores da Marambaia dos constragimentos a que estavam submetidos pela Marinha há vários anos. O Incra divulgou na última quarta-feira o Relatório Técnico de Identificação e Delimitação do território quilombola da Ilha de Marambaia. A solenidade ocorreu durante o Encontro Nacional de Regularização Fundiária de Territórios Quilombolas, realizado pelo Incra na Comunidade Quilombola Sacopã, no bairro da Lagoa. (Fonte: Jornal Atual)

Aconteceu

O prefeito de Paraty, Carlos José Gama Miranda, conhecido como Casé, foi baleado de raspão, na noite dessa terça-feira, na porta da Prefeitura. De acordo com as primeiras informações, dois homens em uma motocicleta fizeram dois disparos contra Casé, na Alameda Princesa Isabel, no Bairro Pontal. O prefeito, de acordo com informações da PM, foi socorrido no hospital da região. Policiais do 33°BPM fazem buscas pelos autores do crime. Agentes da 167ªDP também estão no local. (Fonte Globo.com)

Comunicado

A Odebrecht esclarece que não divulga vagas de trabalho em redes sociais e sites de recrutamento. Portanto, supostas oportunidades divulgadas por terceiros e compartilhadas por Whatsapp, Facebook, email e outros meios eletrônicos não condizem com a realidade. Caso você tenha recebido uma mensagem dizendo que a Odebrecht abriu vagas com o email de contato rh.humana@odebrecht.com.br, desconsidere, já que tanto as vagas quanto o email para contato não existem. Para trabalhar nas empresas da Organização, o candidato deve cadastrar seu currículo no site da Odebrecht, na seção Trabalhe Conosco:  http://odebrecht.com/pt-br/trabalhe-conosco

19 de maio de 2015


Frase do dia

Se você fosse meu marido, eu poria veneno no seu café. Senhora, se eu fosse seu marido, tomaria o café. (Diálogo entre Winston Churchill e Nancy Astor)

Utilidade pública

Os microempreendedores individuais de todo o país têm até o dia 31 de maio para enviar a Declaração Anual do Simples Nacional, ano base 2014, à Receita Federal. O documento mantém o empreendedor em dia com as obrigações fiscais, garante benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio-doença e licença-maternidade, entre outros.

Utilidade pública II

Termina na próxima sexta-feira, dia 22, a vacinação contra a gripe. Fazem parte do grupo vulnerável as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional, além da população indígena. A dose, via injeção, protege contra os subtipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B.

Mau exemplo

Gostaria de pedir ao Sr Charles Graçano que mandasse retirar aquele monte de areia que está em frente ao seu colégio, pois o mesmo está impedindo a passagem das pessoas e dos carros. Ele deveria saber que como vereador deveria dar o exemplo. Comprei 100 tijolos para fazer a casa do meu cachorro e 20 minutos depois a fiscalização bateu na minha casa solicitando que eu pusesse os mesmos para dentro ou seria multado. Perguntei ao fiscal porque ele não intimava o dono do colégio. Recebi como resposta que ele é vereador, ou seja, ele pode tudo. Eu, como contribuinte e que pago o salário deles, não posso nada. (Emilson Mendes Maximo)

A volta dos boatos

Depois da “central de boatos” afirmar que o prefeito afastado Evandro Capixaba seria posto em liberdade no último domingo, o que não aconteceu, agora surge outro boato, que assegura que o prefeito Dr. Rui será preso, o vereador Vitinho não pode assumir a prefeitura porque é parte do processo e o governo municipal acabará sendo exercido pelo juiz da comarca.

Fantasias

Tal e qual a história de que o Charlinho iria garantir a permanência do Capixaba à frente da prefeitura em troca da ocupação de diversos espaços no governo, essa é mais uma versão fantasiosa que interessa a determinado grupo político que aposta no “quanto pior, melhor.” Em primeiro lugar, não existe a hipótese de o Dr. Rui ser afastado, vez que não há em curso nenhum processo contra ele. O processo que redundou na prisão do Capixaba refere-se a fatos ocorridos em 2011 e 2012, ocasião em que o prefeito em exercício era vereador. Em segundo lugar, o terceiro na linha de sucessão, vereador Vitinho, é presidente da câmara municipal de Mangaratiba e, nessa condição, para ser impedido de assumir a prefeitura, também teria de ser deposto desse cargo.

A propósito

Também em Itaguaí, outra “central de boatos” tenta iniciar mais uma fantasia. Na versão dos “inventores”, os vereadores que ainda dão suporte ao Luciano Mota só o estariam fazendo porque, ao perderem a “boquinha” proporcionada pelo prefeito afastado, já teriam se associado ao Charlinho, que os estaria “bancando” de modo a conseguir o retorno do Mota ao executivo que, por via de consequência, seria um candidato fraco contra ele em 2016.

Dura Lex

A permanência dos três acautelados em Bangu 8 parece não estar tendo nenhuma regalia. Pelo menos é o que se depreende de uma decisão da desembargadora Gizelda Leitão tomada na tarde de ontem a respeito de um pedido formulado por um dos presos. Disse ela: “O pedido não conta com amparo legal. O requerente deve submeter-se às regras do estabelecimento prisional estabelecidas pela SEAP. Indefiro, até porque a custódia é muito recente e o sistema prisional não é compatível com a mercê pleiteada de forma desfundamentada. Rio, 18/05/2015.”

O Vírus da corrupção

O falecido sambista Bezerra da Silva, que  cantava músicas situadas no limite entre a vida normal e a marginalidade, gravou uma música bem interessante a respeito dos políticos e suas atitudes. Dizia ele: “Ele vai subir novamente lá no morro, apertando mão em mão, pedindo voto de novo. A rapaziada já sabe que é o ladrão do dinheiro do povo! Toda favela já sabe que é o ladrão do dinheiro do povo! Quando ele está em campanha diz que vai resolver toda situação. Depois de tá eleito adianta o seu lado e dá uma banana para o meu povão. Perde a credibilidade, a moral e o pudor, tira o pão da boca das crianças, do aposentado e do trabalhador!” Ouça o pagode.