08 de novembro de 2021

O melhor meio para ser enganado é considerar-se mais esperto que os outros. (François de la Rochefoucauld)

O futuro nos espera

Como os meios de comunicação divulgaram na semana passada, o grupo CCR venceu o leilão da Agência Nacional de Transportes Terrestres para a concessão da Rodovia Rio-Santos. A licitação foi realizada na modalidade leilão, com critério de julgamento pela maior oferta de outorga, combinado com o critério da menor tarifa de pedágio. O projeto consiste na proposta de concessão da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade do sistema rodoviário pelo prazo de 30 anos, prorrogável por até cinco, com o objetivo de garantir a segurança e fluidez do tráfego. A Rio Santos terá três praças de pedágio dentro do estado do Rio, localizadas em Itaguaí, Mangaratiba e Paraty.

O futuro nos espera II

A expectativa de investimento é de R$ 14,8 bilhões ao longo de 30 anos de contrato. A criação de empregos diretos e indiretos deve chegar a mais de duzentos e vinte mil. Entre as melhorias que a concessionária deverá fazer estão a disponibilização de wifi e luz de Led em toda rodovia; construção de mais de 600 km de faixas adicionais para ampliação de capacidade; 80 km de duplicação na Rio-Santos no estado do Rio de Janeiro. Além desses aprimoramentos, a concessionária também terá de implantar o novo sistema de cobrança de tarifa: o free flow, que cobra do usuário um valor proporcional ao percorrido na rodovia. Isso tira a necessidade de instalação de praças de pedágio.

O futuro nos espera III

Observe-se que, desde o início da operação da CCR  na Rio-Santos, o impacto econômico sobre os municípios da região, especialmente Mangaratiba e Angra dos Reis, será bastante significativo, além da criação de oportunidades de emprego diretos (nas obras e administração da rodovia), haverão os benefícios indiretos, como a facilitação do fluxo de turismo (e seus empregos diretos e indiretos em toda a cadeia. Não há dúvida de que, com esse empreendimento, Itacuruçá e Mangaratiba poderão voltar aos áureos tempos em que só o então chamado “passeio pelas ilhas tropicais” era o terceiro destino turístico mais concorrido do Rio de Janeiro, só perdendo para o Corcovado e Pão de Açúcar.

Bola dentro

O Programa Municipal de Formação na Área de Cultura, da Fundação Mário Peixoto, está trazendo bons resultados para Mangaratiba. Com apenas dois meses de funcionamento, a iniciativa já prestou mais de 100 atendimentos à classe artística e garantiu mais de R$ 18 mil para projetos culturais de Mangaratiba. Em atendimentos gratuitos e individualizados, que devem ser agendados na sede da FMP, o PROMFAC prepara artistas, quilombolas, pescadores artesanais, artesãos e demais representantes da área cultural para concorrerem em editais de fomento a cultura, sejam eles públicos ou privados. A equipe da FMP orienta sobre como preparar documentações, apresentações, preencher pré-requisitos e as exigências de cada edital. Os participantes aprendem o passo a passo para poderem captar de forma independente recursos e benefícios.

Oxford

A instalação da primeira unidade da Universidade de Oxford das Américas em território brasileiro é resultado de uma parceria inédita entre o Governo Federal e a universidade britânica. A medida foi celebrada com a assinatura, em fins do mês de outubro, de um termo de compromisso entre o Ministério da Saúde e a instituição inglesa. A previsão é que seja instalada até o ano que vem. O centro vai priorizar a pesquisa em saúde global e a formação de novos profissionais na área de doenças infecciosas, pesquisas clínicas e desenvolvimento de imunizantes e terá cursos de mestrado, PhD e atualização para profissionais, além de atividades focadas no desenvolvimento clínico de novos medicamentos e vacinas.

Isso não contam

Em uma conversa do presidente do Brasil com o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom, Tedros elogiou o andamento da vacinação no Brasil e ressaltou que, se a população seguir atenta ao uso de máscara, realmente não deverá ser necessário um novo fechamento ao estilo lockdown. Sobre a vacinação de crianças, o diretor da OMS respondeu que são necessárias mais evidências e que assim que a organização tiver mais dados científicos eles serão informados ao Brasil.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

2 comentários em “08 de novembro de 2021”

  1. Isso não contam:
    Só compramos vacina depois que a CPI escancarou o golpe (relatado ao Pres que prevaricou) .
    O Pres disse que não ia comprar vaChina do Dória que bancou e salvou muitas vidas.
    Pelo apedeuta quem toma vacina ou fala fino ou vira jacaré;mais recentemente quem toma vacina contrái AIDS.
    Professor ,sua canalhofilia (escancarada no Charlinismo) me trás engulhos eméticos.
    Beijos.

  2. Isso não contam

    Só um negacionista como o elemento que está na presidência e que fez o Brasil passar por um dos maiores vexames da história na última reunião do G-20 é que não sabia ou fingia que não sabia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: