21 de maio de 2021

Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram. Romanos 12:15

Atenção

Batendo a marca de cento e quatro óbitos, com mais cinco ainda em investigação, a prefeitura de Mangaratiba avança, no protocolo de bandeiras sinalizadoras da gravidade da pandemia de covid 19 no município para a bandeira amarela. Segundo os códigos estabelecidos, este é o penúltimo estágio, antes da bandeira vermelha indicadora de “altíssimo risco”.

Boletim 20 de maio

Atenção II

Considerando os óbitos acima apresentados, bem como a constatação diária de descumprimento das medidas solitárias, torna-se muito provável que o poder público venha a adotar maior rigor com as medidas restritivas. Aqui em Itacuruçá, por exemplo, no último final de semana, ocorreram pelo menos duas “noitadas” de aglomeração de jovens que duraram até alta madrugada, apesar do decreto em vigor restringir a permanência nas ruas a partir da meia noite.

Luto oficial

Em função do número de óbitos e do falecimento do Guarda Municipal José Fontes Machado de Barros, o prefeito de Mangaratiba decretou, ontem, através do decreto número 4.474, luto oficial por três dias no município.

De segunda

Ao que parece, seguindo o esquema de “produtos de primeira linha ou de segunda linha”, tem-se a impressão que o mesmo acontece com as vacinas. Segundo o jornal The New York Times, a União Europeia concordou, nessa quarta-feira, em reabrir as fronteiras aos visitantes totalmente vacinados contra a covid 19 com algum imunizante que já tenha sido aprovado localmente ou pela Organização Mundial da Saúde ou que venham de lista de países considerada sem grandes riscos para a doença. O consenso, de 27 embaixadores dos países membros da UE, chegou pouco antes da temporada de verão na Europa, período considerado turístico na região. As vacinas aceitas nos controles de entrada devem ser as  Pfizer/BioNTech, Moderna, Janssen (da Johnson & Johnson), Oxford/Astrazeneca e Sinopharm. Com isso, brasileiros que tenham tomado as duas doses da Pfizer ou da AstraZeneca podem ter entrada liberada nos países da UE. No entanto, ficam de fora aqueles que se imunizaram com CoronaVac.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: