16 de junho de 2020

Frase do dia

Se os meus amigos me fugirem, de mim fugirão todos os tesouros. (Malba Tahan)

Boletim

Transporte público

Queixam-se alguns moradores em redes sociais da carência de transportes, especialmente com destino a Itaguaí. Muitos, num primeiro impulso, colocam a culta no prefeito do município, esquecendo que a atribuição do controle do transporte intermunicipal é do governo do estado. Acrescente-se que foi o próprio governo estadual que autorizou, há alguns dias, a retomada de várias linhas. Todavia, a viação Ponte Coberta, por exemplo, que nos primeiros dias dessa retomada retornou com apenas um veículo circulando a cada duas horas em cada sentido, parece ter desistido até mesmo dessa solução provisória.

Bloqueios

A Prefeitura de Mangaratiba retomou os bloqueios de acesso ao município de Mangaratiba por conta do aumento de casos do novo Coronavírus. De acordo com a Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito, que coordena a ação, a medida imposta agora é de, além de verificar a entrada de veículos nos distritos, a Guarda Municipal também vai fiscalizar os passageiros de vans e ônibus. A secretaria informou também que será obrigatória a apresentação de comprovante de residência nominal para que o acesso a cidade seja liberado. A medida vale para todos os condutores de automóveis e passageiros do transporte público. As barreiras têm objetivo de reforçar o combate a Covid-19 e proteger a saúde da população. De acordo com o decreto, a entrada nos distritos de Mangaratiba só é permitida para veículos de moradores, táxis ou transporte por aplicativo em que o passageiro comprove residir na cidade. A autorização também se estende a trabalhadores do município e carros oficiais em serviço (com comprovação de destino) e transporte de cargas de caráter essencial. O transporte público também será fiscalizado nas barreiras.

O dito pelo não dito

Depois de adiar quatro vezes o prazo para a conclusão das obras, o hospital de campanha de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, foi inaugurado, mas só com dez leitos funcionando. Enquanto isso, quase 300 pessoas esperam na fila da rede estadual por atendimento na enfermaria e 78 precisam com urgência ser internadas na UTI. O atraso nas obras é tão grande que a Secretaria de Saúde já admite que algumas unidades podem não ficar prontas. O impasse com a suspensão do pagamento à organização social responsável pelas unidades atrasa o fim das obras.

O dito pelo não dito II

Há noventa dias o blog publicava: No início de março, afirmou o governador Wilson Witzel. “O estádio do Maracanã vai se transformar num hospital de campanha para tratar doentes infectados com o novo coronavírus. O governo estadual espera que a instalação esteja pronta para receber doentes dentro de duas semanas, período em que se espera um aumento do número de infectados no país com o novo coronavírus. Dois hospitais de campanha deveriam ser inaugurados na última sexta-feira no estado do Rio de Janeiro, mas a abertura foi adiada pela quinta vez. As unidades de São Gonçalo e Nova Iguaçu continuam em obras. O governo do estado do RJ havia prometido abrir sete unidades de hospitais de campanha para o enfrentamento da Covid-19 até o dia 30 de abril – mas desse total, apenas um está funcionando, o hospital no Maracanã, na Zona Norte do Rio. Do total, três estão sem prazo para serem entregues. São os de Nova Friburgo, na Região Serrana, de Campos, na Região Norte e Casimiro de Abreu, na Região dos Lagos. No início do mês de junho, declarou o secretário de saúde do estado: “Alguns desses hospitais podem não ser inaugurados, porque não há mais necessidade. Perdeu-se o tempo”

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

2 comentários em “16 de junho de 2020”

  1. olá professor, sei que não é atribuição do prefeito a fiscalização do transporte público, mas por outro lado ele como chefe do executivo deveria dar pelo menos uma explicação à população que depende do transporte público para se locomover para trabalhar, realizar consulta médica etc, etc tendo como exemplo eu mesmo, meu local de trabalho é no município de Itaguaí e já estamos praticamente 3 meses sem transporte e nem legislativo nem executivo sequer dar uma satisfação aos seus munícipes tendo em vista que são os mesmos que devem cobrar oficialmente ao DETRO pelo menos uma previsão do retorno do transporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: