26 de fevereiro de 2020

Frase do dia

Quem me dera viver, pra ver e brincar outros carnavais, com a beleza dos velhos carnavais. Que marchas tão lindas e o povo cantando seu canto de paz. (Marcha da quarta-feira de cinzas – Vinícius de Moraes)

Carnaval – último dia

Há oito anos era assim. Postagem do blog em 2012: “Finalmente, nessa quarta-feira de cinzas, Itacuruçá foi devolvida a seus moradores permanentes. Os vendedores ambulantes desmancharam suas barracas. A turma do “isopor” voltou para suas casas lá na baixada e na zona oeste. Aqueles que pensam que todos adoram funk desligaram seus “trio elétricos” montados em automóveis. Pelo que diz a previsão do tempo para os próximos dias, claro que ainda haverá um ou outro final de semana de “casa cheia”, mas, certamente, nenhum capaz de superar os descalabros do verão 2012. Nossas ruas, literalmente, fedem, a xixi. O pessoal da limpeza pública sua em bicas, para remover todo o lixo acumulado. Vários moradores tentam ajudar, varrendo as calçadas. Quem não tem cisterna, nem poço artesiano, espera que a redução de habitantes traga de volta a água às suas torneiras. Mas, vamos sobreviver a essa catastrófica “temporada de verão”, onde o governo local simplesmente desapareceu. A propósito, cabe repetir a promessa feita pelo secretário de turismo dias antes do carnaval, publicada na imprensa (e registrada aqui no blog na ocasião). “A secretaria de Turismo e Eventos anunciou que 73 blocos carnavalescos estarão nas ruas do município neste carnaval. Segundo o órgão, foram realizados diversos encontros com cada uma das agremiações, com o objetivo de evitar transtornos nas principais vias e ruas da cidade e que a prefeitura vai atender aos foliões com camisas, segurança, carro de som e apoio de agentes de trânsito e que serão instalados banheiros químicos nas ruas onde ocorrerão os desfiles”.

Carnaval – último dia II

Há oito anos era assim. Postagem do blog em 2012. “Vestiu uma camisa listrada e saiu por aí. Invés de tomar chá com torrada, ele bebeu Paraty. Dizem os carnavalescos de todas as escolas de samba que o planejamento do carnaval do ano seguinte começa na quarta-feira de cinzas. Será que nos 300 dias que faltam para terminar o ano (e o governo) não dá para melhorar a infraestrutura e criar regras mais efetivas para o turismo? Será que não dá pra pensar em alternativas de estacionamento público? Será que dá pra estabelecer melhores mecanismos de controle quanto aos ambulantes? Será que dá pra incluir no código de posturas municipais a necessidade de autorização para o uso de equipamentos de som? Ou será que o prefeito (desaparecido nestes dias de carnaval) pretende deixar “mais este pepino” para seu sucessor? Em todas as conversas de fim de tarde dessa terça-feira, o principal comentário dos moradores é o quanto nossa bela Itacuruçá estava abandonada, no carnaval.”  

Carnaval – último dia III

Há quatro anos, era assim. Postagem do blog logo após o carnaval de 2016. “Até cego vê o que acontece infelizmente a prefeitura não. Temos que dar parabéns aos poucos policiais militares e aos poucos GM que mesmo diante a tanta inoperância governamental prestaram renomado trabalho a população, foi um verdadeiro caos, mulheres baixavam as roupas e faziam suas necessidades no meio da multidão menores de idade embriagados, motoristas dos ônibus hostilizados, comerciantes e donos de blocos com prejuízo. Por volta das 23:30, quatro rapazes armados renderam um casal e levaram seu carro a 50 metros do DPO. Verdadeiro inferno, mas graças a Deus acabou. Vamos esperar ano que vem. Quem sabe alguém conserte as coisas. Nesse meio tempo vamos ouvir um pouco mais de promessas. Outra postagem de quatro anos atrás dizia: “Ao mesmo tempo em que os comerciantes permanentes têm de se preocupar com o pagamento da taxa de fiscalização e controle, já surgem, em várias portas de residências, pontos de venda “piratas” os mais variados. Vende-se de tudo nas portas, de salgadinhos refrigerantes, de cervejas a biquinis, espuma de carnaval e churrasquinho. Tudo, claro, sem fiscalização.”

Segue – lembrando 2016

Em relação à quantidade de policiais e guardas, existem sim. O grande problema foram as pessoas que coordenaram esse grupo. Infelizmente a maioria foi escalado e não compareceram em virtude de um acordo. O esquema é você não trabalha, ganha as horas e dividimos o dinheiro! Enquanto isso quem realmente está trabalhando fica sobrecarregado pela falta desse efetivo nas ruas. Será que só o Anderson Quadros não sabe disso? Quer me enganar? Me dá bala juquinha!.

Continua – lembrando 2016

Comentário de uma moradora de Muriqui. “Meu Deus! Estou apavorada com tanta falta de educação. Muriqui está um caos! Lixo espalhado em todos os lugares, funk e pagode ensurdecedores. Se o carnaval durasse quinze dias, com certeza a cidade entraria em estado de calamidade pública. Sinto vergonha! Onde estão as autoridades e o bendito choque de ordem? O prefeito deveria cancelar as festas no município. Os moradores não aguentam. Muriqui pede socorro! (Adriane Camila Alexandre, via facebook)

Carnaval – último dia IV

Pois, em 2020, como já postamos ontem de forma antecipada, a atuação do poder público no período de carnaval foi surpreendentemente rigorosa, até para os mais otimistas. Esperemos o balanço oficial dos órgãos públicos, em especial a quantidade de veículos rebocados para o depósito por conta do estacionamento irregular.

Quarta-feira de cinzas

A data em que ocorre o carnaval é diretamente relacionada aos festejos de Páscoa. São 40 dias entre a quarta-feira de cinzas e o domingo de Ramos, que dá início à Semana Santa, sete dias antes do domingo de Páscoa. Ou seja, o carnaval acontece 47 dias antes da Páscoa e não 40 dias, como muitas pessoas acreditam. Como o feriado da Páscoa é variável, a data do carnaval também segue essa variação. Com base em relatos bíblicos e históricos, os católicos acreditam que a ressurreição ocorreu em um dia de lua cheia, próximo ao equinócio da primavera no hemisfério Norte (que corresponde ao equinócio de outono no hemisfério Sul). No ano 325, a Igreja Católica realizou o Concílio de Niceia e decidiu que a Páscoa seria celebrada sempre no domingo subsequente ao surgimento da primeira lua cheia após o equinócio da primavera. O carnaval também é uma data de origem religiosa: a expressão em latim carnevale significa “adeus carne”. Na tradição católica, a terça-feira de carnaval é o último dia onde se permite o consumo de carne. Na quarta-feira de cinzas inicia-se o jejum da quaresma.

Uma resposta em “26 de fevereiro de 2020

  1. Caro Prof. Lauro e leitores,

    Fico muito feliz que tenha acabado o Carnaval e que os incômodos festejos típicos da época vão minguando,aproximando-se assim o breve período de paz com agradáveis temperaturas que experimentamos entre o Dia do Trabalhador e a Proclamação da Independência. Ainda assim, com exceção dos finais de semana ensolarados desse final de verão até à Semana Santa, teremos a predominância do sossego.

    Apesar de tudo, respeito quem goste da folia. Eu mesmo aprendi a admirar as coisas boas do Carnaval como as letras do samba das escolas, coisa cada vez mais distante da baixa cultura musical hoje entranhada na sociedade brasileira, a qual se acha envolvida entre o funk, o gospel, os sertanejos sem raiz e os pagodes de má qualidade.

    Hoje, como bem lembrado, inicia-se a Quaresma. Porém, raros são os brasileiros que ainda cultivam os hábitos desse período, tipo o não comer carne. Com uma população que em expressivo número apartou-se do catolicismo, só pequenos grupos restritos de religiosos praticantes seguem os costumes na totalidade ou em parte. Nos próximos finais de semana, ainda se verão vários churrascos nas casas e eventos, apesar dos altos preços das carnes.

    Ótimo final de quarta-feira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s