20 de fevereiro de 2020

Frase do dia

A sabedoria da natureza é tal que não produz nada de supérfluo ou inútil. (Nicolau Copérnico)

55 graus

É comum, aqui no Rio de Janeiro, dizer-se que o lugar mais quente é o bairro de Bangu. Todavia, ontem, quando a temperatura média do estado andou por volta dos trinta e oito graus, medições mais sofisticadas apontavam que o lugar onde a sensação térmica (efeito conjugado do calor externo com a umidade relativa do ar) foi de 55 graus, a medição aconteceu ali na Marambaia.

Carnamar

Nesta fase de últimos preparativos para a retomada dos eventos de carnaval no município, faltou, no mínimo, tato e prudência ao poder público quanto à destinação de mais de duzentos mil reais para o aluguel de embarcações específica e exclusivamente para o Carnamar 2020. Para grande parte dos munícipes, pareceu insensato gastar tão grande quantia num evento que demora, no máximo, seis horas e que não trás nenhuma grande vantagem em arrecadação nem para o comércio, nem para os cofres públicos. Lembrando, ainda, que não se passaram dois meses, desde que o pagamento do décimo terceiro salário dos servidores foi dividido em duas parcelas e a segunda só paga em janeiro ou, de outra parte, que esses mesmos servidores aguardam a proposta de recomposição salarial a partir da data-base, em janeiro último.

A propósito

Pergunta incômoda formulada por um antigo organizador de barcos para o Carnamar: “Onde vão gastar todo esse dinheiro? Eu já fiz isso e sei que alugar um saveiro lá da Ilha Grande, com capacidade para cento e sessenta pessoas, para fazer o Carnamar custa em torno de dez mil reais.”

Ambulantes

A prefeitura de Mangaratiba, através da Secretaria de Fazenda, realizou nessa quarta-feira a entrega mais de 240 credenciais do Programa Ambulante legal. O Programa que foi instituído por meio do Decreto n° 4.150, de 2 de janeiro de 2020, promoveu o recadastramento dos trabalhadores com o objetivo de ordenar o serviço e criar mecanismos de fiscalização e identificação. Os ambulantes cadastrados agora contam com um cartão de identificação com os seguintes dados: nome, número de inscrição municipal, local de trabalho, atividade desenvolvida e código de barras bidimensional de resposta rápida – QR Code, para acesso das informações acerca da localização e o tipo de mercadoria autorizada. (Fonte: Site PMM)

Pergunta no ar

Não há dúvidas quanto à importância legal e moral do processo de credenciamento de ambulantes. A pergunta que fica no ar, para os próximos dias, é se o poder público terá condições (em termos de efetivo de servidores) para fiscalizar e reprimir a concorrência dos aventureiros que, todos os anos, aparecem por aqui no período de carnaval.

Golfinho solitário

A secretaria do meio ambiente de Mangaratiba e a Guarda Ambiental continuam extremamente preocupadas com a falta de consciência de parte da população do município que teima em “achar bonitinho” o golfinho que, perdido de seu grupo, tem aparecido nas praias. Segundo relatos, o animal já apresenta lacerações e feridas no dorso, causadas por banhistas que, quando se aproximam dele o seguram ou tentam montar em suas costas. Alertam as autoridades que esses comportamentos, além de prejudiciais ao animal, também podem ser caracterizados como crime ambiental e que caso alguém seja surpreendido nessa condição, será detido e encaminhado à Delegacia Policial.

Golfinho  solitário II

A novidade da situação desse golfinho, em comparação com os tradicionais botos habitantes da baía, é que esse tipo de golfinho é especialmente inteligente e curioso. Costuma nadar na proa de embarcações e, muitas vezes, é visto carregando objetos sobre a cabeça, ou presos às nadadeiras ou ao bico. Já foi mantido em cativeiro para exibição pública em oceanários na Colômbia, Havaí, Estados Unidos e Japão. Treinadores os descrevem como animais arrojados, investigativos e altamente treináveis, mas também impetuosos e agressivos. Já os botos da baía, há muito aprenderam a submergir e literalmente desaparecer, com a aproximação de seres humanos.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

Uma consideração sobre “20 de fevereiro de 2020”

  1. Boa tarde, Prof. lauro e leitores,

    Acerca dessa licitação sobre o CARNAMAR, concordo plenamente com as suas acertadas colocações.

    Ontem, conforme eu havia comentado em alguns grupos do Facebook, esse dinheiro poderia ser melhor aproveitado em outras finalidades mais urgentes e de importância maior.

    Se os 214 mil reais do CARNAMAR fossem investidos na saúde e na educação não seria melhor para Mangaratiba?!

    Com a palavra, o senhor prefeito Alan Bombeiro…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: