10 de fevereiro de 2020

Frase do dia

Raramente pensamos nas trevas quando estamos na luz, na desgraça quando somos felizes, na dor quando estamos alegres; mas sempre vice-versa. (Immanuel Kant)

Náufragos

Uma traineira conduzindo pescadores amadores com cerca de 15 pessoas a bordo, naufragou no último sábado nas proximidades da Marambaia. Todos foram resgatados do mar por outro barco de pescadores que se encontrava nas proximidades. No vídeo, publicado nas redes sociais, é possível  constatar que não ocorreu uma tragédia porque a maioria usava colete salva vidas e outros se agarraram a coolers ou caixas de isopor. Ao que consta, o problema teria sido na bomba de porão que parou de funcionar. Apenas um dos pescadores precisou ser levado ao hospital.

Quase náufragos

Já no domingo, o problema aconteceu com a barca que faz a travessia Ilha Grande x Mangaratiba. Ao que se noticia, a mesma teve problemas em seus dois motores e ficou à deriva na baía, com cerca de quatrocentos passageiros a bordo. Todos foram resgatados, após longas horas de espera.

Golfinho solitário

Continuam as reiteradas advertências à população pra que evitem interagir com o golfinho solitário que se perdeu de seu grupo e está vivendo na baía desde o mês de maio do ano passado. O prefeito do município, ao mesmo tempo em que alerta para a necessidade de evitar o contato com o animal, está buscando a cooperação com outros órgãos competentes para uma solução definitiva. O CMA destaca a importância de não se aproximar do golfinho de forma alguma, pois mesmo que pareça ser um animal dócil, ele pode de forma inesperada ter uma reação adversa em algum momento de estresse, como já registrado em outras ocasiões do Brasil e no Mundo. O Grupamento de Proteção Ambiental da Guarda Municipal de Mangaratiba esteve na praia de Ibicuí orientando os banhistas que, mesmo assim, insistiam em brincar com o animal.

Bandeiras

Os banhistas que frequentam as praias no litoral do Paraná devem estar atentos às bandeiras colocadas à beira-mar, as quais sinalizam as áreas protegidas ou não por guarda-vidas, além de trazer outras informações de segurança. São várias bandeiras (vermelho sobre amarelo, preta, verde, amarela). O afogamento é uma das grandes preocupações do Corpo de Bombeiros, principalmente quanto aos inexperientes, jovens e crianças. Os riscos que cada região de praia possui podem ser identificados pelas bandeiras. Além dos pontos seguros para banho, a sinalização também informa outras circunstâncias que podem ser de risco para os banhistas, como a presença de águas-vivas e caravelas ou falta de balneabilidade pela presença de esgoto lançado in natura. Se Mangaratiba começar por aí, já pode ser um início de caminhada: guarda-vidas nas praias e bandeiras sinalizadoras.

Detro

A partir de amanhã (terça-feira), as tarifas dos ônibus intermunicipais ficam mais altas no Rio de Janeiro. Portaria 1513 do Detro, o departamento que gerencia os transportes no Estado, publicada no Diário Oficial da última sexta-feira, revoga o desconto de R$ 0,2818 que era aplicado nas tarifas. A medida atende decisão da 5ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro que considerou o desconto indevido. Os coeficientes tarifários das linhas e seções do sistema de transporte coletivo rodoviário intermunicipal de passageiros no Estado do Rio de Janeiro serão mantidos e servem para calcular o valor base de cada tarifa. O último reajuste tarifário foi autorizado em 06 de fevereiro de 2019, entrando em vigor em 11 de fevereiro 2019. Os valores das tarifas variam de acordo com o tipo de serviço e a extensão das linhas. A linha Mangaratiba – Itaguai, da empresa Expresso Recreio, o custo da passagem vai de R$5,25 para R$5,55. Conceição de Jacareí de R$10:10 p/ R$10:35 o mesmo valor Campo Grande x Mangaratiba Direto e o Barra da Tijuca vai de R$12:75 p/ R$13:05

Supermercados Guanabara

Depois de anunciar o fechamentos das lojas nos domingos, segundo o Sindicato dos Comentários do Rio de Janeiro, o Guanabara informou que pretende demitir 3.500 a 4 mil trabalhadores nos próximos meses. Além disso, a empresa já apresentou em negociação a intenção de implementar a jornada 12×36, banco de horas e o contrato por jornada intermitente. A rede de supermercados “Extra” também fecharão algumas lojas devido a crise financeira. O Extra de Santa Cruz é uma dessas que não mais existirão. No local as prateleiras já estão quase todas vazias. Trabalhadores que ainda restam e atuam na jornada de 12×36, já se preparam para serem demitidos. Alguns poderão ser aproveitados em outras lojas, mas a maioria estará desempregada em breve. A crise também atinge outras lojas no Estado do Rio de Janeiro.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

2 comentários em “10 de fevereiro de 2020”

  1. Em tempo!

    Como não sou homem de ficar só me queixando nas redes sociais, eis que, depois de comentar aqui e compartilhar uma postagem no Facebook sobre o problema da insegurança das barcas que executam a travessia para a Ilha Grande, resolvi entrar em contato com a ALERJ e fui encaminhado para conversar com o gabinete do Dep. Dionísio Lins, presidente da Comissão de Transportes, de modo que fiquei sabendo por meio de sua assessoria da ocorrência de uma audiência pública marcada para a quarta-feira desta semana, dia 12/02/2020, às 10 horas, no Plenário Barbosa Sobrinho, que tratará da situação das embarcações que prestam o serviço nos trajetos Praça XV – Cocotá e Praça XV – Paquetá.

    Infelizmente, como fui pego de surpresa, não sei se conseguirei estar presente nesse importante evento, mas considero fundamental que pessoas da nossa região, sobretudo lideranças políticas, compareçam e aproveitem a oportunidade para se manifestar acerca dos problemas que enfrentamos no transporte marítimo para a Ilha Grande também. Afinal, é a união que faz a força e, nesta hora, somos todos Mangaratiba, independentemente do time para o qual torcemos.

  2. Bom dia, Prof. Lauro e leitores.

    Penso que, há tempos, a empresa responsável pelo transporte marítimo de passageiros para a Ilha Grande já deveria ter substituído as antigas embarcações por outras mais modernas, mais confortáveis, mais seguras e mais rápidas, ainda que isso importasse num aumento tarifário para o turista.

    A meu ver, se existe uma proposta do presidente da República em tornar a nossa região uma “Cancun brasileira”, há que se buscar uma completa reforma de toda essa infraestrutura hoje existente. Inclusive, diga-se de passagem que, há anos, as barcas de Niterói foram substituídas por outras que são bem melhores, mesmo o percurso na baía de Guanabara sendo menor e menos arriscado do que entre Mangaratiba e a Ilha Grande.

    Ótima semana a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: