30 de outubro de 2019

Frase do dia

Ninguém faz fofoca sobre as virtudes dos outros. (George Bernard Shaw)

Assim, sim

Há algumas semanas, como publicado aqui no blog, um internauta, demonstrando certa dose de inveja, sugeriu, através das redes sociais, que o evento Pesca de Caiaque fosse transferido para a Praia do Saco. Segundo ele, a medida daria a oportunidade de negócios aos comerciantes daquela região. Pois, mostrando criatividade e sem “cobiçar” o evento de outrem, está sendo organizada, com o apoio da prefeitura de Mangaratiba, uma competição de motos aquáticas para o primeiro final de semana de dezembro.

Alta temporada

Informa a prefeitura de Mangaratiba: “As cidades de Mangaratiba e Angra dos Reis vão intensificar a fiscalização neste verão nos acessos à Ilha Grande. As medidas são tratadas como ‘ordenamento integrado’ e serão postas em prática nos próximos dias. O encontro para definir os detalhes contou com o secretário de Turismo, Esporte e Lazer da Prefeitura de Mangaratiba, Roberto Monsores, e do presidente da Fundação de Turismo de Angra (TurisAngra), Klauber Valente. As duas cidades vão unir esforços para ordenar as atividades turísticas, principalmente no transporte marítimo praticado no cais de Conceição de Jacareí, cujo principal destino é a Vila do Abraão, na Ilha Grande. Segundo Roberto Monsores, o controle e o ordenamento dos traslados para a Ilha Grande, a partir Jacareí, em maioria são demandas dos empresários de Angra (da Vila do Abraão). Klauber Valente sugeriu a limitação dos horários e a fiscalização nos cais dos dois destinos.

Alta temporada II

Os dois municípios também definiram a realização de ações conjuntas para promover o controle do fluxo de ônibus turísticos e de fretamento na alta temporada. O controle será por meio de barreiras de fiscalização na BR-101, na altura de Itacuruçá, com a participação da Secretaria de Turismo de Paraty e o apoio da Polícia Rodoviária Federal. Além disso, os dois municípios vão pedir ao Detro que fiscalize a operação da concessionária da linha Angra-Rio-Angra, especialmente o desembarque de pessoas em Jacareí e a venda de traslados marítimos por ambulantes no interior dos ônibus.

Trabalho formiguinha

Com pouco mais de dois meses ocupando uma cadeira na câmara municipal de Mangaratiba, na qualidade de suplente do vereador licenciado Rogério da máquina, o vereador Beto Durika está se esforçando para ver solucionado um problema que há muitos anos afeta  tanto os barqueiros quanto os moradores das ilhas, qual seja, o transporte via taxi-boat. Segundo ele, no correr do ano, são cerca de cem barqueiros que trabalham no distrito de Itacuruçá, enfrentando dias de chuva e frio. Quando chega a temporada de verão, o número de barcos triplica, com a verdadeira invasão feita por “piratas” bem como pessoas que colocam dois e até três barcos de sua propriedade para trabalhar com pilotos contratados.

Trabalho formiguinha II

Em conversa informal, o vereador acrescenta que vários estudos já foram realizados objetivando a regulamentação do trabalho desses profissionais, bem como rodas de conversa e discussão com os barqueiros do distrito e, em breve, o prefeito Alan Bombeiro deverá regulamentar a atividade estabelecendo, inclusive, uma tabela de preços de passagens com prévio cadastramento dos moradores das ilhas que, por conta do uso diário que fazem do transporte, pagarão menos pelo trecho de viagem.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

2 comentários em “30 de outubro de 2019”

  1. Bom dia, Prof. Lauro e leitores.

    A meu ver, num município onde os distritos estão mal estruturados para o atendimento ao turista, seria um erro sem tamanho transferir o evento Pesca de Caiaque para outro local diverso do Distrito de Itacuruçá.

    Quanto às reivindicações do ilustre vereador Beto Durika, concordo plenamente pois é preciso prestigiar os barqueiros que trabalham o ano inteiro atendendo o morador em que somente na alta temporada conseguem obter um ganho melhor graças ao aumento da demanda. Logo, cabe ao Poder Executivo ser mais criterioso na distribuição das autorizações e também fiscalizar o transporte clandestino com a mesma voracidade que têm exigido do contribuinte municipal.

    Ótima quarta-feira a todos!

    1. Rodrigão
      A lei da oferta e procura sempre foi a melhor solução.
      Regulamentação sempre foi o melhor caminho para a corrupção,carreirismo político e injustiças persecutórias.
      Conheço os “pobres barqueiros” de Itacuruçá:
      Cobravam (não estou atualizado) R$80 até Jaguanum,não livrando a cara nem da mãe (deles).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: