07 de outubro de 2019

Frase do dia

Quem não sabe o que busca, não identifica o que encontra. (Immanuel Kant)

Alta temporada

O primeiro final de semana de outubro mostrou-se típico do início da temporada de verão no município, apesar do vento nordeste do sábado e do céu nublado do domingo, Itacuruçá viveu um fim de semana de “casa cheia”. Já no sábado, o evento “Prefeitura em seu bairro” pode ser considerado um sucesso, apesar de algumas falhas pontuais. O evento DFK, pesca de caiaque, conforme prometido, trouxe uma verdadeira multidão de esportistas que, diante das condições adversas do mar no domingo, passearam pela cidade com as camisas coloridas das equipes de pesca e lotaram pousadas, hotéis e estacionamentos.

Alta temporada II

Alguns dos problemas típicos dos dias de “casa cheia”, que ocorrem todos os verões sem que se encontre solução, ressurgiram no distrito. Um exemplo, a grande quantidade de “flanelinhas”, oriundos do município vizinho, praticamente achacando motoristas que pretendiam estacionar. Outro, as Vans brancas (piratas) fazendo transporte entre Itaguaí e Itacuruçá de forma tão desenvolta que chegaram a criar um “ponto final” na praça da estação. Um terceiro, as fétidas línguas negras invadindo a areia da praia.

Trágico

O final de semana teve ainda, no início da noite de sábado, um acidente com embarcações que deixou vários feridos, sendo necessária a presença do corpo de bombeiros e várias ambulâncias. Uma embarcação, a traineira Mestre Zeus, retornava de uma jornada transportando um grupo de pescadores quando, na altura do condomínio Marina, já dentro do canal entre o continente e a Ilha de Itacuruçá, foi literalmente “atropelada” por uma lancha esportiva que navegava sem qualquer cuidado, redução de velocidade ou iluminação noturna. Todos os que acorreram para ajudar no resgate dos feridos, foram unânimes em afirmar que o condutor da lancha esportiva estava embriagado. De acordo com as primeiras informações, o mestre da traineira, conhecido como Marcelo, perdeu três dedos da mão no acidente.

Seria cômico

Como se diz em algumas situações inusitadas: “contado, ninguém acredita”. Pois, dois homens invadiram e furtaram objetos em uma residência em Itacuruçá. Foram capturados pela polícia no mesmo dia, indicando de onde roubaram os objetos. Indo ao local, a polícia descobriu que a residência estava sendo, na verdade, utilizada como depósito de cargas de procedência duvidosa, tal o número de eletroeletrônicos estocados no local.

Ponte Coberta

Enquanto os munícipes que enfrentam o dissabor de depender do transporte público da empresa Expresso Recreio, a viação Ponte Coberta, que faz a linha Itacuruçá x Nova Iguaçú, via Itaguaí, a cada dia se firma mais no bom conceito com a população. A mais nova novidade que os usuários passaram a ter acesso é um aplicativo, disponível gratuitamente nas lojas virtuais, que, obtendo a localização do usuário, informa em quanto tempo passará naquele local um ônibus da linha. Basta procurar na loja virtual pelo app “Ponte Coberta” e instalar no celular.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

Uma consideração sobre “07 de outubro de 2019”

  1. Bom dia, professor Lauro e leitores,

    Infelizmente, num final de semana em que alguns serviços da Prefeitura se fizeram presentes no Distrito de Itacuruçá, a fiscalização teria sido ausente (omissa?) no que diz respeito a determinados problemas.

    Não considero apropriado que, numa localidade excepcionalmente bem atendida pelo transporte intermunicipal, através dos serviços da Ponte Coberta, as autoridades tolerem que se forme um ponto clandestino de vans piratas.

    Verdade seja dita que hoje o transporte clandestino tem inviabilizado o sucesso de várias concorrências públicas e isto acabará levando o Poder Público a ter que prestar o serviço diretamente ao consumidor, o que explica o fato de Mangaratiba estar criando a Conecta, sendo que outras cidades estão pensando em fazer o mesmo ae já não fizeram. Pois só assim é que haverá um sistema de transporte capaz de atender a todos, inclusive os usuários com direito à gratuidade.

    Por outro lado, há que se indagar se haverá outra alternativa daqui para frente visto que os aplicativos vieram para ficar, ajudando e também atrapalhando…

    Ótima semana a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: