13 de agosto de 2019

Frase do dia

O melhor meio para ser enganado é considerar-se mais esperto que os outros. (François De La Rochefoucauld)

Eleições 2020 – Primeiros movimentos

As eleições municipais de 2020 batem à porta. As convenções começam em menos de um ano e os prazos para filiação partidária e transferência de domicílio eleitoral dos que pretendem disputar as eleições se encerram em oito meses. O período de propaganda eleitoral irá de 26 de agosto a 29 de setembro de 2020. O 1º turno será em 4 de outubro.

Eleições 2020 – Primeiros movimentos II

Aqui no município, ainda que muito discretamente, alguns movimentos de potenciais candidatos à vereança ou ao executivo municipal já começam a ser percebidos nas ruas e redes sociais. O ex-vereador José Luiz do Posto, como sempre faz, levou às ruas seu tradicional caminhão de som saudando o dia dos pais. Mais que o fato em si, já corriqueiro nessas datas, chamou a atenção que o texto, dessa vez, ao contrário do divulgado no último dia das mães, destacou mais o próprio ex-vereador do que seu filho, atual vereador.

Eleições 2020 – Primeiros movimentos III

Mudanças perceptíveis também estão ocorrendo nas redes sociais onde alguns personagens “desaparecidos” nos últimos meses também voltaram a divulgar postagens em homenagem ao dia dos pais ou receber manifestações de apoio de outros internautas, que são seus seguidores e apoiadores.

 Utilidade pública         

Num estado que teve mais de 67 mil veículos levados por ladrões no ano passado, uma lei de 1997, pouco conhecida pelos motoristas, pode representar um alento. Os donos têm direito à devolução proporcional do IPVA em casos de roubo, furto ou perda total por acidente. Em 2018, foram feitos apenas 111 pedidos de ressarcimento. De acordo com a Lei 2.877/1997, o proprietário de veículo pode pedir ressarcimento até cinco anos após o sinistro. Entre 2014 e 2018, por exemplo, 294.733 veículos foram furtados ou roubados no estado. Desses, apenas os proprietários de 1.995 (0,68%) solicitaram a devolução de parte do imposto. No ano passado, entre os 111 pedidos, todos eram referentes a roubos e furtos. Não houve casos de perdas por acidente. O texto legal também prevê um requisito obrigatório para a devolução do imposto: a pessoa que teve o carro roubado deve fazer o registro na polícia. Além de roubo, furto e perda total em acidente, casos como apropriação indébita e estelionato também estão previstos. O imposto é restituído proporcionalmente, excluindo-se o mês da ocorrência. O beneficiário pode escolher receber a devolução por meio de desconto a ser creditado no pagamento de um novo IPVA no mesmo ano ou no ano seguinte. (Jornal Extra)

Beco livre

Golpe no whattsapp

Um novo golpe que está “roubando” contas de whatsapp de diversos usuários chamou a atenção da empresa de segurança Kaspersky devido à sua criatividade: não há emprego de qualquer malware ou programa malicioso, mas os hackers por trás da ação atacam especificamente pessoas que tenham anunciado algum produto à venda por plataformas de classificados de internet. A metodologia é simples, porém engenhosa: os hackers monitoram plataformas de vendas onde vítimas em potencial tenham postado anúncios referentes a algum produto. De posse das informações do anúncio, eles entram em contato com a pessoa via WhatsApp, se passando pela plataforma de vendas, dizendo que precisam confirmar alguns dados ou então que o anúncio vem recebendo um alto número de reclamações. Em ambos os casos, eles pedem que o usuário confirme um código numérico recebido via SMS. Quando a vítima responde à mensagem, o fraudador começa o processo de ativar o WhatsApp em um novo celular e o suposto código de verificação é, na verdade, o código de ativação da conta. Se ela não prestar atenção, acaba passando o número e tem seu WhatsApp roubado em minutos.

Golpe no whattsapp II

A segunda parte do golpe é a mesma utilizada pelos criminosos que estão clonando celulares no Brasil. Nela, enviam mensagens para os contatos mais recentes, que normalmente são amigos próximos ou familiares da vítima, pedindo um empréstimo para uma despesa urgente. Se a pessoa tenta ajudar, o criminoso só precisa descobrir o banco de preferência da vítima e acionar um laranja, que terá uma conta na mesma instituição. Além de ter atenção, só há uma maneira de evitar este esquema com tecnologia: a dupla autenticação do WhatsApp. É uma senha que o usuário cria e é solicitada de vez em quando pelo app. Mesmo que a vítima informe o código de ativação, o criminoso terá de pedir a senha da dupla autenticação – isto já sai do contexto do anúncio e a pessoa pode perceber a fraude antes de ser tarde demais. Os especialistas da empresa de segurança digital ainda alertam para o fato de que o golpe é tão engenhoso que vem enganando até mesmo profissionais da tecnologia. Devido à ausência de malwares e executáveis maliciosos, até mesmo quem é do setor se vê vítima dessa engenharia social. A Kaspersky elencou algumas das empresas cujos nomes vêm sendo usados nos golpes, destacando plataformas renomadas como OLX, Zap Imóveis e Webmotors. É importante ressaltar que, nestes casos, não há um antivírus ou solução de segurança que prontamente defenda as vítimas em potencial: engenharia social se combate com atenção e o não fornecimento de dados dos clientes. (Fonte Canaltech)

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

4 comentários em “13 de agosto de 2019”

  1. Em tempo! Só corrigindo, a reforma eleitoral a qual me referi no comentário chegou a alcançar o pleito geral de 2018 e incluirá o local de 2020. Neste ano, não teremos eleições.

  2. Boa noite, Prof. Lauro e leitores,

    Antes da última reforma política, a Lei Federal n.º 9.504/97 previa que, para concorrer às eleições, o candidato teria que possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo de, pelo menos, um ano antes do pleito, e estar com a filiação deferida pelo partido no mínimo seis meses antes da data da eleição. Para este ano, tanto o domicílio eleitoral quanto a filiação partidária devem ser definidos pelo prazo de seis meses.

    “Art. 9. Para concorrer às eleições, o candidato deverá possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo de seis meses e estar com a filiação deferida pelo partido no mesmo prazo.” (Redação dada pela Lei nº 13.488, de 2017)

    A meu ver, seis meses é muito pouco tempo e oportuniza a troca de legendas tornando a filiação partidária e a mudança de domicílio eleitoral algo frágil.

    No meu ponto de vista, quem pretende vir candidato a algum cargo eletivo dentro de um município, precisa construir uma relação mais profunda com a comunidade que pretende representar. Precisa realmente viver ali por um considerável período de tempo, conhecer o território, os problemas da comunidade e ter desenvolvido ali algum trabalho em prol da coletividade.

    No mesmo sentido, a relação partidária há de ser algo amadurecido e entendo que a lei deveria prever o período maior de filiação mas que fosse apenas o mínimo, possibilitando às regras estatutárias a ampliação desse tempo para ser candidato. Pois, infelizmente, o que mais se vê por aí na política são legendas tomadas de assalto e pessoas sem qualquer identificação com o partido se tornarem presidentes de uma comissão provisória do dia para noite.

    Seja como for, caberá ao eleitor a palavra final quando comparecer às urnas para votar.

    Ótimo final de terça-feira!

  3. Lauro!
    Na grande campanha q já está sendo difundida pelo Próprio Prefeito em questão, seus opositores não terão dificuldades futuras para chegarem ao poder.
    Basta revogar a Lei Ambiental e mais essa discrepância com relação a pequenas fogueiras no Município.Isso eu afirmo, apenas no que tange ao q atinge mais ao contribuintes e população em geral.
    Do mais os opositores mais carismáticos vão vencer com facilidade.
    Agora!Papo furado do Prefeito rever as atitudes dos Secretários, falta a ele autonomia, coragem e vergonha na cara.
    Adeus Alan!

  4. Eleição 2020 – Movimento IV

    Sem falar no fortíssimo candidato a eleição do próximo ano, o ex-prefeito AARÃO, que vencerá com tranquilidade o fraquíssimo e mais queimado do que nunca o atual prefeito Alan Bombeiro.
    Somente venceu as eleição com tranquilidade, por que candidatos forte como Aarão, Dr. Ruy e o Vitinho, não puderam vir.
    O melhor cabo eleitoral dos adversários do atual prefeito, são alguns secretários e seus próprios apoiadores que estão na prefeitura, arrogantes, prepotentes e despreparados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: