24 de julho de 2019

Frase do dia

A vida é como um livro que deve ser folheado página por página, sem se consultar o índice. (Anônimo)

Secretário de saúde

No final da tarde de ontem correu a informação da saída do secretário de saúde do Município. Até o momento não se tem maiores notícias sobre a motivação dessa exoneração, até porque, há poucos dias, seu trabalho à frente da pasta estava sendo bastante elogiado. Segundo corre nos bastidores, o principal motivo teria sido sua discordância com a possibilidade de Mangaratiba vir a adotar o mesmo modelo de gestão da saúde existente no Rio de Janeiro, terceirizado através de Organizações Sociais.

Saída do secretário – comentário

Uma das perguntas que mais tenho escutado ultimamente na cidade é se, com a exoneração do secretário de saúde, o prefeito pode contratar uma OS para prestar serviços no Município. Embora eu não tenha bola de cristal, apenas adianto em dizer que algo assim não será nada bom para Mangaratiba. E nem tem como gerar mais empregos na cidade porque os gastos com a contratação de pessoal poderão ser computados no limite de 54% da LRF. Vamos ficar de olho! (Rodrigo Âncora da Luz, via facebook)

Entre os piores

Pesquisa realizada em nível nacional apontou o município de Niterói, onde a distribuição de água e coleta de esgoto está classificada entre as dez melhores do país. Na outra ponta, os cinco piores municípios com mais de cem mil habitantes, também estão no Rio de Janeiro. A saber: Nova Iguaçu, São João de Meriti, Duque de Caxias, São Gonçalo e Belford Roxo. Todos esses municípios estão sob os cuidados da Cedae, que consegue levar água tratada para a maioria absoluta da população. Contudo, quando o assunto é o tratamento de esgoto, o resultado não agrada. Segundo o levantamento, todo o esgoto que não é tratado nessas cidades acaba na Baía de Guanabara. As cidades de Nova Iguaçu e São João de Meriti, na Baixada Fluminense, praticamente não tratam seus esgotos. Belford Roxo e Duque de Caxias, também na Baixada, tratam 5% e 6%, respectivamente, dos seus rejeitos. Já São Gonçalo, na Região Metropolitana, trata 15% de seu esgoto. De acordo com os especialistas, são milhões de litros de esgoto in natura poluindo todos os dias os rios das próprias cidades e depois, um dos mais conhecidos cartões postais do país, a Baía de Guanabara. (Fonte; G1)

Sem serviço

Já por aqui, em Mangaratiba, o serviço da Cedae não alcança a coleta de esgotos que, ou são jogados diretamente no mar, como mostram as línguas negras em várias praias, ou são recolhidos em fossas sépticas. Já a distribuição de água, além do precaríssimo tratamento nos pontos de captação, é tão bom, mas tão bom, que relatos desse tipo são comuns nas redes sociais “De novo aqui pedindo SOCORRO! A CEDAE, PREFEITO E VEREADORES. Rua Vereador João Luiz Gomes Júnior. Bairro Santa Tereza (Morais) Estamos sem ÁGUA à 30 dias.” (Mary Keller, Praia do Saco) 

Irracionais?

Quando a intenção é boa, até os animais entendem com quem podem contar

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

Uma consideração sobre “24 de julho de 2019”

  1. Secretário de saúde:
    Na gestão Charlinho(de saudosa memória) tivemos uma OS trazida pelo falecido vereador Cabeça:
    Os famigerados irmãos Pellegrini !!!
    Os óbitos no HMVSB aumentaram na mesma proporção da conta bancária deles.
    Depois foram predar em outros municípios e acabaram presos em um grande escândalo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: