15 de agosto de 2018

Frase do dia

A distância e o tempo fazem das mais grossas tragédias ligeiras notícias. (Eça de Queirós)

Serra do Piloto

Pesquisadores da Rede Sismográfica Brasileira registraram cinco abalos sísmicos no mesmo dia na região de Mangaratiba. Os tremores, considerados de baixa intensidade, foram confirmados pelos cientistas após relatos de moradores da região. De acordo com os pesquisadores da RSBR, o tremor de maior magnitude aconteceu às 22h04 dessa segunda-feira e alcançou 2.3 pontos, sendo detectado por sete estações. Além disso, outros abalos foram registrados na região na madrugada de quarta-feira da semana passada . Os tremores aconteceram na região conhecida como Serra do Piloto. A rede informou ainda que uma análise minuciosa está sendo realizada e estes eventos estão sendo monitorados. Segundo o centro de estudos, ainda não é possível afirmar uma causa, já que vários fatores podem desencadear os abalos. Só após o monitoramento, os pesquisadores avaliarão se há a necessidade de estudos mais aprofundados.

Serra do Piloto II

Segundo o coordenador do Laboratório de Sismologia do Serviço Geológico do Brasil, sismos de baixa magnitude são frequentes no país, eles são detectados semanalmente e não possuem potencial para causar danos às edificações e à população, inclusive na maioria das vezes passam despercebidos. Portanto, não há motivos para pânico ou com o que se preocupar. A distância da estação MAN 01, que registrou o tremor em Mangaratiba, para o epicentro dos abalos registrados na segunda-feira é de aproximadamente cinco quilômetros. Apenas em 2018, 12 sismos aconteceram no estado do Rio de Janeiro, sendo seis deles em Mangaratiba.

 Expresso Recreio

Mangaratiba sem ônibus? Se depender do cidadão Alan Bombeiro não! Ele deu entrada em um requerimento de informação no DETRO-RJ para que o órgão que é responsável pela fiscalização da Expresso Recreio, explique por que autorizou modificações e reformulações na frota das linhas operadas pela empresa. A população de Mangaratiba não pode sofrer sem transportes pelo do DETRO-RJ. Agora a denúncia será na Justiça!

Detro

Câmara online

A transmissão da sessão de ontem da câmara municipal de Mangaratiba voltou a apresentar problemas de som. Quanto aos conteúdos discutidos, continuaram os mesmos rapapés e salamaleques dos vereadores exaltando a “magnífica” gestão do prefeito interino, que conseguiu, até mesmo, colocar lâmpadas numa quadra de esportes.

Facebook

A política de tratamento à desinformação da rede social Facebook, que já tirou do ar centenas de páginas de divulgação de assuntos políticos, chegou a Mangaratiba. Ontem a página do prefeito interino foi tirada do ar pela rede social. Antes que se diga ter sido alguma falsa denúncia de algum oposicionista, é importante lembrar que a rede social em questão é uma empresa mundial, com centenas de milhões de participantes e segue a regra de retirar do ar páginas que violem as normas ou tentem manipular o debate político.

Violações

O que pode e o que não pode nesta reta final das eleições? A partir da escolha em convenção, os agentes públicos, servidores ou não, estão proibidos de praticar uma série de condutas passíveis de afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos na eleição deste ano. Essas vedações estão previstas na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e passam a vigorar a três meses do pleito. O objetivo é evitar o uso de cargos e funções públicas em benefício de determinadas candidaturas e partidos.

Violações II

Pelo artigo 73 da Lei das Eleições, os agentes públicos estão impedidos, nos três meses que antecedem o pleito, de nomear, contratar ou admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional de servidor público. E, ainda, de ofício, remover, transferir ou exonerar servidor público na circunscrição do pleito, até a posse dos eleitos. A lei estabelece 5 exceções, como, por exemplo, a nomeação para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos Tribunais ou Conselhos de Contas e dos órgãos da Presidência da República.

Violações III

É vedada ainda a publicidade institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos federais, estaduais ou municipais, ou de entidades da administração indireta, salvo em situação de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral. Essa regra não vale para propaganda de produtos e serviços que tenham concorrência no mercado. No caso de desrespeito à norma, além da suspensão imediata da conduta ilícita, o candidato beneficiado, agente público ou não, ficará sujeito à cassação do registro ou do diploma. Para os efeitos do cumprimento dessas vedações, considera-se agente público aquele que exerce, ainda que transitoriamente ou sem remuneração, por eleição, nomeação, designação, contratação ou qualquer outra forma de investidura ou vínculo, mandato, cargo, emprego ou função nos órgãos ou entidades da administração pública direta, indireta ou fundacional.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: