19 de julho de 2018

Frase do dia

A capacidade de tolerância dos oprimidos provém de sua ignorância das alternativas. (Desconhecido)

Ai de ti, Mangaratiba

Nos últimos dez anos, Mangaratiba já teve à frente da gestão do executivo municipal seis prefeitos diferentes, quais sejam: Aarão (2008/10); Edison Ramos (2010/11), Capixaba (2011/15) Dr. Rui (2015/16), Aarão (2017/18) e Vitinho (2018). Com tamanha velocidade na alternância do poder, é praticamente impossível a construção de um futuro. Avaliando o fato, um morador atribui essa situação a uma frase comumente ouvida em períodos eleitorais: “Eu só voto em quem me ajudar!”. Em outras palavras, o primeiro responsável é a própria população.

Rebelados

Relatam integrantes da terceira idade de Itacuruçá que o prefeito interino tentou remover o coordenador do trabalho com o grupo. Enfrentou reação tão forte e determinada que acabou voltando atrás mantendo o funcionário.

Política não é isso!

Corre nos bastidores da política que durante os dezoito meses em que esteve à frente do executivo, o ex-prefeito Aarão fez questão de negar acesso de seu antecessor a documentos e processos que são imprescindíveis para seus advogados estruturarem sua defesa.

Política não é isso. II

Relato de um dos integrantes da enfermagem de Mangaratiba: “No início do mês passado fui escolhido pelos meus colegas da SAMU para representá-los no Movimento que reivindica melhorias salariais para os Técnicos de Enfermagem “Nada Além do Justo”.Sou funcionário contratado da Prefeitura de Mangaratiba desde 2010 fui contratado como técnico de Enfermagem fiz a graduação e desde 2015 sou Enfermeiro. No dia 16 eu e os demais integrantes da comissão do Movimento fomos recebidos pelo Sr prefeito de Mangaratiba para reivindicar melhorias salariais para a Enfermagem do município . O prefeito expôs as condições financeiras do município e pediu mais tempo para resolver a questão e se comprometeu não perseguir nenhum integrante do movimento. Vale ressaltar que o movimento não é um movimento político é a união de profissionais da Enfermagem que recebem um salário R$850,00 e tem uma carga horária que beira a escravidão além das condições precárias. Diante de tudo isso logo após a reunião que foi realizada às 10:00 horas na segunda-feira o prefeito determinou a minha exoneração e fui informado hoje, horas antes de assumir o plantão pelo RH. Se o motivo da minha exoneração é enfraquecer o Movimento isso não vai acontecer pois sou um militante pela causa da Enfermagem.  Deixo bem claro que não sou candidato a nada e a minha luta é e sempre será pelo bem comum não benefício próprio. As pessoas que me conhecem sabem do meu caráter o quanto defendo o bem comum. Durante esses anos que fui funcionário nunca sofri nenhuma perseguição política até agora. Sou o único Enfermeiro no movimento e vou continuar a luta por melhorias para a Enfermagem, agora mais nunca. Ao prefeito agradeço a oportunidade de conhecer seu caráter.” (Marcos Vitoriano, via facebook)

Autonomia cultural

Paraty, a cidade colonial do litoral sul, um cantinho hospitaleiro e adorado do Brasil, que sabe celebrar suas tradições, exaltar suas belezas e ao mesmo tempo criar programação de vanguarda, é a parente inteligente de Mangaratiba na Família Costa Verde, pois sabe valorizar a sua identidade e atrair o turismo saudável. Vibro com a notícia de que o antigo Cinema da Praça Matriz, fechado desde meados de 1970, será reinaugurado daqui a cinco dias, devolvendo à população o acesso à sétima arte. Entre outras coisas, o cinema traz o mundo e sua cultura até nós, fazendo-nos reconhecer, redesenhar, reorganizar e remontar a nós mesmos. E Mangaratiba, cenário de Limite, de Mário Peixoto, filme reconhecido internacionalmente como marco da história do cinema, quando sairá da passividade cultural e fará ressurgir para a população o Cinema Jannuzzi e o Cine Itacuruçá? (Fábio Rodrigues)

Precisa se explicar

Um morador retirou do Portal da transparência o “print” abaixo apontando que o senhor  Sérgio Henrique Nogueira de Vasconcelos recebeu, em fevereiro último, a quantia de R$ 4.400,00 reais como diárias para participar de evento em Curitiba. Segundo o morador, o responsável pela concessão seria o vereador Rômulo Carcará, autorizada pelo então presidente da câmara, vereador Vitor Tenório.

Vereador

Anúncios

2 respostas em “19 de julho de 2018

  1. Bom dia, Prof. Lauro e leitores.

    A postagem acima reproduzida do fotógrafo Fábio Rodrigues leva-nos a refletir como deveria ser o Centro de Mangaratiba que, infelizmente é mal trabalhado.

    É certo que não temos aqui um grande conjunto de casas históricas como Paraty, embora tenham restado alguns casarões antigos. Porém, o que se observa é um processo de degradação do ambiente urbano que até hoje nenhum dos gestores citados em outro tópico da edição de hoje foi capaz de reverter nos últimos dez anos.

    Quando se pensa no Centro de Mangaratiba, estamos nos referindo a um bairro que indevidamente ainda está servindo como sede do Poder Público Municipal, sendo os imóveis alugados pela Prefeitura o motivo de uma especulativa inflação imobiliária a ponto de um empresário pagar absurdos caso precise de um espaço para abrir um negócio. E outra consequência ruim é que há um número grande veículos que focam estacionados nas vias públicas impedindo que haja uma outra destinação das mesmas.

    Por outro lado, os nossos comerciantes são receosos (talvez por temerem o novo) quando se fala, por exemplo, em transferir a Administração Municipal para a região da Praia do Saco que, diga-se de passagem, seria mais adequada. Pois, em tal hipótese, o atual Centro se tornaria um bairro histórico e turístico da nossa cidade onde teríamos eventos culturais dos mais variados tipos como festivais gastronômicos, apresentações musicais, feiras livres de artesanato, exposições, encontros de artistas e de esportistas e encenações teatrais. Daí se tornaria possível até mesmo o antigo cinema que, salvo engano, virou Igreja Universal, ser retomado pela Fundação Mário Peixoto e devolvido para a sociedade.

    Penso que, se tivermos diversas atrações no Centro em que turista possa se ocupar durante todo o dia (ou pelo menos um turno) percorrendo os lugares para visitação, não faltarão consumidores para o comércio da localidade e ainda teremos uma multiplicação de serviços prestados ali. Aliás, o bairro se tornaria uma indústria de entretenimento e lazer cultural, justificando que pessoas possam ir para lá nos finais de semana.

    Além do antigo cinema, poderia ser aberto ao público para fins culturais e turísticos o atual prédio onde fica a Prefeitura e várias outras casas próximas da li. E, dentro deste contexto, algumas ruas se tornariam calçadões e a própria praça Robert Simões poderia ser ampliada, usando-se também o atual estacionamento de veículos para ser uma praça de evento. Até porque a retirada do trânsito de veículos de uma área favorece a sociabilidade refletindo nas vendas do comércio.

    Embora esse debate possa não caber para as eleições suplementares que esperamos ser em 28/10, pois o tempo de um mandato tampão será bem curto para grandes mudanças (e dificilmente o governante depois eleito terá disposição de entrar em debates polêmicos tendo outro pleito pela frente em 2020), entendo que a discussão é indispensável a fim de que possamos planejar a organização da cidade no decorrer da próxima década tendo por alvo a construção de uma nova Mangaratiba até o emblemático ano de seu bicentenário em 2031.

    Ótima quinta-feira a todos!

  2. Em tempo! Minha sogra, nascida no antigo município de São João Marcos e hoje com mais de seus 80 anos, foi criada pela família Jannuzzi justamente na época do cinema e chegou a assistir filmes ali passando por debaixo da roleta. Pessoas de sua geração ainda são testemunhas de um tempo que, apesar das injustiças e imperfeições, foi, sob certo aspecto, qualitativamente melhor do que na atualidade para a cultura em Mangaratiba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s