22 de maio de 2018

Frase  do dia

A felicidade é uma estação intermédia entre a carência e o excesso. (Henrik Ibsen)

Sob lupa

Na sessão do dia 17 de maio de 2018, o vereador Edu Jordão, usando de sua prerrogativa, coisa raríssima na Casa, apresentou dois requerimentos: um, com questionamentos ao Executivo sobre a iluminação e a Empresa Barra Rio; outro sobre o Projeto “Segundo Tempo” do Governo Federal, que foi cancelado. Os requerimentos foram rejeitados. Sete vereadores entenderam que o município está iluminado com qualidade e que o Projeto “Segundo Tempo”, não é tão relevante assim. (GAP)

Sob lupa II

O GAP no seu trabalho de acompanhar e avaliar o Legislativo, poderia já estar acostumado com a mudança de atitude dos nossos representantes, porém, sempre fica indignado com o comportamento da maioria dos vereadores. Na sessão do dia 17 de maio de 2018, no Tema Livre do vereador Fernando Freijanes, o funcionário responsável pelo transporte universitário na SME foi convidado a prestar esclarecimentos. Nova licitação para o transporte universitário, dia 23 de maio, às 10 horas, no Centro Cultural Cary Cavalcante. (GAP)

Sob lupa III

Hoje, a partir das dez horas da manhã, tem transmissão ao vivo da sessão da câmara de vereadores de Mangaratiba. Para assistir, entre no site da CMM em http://www.mangaratiba.rj.leg.br/

Bloqueio de bens

Acórdão publicado no último dia 18 de maio em ação civil pública movida pelo ministério público manteve, por unanimidade, o bloquei de bens do prefeito de Mangaratiba por conta de processo de contratação sem licitação.

Ação civil

O Ministério Público Federal em Angra dos Reis moveu ação civil pública, com pedido de liminar, para que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes recupere a pavimentação do trecho da BR-101, entre Paraty e Mangaratiba, com reparação do pavimento, melhorias na drenagem e contenção de encostas. Em apuração, o MPF constatou que o trecho se encontra tomado por buracos, verdadeira crateras, em um avançado estágio de degradação, por falta de manutenção preventiva e corretiva, causando vários transtornos à população da costa verde que utiliza diariamente rodovia e os demais usuários da Br 101, que é a grande avenida da costa verde já que é a única a interligar a região. No pedido de liminar, o MPF requereu ainda que seja determinado à União e ao Dinit que se abstenham de autuar por equipamentos eletrônicos (os famosos pardais), na BR-101, mais especificamente no trecho compreendido entre os municípios de Paraty, Angra dos Reis e Mangaratiba, pelo menos até que sejam satisfeitas as condições de trafegabilidade e segurança.

Ação civil II

Ultimamente ainda vem sendo registrados um grande numero de assaltos e furtos na rodovia. Ainda segundo o MPF, Denatran deverá realizar estudos da rodovia, já que os últimos relatórios técnicos datam de 2011. Além disso, deverá ser apresentado estudo técnico individualizado que justifique a implantação de cada radar. Existem radares em locais que os motoristas questionam imensamente, a não ser que é para gerar receitas. Os números de acidentes e mortes na BR-101 revelam a falta de segurança da via. Desde 2016, foram mais de 500 acidentes, com 25 mortes, 164 pessoas com ferimentos graves e outras 509 com ferimentos leves. O que gera 1, 3 acidentes por dia. Outro ponto cobrado na ação do MPF é a construção de passarelas para pedestre. De acordo com o próprio Dnit, há necessidades da travessia nos KM 421; 422,8 (Bairro Cachoeira em Muriqui) e 484,90(Campo Belo), na grande Japuiba. (Robertinho Castilho)

Sérgio Moro

O jornal britânico de maior prestígio no mundo, o “Financial Times” publicou ontem, em seu site, uma entrevista em vídeo com o juiz Sérgio Moro. O jornal, através de um de seus chefes de jornalismo, Joe Leahy, assim introduziu o entrevistado: “É o homem que encerrou cinco séculos de corrupção no Brasil”.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

5 comentários em “22 de maio de 2018”

  1. Bom dia, Prof. Lauro e leitores.

    Acabei de assistir à sessão da Câmara desta terça-feira e me chamaram a atenção dois assuntos.

    Um que foi abordado pela ver. Cecília Cabral (PT) sobre o plantão 24 horas das farmácias (tema que comentei aqui na postagem de ontem). E realmente é preciso dialogar com o empresário para sabermos como poderá ser prestado esse atendimento à população da melhor maneira, sendo que o aparte do ver. Helder Rangel (PSDB) foi bem colocado também.

    Já o ouro assunto diz respeito ao Projeto de Lei Municipal n.º 06/2018, de autoria do ver. Rodrigo Bondim (PV), aprovado em primeira votação, cuja proposta é autorizar o Executivo a instituir incentivo fiscal para a construção de edificação vertical destinada à construção de estacionamento de veículos na cidade, dando outras providências, conforme pode ser acessado pelo portal da própria Câmara:

    http://sapl.mangaratiba.rj.leg.br/sapl_documentos/materia/3761_texto_integral

    Atualmente, como se sabe, um dos maiores problemas enfrentados pelo condutores de veículos é encontrar vagas para estacionar no 1º Distrito e, devido ao inevitável crescimento da cidade e a excessiva valorização dos imóveis, há que se incentivar a construção dos chamados edifícios garages. Até mesmo para que as ruas possam ser reorganizadas conforme a nossa vocação turística e tenhamos quem sabe calçadões aprazíveis no Centro e praças ampliadas nas quais as pessoas possam circular.

    Todavia, mesmo com a aprovação do projeto e eventual sanção pelo Chefe do Executivo, caberá a este a iniciativa de por a ideia em prática e daí a Câmara precisará cumprir o seu papel de pressionar o prefeito.

    Ótima terça-feira a todos!

  2. Sérgio Moro

    Infelizmente tenho que discordar do jornalista com relação há 5 séculos… Os corruptos não tomam jeito, em plena Lava Jato, os esquemas e entrega de dinheiro roubado continua. Lamentavelmente.

  3. O MPF poderia entrar com una ação para o SUS passar a fornecer tratamento adequado para a Chikungunya. Ontem uma senhora que recebe um salário mínimo do INSS foi conduzida ao atendimento da emergência na UBS em Muriqui e foi constatado que ela estava com a doença e também com pneumonia. Dali a sua filha foi até à farmácia e gastou quase 250 reais de medicação. Tem sido falado num silencioso surto de Chikungunya no Município, o que é muito sério e preocupante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: