17/18 de dezembro de 2017

Frase do dia

A vida é uma cartola de mágico. Com um pouco de imaginação e muita habilidade a gente tira dela tudo. (Érico Veríssimo)

Falta planejamento?

Nessa temporada de verão, em domingo de sol forte, já é de se esperar que o município fique “de casa cheia”. No entanto, o engarrafamento que se formou na avenida Santana, às dez horas da manhã, nem tinha relação direta com o aumento do fluxo de veículos, mas sim com um caminhão lentamente recolhendo lixo, ocupando todo o espaço da rua e parando de dez em dez metros. Não seria mais prudente que esse trabalho fosse feito mais cedo, quando a cidade estivesse mais vazia?

Caminhao lixo

Nova temporada, velhos problemas

É do conhecimento público que a Guarda Municipal está bastante desfalcada de servidores destinados a cuidar de suas diversas atribuições. Por isso mesmo, fica mais preocupante ainda como ficaremos com a repressão, por exemplo, aos veículos estacionados de forma irregular, como aconteceu nesse domingo em diversos pontos do distrito.

Estacionamento

Vale o esforço, mas…

Desde há alguns meses, diversos moradores do distrito reclamavam da proliferação de buracos nas ruas. Na semana passada, praticamente todos eles foram tapados. Entretanto, a solução é daquelas absolutamente provisória, pois, ao invés de asfalto, foi utilizada uma mistura rala de areia e cimento que certamente não durará quinze dias.

Plano diretor

Após a efetiva e competente cobrança cidadã da população de Mangaratiba, através das atuantes organizações governamentais dedicadas a fiscalizar o poder público, e que resultou no adiamento da votação, em segundo turno, do plano diretor em discussão na câmara municipal, conseguiu-se a realização de mais uma audiência pública para a discussão do tema. Conheça o plano em

https://drive.google.com/file/d/1pX5I1094Gp4hKYO-C9lBon9B-bUDKXGp/view?usp=sharing

O que está em discussão?

Conforme anunciado ontem nas redes sociais pelo senhor presidente da Câmara Municipal, vereador Vitinho, teremos uma audiência pública, no dia 19/12, terça-feira, às 17 horas, Centro Cultural Cary Cavalcante, para tratar do Plano Diretor de Mangaratiba. Certamente a população de Mangaratiba tem a obrigação moral de lotar essa reunião. Não somente pelas questões históricas envolvendo os quilombolas das fazendas Santa Justina e Santa Isabel, mas também por causa de todas as expansões urbanas que querem autorizar e a necessidade imperiosa de protegermos com bravura o nosso meio ambiente. Lanço aqui uma pergunta para refletirmos. Será que Mangaratiba tem condições geográficas de continuar ampliando o seu crescimento populacional e permitindo novas construções desordenadamente? E mais! Teremos água suficiente na bacia do rio do Saco para o abastecimento de futuros bairros que surgirão por ali? Ou vamos cometer amanhã a desastrosa loucura de transpor as águas de Ingaíba para lá, causando um enorme dano ambiental e financeiro? Como ficaria a situação das enchentes e do esgotamento sanitário com mais residências acima que, quando muito, terão lá uma fossa? Pois, se houver mais áreas impermeabilizadas, qualquer leigo no assunto pode muito bem concluir que a vazão das águas pluviais nos dias de maior precipitação será intensa afetando quem se encontre à jusante. A própria região de Ingaíba é outra que merece atenção. Pois, embora lá haja mais espaços para uma expansão urbana, quando comparada com as fazendas Santa Justina e Santa Isabel, não podemos nos esquecer de que Batatal encontra-se bem no entorno de um parque ambiental que é o Cunhambebe, tratando-se de um lugar com grande vocação para o ecoturismo. Logo, se houver uma expansão ali, que seja em áreas mais próximas da rodovia Rio-Santos, em terrenos planos e com restrições. Diante de tudo o que já vem acontecendo em Mangaratiba, com a degradação do meio ambiente, favelização, crescimento da violência e depredação do patrimônio histórico, resta ao cidadão sair em defesa do seu Município e se manifestar nessa reunião com coragem. Afinal, vivemos dentro de uma APA e no entorno de um importante parque natural com uma biodiversidade riquíssima, além de possuirmos significativas áreas costeiras, mares, ilhas, florestas, nascentes hídricas e morros, os quais merecem a nossa proteção. (Rodrigo Âncora da Luz)

Macaquinho x Trem de la Costa

A revitalização do “macaquinho”, por si só, não deve trazer grandes vantagens para Mangaratiba, além de melhorar a mobilidade urbana no que diz respeito à articulação com a Supervia. Entretanto, não custa lembrar que esse bem que poderia ser o início de uma sonhada revitalização do turismo. Em Buenos Aires, por exemplo, existe um passeio turístico, em muitos aspectos muito similar ao potencial da nossa região denominado “Trem de la Costa”, um passeio de trem que começa nos transportes públicos regulares da capital portenha até uma pequena cidade chamada Tigre, que é uma reserva ambiental, uma região cheia de ilhas e canais. De vagões verdes como recém pintados, com ar condicionado no seu interior e recepcionistas bilingues, além de poltronas que convidam a sentar-se e grandes janelas que convidam a olhar para fora, o Trem de la Costa é um dos pequenos luxos com que conta Buenos Aires. Cada uma das suas estações tem sua própria identidade. O passeio do Tren de la Costa é ideal para realizar durante um dia inteiro. Saindo cedo desde a estação Maipú pode-se ir subindo e descendo em algumas estações. Aí, ao meio dia, pode-se degustar algum prato típico nas churrascarias ou restaurantes da cidade antes de embarcar em algum barco coletivo ou catamarã para conhecer as ilhas desde a água. É um passeio que leva tudo o dia e que completa-se com a volta ao ponto de partida pegando novamente o Trem de la Costa.

Bom saber

As pessoas que são assaltadas dentro de veículos de transporte coletivo têm direito a indenização, segundo a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor do Procon da Bahia. Entre janeiro e junho deste ano, 711 ônibus foram assaltados em Salvador, 22% a mais do que no mesmo período de 2013, quando 582 casos foram registrados. Conforme o advogado Felipe Vieira, que atua no Procon-BA, as pessoas que são vítimas de assalto podem procurar a Justiça. “Aquele que for assaltado em um ônibus ou transporte coletivo pode sim requerer a sua indenização no Poder Judiciário. Para isso, ele vai poder se valer das imagens de câmeras de segurança, provas testemunhais, outros fatos que tenham ocorrido na mídia para aquele mesmo trecho, local e horário”, detalhou. Ainda segundo Felipe Vieira, a obrigação do estado é oferecer segurança aos passageiros e das empresas é investir em mecanismos e equipamentos que garantam tranquilidade aos usuários. “É muito importante conscientizar a população de que preste a sua denúncia também no Procon para que as ações de fiscalização possam fazer que o órgão de defesa do consumidor exija que as empresas adotem medidas de segurança, o monitoramento, a instalação de câmeras e dispositivos para atender o seu direito na esfera coletiva”, orienta o advogado do Procon, Felipe Vieira.

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

2 comentários em “17/18 de dezembro de 2017”

  1. Bom dia, Prof. Lauro e leitores,

    Inicialmente agradeço a este blogue por estar dando uma ampla divulgação ao assunto do Plano Diretor, o qual, mesmo não sendo cumprido na íntegra, pode se tornar um consentimento legitimado para se praticar diversas agressões à natureza.

    Ainda dentro deste tema, gostaria de compartilhar um pensamento meu de que é preferível as cidades se expandirem para cima do que para os lados. E, neste sentido, considero um mal menor a Lei permitir uma quantidade maior de pavimentos nas edificações do que as áreas de preservação permanente serem ocupadas com a supressão da vegetação nativa, construções em encostas, novos arruamentos, etc.

    Quanto mais uma cidade cresce horizontalmente, além do impacto ambiental ser maior, mais difícil fica para gerir o espaço urbano através da prestação de serviços à população. Inclusive em relação à segurança pública já que novas vias de acesso para a BR-101 acabam sendo criadas nos distritos e prejudicando seriamente o policiamento ostensivo.

    Semana passada, por exemplo, quando as vans piratas estavam transportando passageiros de Itaguaí para Muriqui, soube que um motorista entrou numa rua à direita de quem vem, logo depois do posto Capixaba, para não passar em frente ao DPO e nem precisar dirigir até à Fazenda. E, no caso dos motociclistas, fica até mais difícil monitora-los devido às inúmeras saídas para a rodovia.

    Sendo assim, quero deixar aqui mais essa reflexão e frisar que Mangaratiba, pelas suas condições geográficas, não tem como continuar crescendo em termos de quantitativos populacionais e nem pelo aumento considerável no número de imóveis, sem haver prejuízos ecológicos e da nossa qualidade de vida. Inclusive, não é demais dizer que termos mais habitantes numa cidade jamais significou uma garantia de desenvolvimento econômico-social.

    Com essa preocupação, espero que o cidadão que comparecer amanhã na audiência pública se manifeste contrário às novas expansões urbanas que estão sendo propostas.

    Ótima semana para todos!

  2. Bom dia a todos,
    Infelizmente estamos vivenciando os mesmos problemas de sempre, em outra oportunidade fiz um comentário aqui no blog sobre planejamento estratégico e que nada estava sendo feito ou elaborado para amenizar o sofrimento da população nos dias de alta temporada.
    O efetivo da Guarda Municipal além de estar bem reduzido, está sendo mal empregado. Ainda não há meios eficiente de fazer a fiscalização de acampamentos, utilização de churrasqueiras, coibir a venda e utilização de linhas com cerol. Na questão do trânsito, não há outra solução a não ser multar condutores que estacionam seus veículos de maneira irregular, não há reboque para prestar um serviço mais eficaz.
    Conclusão, vai ser o bom e velho “enchugar gelo”. Lamentável!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: