27 de outubro de 2017

Frase do dia

Nunca pare, nunca se conforme, até que o bom seja melhor e o melhor seja excelente. (Anônimo)

Resultado

Cobranças de ações do poder público, muitas vezes conseguem sucesso. Foi o que conseguiram alguns internautas denunciando o acúmulo de lixo nas trilhas em direção à Cachoeira em Muriqui. Após alguns dias de postagem reclamando, no dia de ontem uma equipe terceirizada foi ao local para efetuar a limpeza. Espera-se, agora, que a população também colabore não jogando lixo em locais indevidos.

Rumores

Corre, nas redes sociais, rumores de que, por falta de pagamento, a empresa Custon suspendeu o fornecimento do sistema de informática para a folha de pagamentos dos servidores do município. Há o risco de o servidor ficar sem pagamento ou o mesmo ser creditado valor errado, pois a folha estaria sendo fechada à mão.

Tentando consertar

Passos em falso, em política, nunca são perdoados. Há algum tempo, o vereador Dr. Davi, na ânsia de criticar a aplicação de recursos por parte da secretaria de assistência social, condenou a realização de uma festa de um grupo da terceira idade. Recebeu duros revides do grupo que, tanto nas redes sociais quanto no plenário da câmara, demonstraram que os recursos utilizados naquela comemoração foram arrecadados por eles mesmos, sem nenhuma participação do poder público.

Tentando consertar II

Passado um tempo do primeiro impacto, o vereador veio a público expor seu pensamento a respeito da terceira idade, do qual extraímos e publicamos alguns trechos: “A terceira idade é de fato o melhor período da vida do homem em geral. Ou deveria ser. Mais para alguns ainda não é. A palavra que deixarei para reflexão, hoje, é igualdade. Se não com êxito total, buscaremos meios para atender a grande maioria de forma justa. Sem abster a minoria. Veja bem, o êxito está em ter êxito, e não em condições de ter êxito. Precisamos unir as duas faces. Pois as duas merecem dignidade, respeito e admiração. Em uma definição,” A Terceira Idade é uma fase da vida pela qual a maioria dos indivíduos de uma sociedade bem equilibrada e igualitária tende a passar”. Cabe a nós continuarmos trabalhando para oferecer o melhor de forma que todos possam usufruir. Isso de acordo com as propostas para o município. E, eu as apoio. Porém, a batalha continua.”

Segue

A terceira idade vem sendo para muitos bem vivida com alegria, benfeitorias, dignidade, melhor saúde, prevenção inúmeras. Isso é direito garantido e é o nosso dever para com a população. Indiscutivelmente, nosso dever! Na minha opinião pessoal, definitivamente não vejo a existência de nada negativo, que qualquer pessoa faça bom uso dos frutos de seus anos de trabalho e dedicação, em benefício próprio. Contudo, como representante do povo e em um ambiente público, não posso levar em consideração apenas essa ótica. E, quando fiscalizo e questiono, o que está sendo feito para atender a outra parcela da população que ainda não está sendo beneficiada? Que não foi inclusa por qualquer razão que se apresente. E, que veio a mim, cobrar explicações e respostas. Me tornei ofensivo, indigno e desrespeitoso. Será?

Segue II

Eles existem senhores, e eu os representei. E, irei representar a todos que considerar como justas as suas reivindicações. Tendo como exemplo, as orientações que vem sendo dadas pelo nosso prefeito Aarão. Que desde o início, vem lutando arduamente contra todos os tipos de dificuldades. Durante as reuniões com os vereadores, ele vem dividindo conosco suas preocupações e tentando achar soluções para as demandas do município. Ele nos pede cooperação, cautela, sabedoria para lidar com as demandas e tempo para reorganizarmos a casa. Pois, nossa prioridade é servir a população, sem sermos medíocres. É fazer o nosso melhor, nas condições que temos. Até que se tenha condições de se fazer algo melhor ainda. Sendo assim, deveria eu ter seguido outra orientação além desta? Deveria eu ter ignorado um pedido da população? Fosse ele feito por 10 ou 100 cidadãos? Senhores, todos podem ser beneficiados dentro de um planejamento que vá de encontro com sua realidade e a necessidade de cada um. Desde que, não sejam esquecidos a margem da sociedade, mesmo em tempos difíceis. Que iram findar, eu acredito. Mangaratiba vai ressurgir e se reerguer e não deixará nenhum de seus filhos esquecidos. É desta forma simples e clara, que mais uma vez procuro me fazer compreender. Sou duramente contra ações que evidenciam ainda mais a desigualdade social em qualquer ambiente. Quando as vendas forem retiradas dos olhos e for dado a esses fatores a devida atenção iremos parar e aprender a ouvir, para que juntos possamos evoluir como município. (Dr. Davi – vereador)

Na lata

Os ministros Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, protagonizaram um bate-boca no plenário da Corte nessa quinta-feira, com trocas de acusações. Incomodado com uma ironia de Gilmar sobre o Rio, Barroso reagiu e afirmou que o colega “não trabalha com a verdade”, “muda de jurisprudência de acordo com o réu” e tem parceria com “a leniência em relação à criminalidade do colarinho branco”.  (Fonte: O Globo)

Autor: Prof. Lauro

Psicólogo, Professor Universitário, aposentado, e escritor, 72 anos, divorciado, três filhas e seis netos. Com residência de temporada em Itacuruçá desde 1950 e definitiva a partir da aposentadoria em 2001.

7 comentários em “27 de outubro de 2017”

  1. Quando sou atendido no PS do Ranchito recuso a chamar meu médico de doutor. Faço a mesma coisa na Defensoria com a bacharel que trata do meu processo lá. Não consigo entender porque alguns profissionais que nem pós-graduação de um ano e meio fez já querem ser reconhecidos pelo que não são. A OAB e o CRM tinham que dar um basta nisso.

  2. Esse vereador antes de falar qualquer coisa das festas terceira idade, financiadas com recursos próprios dos participantes, deveria deixar de ir nos caríssimos congressos pagos com o nosso dinheiro.

    1. Bato palmas de pé para o ministro Luís Roberto Barroso. Essa cara é mesmo um DOUTOR de verdade porque foi diplomado pela UERJ, instituição que o PMDB do Cabral tenta sucatear. Ele não precisa cometer estelionato intelectual acrescentando um “Dr.” num blog que leva o seu nome. Minha presidenta escolheu um ministro que soube colocar o Gilmar no seu devido lugar enquanto esta vergonha do Mato Grosso foi posta lá por um vagaba que se aposentou aos 37 anos, após haver trabalhado durante 12 anos como professor na USP.

  3. Bom dia, Prof. Lauro e leitores

    Acompanho há algum tempo a luta heróica da moradora Tânia Maria da Cachoeira 1 aqui em Muriqui quanto à limpeza de sua localidade. Recordo que, no verão passado, ela chegou a catar voluntariamente sacas e mais sacas de lixo descartado pelos turistas e também por alguns moradores sem consciência que não respeitam o lugar onde vivem.

    Considero que a Cachoeira 1 precisa ser melhor organizada pelo Poder Público Municipal em que, numa parceria com o INEA, a Prefeitura administraria a área e monitoraria o acesso aos balneários pelos banhistas passando a cobrar ingressos. Seria colocada uma guarita, desapropriado um terreno entre o Véu de Noiva e a BR-101, e criado um parque ambiental municipal vizinho ao Cunhambe.

    Certamente o acesso dos moradores locais à cachoeira continuaria gratuito e garantido através de um cadastro entregue pela associação de bairro. Porém, a arrecadação dos ingressos ajudaria na manutenção e na limpeza do lugar. Aliás, o próprio morador teria a oportunidade de ser aproveitado em projetos que busquem incluir as comunidades situadas no entorno de unidades de conservação de proteção integral como são os parques ambientais.

    Concluindo, creio que, se o Poder Público tiver vontade, é possível que os gestores contribuam para mudar essas situações ou ao menos melhorar. Pois, a partir do momento em que a natureza se torna una aliada econômica da comunidade, gerando oportunidades de trabalho e de renda, acredito que os olhares e interesses de quem vive no lugar passam a somar.

    Ótimo final de semana!

    1. Queira esclarecer se o senhor José Joaquim Madeira compõe a diretoria da ong que vocês do PSDB de Mangaratiba fundaram.

      1. Caro comentarista anônimo,

        Primeiramente informo que a ONG Mangaratiba Cidade Transparente é uma entidade sem fins lucrativos e apartidária, mas que não impede os seus associados de serem filiados a partido político ou mesmo virem como candidatos nas eleições. Pelo nosso Estatuto, o que é vedado seria um membro da diretoria ocupar cargos eletivos ou de chefia.

        Na ONG, há pessoas que são partidárias e outras que não, inexistindo qualquer vinculação ideológica em relação ao PSDB ou com qualquer um outro partido. Aliás, os membros partidários convivem muito bem entre si mesmo pertencendo a agremiações distintas com posicionamentos ate contrários na política nacional. Tanto é que eu sou tucano e o nosso vice-presidente foi candidato em 2016 pelo PSOL, pois não há problema nenhum em convivemos pelo bem da cidade onde moramos. E a maioria dos membros não tem filiação partidária.

        Quanto à pergunta formulada, o senhor Joaquim Madeira é integrante de uma outra ONG chamada Vida Longa e Saudável e esteve na solenidade a meu convite prestigiando um evento aberto ao público no qual todos os presentes tiveram direito de se manifestar democraticamente.

        Espero ter esclarecido pois, infelizmente, há muitos boatos maldosos espalhados pela maior rede de intrigas chamada Fakebook. É os olhos, como janelas da alma, atentam para aquilo que o interior da gente se inclina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: