24 de julho de 2017

Fase do dia

A melhor honra é a que nasce dos nossos atos, e não a que nos vem dos nossos antepassados. (William Shakespeare)

O ovo da serpente?

A novidade do Município de Mangaratiba é a vinda de homens fardados, mas que não pertencem a União, Estado ou Município, ou seja, ninguém sabe quem são, ou a quem pertencem. Se auto intitulam: GPAN (grupamento de proteção ambiental nacional). Segundo os mesmos, trabalham em troca de doações dos comerciantes. Acho que já vimos algo parecido na Zona Oeste do Rio e sabemos como terminou. Até o filho do vereador da Locadora, em sua rede social, pede moção ao grupamento pela participação em um evento no Município e articula para que possam permanecer no município. Ou seja, comerciantes, teremos homens fardados não pertencentes a nenhum ente federativo nas suas portas pedindo doação para suas atividades. Só pra lembrar, que o município já possui seu GPA, conforme decreto estadual, formado por agentes oriundos da guarda municipal e com curso específico na área. Portanto se não possui nenhum desses atributos, então é ILEGAL. (De um leitor via área de comentários)

Na geladeira

Publicado em uma rede social: “Bom dia, mandei uma matéria para um blog de grande visualização em minha cidade, foi a uma semana, uma matéria pertinente. O professor, editor,kkkk,respondeu: Vou publicar. Adivinha o que aconteceu?  kkkk, não publicou, sabe porque? Acordo com a política local, a mesma do PPS, do PMDB do Picianni. Desculpa, estou psicótico, não falo coisa com coisa ou melhor medo de disputa de ideias é o que muitos esperam de mim, sem prepotência, pois sabem que a coisa que mais incomoda é o debate eufemístico”. Fausto Luis De Oliveira, via facebook

Na geladeira II

O diálogo ocorrido, ipsis litteris, via Messenger do Facebook. “Boa noite. Não entendi professor. Estou no Rio. Sou ecossocialismo do PSOL e a análise foi teórico. Até agora não vi a sua promessa. A resposta: “Meu caro amigo. Por favor, o blog não tem o objetivo de fustigar ninguém. O que eu posto é o que eu acredito ser importante para Mangaratiba, apenas isso. Outras visões ou modos de pensar devem ser assumidos pelos próprios interessados. Por favor, não tente fazer do meu blog o seu meio de comunicação.”

Na geladeira III

Há sete anos, seja qual for o governo municipal, estadual ou federal, o blog publica assuntos, notícias ou denúncias, desde que pertinentes aos anseios da população local. Não custa lembrar que, em 2012, apesar de o editor do blog ser candidato à vereança municipal, o blog nunca foi utilizado para qualquer forma de proselitismo político. Assim sendo, comunicamos a todos que as colaborações continuam sendo bem vindas, mas os que pretenderem utilizar a ferramenta em busca de seus objetivos pessoais ou ideológicos terão sim suas pretensões recusadas pelo moderador. Como já foi dito aqui uma vez e não custa repetir: “Quer difundir suas ideias ou atacar essa ou aquela pessoa, crie um blog, consiga leitores, publique e assuma.”

Lula, prefira o Moro

A “jogada” do ex-presidente Lula e seus advogados atacando a decisão do Juiz Sério Moro na esperança de conseguir reverter a condenação em segunda instância, é bastante arriscada. Três executivos da construtora Mendes Júnior tiveram a pena aumentada por dois desembargadores da 8.ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, em Porto Alegre, em relação a condenações do juiz Sérgio Moro em processo da Lava Jato. A maior das penas aumentadas foi para o ex-vice-presidente da empreiteira Mendes Júnior Sérgio Cunha Mendes, condenado por dois desembargadores a 47 anos e 3 meses de prisão pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Moro havia condenado Sérgio a 19 anos e 4 meses de reclusão pelos mesmos crimes. É a 8.ª Turma do TRF-4 que vai analisar a apelação da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula Silva, condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por Moro por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex. Na ação que envolve os executivos da construtora, eles são acusados de crimes de corrupção envolvendo contratos da Petrobrás com Mendes Júnior. Rogério Cunha de Oliveira, ex-diretor de Óleo e Gás da empresa, teve a pena aumentada de 17 anos e 4 meses para 32 anos e 8 meses. Alberto Vilaça, também ex-diretor da empresa, viu a pena subir de 10 anos para 33 anos e 6 meses. (Fonte: Diário do Poder)

Anúncios

Uma resposta em “24 de julho de 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s