09 de julho de 2017

Frase do dia

Todo mundo acredita muito facilmente em qualquer coisa que tema ou deseje. (Jean De La Fontaine)

Faltou cuidado

A MRS, que é responsável pela malha ferroviária da Vale que atravessa o município, está realizando manutenção em suas linhas. Até aí, aplausos para a empresa. O que não se entende é que haja uma interrupção do trânsito de pedestres em uma das passagens de nível do distrito e não se providencie qualquer tipo de solução alternativa. A primeira imagem é a do aviso do bloqueio da passagem que acontecerá no próximo dia 10. A segunda do bloqueio realizado. A terceira, do único caminho alternativo disponibilizado aos moradores.

Faltou cuidado II

Por conta dessa situação, interrompendo o caminho diário de inúmeros moradores da área, na manhã de ontem uma senhora tentou utilizar o tal caminho alternativo. Segundo relatos, ela acabou caindo e machucando o rosto.

Boas notícias

Há relatos, cada vez mais fortes, apontando que será instalado um novo supermercado em Itacuruçá. Pelo que dizem, ele se situará num dos galpões construídos nas proximidades do cemitério e será administrado por uma dessas redes de supermercados populares de preços baixos. Acrescentam tais informações que o empreendimento também contará com uma loja de loteria esportiva, apta a receber pagamento de contas e recebimento de benefícios.

Cabide solidário

De forma independente das ações do poder público, algumas iniciativas merecem destaque no município. Uma dessas é a do “Cabide solidário”, que disponibiliza roupas e agasalhos para os que se encontram em estado de necessidade. A imagem a seguir é de uma dessas ações realizada na lateral do Banco do Brasil, em Mangaratiba.

Ah, quem nos dera!

O ano de 2016 não foi nada bom para o Rio no quesito segurança. O estado atingiu, entre outras estatísticas negativas, o maior número de roubos de veículo, a pedestre e de carga do último quarto de século, como mostraram dados do Instituto de Segurança Pública  divulgados esta semana. O levantamento também apontou que o total de homicídios dolosos aumentou quase 20% na comparação com 2015, retrocedendo a patamares de 2009, no início do projeto das UPPs. Nem tudo é violência em território fluminense, porém. Em algumas cidades do interior, os índices de criminalidade beiram a zero, dignos de qualquer capital nórdica. Por exemplo: em um recanto a menos de cem quilômetros do município do Rio, a apenas uma hora e meia da grande metrópole, um único roubo foi registrado ao longo de todo ano. Duas Barras: Sete roubos. Cambuci: Cinco roubos. Miracema: Cinco roubos. Porciúncula: Cinco roubos. Trajano de Moraes: Cinco roubos.  Laje do Muriaé: Quatro roubos. Sumidouro: Quatro roubos.  Natividade: Três roubos. Engenheiro Paulo de Frontin: Um roubo

Ah! Quem nos dera II

Projeto criado em 2015 tem o objetivo de reativar o movimento ferroviário na zona da mata mineira e no sul fluminense através do turismo em um trecho de 120 km, passando pelos municípios de Cataguases, Leopoldina, Recreio, Volta Grande, Além Paraíba e Chiador, em Minas, e, Sapucaia e Três Rios, no Estado do Rio. Segundo informações do presidente da ONG Amigos do Trem, “o projeto contará com duas locomotivas, quatro vagões e dois carros-restaurantes. Os equipamentos são da década de 1970, oriundos da Fábrica de Santa Matilde, estão sem utilidade, foram cedidas pelo DNIT e serão recuperadas em parceria com a iniciativa privada”.

Agenda Crivella

Foi informado através da página do facebook da roda de samba da Pedra do Sal, que o evento não aconteceria parcialmente por causa do mau tempo, mas, principalmente, por causa da ação da Guarda Municipal do bispo-prefeito Marcelo Crivella. Tudo na suposta defesa do ordenamento público na região da Gamboa e do Largo da Prainha. Em vista da ofensiva da Guarda Municipal os organizadores da roda de samba cancelaram o evento da segunda feira e declararam no facebook que “Visando evitar problemas para o samba e moradores, prejuízos para o comércio local e, exposição de violência ao nosso público. A realidade é que a operação da Guarda Municipal na região da tradicional roda de samba não é o único caso de ataque do prefeito evangélico. O corte de verbas, por exemplo, na pasta da cultura, que forçou o fechamento do Cemitério dos Pretos Novos, um importante lugar arqueológico da brutal história dos escravos no Rio de Janeiro. Também tem causado alvoroço entre os centros de religiões de matriz africana o recente decreto aprovado pelo Crivella que determina que uma comissão vinculada ao gabinete do prefeito deverá aprovar qualquer evento, shows, feiras e exposições de rua na cidade, sentando as bases para a repressão de expressões da cultura negra e popular da cidade baseada na suposta manutenção da ordem pública.

Anúncios

5 respostas em “09 de julho de 2017

  1. Professor.
    Todo mundo acredita muito facilmente em qualquer coisa que tema ou deseje. (Jean De La Fontaine).
    Não conhecia, mas já virou minha frase de algibeira.
    Cabide solidário:
    Comovente constatar que existe gente do BEM.
    Agenda Crivella.
    “Eu vejo o futuro repetir o passado
    Eu vejo um museu de grandes novidades”
    Cazuza

  2. Professor.
    Já fiz este comentário antes,mas me atualize a falta de memória decorrente de minha idade provecta.
    Vosmicê está fazendo 67 há quantos anos ?
    Eu faço todo ano e não estou gostando nada disso…

  3. Absolutismo!
    O Município do Rio vive uma realidade aparente aos anos 30, tudo começou assim, com um partido político, depois uma perseguição velada, mais adiante uma segregação até chegarmos ao áipice!
    Crivela esta de pouquinho em pouquinho, fazendo um estado de governo absolutôrii, apenas ele tem a razão ao seu lado, apenas ele possui a verdade, apenas ele pode livrar o Rio do expurgo.Começou bem!Colocando seu fanatismo ou suposto fanatismo, para alimentar seguidores doentes as suas descabodas e hipócritas decisões e assim alimentar e saciar a fome de suas ideologias mentirosas e preconceituosas.
    Estamos vivendo ou começando a viver a época onde o samba é marginalizado, terreiros de umbanda e candomblé começaram a sofrer o peso do falsa verdade, manipulafoas por falsos salvadores da pátria.
    Lamentávek ver anos fe avanço serem trocados por uma minoria que apenas veem no povo a chave mestra para poder adentrar ao meio politico e continuarem a crescer suas ideilogias de preconceituosas, opressoras perseguidoras.
    Triste fim…triste futuro Rio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s