12 de junho de 2017

Frase do dia

Vou te contar. Os olhos já não podem ver, coisas que só o coração pode entender. Fundamental é mesmo o amor. É impossível ser feliz sozinho. (João Gilberto)

Segurança pública

A respeito da postagem sobre as estatísticas acima da média dos casos de furtos, roubos e homicídios ocorridos em Mangaratiba nos últimos anos, vale acrescentar que os números apresentados referem-se, apenas, aos casos registrados na 165 Delegacia Policial. Especialistas asseguram que o número de pessoas que sequer procuram uma delegacia para registrar uma ocorrência costuma ser bem maior do que as que vão à delegacia. Mais ainda no caso do nosso município, quando o cidadão precisa ir de Itacuruçá ou Muriqui até o Ranchito, em Mangaratiba, para fazer o B.O.

De repente, inverno

Desde a noite de sexta-feira a temperatura caiu vertiginosamente no município. Na madrugada de sábado para domingo os termômetros chegaram a marcar pouco mais de dez graus em Itacuruçá. A previsão é que, aos poucos, a temperatura volte a subir. No entanto, as máximas não devem passar dos 28 graus nos próximos quinze dias.

Quem tem frio?

Quando será que a prefeitura, através da secretaria de assistência social começará a “campanha do agasalho”? Distribuir cobertores após a onda de frio, de nada adiantará para os menos favorecidos.

Presos

Policiais da 50ª DP prenderam Leonardo Rodrigues Castilho e Aguinaldo Santos Machado, pelo crime de homicídio. Eles são acusados de terem matado o professor de Educação Física Diego Barbosa dos Santos, cujo corpo foi encontrado,  no dia 06 de junho, no leito da linha férrea, em Itaguaí. Durante as investigações, os agentes encontraram o carro da vítima abandonado em uma estrada deserta naquela localidade. A autoridade policial foi ao local acompanhado de sua equipe e arrecadou o veículo, que foi periciado. A perícia papiloscópica encontrou fragmentos de digitais que, após pesquisa, resultou na identificação de um dos suspeitos do crime. O delegado representou pela prisão dos envolvidos, que foi concedido pela Justiça. De acordo com as investigações, o crime teria sido motivado por relações homoafetivas entre os envolvidos. Os presos já estão recolhidos ao complexo penitenciário de Bangu.

Humilhados e esquecidos

Esquecida pelo estado do Rio, seu empregador há 41 anos, a técnica de Saúde Vânia Suely Lelis, de 61 anos, tenta enfrentar o dia a dia diante da falta de amparo daquele que deveria pagar o seu salário. Hoje, ela e outros cerca de 207 mil servidores ainda aguardam o salário de abril, que deveria ter sido pago no dia 15 de maio. Na sexta-feira, a luz da sua casa no bairro de Coelho Neto, Zona Norte do Rio, foi cortada por falta de pagamento. Se não fosse pela ajuda dos filhos, dona Vânia não teria o que comer. “Na despensa e na geladeira, tem o que meus filhos colocam. Se eu não contasse com a ajuda deles e de outros, estaria sozinha. As contas a pagar estão todas na mesa.” Para Vânia, a angústia aumenta diante da falta de informação por parte do governo sobre quando será o pagamento. (Fonte: jornal Extra)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s