24 de maio de 2017

Frase do dia

É, como eu falei não ia durar. Eu bem que avisei, vai desmoronar. Hoje ou amanhã, um vai se curvar. (Ultima forma – Baden Powel e Paulo César Pinheiro)

Câmara de Mangaratiba

Depois de uma semana em que a maioria dos vereadores deixaram de lado suas obrigações em participar de sessões da câmara e voararm “alegremente” para participar de uma marcha dos prefeitos (para a qual sequer tinham sido convidados), ocorreu mais uma sessão do legislativo municipal no dia de ontem. Todavia, relatos de costumeiros participantes das sessões nas vagas reservadas ao público, dão uma nova dimensão do que aconteceu. Diz um desses presentes: “Às 14:37 o acesso ao plenário estava fechado e já haviam assessores ocupando as poucas cadeiras reservadas ao público. O acesso foi liberado às 14:45. Nesse momento, às 14:53 está se iniciando os trabalhos com a chamada nominal dos vereadores presentes. A seção teveinício estipulado para as 14:30 e o acesso ao público deveria ser liberado um pouco antes, para evitar congestionamento na recepção.”

Carreta desgovernada

Na manhã da última segunda-feira, uma carreta tombou na descida do acesso a Muriqui. Não ocorreram vítimas, apenas danos materiais. Entretanto, pelo que se sabe, e pelo que as imagens locais demonstram, haveria uma restrição nas regras de trânsito do município à entrada de carretas tais como essa que, pelas imagens divulgadas, tem 22 rodas. Vale o registro que, ao tempo em que o secretário de trânsito era o João Luiz, existia uma proibição de veículos com tais dimensões entrarem nos distritos.

Vem mais por aí

O colunista do Jornal O Globo, Ricardo Noblat , publicou que o deputado Eduardo Cunha decidiu firmar acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava-Jato. ” Se cair, será atirando para todo lado e poderá levar com ele cerca de 150 deputados, um ministro e um senador”. Eduardo Cunha já avisou anteriormente que levaria para o fundo do poço
150 deputados federais, um senador e um ministro de Temer . Cunha quer proteger a si mesmo e sua esposa Cláudia Cruz. A delação de Eduardo Cunha será acompanhada do depoimento de Lúcio Funaro, seu operador. O site Antagonista já havia informado que 14 ministros do STJ, dois ministros do STF, e um grupo de frigoríficos, quatro grandes bancos, dois advogados e caciques do PMDB e do PT serão denunciados. Cunha e Funaro prometem indicar contas bancárias em cinco paraísos fiscais, incluindo Bélgica e Emirados Árabes.

Minutos preciosos

A gravação da conversa entre o empresário Joesley Batista, dono da JBS, e do presidente Michel Temer é alvo de perícia por parte da Polícia Federal. Existe uma diferença de seis minutos e 21 segundos entre o áudio da conversa do empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer e a programação original da Rádio CBN da noite de 7 de março. É possível identificar no início e no final da gravação de Joesley o som da rádio CBN antes e depois do encontro dele com Temer no Palácio do Jaburu. O total da gravação tornada pública pelo Ministério Público Federal tem 38 minutos e 48 segundos. Após dez segundos de ruído, começa-se a ouvir um trecho da edição do Repórter CBN de dez e meia da noite, apresentado por Tânia Morales. Neste ponto, eram exatamente dez horas, 31 minutos e quatro segundos. No final da gravação, depois da conversa com Temer, ouve-se novamente a CBN. Dessa vez, ele acompanha o quadro Nos Acréscimos, com Marcelo Gomes, que está falando sobre o número de jogadores que já venceram a Libertadores que os times brasileiros têm em seus elencos. O tempo decorrido entre os trechos identificados do repórter CBN e do quadro Nos Acréscimos é menor na gravação de Joesley. A gravação do empresário tem 38 minutos e 48 segundos. Descontando os dez segundos iniciais de ruído, são 38 minutos e 38 segundos. Já o trecho da programação da CBN que coincide tanto com o início quanto o final da gravação do empresário tem 44 minutos e 59 segundos. Ou seja, há, uma diferença de seis minutos e 21 segundos a mais no original da transmissão da CBN. (Fonte: Radio CBN)

Ultimo tempo

Anúncios

Uma resposta em “24 de maio de 2017

  1. Professor:
    500 ônibus de centrais sindicais,CUT e congêneres chupa sangue que não sobreviverão sem o dinheiro suado dos trabalhadores,ocupam a esplanada dos três poderes ,sob a desculpa de protesto.
    O nome do jogo é:
    Imposto sindical.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s