19 de maio de 2017

Frase do dia

O homem que honra a si mesmo é capaz de ver as virtudes de outro homem. (José Marti)

Pegando pesado

Na denúncia apresentada pelo subprocurador  Alexandre Araripe Marinho, apontando o vereador Vitor Tenório e o ex- secretário Humberto Vaz na prática de crime de formação de quadrilha e falsidade ideológica, tornada pública no princípio de abril passado, há uma curiosidade intrigante. Com a divulgação do texto completo da denúncia, observa-se que o subprocurador fez questão, em todos os trechos onde apresentava o nome do vereador, de acrescentar o termo “vulgo”, antes de citar o apelido pelo qual é conhecido no município.

 Vulgo

A expressão “vulgo” pode ser sinônimo de apelido. Por exemplo, “o melhor jogador de futebol de todos os tempos chama-se Edson Arantes do Nascimento, vulgo Pelé”, referindo-se a como a pessoa é mais conhecida, como é popularmente conhecida. Edson Arantes do Nascimento é mais conhecido como Pelé. No entanto, a palavra “vulgo” às vezes também toma um caráter pejorativo. Nesse sentido, “vulgo” pode ser usada no sentido de algo menos culto ou de mau gosto, brega, popularesco. Ainda nessa acepção a palavra vulgo pode ser relacionada a algo vulgar e a vulgaridade em geral, ao que ofende o bom senso e o bom gosto. Na imprensa escrita, durante muitos anos, era usada, especialmente, para se referir a apelidos de bandidos, como por exemplo: “vulgo Mineirinho; vulgo cara de cavalo; vulgo Escadinha, etc”.

Gravação legal ou ilegal?

Estourou a bomba que o dono da JBS gravou o presidente Temer. Estourou, também, a bomba que o senador Aécio Neves também foi gravado: tudo seguido de perto pela Polícia Federal. Afinal de contas, o que a PF fez é legal ou ilegal? É legal. É o que se chama de Ação Controlada. A ação controlada é prática consistente em retardar intervenção policial naquilo que se acredita ser uma conduta delituosa, com a finalidade de que a medida legal se concretize no momento mais eficaz do ponto de vista da formação de provas e fornecimento de informações. Está prevista na Lei 12850/2013. Art. 3º, III – Em qualquer fase da persecução penal, serão permitidos, sem prejuízo de outros já previstos em lei, os seguintes meios de obtenção da prova: ação controlada. Art. 8º Consiste a ação controlada em retardar a intervenção policial ou administrativa relativa à ação praticada por organização criminosa ou a ela vinculada, desde que mantida sob observação e acompanhamento para que a medida legal se concretize no momento mais eficaz à formação de provas e obtenção de informações.

O dia seguinte

O presidente Michel Temer avalia que a divulgação da gravação da conversa dele com o empresário Joesley Batista não agrava a sua situação. A um interlocutor, Temer afirmou que o áudio não sustenta a gravidade das acusações feitas pela Procuradoria Geral da República e dos relatos feitos pela imprensa. Em conversa reservada, Temer se disse “enfurecido” e “estarrecido”. O presidente pretende fazer amanhã um novo pronunciamento em tom mais forte do que o de hoje. Temer usou a palavra “irresponsabilidade” para se referir ao ministro Edson Fachin, ao Ministério Público e à imprensa. O presidente conseguiu conter, por ora, o desembarque do PSDB do governo. Políticos passaram o dia discutindo alternativas para a Presidência, caso Temer perca o poder. No entanto, a maior preocupação do Palácio do Planalto é que a divulgação da gravação vitamine protestos contra o governo. O Palácio do Planalto avalia que poderá reagrupar sua base de apoio no Congresso. Em Brasília, prevalece a avaliação de que, do ponto de vista jurídico, a situação do senador afastado Aécio Neves é bem grave. (Kennedy Alencar, rádio CBN)

Caroços embaixo do angu

Não só Joesley Batista está de mudança para Nova York. O frigorífico JBS, uma das maiores empresas de alimentos do mundo, está de mudança para o exterior. E essa é a explicação para que o empresário tenha decidido fechar a toque de caixa a delação das delações. Ao “rifar” o governo Temer e, no caminho, lançar o país no abismo das incertezas  política, financeira e econômica, Joesley Batista quer assegurar o passaporte de seu grupo para fora do Brasil. Para garantir a execução do plano traçado, a empresa e seus controladores precisavam se acertar com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, o poderoso DoJ. (Fonte: Valor Econômico)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s