13 de maio de 2017

Frase do dia

Bendito aquele que semeia livros e faz o povo pensar. (Castro Alves)

13 de maio

Dia nacional de luta contra o racismo. O dia de hoje é dedicado à denúncia da discriminação racial e racismo, infelizmente ainda existentes em  larga escala no Brasil. A data remete à histórica assinatura, pela princesa Isabel, da Lei de Abolição da Escravatura, algo que, mesmo passados 129 anos ainda não se concretizou. Logo, existe a prática da denúncia e não de uma comemoração pelos movimentos sociais.

13 de maio II

O dia de hoje também marca, para os católicos, o centenário da aparição da virgem Maria a três pequenos pastores portugueses na pequena vila de Fátima, dando origem à veneração a ela com o nome de Nossa Senhora de Fátima. As famosas aparições começaram em 13 de maio de 1917, um ano depois que os pequenos contaram terem tido visões de um anjo, que ficou conhecido como Anjo de Portugal. A história que os devotos veneram dá conta que os irmãos Jacinta e Francisco — que morreram na infância —, e a prima Lúcia dos Santos, que viveu até a idade adulta, pastoreavam ovelhas na Cova da Iria, em Fátima, a 100 quilômetros de Lisboa, quando teriam testemunhado a aparição de Nossa Senhora, que se repetiu outra vezes até outubro daquele ano.  A Virgem teria lhes revelado profecias e confidenciado três mensagens, conhecidas como ‘os três segredos de Fátima’. Lúcia, que virou irmã de caridade, morreu aos 97 anos. Beatificados por João Paulo II há 17 anos, o reconhecimento era o que faltava para a canonização. As comemorações pelo centenário das aparições tendem a ser mais fervorosas este ano. Mês passado, o Papa Francisco reconheceu o milagre da cura de uma criança brasileira, atribuída aos irmãos Francisco e Jacinta Marto, que morreram com 10 e 9 anos. Quanto aos segredos, o primeiro era uma visão do inferno, das guerras na Europa. O segundo falava de conversão das pessoas ao cristianismo. O terceiro, revelado em 2000, se referia ao atentado sofrido por João Paulo II em 1981, na Praça de São Pedro, no 64° aniversário da primeira aparição de Fátima. E à luta entre o comunismo ateu e a Igreja no século XX.

13 de maio III

Hoje é o Dia “D” da vacinação contra a gripe. No Estado do Rio, oito a cada dez pessoas que fazem parte dos grupos prioritários para receber a vacina contra gripe não procuraram os postos de saúde. O número representa 18,8% do público-alvo da campanha nacional iniciada em 17 de abril. Uma oportunidade para se vacinar é o Dia D de mobilização nacional, neste sábado. A recomendação do Ministério da Saúde é que todos os postos de saúde do país estejam abertos, das 8h às 17h. A campanha vai até o dia 26. (Fonte: Jornal O Dia)

Valhacouto

Já era do conhecimento público que Mangaratiba havia se transformado em esconderijo de bandidos de colarinho branco, no que se denominou a “República de Mangaratiba”, formada por integrantes do governo Sérgio Cabral. No dia de ontem, descobrimos que não são apenas os ladrões de “alto coturno” que se escondem por aqui. O bandido que matou um policial militar na noite de quinta-feira em Santa Cruz, também é morador do município. Tanmto que, baleado, conseguiu dirigir atgé Muriqui onde, com o auxílio da esposa, servidora da secretaria de saúde do município, procurou atendimento no HMVSB. Informada, através do protocolo de aviso imediato às autoridades sobre o ingresso de feridos por armas de fogo, a polícia logo estabeleceu a conexão entre os eventos e o meliante continua internado no hospiotal, mas sob custódia.

Anúncios

Uma resposta em “13 de maio de 2017

  1. Boa noite.

    Neste 13 de maio, tive a oportunidade de caminhar pela histórica Trilha Imperial na Serra do Piloto, a qual foi construída pelos antigos escravos no século XIX. Subi até um pouco depois do Mirante Imperial porque dali para cima o mato não permite prosseguir até à Benguela e os outros monumentos situados na RJ-149. Só indo pelo asfalto.

    Entretanto, após almoçar na pousada do Marcelo, onde fica a captação da CEDAE, desci por uma outra trilha que sai na Fazenda Santa Isabel onde identifiquei umas ruínas também da época da escravidão. Um monumento pouco conhecido que, embora esteja em terras privadas, possui interesse público.

    Entretanto, lamentei o fato de não haver uma sinalização turística nesse circuito. Faltam placas indicando os locais para orientar quem por lá caminha (inclusive como ir da BR-101 até a antiga via), além da prestação de serviços de manutenção das trilhas e mais informações históricas.

    Enfim, é uma História que vai se perdendo e que pode ser melhor valorizada com um trabalho de aproveitamento do potencial da Serra do Piloto em cada detalhe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s