06 de fevereiro de 2017

Frase do dia

Quem não lê, não pensa, e quem não pensa será para sempre um escravo. (Paulo Francis)

Ordem pública

Nas conversas de ruas e bares, há uma constatação de que a operação de controle de entrada de ônibus, vans piratas e carros com malas de som estão trazendo muito maior tranquilidade aos fins de semana no município. Há notícias de que ontem, até mesmo dois bandidos que roubaram um carro em Itaguaí e fugiam em direção a Mangaratiba foram presos na barreira montada no trevo de Itacuruçá.

Ordem pública II

Se, de um lado, é visível a efetiva organização contra o chamado “turismo predatório”, de outro, há quem reclame da existência de privilégios. Diz uma moradora de Muriqui: “Fiz esse pedido hoje via Facebook para um secretario municipal que faz o serviço de ouvidor e minha solicitação foi apagada e fui bloqueada. Então vou repetir por aqui para ver se me escutam. Lá vai: Gostaria de saber do poder público se o comerciante Sr. Manoel da Padaria também está sujeito à lei e a fiscalização pois, segundo ele, por ter apoiado o prefeito eleito, faz o que quer distribuindo centenas de mesas sobre a praça, montando caixas de som e palanque no meio do passeio público e levando seu show até 2 horas da manhã. Mulheres como eu, que tem filhos pequenos não podem andar com carrinho de bebê e mesmo para os adultos fica difícil transitar pela praça que deveria ser de todos e não propriedade desse senhor, do Gabirol gril e do Bar do Grande. O seu maldito som não permite que moradores próximos durmam antes da 2h. Seu som não deveria ser desligado às 24 horas? E não deveria estar no máximo de 80 decibéis? Gostaria de acreditar nesse governo mesmo tendo votado no Alan Bombeiro. Afinal de contas depois da eleição o prefeito deveria ser prefeito de todos e não só dos que votaram nele! Quem vai vir passear com sua família num lugar que parece uma quadra de baile funk?” (Beatriz Constantino, via facebook)

Ordem pública III

Palavra do secretário. “Mais um final de semana em que foram intensificadas as rondas ostensivas, com grande sucesso. A Policia Militar obteve êxito na prisão de dois elementos armados, que roubaram um veículo em Itaguaí, e se deslocaram para nosso municipio onde, com certeza, praticariam crimes. Combater desordens públicas também tem beneficiado toda a sociedade. Assim, sem retroceder, o atual governo espera continuar com a colaboração e dedicação de todos os moradores e, principalmente, dos funcionários da área de segurança, para lograrmos êxito e restabelecer as características do nosso aprazível municipio. Acreditem, viver em paz é possível e a bagunça só é aliada das ilicitudes! (Vitor Carvalho)

36 dias

A condescendência da população com a demora em ver resultados práticos da atual gestão municipal parece estar chebando ao limite. Há relatos que, na área da saúde, um morador esteve no HMVSB na sexta-feira não tinha seringa nem gase, e nem atadura. Na UBS de Itacuruçá, quem vai fazer curativo tem de levar gaze esterilizada, e demais necessidades, senão não faz o curativo. Nas ruas, há uma enormidade de lâmpadas queimadas, esgotos entupídos e buracos inexplicáveis, como esse a seguir, logo na entrada de Itacuruçá, sinalizado de forma precária.wp_20170205_19_05_25_proArco metropolitano

Relato impressionante de uma moradora de Mangaratiba a respeito da falta de segurança para quem transita pelo arco metropolitano. “Ainda não consegui relaxar devido ao que eu e meu marido José Paulo, passamos por volta das 17h ao viajar pelo arco metropolitano, numa aparente viagem tranquila, ali entre Japeri e Engenheiro Pedreira, do nada, saíram do meio do mato entre 8 a 10 bandidos, todos fortemente armados. Partiram pra cima do nosso carro, entrando na frente e atirando muito. Nós não tivemos nem a oportunidade de de repente voltar mesmo que na contra mão, só tínhamos duas saídas, ou passar por eles assumindo o risco ou parar e sem a menor chance de vida dado a violência da abordagem. Então o meu marido falava pra mim, que estava ao volante, acelera Fabiola não para, acelera. Eu, em fração de segundos mantive minhas mãos firme ao volante, me abaixei pra sair da direção das armas e acelerei tudo que pude. Antes, quando eles ainda estavam a frente do carro, eles começaram a atirar em nossa direção. Conseguimos atravessar a barreira do bando foi quando eles mandaram muitos tiros na traseira do carro. Conseguimos nos deslocar por mais ou menos 1km, mas um tiro atingiu o pneu da frente e outro os fundos do carona. O pneu esfacelou e chegou ao aro, o carro não respondia aos comandos, descemos correndo e a gente só queria trocar o pneu rápido e sair dali pois temíamos que os bandidos nos perseguissem. Depois chegou a polícia e nos acalmou um pouco. Enfim, quero aqui dizer que nunca achei que pudesse passar por uma situação tão traumática, com risco de morte ali tão real. Somos, eu e Zé Paulo, só gratidão a Deus, que mais uma vez nos concedeu um verdadeiro livramento. Quero aqui contando o que aconteceu comigo e Zé Paulo dizer a todos vocês sem nenhuma ressalva: não passem pelo arco metropolitano se vocês tiverem amor pela vida. Por favor, ninguém merece passar pelo que passamos hoje, ninguém mesmo. Eu estou aqui para informá-los e peço que compartilhem este recado nos grupos dos seus amigos.

Anúncios

Uma resposta em “06 de fevereiro de 2017

  1. Arco metropolitano
    Um sufoco desse tamanho chama-se”verdadeiro livramento”?
    Não consigo ver a lógica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s