30 de janeiro de 2017

Frase do dia

O homem é o que ele acredita. (Anton Tchecov)

Que vergonha!

O domingo de sol, como era de se esperar, foi dia de “casa cheia” no distrito e no município. No entanto, alguns visitantes deixaram moradores e comercviantes com um sorriso amarelo no rosto quando, menos de meia hora depois de chegarem, decidiram ir embora. O motivo, a sujeira da praia e o odor fétido de esgoto na água do mar.

Carnaval cancelado

A decisão da atual gestão do município em não participar de nenhuma atividade relacionada ao carnaval está rendendo muita discussão no município. Respeitando todas as opiniões, é necessário, em primeiro lugar, esclarecer que o prefeito Aarão não está “proibindo” o carnaval, nem os blocos. A decisão tomada é que o poder público não irá participar, nem apoiar, nem financiar, nem incentivar qualquer atividade relacionada à folia. Essa atitude, no entanto, não lhe retira a obrigação de manter os serviços públicos em pleno funcionamento, mesmo com a demanda bem maior do período.

Carnaval cancelado II

Uma das grandes preocupações de moradores e comerciantes diz respeito ao atual desfalque das equipes de segurança e choque de ordem. Terá o poder público efetivo suficiente para manter a barreira de contenção no trevo de Itacuruçá e, ao mesmo tempo, fiscalizar a presença de carros de som nas ruas dos distritos, eventuais churrasqueiras nas praias, vendedores ambulantes nas ruas, estacionamento irregular de veículos e quetais?

Carnaval cancelado III

Dirigentes de blocos e organizadores de barcos do Carnamar se dividem quanto à decisão da prefeitura. Os que são contrários à medida alegam que ela irá prejudicar o comércio, que tem poucas oportunidades de ganhar algum dinheiro durante o ano. Os favoráveis, acreditam que pode ser o momento de buscar uma mudança no perfil dos turistas que nos visitam. Num terceiro polo, estão os que são contra o cancelamento porque se beneficiavam dos patrocínios e apoios do poder público a seus blocos.

Piratas

Nesse último final de semana, ficou bastante evidente que o controle de acesso realizado em conjunto pela segurança pública de Mangaratiba, Polícia Rodoviária Federal e Detro, com a colaboração dos demais municípios da região, deu certo. Diminuiu, em muito, a presença de ônibus e van’s piratas no município, pelo menos na entrada. No final do dia, entretanto, quando já não há mais controle por parte do poder público, algumas vans piratas continuaram fazendo “lotadas”.van-29-vert

Diretriz do futuro

Para quem quer entender quais os rumos que o município pode tomar a partir da atual gestão municipal, vale repercutir a manifestação do secretário de segurança e ordem pública. “É muito fácil fazer reunião com o poder público e falar que desejam uma área para ouvir o som automotivo. Talvez o difícil seja dizer aos inconsequentes e irresponsáveis, que precisam respeitar as famílias que residem no entorno e tem o direito ao mínimo de paz nos seus lares. Já avisamos, multados e apreendemos e eles ainda se acham no direito de se passarem por vítimas. Nesse final de semana, se acharam no direito de continuar desafiando a Ordem Pública. Por esse motivo, vamos iniciar a aplicação de multa por promover espetáculo na via pública, que se aproxima de três mil reais. Solicito que as pessoas de bem compartilhem, para depois esses irresponsáveis e inconsequentes não acharem que o prazer deles não é uma atividade criminosa. Vítimas, são aqueles que sofrem a violência do desrespeito praticado pelo som automotivo e não podem ter paz em seus lares” (Vitor Carvalho Santos).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s