16 de dezembro de 2016

Frase do dia

A liberdade é uma planta que cresce depressa, quando ganha raízes. (George Washington)

Fim do primeiro ato

Com a divulgação, na noite de ontem, da pauta do último julgamento do ano dos recursos eleitorais relatiuvos às eleições de outubro passado pelo TSE e nela não constando o julgamento relativo ao deferimento ou indeferimento da candidatura do ex-prefeito Aarão, e considerando que encerra-se, hoje, o ano judiciário, o julgamento da questão ficará para fevereiro do ano que vem.

O passo seguinte

Em vista dessa circunstância, o ex-prefeito, candidato que obteve a maioria dos votos no município nas eleições de outubro, será devidamente diplomado e tomará posse no cargo de prefeito em janeiro. O caso, no entanto, voltará à baila de julgamento assim que o tribunal retornar das férias, em fevereiro próximo.

15 dias

Trezentos e cinquenta dias do ano de 2016 já se escoaram. Faltam apenas quinze dias para o simbólico primeiro de janeiro que, no imaginário cultural significa a renovação das esperanças. Entretanto, como sempre que esperamos ansiosamente alguma coisa, o relógio parece andar mais devagar. E fica mais lento ainda quando os serviços públicos são feitos de forma burocrática. Há pelo menos duas semanas apontamos, aqui no blog, a existência de entulhos a recolher em várias esquinas do distrito. “Pelo andar da carruagem” isso vai acabar sendo tarefa do novo governo.

Mamógrafo

Depoimento de um morador. Em outubro, indaguei a Prefeitura, através do e-SIC (Protocolo: 2016.0148.000105), acerca do mamógrafo e recebi a seguinte resposta passada pelo funcionário que se identificou como Kaio Freijanes: “Bom dia Sr. Rodrigo Phanardzis. De acordo com e-mail enviado a Ouvidoria Municipal, segue resposta a sua solicitação, segundo posicionamento da Secretaria de Saúde e Defesa Civil. “Informamos que o serviço de mamografia não está funcionando em virtude do mamógrafo existente está parado a muito tempo para conserto e que segundo informações técnicas financeiramente é inviável o seu conserto e que o mesmo está obsoleto.” “Informações técnicas: Vimos informar sobre o equipamento de mamografia, marca RAEX, modelo Mammomatic, n.º 021, que se encontra no Hospital Municipal Victor de Souza Breves. Após realizar a análise técnica do equipamento, constatou-se que a placa da fonte e o tubo estão defeituosos, e para a realização de uma análise mais complexa, devemos substituir essas peças. Devido ao equipamento ter sido fabricado a mais de uma década, estamos com dificuldades para localizar um fornecedor para obtenção de peças para esse modelo. Ressaltando que o registro de venda ANVISA 10357380005, referente ao Mammomatic RAEX, se encontra vencido desde 10/01/2005. Pelo fato de ser um equipamento antigo, obsoleto, com mais de uma década de fabricação, não possui mais peças de reposição no mercado. Sugerimos que o mesmo seja ALIENADO.” Acreditando ter esclarecido sua dúvida, agradecemos o seu contato. Quaisquer esclarecimentos estamos a disposição. Secretaria de Integração Governamental”

Segue

Meu requerimento de 03/10: “Solicito informações sobre o porquê dos serviços de mamografia no Município não estarem funcionando. Segundo informações passadas hoje pelo conselheiro da saúde, sr. Paulo Fabrício Nigro, o mamógrafo do Victor de Souza Breves “Tinha sido dado baixa e enviado para ser desmontado em uma empresa tendo em vista a ampola radioativa. Mas conseguimos evitar o sucateamento e obrigamos o retorno para o hospital.” Sendo assim, solicito informações desta Prefeitura pois não é correto que as pacientes tenham que fazer seus exames em outros municípios tendo aqui o equipamento para diagnosticar o câncer de mama.” Concluo que, devido ao quantitativo populacional de Mangaratiba e a nossa proximidade com Itaguaí e com Angra dos Reis, talvez a melhor solução seja a SMS encaminhar as pacientes para fazerem seus exames nos municípios vizinhos. Só não sei como anda a prestação do serviço nessas duas cidades. Alguma usuária do SUS pode informar como a secretaria tem atuado quando os médicos requisitam esse tipo de exame? (Rodrigo Âncora da Luz)

A verdade dos fatos

O mamografo foi consertado há cerca de 2 ou três anos. Gastaram 51 mil reais. Como a rede eletrica do hospital não suportava o consumo do mamógrafo arranjaram uma desculpa de que a Secretaria de Saude do Estado tinha condenado o mamógrafo. Segurei o mamografo no hospital ate que recentemente alguem mandou o Secretário de Saúde dar baixa no mamógrafo que fez baseado em informações que lhe passaram. Quando me falaram imediatamente, atraves do Conselho exigimos o retorno do mamagráfo. Já esta de volta no hospital. Em Janeiro vamos resolver essa questão. (Paulo Fabricio Nigro, conselheiro do CMS)

Anúncios

2 respostas em “16 de dezembro de 2016

  1. Quro saber di sibrinho do Prefeito preso, ele foi reeleito.hehehehehehe…Toma papudo!Sera q vai ter o show prometido em Itacuruca no verao.hehehehe..
    A mulher do atual Prefeito tem q voltar a ser AUXILIAR ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA..

  2. Em resposta à pergunta do Sr. Rodrigo Âncora da Luz, sou uma das pacientes que precisou deste mamógrafo em janeiro do corrente ano e não consegui. A solução que encontrei para realizar tal exame foi o SASE, ou seja, tive que pagar por um exame que deveria ser prioridade em qualquer Município. Procurei em todos os hospitais vizinhos e não encontrei, enviei mensagem ao atual Prefeito Dr. Ruy Quintanilha e sequer obtive resposta… enfim, quanto ao câncer de mama, não é só este aparelho que nos faz falta em Mangaratiba. Não temos MASTOLOGISTA, não temos BIÓPSIA, não temos MAMÓGRAFO, não temos NADA…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s