12 de dezembro de 2016

Frase do dia

Grandes mentes discutem ideias. Mentes medianas discutem eventos. Mentes pequenas discutem pessoas. (Eleanor Roosevelt)

Torcedor

Na avaliação semântica da palavra “torcedor”, seja para aquele que acompanha uma equipe esportiva, seja em qualquer outra situação, o sentido é o mesmo: “aquele que torce a realidade em função de suas expectativas”. Mais ou menos a interpretação de um grande jurista do século passado: “se a verdade é contrária aos nossos interesses, mudemos a verdade”. Pois, nesta semana de reta final das decisões sobre quem ocupará as cadeiras de prefeito de Mangaratiba e Itaguaí, os “torcedores” estão quase cegos, de tão exaltados. Em Mangaratiba, uma internauta publicou o ofício do juiz eleitoral, dirigido a todos os partidos, comunicando data, hora e local para a cerimônia de diplomação. Pois, foi suficiente para ela “garantir” que seu candidato será diplomado e tomará posse. Mas e o julgamento no TSE? Sua suposta resposta talvez seria: “Tse? Que Tse que nada. O Tse não manda mais que o juiz local. (coisas de torcedor fanático)

Itaguaí

Já com relação ao município vizinho de Itaguaí e os eternos adversários do ex-prefeito Charlinho aqui em Mangaratiba, o “torcedor” mira seu ataque na postura do blog em apenas noticiar o que ocorre com sua candidatura. Diz esse “torcedor”, via área de comentários: “Bom Dia, esse blog direcionado para beneficiar algumas pessoas como o Charlinho. Não fala nada que seja contrário a ele, pois o Charlinho foi condenado a 14 anos de prisão e o Sr não fala nada. Gostaria de saber quanto por mês o Sr está levando pra denegrir o Wesley e omitir os erros do Charlinho, este blog é uma farsa!” (Jair Pereira Bastos)

Em resposta

Como dito mais de uma vez, blog não é jornal, é veículo de opinião. As opiniões aqui manifestadas representam o pensamento e/ou a interpretação dos fatos segundo o autor do blog. Sendo assim, todos os que tiverem o interesse em discordar democraticamente das posições aqui tomadas, terão seus comentários publicados, desde que dentro dos limites do respeito ético e moral. Essa linha, bem tênue, quase foi ultrapassada pelo leitor acima. Vale dizer, aliás, que não recebemos nem hoje, nem nunca, um centavo sequer de quem quer que seja, nem mesmo dos que tem anúncios postados ali na guia lateral. Há valores mais importantes na vida do que algumas moedas no bolso. Viver numa cidade melhor é um deles. Trabalhadores terem direito a receber seus proventos no dia determinado por lei é outro. Moradores poderem contar com segurança, atendimento eficaz e adequado à sua saúde e dos seus, outro. Saiba o comentarista que nem todos se vendem por “trinta dinheiros”.

Charlinho assume

A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro encaminhou à Promotoria Eleitoral de Itaguaí um parecer, não vinculativo, em que opina sobre a condição de inelegibilidade do prefeito eleito de Itaguaí, Carlos Busatto Júnior. Ele foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), no último dia 30 de novembro, a 5 anos e oito meses de reclusão em regime semiaberto e nove anos de detenção em regime semiaberto (processo 20135101800955-8) praticados na compra de ambulâncias para os municípios de Itaguaí (governado por Charlinho entre 2005 e 2002) e Mangaratiba (1997-2004). Como o candidato foi reeleito com 40,18% dos votos válidos, surgiram questionamentos quanto a sua elegibilidade após a condenação. Uma das questões enfrentadas pela Procuradoria Regional Eleitoral foi quanto à impossibilidade da coligação do segundo colocado nas eleições de Itaguaí ajuizar um Recurso Contra Expedição de Diploma de Charlinho. A Procuradoria interpreta que, em princípio, a coligação não possui legitimidade, considerando o que dispõe a lei das eleições. Entretanto, qualquer partido político poderia ingressar com um RCED. Entretanto, assinala a PRE, na mesma linha de entendimento recente do vice-procurador-geral Eleitoral, Nicolao Dino, que a inelegibilidade superveniente de qualquer candidato eleito só pode ser aferida até a data da eleição e não da diplomação. Assim, para a PRE, eventual RCED não se aplicaria ao caso de Charlinho, já que o julgamento do TRF2 (em 30/11) ocorreu após o dia das eleições (30/10) e o candidato era elegível na data da votação. Para a PRE, só haveria chance de novas eleições após o trânsito em julgado da sentença condenatória de Charlinho (quando não há mais possibilidade de recursos por parte do réu), uma vez que ele estaria com seus direitos políticos suspensos, conforme previsto na Constituição. No entanto, o prefeito reeleito ainda pode recorrer da decisão do TRF2. (Fonte: Ministério Público Federal, promotoria eleitoral)

Anúncios

Uma resposta em “12 de dezembro de 2016

  1. Prof Lauro. Tudo bem?

    O senhor está de parabens pelo blog. Gosto muito é leio pra todo mundo aqui em casa.
    Mas gostaria de saber afinal de contas o Charlinho assume ou nao a prefeitura de Itaguai.
    E Mangaratiga? Quem sera o prefeito?
    Se vc puder esclarecer pra gente sera uma benção.
    Um abraço,
    Ilma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s