27 de novembro de 2016

Frase do dia

Se você aproveitar o tempo a fim de melhorar-se, o tempo aproveitará você para realizar maravilhas. (Chico Xavier)

Quem avisa…

É prudente avisar aos gestores municipais que desobediência a ordem judicial também dá prisão. O alerta tem razão de ser a partir do despacho a seguir, constante do processo relativo ao ex-prefeito Capixaba e mais quarenta e três pessoas. “Reitere-se o oficio constante do doc. 17083 à Procuradora Geral do Municipio de Mangaratiba para informar a situação funcional dos Reús Luiz Carlos de Oliveira, Yasmim de Oliveira Conceição e Eli Vieira Peixoto, no prazo de 48 horas, sob pena de envio de peças ao Ministério Público para apuração de crime de desobediência. Rio de Janeiro, 24 de novembro de 2016. Des. Gizelda Leitão Teixeira.”

Não é de hoje

Na manhã de 3 de junho do ano passado, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, um jato particular, prefixo PP-SCB, se preparava para decolar. A aeronave já estava taxiando quando os pilotos e os cinco passageiros foram surpreendidos por um cerco. A operação, atípica, fora deflagrada por iniciativa da Receita Federal. Os fiscais foram informados de que malas haviam sido embarcadas de maneira suspeita no jatinho, sem passar pelo raio X. A operação cinematográfica, porém, foi abortada antes de ser concluída. Isso deu origem a uma investigação sigilosa em curso na Polícia Federal e no Ministério Público Federal. Reportagem de VEJA desta semana teve acesso à investigação, que revelou que, dentro do avião estava o ex-presi­dente Lula, acompanhado de um segurança mais três auxiliares. Nas malas, ninguém sabe o que havia. (Fonte: Revista Veja)

Meio ambiente ou ‘meu’ ambiente?

O que você faria com um salário de R$ 9.200? Curtiria praias, piscina, viajaria para uma montanha, desfrutaria do conforto de uma cobertura na Zona Sul de Niterói? Foi o que fez Andréa Pinto Costa, e com tempo de sobra para aproveitar. Apesar de receber o valor como subsecretária de Fiscalização e Licenciamento da Prefeitura de São Gonçalo, o Ministério Público afirma que ela nunca apareceu no local de trabalho, por isso apresentou uma denúncia contra ela à Justiça. “Chegamos até esse caso durante a apuração de uma denúncia de deficiências estruturais na Secretaria municipal de Meio Ambiente. Problemas que vinham atrapalhando o trabalho de fiscalização e licenciamento na cidade” explica a promotora de Justiça Renata Neme, da promotoria de Meio Ambiente de São Gonçalo. Funcionários do alto escalão da pasta confirmaram que ela nunca foi até lá. Mas as folhas de ponto aparecem.

Segue

De acordo com a denúncia do MP, encaminhada para a 8ª Vara Cível da cidade, somente em 2015 a pseudo subsecretária recebeu um total de R$ 82.800, e no corrente ano de 2016, até esta data, a mesma percebeu quantia de R$ 92.000, perfazendo um total de R$ 174.800. E o documento arremata: “isso sem ter desempenhado a sua função por sequer um dia!” A subsecretária municipal foi nomeada no dia 31 de março de 2015. O relatório de ponto informa que a funcionária teve frequência integral naquele ano. O endereço da subsecretária não é o mesmo que consta no cadastro da prefeitura, segundo o MP. Lá figura um endereço em São Gonçalo, mas Andréa Costa, na verdade, teria se mudado para uma cobertura no Jardim Icaraí, em Niterói. Ontem, no entanto, o porteiro informou que ela já não morava mais lá.

Vai além

Enquanto a subsecretária leva uma vida confortável, a população gonçalense enfrenta mais uma crise na coleta do lixo. De acordo com promotores que investigam o caso, a função dela, de fiscalizadora e licenciadora dos assuntos do meio ambiente, seria útil neste momento. Andréa Costa não recebe só os R$ 9.200 dos cofres públicos. Como professora da rede estadual, faz jus a remuneração bruta de R$ 5.122. Apesar de não estar em sala de aula, a Secretaria estadual de Educação informou que a funcionária cumpre a carga horária em função administrativa. O órgão vai instaurar sindicância para apurar a conduta dela em São Gonçalo. Na ação que move contra Andréa Costa, por improbidade administrativa, o Ministério Público pede a suspensão dos pagamentos pela prefeitura e o bloqueio de bens “suficientes a satisfazer eventual ressarcimento” dos prejuízos. Também requer à Justiça “multa, inelegibilidade, proibição de exercer cargos públicos e devolução integral aos cofres municipais da remuneração percebida durante o exercício do cargo, acrescida de juros e atualizações”. (Fonte: Jornal Extra)

Anúncios

4 respostas em “27 de novembro de 2016

  1. Se você aproveitar o tempo a fim de melhorar-se, o tempo aproveitará você para realizar maravilhas. (Chico Xavier)
    Não entendi.
    Hermetismo inextricável ou burrice minha ?

  2. Cabral representava Mangaratiba,os velhinhos, Aarão e Picciani.
    E outros deltas.
    Votaríamos de novo nele?
    OBS:Pauta do TSE

  3. A “esquerda”assim entre aspas,comeu barriga ao não perceber que o Brasil nãol precisava de ideologia , e sim de competência admnistrativa.
    E continuam chiando.
    Lindiniho,Vanessa e Gleisi,apesar de estarem com saudades de Evandro agem como seres humanos livres de qualquer mácula.
    Argghh(como é mesmo que se abrevia NOJO?)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s