06 de outubro de 2016

Frase do dia

Otimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber lidar com o pior. (Max Gunther)

A novela. Últimos capítulos

Entrou na pauta de ontem do Tribunal Regional Eleitoral o recurso so Ministério Público Eleitoral pedindo o indeferimento do registro da candidatura do ex-prefeito Aarão. Ao contrário da decisão de Itaguaí, que foi uma decisão unânime em favor de Charlinho (6 a 0), no caso de Mangaratiba a divergência ocorreu rachando o plenário, ficando 3 desembargadores a favor e 3 contra, cabendo ao Presidente do TRE o voto de desempate. A situação agora será resolvida no TSE, onde o posicionamento é aparentemente favorável ao indeferimento da candidatura de Aarão.

A novela. Últimos capítulos

Também entrou na pauta do TRE o julgamento da candidatura do ex-prefeito Charlinho, em Itaguaí. Ao contrário de Mangaratiba, no município vizinho o Ministério Público pediu que sua candidatura fosse aprovada. Por unanimidade, o TRE-RJ deferiu sua candidatura à Prefeitura de Itaguaí pela coligação “Por uma Itaguaí Melhor” ao dar provimento a recurso interposto contra sentença do Juízo da 105ª Zona Eleitoral. Com isso, Charlinho se torna o primeiro colocado no pleito municipal, já que a decisão tornou válidos os 27.913 votos que ele recebeu no dia 2 de outubro, superando o candidato Weslei Pereira (PSB), da coligação “Somos Itaguaí” que obteve 26.329 votos.

Capítulo final

Em ambos os casos, o final dessas duas novelas ainda deve demorar mais alguns dias, posto que quem perder terá o direito de recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, que pode demorar até mais trinta ou quarenta dias para tomar a decisão final.

Nova Iguaçú

Na mesma situação de outros municípios, em Nova Iguaçú o candidato Rogério Lisboa, que constava como “indeferido”, foi confirmado candidato na sessão plenária do Tribunal Regional Eleitoral, no início da noite de ontem. O recurso de Rogério, contra o indeferimento de sua chapa alegou que o candidato não apresentara todos os documentos exigidos pela legislação eleitoral. O recurso foi aceito por seis magistrados. Apenas um foi contrário. Assim, Nova Iguaçú terá segundo turno no próximo dia 30. (Fonte: Extra – O Globo)

Teresópólis

Por maioria de votos, Mario Tricano, candidato à Prefeitura de Teresópolis pela coligação “Juntos Estamos Superando a Crise” , teve seu registro deferido nessa quarta-feira pelo Plenário do TRE-RJ, que deu provimento a recurso interposto contra sentença do Juízo da 38ª Zona Eleitoral. Com isso, Tricano se torna o primeiro colocado no pleito municipal, já que a decisão tornou válidos os 35.100 votos que ele recebeu no dia 2 de outubro, superando o candidato Dr. Luiz Ribeiro. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.

Vai custar caro

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados instaurou processo por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Jean Wyllys. O deputado vai responder por ato atentatório por ter cuspido em direção ao deputado Jair Bolsonaro no dia da votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff no plenário da Casa. Foram sorteados três candidatos para relatar o processo: Ricardo Izar, Zé Geraldo e Leo de Brito. O presidente do colegiado, José Carlos Araújo, escolherá nos próximos dias um dos três para a função. O processo é fruto de seis representações levadas à Corregedoria da Casa, sendo duas delas do ator Alexandre Frota. A Mesa Diretora aprovou o encaminhamento das representações e sugeriu a suspensão do mandato parlamentar por até seis meses. Caberá ao Conselho de Ética arquivar ou dar continuidade ao processo. (Fonte: Estadão conteúdo)

Já custou caro

Um dos quadros históricos do Partido dos Trabalhadores, Olívio Dutra fez uma dura avaliação sobre o desempenho da legenda no primeiro turno das eleições municipais, ocorrido no último domingo. Em entrevista à Rádio Gaúcha, ele disse que o PT “levou uma lambada” e classificou de “legítima, consciente e necessária” a reação do eleitorado, em razão da série de escândalos em que muitos de seus dirigentes se envolveram. Na entrevista, ele afirmou que suas críticas não são recentes, lembrando não apenas a Operação Lava Jato, mas também o escândalo do mensalão. Olívio atribui o atual momento vivido pelo PT à postura das “figuras que atuaram na direção do partido” e que se envolveram em atos que desembocaram “nesse desgaste total”, referindo-se a atos de corrupção. Olívio considera que o resultado das urnas é reflexo deste desgaste. Nesse sentido, segundo ele, o PT “não pode achar que é vítima” da situação. “Não adianta dizer que a culpa é do Judiciário, do adversário, da grande mídia”, afirmou. “Existem erros graves pelos quais as pessoas estão sendo julgadas e algumas até presas.” Em outro momento, ele disse que não é possível “alisar o pelo de quem cometeu tamanhos erros”. Questionado sobre as práticas que ele condena, o petista citou que é errado, por exemplo, ter a percepção de que o Estado deve ser assumido como propriedade de governantes, familiares e financiadores de campanha. Ele também criticou a aceitação daquilo que chamou de “coligações esdrúxulas” para vencer eleições. (Fonte: Revista Isto é)

Anúncios

Uma resposta em “06 de outubro de 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s