11 de agosto de 2016

Frase do dia

As explicações longas enganam a quem as dá ou a quem as ouve. (Goethe)

Plano B

Está em curso uma articulação política que tem por objetivo substiuir um dos candidatos a prefeito nas eleições de outubro. Ao que tudo indica, caso a justiça eleitoral confirme a inelegibilidade desse candidato, seu substituto poderá vir de um certo partido que foi vítima de um recente golpe articulado nos meandros das instâncias estaduais.

Rua Irene Mafra

No final da Brasilinha, em Itacuruçá, há uma rua que já foi chamada de “rua existente” e hoje tem o nome de Irene Ramos Mafra, com direito a placa na esquina e tudo o mais. No entanto, ao que parece, para a administração do distrito ou para a secretaria de serviços públicos, qualquer que seja o responsável por esse tipo de cuidado, o trecho final da rua parece não existir. Moradores da área já reclamaram várias vezes pedindo a retirada desse entulho ali depositado, sem sucesso.WP_20160810_10_53_11_Pro

Ecos petistas

Por quê a maior parte da imprensa esconde que a judoca Rafaela Silva, o primeiro ouro nacional nos Jogos do Rio, é sargento da Marinha do Brasil e faz parte do programa de desenvolvimento de atletas de alto nível das Forças Armadas? Por quê é imprecisa sobre os fatos e, mesmo estando em 2016, preconceituosa com os militares ao não reconhecer o trabalho bem feito em nome do país, neste caso dos militares, que são igualmente brasileiros e somam medalhas para o Brasil? A maioria dos colegas das redações se esmera ao lembrar da origem humilde da atleta, o que é um fato, mas erra ao não citar e valorizar o meio como ela, com sua competência e dedicação, se superou. Este também um fato, mas desta vez ignorado. Chega do coitadismo disfarçado de benemerência com desinformação conveniente. Ressalte-se o sucesso pela competência dela e da estrutura a que teve acesso. Reconheça-se isso. Em algum momento, o Brasil acertou com ela. Este é um modelo a ser seguido. A sargento Rafaela Silva, a primeira medalhista de ouro, foi grandiosa por si, pela sua superação depois de Londres, e pelos meios que a permitiram se desenvolver. Ela é o exemplo a ser seguido. É talento de uma brasileira de sempre e um êxito do Brasil contemporâneo. (Vida Militar)

Visto de fora

O genial jornalista Nelson Rodrigues, sempre teve uma língua ferina e certeira em todos os assuntos. Uma de suas “pérolas” dizia que o brasileiro tinha “complexo de vira-lata”. Ou seja, por aqui, tudo seria pior do que no resto do mundo. O jornal “Le Figaro” fez uma reportagem bastante elogiosa aos jogos do Rio, na qual afirma que  “o espetáculo e um clima contagiante reinam na Cidade Maravilhosa”. O diário diz que, apesar das inevitáveis falhas, o Brasil proporciona aos espectadores da Olimpíada um momento mágico e encantador. Para corroborar a boa impressão, o jornal francês destaca comentários de atletas seduzidos pela simpatia brasileira. Novak Djokovic, nº 1 do tênis derrotado na estreia, “não resistiu às lágrimas de emoção pelo carinho demonstrado pela torcida brasileira”, diz “Le Figaro”. Já o jogador de polo francês Mehdi Maezouki conta que, com tudo o que aparecia na imprensa internacional, ele estava apreensivo antes de vir à cidade. Mas, ao chegar, não teve maiores problemas. “Zika? Eu não vi um mosquito no Rio, vejo muito mais em Paris”, diz o atleta.

Lingua culta

A ministra Cármen Lúcia foi eleita hoje pelos colegas para assumir a Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) pelos próximos dois anos. Ela será empossada no cargo em cerimônia no dia 12 de setembro. Mas já tomou sua primeira decisão. Será A Presidente Cármen Lúcia e não a presidenta Cármen Lúcia. Na sessão desta quarta-feira, o atual presidente, ministro Ricardo Lewandowski, deixou no ar a pergunta se a ministra gostaria de ser chamada de presidente ou presidenta. Cármen Lúcia, de pronto, respondeu. “Eu fui estudante e sou amante da Língua Portuguesa. Então é presidente”. Dilma Rousseff, desde que assumiu o cargo, exigia ser chamada de presidenta.

A propósito

No afã de defender Dilma Roussef na sessão de pronúncia no Senado Federal, na noite de segunda-feira, a senadora Vanessa Graziotin escorregou na língua e disse que estava ali defendendo a presidenta que era inocenta.

Anúncios

2 respostas em “11 de agosto de 2016

  1. Sobre sua primeira matéria há grandes rumores sobre isto Prof. Isto sim é que podemos chamar de Golpe o Sr. Não acha?

  2. Equipe do GPA responsável por tomar conta 24 horas da escultura no alto da cachoeira de Muriqui foi atacada a tiros, conseguiram se abrigar na mata e conseguiram descer e pedir apoio e registrar a ocorrência na 165 que disse que como só houve os disparos não poderiam ir ao local e a guarnição da UPAM que estava na delegacia registrando ocorrência disse que é muita coragem trabalhar 24 horas desarmados em local de tráfico. Vamos ver que posição a secretaria de segurança irá tomar. Pois ficou impossível continuar passando 24 horas no meio da mata tomando conta da escultura e sobre disparos de traficantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s