05 de julho de 2016

Frase do dia

Viver é enfrentar um problema atrás do outro. O modo como você o encara é que faz a diferença. (Benjamin Franklin)

Acontece na terra dos Breves

Caros amigos, é com muita frustração que venho expressar a falta de respeito desta Prefeitura com a minha pessoa. Eu estava lotado na Secretaria de Ação Social, ocupando a função de Superintendente de Promoção de Igualidade Racial. Consegui a aprovação de um Projeto de minha autoria, chamado Negros de Mangaratiba, para Estruturação da Superintendências e Conselho COMPIRMAN, aquisição de um carro e Criação do Conselho, está verba vem do Governo Federal, através da chamada pública 2016 da SEPPIR, no valor de R$ 112.956,25 (cento e doze mil novecentos e cinqüenta e seis reais e vinte e cinco centavos) Pois bem! E sem um prévio Aviso recebi a notícia de minha Exoneração no dia 06/05 porém estava exonerado desde o dia 30/04. Sendo que no dia 02/05 fiquei preso dentro da Prefeitura com um outro servidor publico, alimento o sistema SINCOV para aprovação do Projeto em questão. Como Exonerado dia 30? Caro Prefeito como pode acontecer uma coisa desta? O senhor além de ter me Exonerado, me substitui por uma pessoa que nem é do Município, ou melhor dentro de 03 três, Superintendências são todos da mesma família e não são residentes do  município? Lhe pergunto. Onde está a valorização do cidadão de Mangaratiba? Onde está o meu direito de como munícipe? Onde está a oportunidade para a população de Mangaratiba, como há minha? Venho também lhe agradecer a oportunidade a mim prestada, para adquirir mais experiência curricular. Só não servirá para sua gestão, pelo visto. Deixo uma pergunta. Como posso deixar uma pessoa me representar, fazendo isso com uma pessoa que tem raízes do Município, e que há familiares residentes em todos os distritos? (Anderson da Unimed)

Notícia fresquinha

O Tribunal Superior Eleitoral, no uso das atribuições que lhe confere o art. 23, inciso XV, do Código Eleitoral, resolve aprovar a proposta de edição do seguinte verbete de súmula: Os prazos de inelegibilidade previstos nas alíneas j e h do inciso I do art. 1º da LC nº 64/90 têm termo inicial no dia do primeiro turno da eleição e termo final no dia de igual número no oitavo ano seguinte. Diz a alínea h: “os detentores de cargo na administração pública direta, indireta ou fundacional, que beneficiarem a si ou a terceiros, pelo abuso do poder econômico ou político, que forem condenados em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, para a eleição na qual concorrem ou tenham sido diplomados, bem como para as que se realizarem nos 8 (oito) anos seguintes. Alínea j: os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado da Justiça Eleitoral, por corrupção eleitoral, por captação ilícita de sufrágio, por doação, captação ou gastos ilícitos de recursos de campanha ou por conduta vedada aos agentes públicos em campanhas eleitorais que impliquem cassação do registro ou do diploma, pelo prazo de 8 (oito) anos a contar da eleição.” (Publicada no DJE de 24, 27 e 28.6.2016.)

É grave a crise

De janeiro a junho, 1.098 empresas quebraram no Brasil sob os impactos da crise que assola a economia, revela levantamento da Boa Vista Serviço Central de Proteção ao Crédito. O número representa um aumento de 26,5% sobre o total de empresas que pediram falência no primeiro semestre do ano passado. Só em junho a Boa Vista registrou aumento de 20,2% na quebradeira de empresas comparativamente a maio e crescimento de 22,8% na comparação com o mesmo mês de 2015. As falências decretadas também fecharam o semestre em alta. Subiram 11,3% na comparação com os decretos contabilizados de janeiro a junho de 2015. Em junho, comparativamente ao mesmo mês no ano passado, os decretos de falências cresceram 0,9%. Já em relação a maio, caíram 15,6%. A Boa Vista SCPC também tabulou os dados relativos aos pedidos de recuperação judicial e recuperações judiciais deferidas. Os pedidos crescerem 113,5% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado e os deferimentos cresceram 118,8% na mesma base de comparação. (fonte: Agência Estado)

Anúncios

Uma resposta em “05 de julho de 2016

  1. Para quem tinha duvida basta ler a noticia do TRE para os que podem e quem nao pofe ser candidato..Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s