26 de maio de 2016

Frase do dia

Aprendei a fazer bem. Procurai o que é justo. Ajudai o oprimido. Fazei justiça ao órfão. Tratai da causa das viúvas. (Isaías 1:17)

A velha política

Até há alguns anos, funcionário contratado da prefeitura não podia ser visto sequer no mesmo espaço público em que estivesse algum concorrente direto ao cargo de prefeito. Há cerca de um ano, com a prisão do ex-prefeito Capixaba, a prática pareceu ter tido fim. Entretanto, não é bem assim, a se deduzir da nota publicada pelo músico Badeco. Diz ele: “Com surpresa recebi ontem a notícia de que fui impedido de cantar na festa de aniversário do Núcleo da Terceira Idade da Praia do Saco, assim como faço com o Grupo Coro de Coreto há quase dois anos na Praça Robert Simões, Centro de Mangaratiba: gratuitamente. O motivo de tal impedimento por parte dos senhores Edu Jordão e Ruy Quintanilha é tão somente porque sou pré-candidato a vereador no mesmo partido que Alan Bombeiro, pré-candidato a prefeito e oposição ao atual governo municipal.Talvez o Sr. Edu Jordão já tenha esquecido que, há poucos anos atrás, o recebia com frequência na Secretaria Municipal de Turismo e Eventos, quando choroso, me solicitava humildemente que intercedesse pela realização dos seus eventos junto à prefeitura, o que sempre fiz, atendendo aos seus pedidos. Mas, surpreendentemente, contrariando a clássica canção de Ataulfo Alves, vento que venta lá não venta cá!A soberba do atual vereador e do prefeito os impede de perceber que quem perde com tal atitude reacionária é tão somente a população de Mangaratiba, principalmente os participantes do Núcleo da Terceira Idade da Praia do Saco, com os quais, após ser convidado, comprometi-me a alegrar sua noite de festa. A população de Mangaratiba, cansada de tantos desmandos e perseguições, está ansiosa por mudanças e confia na minha pré-candidatura, tornando-a cada dia mais forte. Ainda apropriando-me da música de Ataulfo Alves, afirmo que cada santo tem seu dia. E, quando chegar a hora em que toda essa horda de políticos ditadores for banida, as portas do novo governo estarão abertas também para os senhores Edu Jordão e Ruy Quintanilha, pois essa mesquinhez e pensamento pequeno não estarão presentes na gestão de Alan Bombeiro.” (Badeco Batista)

Devagar com o andor

Na tarde terça feira, 24 de Maio, o jornalista Fábio Pontes, proprietário da Revista Rota Verde de Mangaratiba, foi agredido e ameaçado pelo vereador Alan Costa, conhecido como Alan Bombeiro. O mesmo é pré candidato a Prefeito da cidade. Segundo relato do jornalista na delegacia, o vereador estava no mesmo restaurante que ele foi almoçar, no centro da cidade. Ao avistá-lo, Alan Bombeiro foi à seu encontro junto com seus assessores. O vereador o indagou sobre diversas postagens anônimas que circulam na internet, atribuindo ao jornalista as postagens. Em uma delas, o vereador seria acusado de uso indevido da verba parlamentar, viajando para lugares paradisíacos do Brasil com argumento de que ia para cursos de vereadores. Com a negativa do jornalista Fabio Pontes de que era o autor das denúncias, Alan Bombeiro o teria ameaçado com supostas gravações e desferindo três tapas nas costas do jornalista. Fábio Pontes registrou um Termo Circunstanciado na delegacia sob o número 165-00763/2016. Ao sair da delegacia o Jornalista se pronunciou sobre o acontecido. “Nossa cidade já sofreu muito com os desmandos da antiga gestão. Não queremos um município refém de gângster ou de currais eleitorais mantidos à base da força e violência. O que mais me deixou constrangido foi o fato de levar tapas e ser ameaçado por coisas que não fiz. Tenho um veículo oficial de comunicação. Se tivesse que fazer qualquer tipo de denúncia o faria de forma legal e pública. E mesmo que eu tivesse sido a via das publicações nada justifica uma agressão à um jornalista e cidadão . Vou considerar como um atentado à liberdade de imprensa e cerceamento da livre expressão”. Disse o jornalista Fábio Pontes. (Fonte: Correio Brasília)

Traições e traidores

A sessão do dia 24/05/2016 na Câmara Municipal de Itaguaí, deu provas de que o que eu disse há menos de 15 atrás, está apenas começando, ou seja, o próximo pleito eleitoral será marcado pela traição e pela infidelidade partidária. O ex-Prefeito e atual Presidente do Diretório Municipal do PMDB Carlos Busatto Junior, o Charlinho, protocolou um requerimento na Câmara Municipal de Itaguaí, solicitando a abertura de uma CPI para apurar as supostas irregularidades apontadas pelo atual Prefeito, Weslei Pereira, em função da grande quantidade de material escolar encontrada em um galpão, quando foram citados além do nome de Charlinho, o nome do Prefeito eleito que o sucedeu, Luciano Carvalho Mota, como responsáveis. A prévia da traição já estava corrente, e na feira de domingo todos na cidade sabiam. Apenas 2 Vereadores (Jailson da Agricultura e Abelardinho) dos supostos 7 da base aliada de Charlinho na Câmara Municipal, incluindo aí os 5 do mesmo partido, o PMDB, votaram à favor da abertura da CPI. (Por Sérgio Prata)

Privatizando a ilha Grande

Uma matéria do jornal O Globo, publicada na última quinta-feira, 19, colocou um holofote em uma questão que preocupa moradores e turistas que visitam a Ilha Grande, em Angra dos Reis, a proposta de uma Parceria Público-Privada para gestão do Parque Estadual da Ilha Grande. Segundo O Globo, em 30 dias, a Secretaria do Ambiente deve publicar aviso de consulta pública para que empresas manifestem interesse na gestão da Ilha Grande, uma das unidades de conservação do estado. O próximo passo será firmar uma Parceria Público Privada. Além da gestão do parque, a iniciativa privada deverá ser responsabilizar pelo saneamento na ilha. Ainda de acordo com o jornal, o processo de privatização da Ilha Grande vem sendo discutido pelo estado desde janeiro de 2015, em parceria com o Instituto Semeia. Corrêa acredita que, no meio do ano que vem, a gestão da Ilha Grande comece a ser feita por uma empresa. Com isso, os visitantes passarão a pagar uma taxa ambiental de ingresso, ainda não definida. Ficarão isentos moradores da própria ilha, de Angra dos Reis e de Mangaratiba. (Fonte: Angranews)

Novo timoneiro

O ministro Gilmar Mendes assumiu nessa terça-feira a presidência da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal. Composto por cinco ministros, o colegiado é o responsável pelo julgamento de inquéritos, ações penais e questões relacionadas à Lava-Jato. Gilmar passará a exercer a função a partir da próxima sessão, no dia 31 de maio, pelo período de um ano. Nesta terça-feira, Dias Toffoli presidiu a Segunda Turma pela última vez, depois de um ano no posto. A escolha do sucessor é feita por rodízio, pelo critério da antiguidade. Como presidente da Segunda Turma, Gilmar poderá ditar o ritmo dos julgamentos. A partir do momento em que Teori liberar os processos para a pauta, o presidente do colegiado tem a atribuição de agendar a data dos julgamentos, dando prioridade aos casos ou não. Segundo o Regimento Interno do STF, são julgados nas turmas os inquéritos e ações penais contra parlamentares. A Lava-Jato é assunto da Segunda Turma porque o relator dos casos integra o colegiado. Ainda segundo o regimento, os presidentes da Câmara e do Senado são julgados no plenário do tribunal, composto pelos onze integrantes do STF.

Olho vivo

O WhatsApp caiu nas desgraças dos piratas da internet. Hackers disseminam um golpe que promete acesso a uma “exclusiva” versão ‘gold’ do popular aplicativo de bate-papo. Não se iluda com o conto do ouro de tolo, ou você terá de formatar seu celular. As mensagens, por enquanto em inglês e em espanhol, trazem convite para a atualização, alegando que só celebridades tinham direito à versão dourada. “O app vazou”, diz a mensagem. O texto lista ainda vantagens do ‘upgrade’: chamadas gratuitas de vídeo (como no Skype), a possibilidade de enviar até 100 imagens de uma só vez (quando o limite é de 20) e uma função para deletar mensagens mesmo depois de tê-las enviado. Tudo balela. O link, que na atual cepa se esconde sob o falso endereço www.goldenversion.com, aponta para sites de armazenamento que abrigam malwares, programas maliciosos capazes de fazer estragos, como rastrear dados de navegação, roubar senhas ou até permitir acesso remoto do aparelho — ativando a câmera ou o microfone, por exemplo. Vírus de celular são ainda mais capciosos, pois exigem conhecimento avançado para a limpeza. Como nem todos usam antivírus em smartphones, é necessário, em caso de contaminação, reiniciar o aparelho no modo de segurança, procedimento que varia de modelo para modelo, para localizar o arquivo malicioso e apagá-lo. Muito cuidado ao sair tocando em qualquer URL. Nem sempre o endereço exibido é o destino real. Procure sempre baixar ou atualizar apps nos canais comuns, como a Google Play Store, no Android, e na App Store, no iOS. Desconfie se aparecer um link que aponte para um *.apk — extensão que, no Android, indica programa. O sistema Android tem uma ‘trava’ padrão, no gerenciador de aplicativos, que proíbe a instalação de programas de “fontes desconhecidas”, como é o caso da maioria dos malwares. Cuidado para não modificar essa configuração.

Anúncios

2 respostas em “26 de maio de 2016

  1. Muito comico essa Mangaratiba!
    Esse rapaz do Jornal é tão inocente, nunca sabe nada, nunca fez nada.rs.Uma verdadeira vitima da politica de Mangaratiba.E pr falar nisso por onde anda a revista rota verde.Agora é de conhecimento de todos q os vereadores usam de seys cargos para fazerem cursos e tal.

  2. Essa acusação ao Alan Bombeiro não procede, quem o conhece sabe que ele seria incapaz de tal atitude. E apenas mais um jogo sujo de interesses, pra que tal matéria sairia num jornaleco de Brasília??? Faça me o favor, cheira a falta de caráter.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s