22 de maio de 2016

Frase do dia

Direitos não se ganham, não se pedem, não se mendigam: arrebatam-se. (José Marti)

Indignação

Manifestação em uma rede social. “Ridículo o que estão fazendo. Ridículo. Sujo. Lamentável. Trabalhei na Autoescola Costa Verde. Acompanhei tudo. Fotografei passo-a-passo cada conquista para o projeto.Vi todo o empenho do Márcio Chalegre pra conseguir trazer para o município o local de provas práticas autorizado pelo Detran. E. depois de meses lutando, horas, aguardando no gabinete do Prefeito pra ser atendido (não foi uma, nem foram duas vezes. Foram várias vezes) pra tentar apoio. Depois de vê-lo custear do próprio bolso a pintura do local, o corte do mato que estava alto, o material de construção usado (aqui, tivemos a participação da Autoescola Mangaratiba, dirigida pelo José Carlos), o portão colocado, o pagamento dos colaboradores, agora, vem um político e fica com o mérito? Não concordo! isso não existe. Mentira tem perna curta. Um investimento alto, pra trazer benefícios à população e claro, aos alunos da autoescola não pode ter sido em vão. Não será em vão, porque a verdade tá aí, pra quem quiser vê-la. Fácil agora, arrumar um “pai pra criança”. Agora que já tá tudo certo, tudo pronto. Márcio, parabéns pelo esforço, pela garra, pelo papel que você teve que foi ímpar. Sem ajuda, correu atrás, resolveu, fez e aconteceu! Ver político querendo tirar onda sem poder, pra variar, é normal. Mas ficar quieta? Não. Me desculpa Márcio, se estou te expondo, mas não gosto de coisa errada. Sou assim desde pequena e a tendência é piorar. Lembrando que a participação, se é que assim pode ser chamada, da Prefeitura foi Somente a assinatura do Prefeito autorizando. Nada além disso! (Carolina Sobrinho Prado)

Pode ou não pode?

Não configuram propaganda eleitoral antecipada, desde que não envolvam pedido explícito de voto, a menção à pretensa candidatura, a exaltação das qualidades pessoais dos pré-candidatos e os seguintes atos, que poderão ter cobertura dos meios de comunicação social, inclusive via Internet . A participação de filiados a partidos políticos ou de pré-candidatos em entrevistas, programas, encontros ou debates no rádio, na televisão e na Internet, inclusive com a exposição de plataformas e projetos políticos, observado pelas emissoras de rádio e de televisão o dever de conferir tratamento isonômico. A realização de encontros, seminários ou congressos, em ambiente fechado e a expensas dos partidos políticos, para tratar da organização dos processos eleitorais, da discussão de políticas públicas, dos planos de governo ou das alianças partidárias visando às eleições, podendo tais atividades ser divulgadas pelos instrumentos de comunicação intrapartidária. A realização de prévias partidárias e a respectiva distribuição de material informativo, a divulgação dos nomes dos filiados que participarão da disputa e a realização de debates entre os pré-candidatos. A divulgação de posicionamento pessoal sobre questões políticas, inclusive nas redes sociais. A realização, a expensas de partido político, de reuniões de iniciativa da sociedade civil, de veículo ou meio de comunicação ou do próprio partido, em qualquer localidade, para divulgar ideias, objetivos e propostas partidárias. (Resolução TSE 23.457)

Fazemos o diabo

Antes das eleiuções de 2014, a presidente afastada Dilma Roussef afirmou que, em períodos eleitorasis “fazemos o diabo”. A revista IstoÉ traz uma informação chocante. Por ordem de Dilma, a ABIN grampeou Michel Temer, grampeou também o juiz Sergio Moro e o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso. A revelação dos grampos, e a origem dos arapongas que os colocaram, foi feita a partir de um levantamento produzido  por uma empresa internacional contratada para varreduras. A conclusão é de que “os espiões seriam agentes da Abin trabalhando a pedido de Ricardo Berzoini (outro ex-ministro na mira da Lava Jato), a quem a agência estava, na prática, subordinada desde outubro do ano, por determinação da presidente afastada, Dilma Rousseff”. A descoberta representa mais um prego no caixão político de Dilma. Tanto no Palácio do Planalto como entre ministros do Supremo Tribunal Federal existe a certeza de que nos últimos seis meses agentes da Agência Brasileira de Inteligência, teriam espionado o presidente Michel Temer, líderes do PMDB, o juiz Sérgio Moro e até ministros do STF. A descoberta, há cerca de duas semanas, de um grampo ambiental instalado sob a mesa do gabinete do ministro Luís Roberto Barroso confirmou as suspeitas que a equipe do presidente Michel Temer e membros da força tarefa da operação Lava Jato têm desde dezembro. Foi a Abin que grampeou o gabinete do ministro”, revelou a dois senadores o tenente coronel André Soares, ex-agente da Abin ainda lotado na Presidência da República. No final de março, uma empresa internacional de informações que atua no Brasil há mais de dez anos foi contratada para varreduras e detectou a arapongagem. Os espiões, segundo o levantamento feito pela empresa, seriam agentes da Abin trabalhando a pedido do ex-ministro Ricardo Berzoini, a quem a agência se reportava desde outubro do ano, por determinação da presidente afastada, Dilma Rousseff. Os episódios de bisbilhotagem descobertos a partir de dezembro foram tratados com absoluta discrição pelos auxiliares de Temer e pela equipe de segurança do STF e se mostraram determinantes para o presidente recriar o GSI (Gabinete de Segurança Institucional). A equipe de Temer acredita que sob a tutela do general Sérgio Etchegoyen a Abin possa ser melhor controlada.

Tem mais

Duas semanas antes do Natal os responsáveis pela segurança de Temer passaram a estranhar a presença de “fotógrafos” postados nos limites do Palácio do Jaburu, de onde poderiam registrar todas as visitas recebidas pelo então vice-presidente. Na mesma época, Temer passou a estranhar algumas interferências em suas ligações telefônicas e comentou o fato com pelo menos dois líderes do PMDB muito próximos a ele. Surpresos, os dois disseram estar com o mesmo problema. Diante disso foi contratada a empresa internacional de inteligência. Sessenta dias depois, membros da operação Lava Jato, que pedem para não ter os nomes revelados, receberam informações anônimas denunciando espionagem sobre o juiz Sérgio Moro. O fato teria se confirmado, pois, segundo agentes da Polícia Federal ouvidos por ISTOÉ, o ex-presidente Lula teria sabido com antecedência que seria obrigado a depor coercitivamente e também soube de que sua conversa com Dilma sobre a frustrada nomeação para a chefia da Casa Civil havia sido gravada. Moro teria tornado pública as gravações a partir do momento em que tomou conhecimento de que pudesse estar sendo monitorado pela Abin. Finalmente, no mês passado, a partir de investigação sigilosa feita pela Polícia Civil de São Paulo foi comprovado que o computador pessoal de Marcela Temer, mulher do presidente, havia sido invadido por hackers. Oficialmente, a varredura feita há duas semanas pela Secretaria de Segurança do STF no gabinete de Barroso foi uma ação rotineira. Na verdade, porém, todos os gabinetes do Supremo foram vistoriados depois que três ministros receberam informações de que seriam alvos de bisbilhoteiros. Diante dessas constatações, na semana passada o diretor da Abin, Wilson Trezza acertou sua saída do cargo que ocupa há oito anos. A tendência é a de que ele continue no posto até o final das Olimpíadas, tempo suficiente para que o governo Temer escolha um sucessor, que precisará ser sabatinado pelo Senado antes de assumir.

 

 

Anúncios

Uma resposta em “22 de maio de 2016

  1. Domingo,pós-prandial,é hora de descascar:
    Ou não professor?
    Lei de proteção á mulher?Ao negro?Ao Índio?Ao tatuado(in),ao transsexual?
    Prefiro ao ser humano.
    Quando o ser Humano(EU),chega à aposentadoria(EU),tem que pagar plano de saúde exorbitante;porque(é assim mesmo?)o SUS,que ele sempre sustentou deixa-o morrer inevitavelmente.
    Municipalizando -parei de transar para não precisar de parto no HMVSB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s