30 de março de 2016

Frase do dia

Não é tanto o que fazemos, mas o motivo pelo qual fazemos que determina a bondade ou a malícia. (Santo Agostinho)

(In) Segurança

Ao que parece, mais um assalto aconteceu em Muriqui na noite de ontem. De acordo com as primeiras informações, os bandidos fugiram pela RJ 14 até Itacuruçá, por volta das vinte e uma e trinta. Abandonaram o carro em que estavam e trocaram tiros com a polícia na RJ14. O automóvel, um Gol prata, tinha sido roubado em Itaguaí e foi recuperado pela polícia.

Elogio

Bem que gostaria de sempre esta aqui com boas noticias. Nos últimos dias traçamos diversos comentários e criticas ao atual governo municipal. Desta vez será diferente. Aplaudimos nesse momento a atuação da guarda municipal, que vem se fazendo presente na porta da Escola Castelo Branco em Muriqui, durante o horário de entrada e saída dos alunos, dando completa segurança na travessia dos mesmos. Espero que essa ação esteja estendida a todas escolas municipais. Parabéns ao governo por apresentar um ponto positivo. Esperamos que tal atitude tenha sido algo que permanecerá por muitos anos e que não seja mais uma jogada politica. (Radio Muriqui, via facebook)

Queixa

A respeito do Conselho Municipal de Meio Ambiente. “Há cinco meses estamos tentando passar Projeto de Emenda na Câmara para que os membros do Conselho possam escolher o Presidente. Entregamos minuta da emenda ao Presidente da Câmara antes do recesso de dezembro. Até hoje não foi dada qualquer explicação ao Conselho. Apesar da matéria considerada constitucional, conforme afirmou o Procurador da Câmara, mesmo assim não obtivemos respostas. Total descaso, desinteresse. Com isso o Conselho fica patinando em discursos inócuos, os membros perdendo o interesse, principalmente a sociedade civil. E o Município se esvai em crimes ambientais. A quem recorrer? Não sabemos mais. Acho que os governos que pretendem soluções concretas (não as políticas) deveriam unir-se à população, envolver-se com ela, ou pelo menos ouvi-la. É lamentável o que assistimos no cenário político como um todo.” (Oduvaldo Silvino)

Data limite

Na próxima semana, quem ocupa cargos comissionados no poder público e pretenda disputar as eleições de outubro vindouro, deverá deixar tais cargos. Também, na próxima semana, encerra-se o prazo para filiação partidária para os futuros candidatos.

Fim de festa

A decisão do PMDB de romper com o governo torna praticamente inevitável a aprovação do impeachment da presidente da República na Câmara dos Deputados. Também indica que será  provável que o Senado aceite processar Dilma Rousseff por crime de responsabilidade. Isso significa que Dilma pode perder o poder ao longo do mês de abril. Como é o maior partido da Câmara e o principal aliado do PT, a saída do PMDB do governo servirá como uma senha para que partidos como o PP, o PSD, o PR e outros sigam o mesmo caminho. A votação do rompimento por aclamação é uma grande derrota de Dilma. O governo não teve força nem para realizar uma votação a fim de delimitar o que lhe restava de apoio na legenda. Provavelmente, muito pouco. Por outro lado, a aclamação mostra que o PMDB estará unido em torno de um eventual governo Temer. A aclamação foi aceita pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, até ontem o principal aliado do governo. Após reunião ontem com Temer, Renan entregou Dilma às feras. A saída do PMDB indica um colapso político do governo Dilma. Mostra que naufragou sua articulação política. (Kennedy Alencar, rádio CBN)

Abandonem o barco!

Ao menos cem prefeitos e dois senadores já estão com “um pé fora do partido” e ao todo, cerca de 300 devem se desfiliar do PT nas próximas semanas. Ainda segundo a revista Istoé, aproximadamente 20% dos 68 prefeitos eleitos em 2012 já deixaram a agremiação e, segundo cálculos feitos pela direção nacional do PT, nos últimos meses mais de 130 outros prefeitos manifestaram o interesse de sair em todo o País. “Cerca de 80% desses se filiaram ao PT em 2011 quando houve a onda Lula”, afirmou à Istoé um dirigente do partido. (Revista Isto É)

Os erros de Dilma

A justificar o enorme isolamento político de Dilma, há uma lista quase interminável de equívocos. Dilma se inviabilizou por errar tanto durante tanto tempo. Está colhendo o que plantou. Sempre dinamitou pontes políticas. A oposição boicotou seu governo. Fato. O PMDB fez jogo duplo. Fato. A Lava Jato feriu Lula e agravou efeitos negativos na economia. Fatos. Esse é o pior Congresso da história do país, cheio de desonestos que julgarão uma presidente honesta. Fato. Mas foram erros Dilma que a levaram ao atual isolamento político. Ela está colhendo o que plantou. Não tirou Guido Mantega da Fazenda para fazer uma correção de rumos em agosto de 2013, quando isso já era necessidade evidente e Lula a aconselhou a colocar Meirelles na Fazenda. Especialista em energia, desorganizou o setor elétrico, o de etanol, a Petrobras. Economista, ela destruiu a política fiscal, fez política monetária incompetente (juros na Lua) e foi leniente com a inflação durante todo o seu mandato. Destruiu sua base de apoio no Congresso, mesmo tendo herdado de Lula um número maior de seguidores no Senado e na Câmara. Erros políticos dela permitiram a eleição de Eduardo Cunha para presidir a Câmara. Comportou-se com arrogância na Lava Jato, achando que só Lula e o PT pagariam o pato. Por método, destratou auxiliares e se recusou a ouvir conselhos. Sempre achou que sabia mais de política, de economia, de saúde, de educação, de naves espaciais do que todos os especialistas. Boicotou Joaquim Levy. Escolheu Nelson Barbosa no final do ano passado quando Henrique Meirelles havia sido convencido por Lula a aceitar substituir Levy. Jogou fora todas as chances de arrumar a economia. Aceitou uma pressão equivocada do PT e de Lula para voltar a ter uma política econômica que é responsável pela ruína do país. Como diz Renan Calheiros, Dilma furou todas as boias jogadas na sua direção. A esquerda brasileira precisa ter uma visão crítica em relação aos erros de Dilma se quiser um dia voltar ao poder, caso o impeachment dela se confirme, como é a tendência hoje. Dilma é vítima dos próprios tropeços. Na política, ela teve todo o poder e toda a chance de fazer um bom governo. Realizou uma péssima gestão, com retrocesso até na área social. (Kennedy Alencar, rádio CBN)

Mais um fora

O senador Walter Pinheiro entregou hoje o pedido de desfiliação do Partido dos Trabalhadores. A baixa, já esperada, veio e péssima hora para o governo da presidente Dilma Rousseff, que vê, impotente, a pulverização de sua base de apoio no Congresso. Pinheiro estava filiado ao PT desde 1983 e foi o primeiro senador eleito pelo partido na Bahia com mais de 3,6 milhões de votos em 2010. Confira a íntegra do pedido de desfiliação do senador Walter Pinheiro. “Decido encerrar, depois de uma reflexão profunda, minha única filiação. Agradeço pelas coisas boas, pelo apoio, pelas amizades, por tudo que vivenciei na vida pública e tudo que  foi possível construir. Vou continuar cumprindo, com todo empenho, a jornada que o povo da Bahia me confiou. Grato aos meus familiares, grato aos parceiros que constroem nosso mandato, grato aos amigos, aos companheiros, ao povo da Bahia e muito, mais muito grato a Deus que pela sua Graça tem me sustentado. Creio que, como diz o apóstolo Paulo, “combati o bom combate”. Permanecerei com o trabalho firme e mantendo minha Fé, Fé que é possível, Fé no Brasil e Fé na vida.”

Anúncios

Uma resposta em “30 de março de 2016

  1. em todas as vezes que precisei do aux da guarda municipal fui atendida. deveria o prefeito ruy e o secretario valorizar ainda mais os guardas que em muitos casos botam a cara pra bater muito mais que a policia, diga se de muriqui onde quem faz ronda e a guarda msm com todo risco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s