16 de janeiro de 2016

Frase do dia

O vento e as ondas estão sempre do lado dos mais hábeis navegadores. (Edward Gibbon )

Ordem pública

Para entender a atuação das equipes da “Ordem pública”, vale o registro da explicação dada pelo Anderson Quadros em uma rede social. “Em resposta ao comentário absurdo do sr.Raffa Allegri, onde o mesmo afirmou que a fiscalização passou por varias churrasqueiras e não coibiu, só queremos esclarecer uma coisa para senhor e para toda população, quando abordamos as pessoas na praia com churrasqueiras as mesmas são abordadas e informadas que é proibido o uso de churrasqueiras em solo público. As pessoas são convidadas a apagar ou se ainda não foi acesa pedimos pra não acender e se voltarmos e a mesma estiver acesa vamos recolher e levar ao depósito público. Só não podemos proibir que permaneça no local, desde que esteja apagada. Quando som alto em residência, já informamos que é com a polícia militar. As embarcações que você está falando que não estamos coibindo, realmente não coibimos, até porque não é competência da nossa fiscalização e sim da capitania dos portos. Quanto às mesas e cadeiras que você disse que estavam no meio do caminho, os proprietários foram convidados a retirar as mesmas do local e foram intimados pela fiscal de fazenda.” (Anderson Quadros)

Nota de repudio

Hoje passei por um momento muito constrangedor e repulsivo. Minha noiva foi alvo de racismo por uma professora chamada Bruna, que diz ter nível superior. A mesma se direcionou a minha pessoa com palavras de baixo calão indagando. ¨tá pensando que eu sou sua namorada aquela nega macaca?” Logo compareci à Polícia Civil de Mangaratiba para relatar o ocorrido. Após fazer o boletim de ocorrência, irei entrar com um processo contra a mesma. O que me deixa abismado é como esta mulher pode ser considerada professora, ensinar algo as crianças ao qual ela mesma não põe em pratica, muitas vezes passando valores de vida mas no momento certo todos saberão quem você realmente é. Irei até ao final e não descansarei enquanto a justiça não for feita, e enquanto ela não perder o direito de lecionar. Querida professora, não e porque você tem nível superior, que você é melhor do que ninguém. Pelo jeito, seu diploma não está valendo de nada, não descarregue suas frustações de vida, do trabalho do casamento mal administrado, das traições em cima das pessoas, não jogue seu lixo em cima de quem não tem menor interesse em absorvê-lo, e como não sou caminhão de lixo a deixo carregando suas frustações.(Jonatham Cristiam)

Em nome da educação

Considerando que o município de Mangaratiba foi construído, fundamentalmente, pela mão-de-obra escrava, e que o assunto certamente faz parte dos temas transversais do currículo escolar dos nossos alunos, é prudente que a secretaria municipal de educação acompanhe a queixa, identifique essa professora Bruna e tome as providências necessárias para que o incidente, além de não se repetir, se torne uma possibilidade pedagógica de crescimento para professores e alunos.

Educação sem prioridade

O martírio dos servidores do estado para receberem o que é de direito parece não ter fim. Após a mudança no calendário de pagamento, o parcelamento do 13º salário e o depósito do vencimento mensal após o expediente bancário, no último dia 12, parte do funcionalismo que não ganhou 1/3 das férias — como estava prometido — agora só deverá ter o abono em fevereiro. A maioria dos que ficaram sem o adicional, mesmo já estando em descanso, é da Secretaria de Educação. (Fonte: Jornal Extra)

Botos e pescadores 

A capacidade anual de movimentação de cargas no complexo portuário da Baía de Sepetiba, que inclui os portos de Itaguaí e da Companhia Siderúrgica do Atlântico, poderá passar de 200 para 410 milhões de toneladas com a duplicação do canal de acesso marítimo e o aprofundamento de sua bacia de evolução. A expectativa é do Sistema FIRJAN, que divulgou no dia 8 o estudo “Necessidade de adequação do acesso marítimo ao complexo portuário da Baía de Sepetiba”. A FIRJAN ressalta que o complexo está próximo de atingir seu limite de movimentação de embarcações por conta das estimativas de movimentação nos terminais, o início das operações do Porto do Sudeste e a construção do porto da Gerdau. De acordo com o estudo, apesar de possuir um dos melhores calados do Brasil, com até 17,8 metros, o canal principal do complexo possui apenas 200 metros de largura, o que faz com que a navegação seja unidirecional, de mão única. Isso restringe a capacidade de acesso a 1.800 embarcações ao ano, metade da capacidade caso fosse de mão dupla. Segundo o Instituto Boto Cinza, a duplicação do canal de acesso marítimo aos portos da Baía de Sepetiba poderá diminuir ainda mais as áreas de pesca dos pescadores artesanais e de vivência dos botos-cinza. (Fonte: IBC)

Depois do carnaval

A partir dessa nova onda de delações premiadas há quem se preocupe com a sorte do governo, da presidente Dilma, do ex-presidente Lula e do PT. Só por milagre eles recuperam popularidade e prestígio, mas podem perder mais coisa. A começar pelas eleições deste ano e de 2018, entrando na equação o próprio poder. O impeachment de Madame já não está tão longe quanto há duas ou três semanas. O volume de acusações dessa nova safra de denúncias surpreende pelo envolvimento, a participação e a tolerância de gente antes considerada acima de qualquer suspeita. Tome-se a entrega da BR Distribuidora ao ex-presidente Fernando Collor pela presidente Dilma. Foi ao vivo, em audiência palaciana. Não há como desmentir a “doação”, confirmada pelo próprio ex-presidente e por Madame. Nem vale à pena ficar citando as delações personalizadas de Fernando Baiano, Cerveró e outros personagens. Mesmo que estejam ampliando acusações ou até mentindo em determinadas situações, prevalece a natureza das coisas. Políticos, empreiteiros e altos funcionários públicos tem sido condenados e presos por ação da Justiça. O país inteiro toma conhecimento de suas falcatruas e roubalheiras. Reflexos e consequências surgem inevitáveis. Primeiro o desprezo dedicado pelo cidadão comum aos políticos, mesmo com uns poucos sendo injustiçados. Depois, a descrença nas instituições. Junte-se a falência dos governos, do federal aos estaduais e municipais, e se terá a receita da rejeição, pelo povo, de quantos um dia  imaginaram representá-lo. É preciso prestar atenção no retorno de deputados e senadores a Brasília, no final do mês. Trarão na bagagem o sentimento de repúdio colhido junto às suas bases, até inutilmente dispostos a demonstrar pertencerem a outro universo, mas sabendo da mesma origem. Parece provável que venham menos tolerantes com o festival de corrupção revelado cada dia em maiores detalhes. Traduzindo: o impeachment da presidente Dilma ganhará força, senão bastante para destrona-la, pelo menos suficiente para intimidá-la. Cresce a certeza de que não adianta mais dar o dito pelo não dito e iniciar a ansiada recuperação nacional. Ninguém acreditaria. Nem eles. (Carlos Chagas em Diário do Poder)

Anúncios

2 respostas em “16 de janeiro de 2016

  1. Professor Lauro, boa noite!
    Recebi o alerta sobre a postagem que relata o episódio de racismo e concordo que providências devem ser tomadas. Porém, será necessário a identificação da pessoa que supostamente é da Rede Municipal, pois se a mesma era contratada, não mais faz parte do quadro de funcionários.
    Gostaria que o reclamante, comparecesse a SME, com o boletim de ocorrência para que possamos acompanhar o caso e nos situarmos melhor.
    Sendo esta pessoa, funcionária, as providências serão tomadas e não esquecendo que devemos acompanhar também o desfecho da ocorrência policial.
    Se o professor puder entrar em contato com o reclamante e orientá-lo a nos procurar, ficamos agradecidos.
    A SME está de portas abertas para a população, pois é ela que nos norteia quanto as demandas educacionais.
    Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s