13 de janeiro de 2016

Frase do dia

Não sou nada. Nunca serei nada, não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. (Fernando Pessoa)

Centenário

Hoje, dia 13 de janeiro de 2016, meu pai, o major Lauro, falecido em 2007, estaria completando cem anos de idade. Vale o registro, especialmente para todos os que o conheceram. (Prof. Lauro)

Flanelinhas S/A

Relato de um morador indignado com a invasão do último final de semana: “O cúmulo do absurdo foi eu ser cobrado por um flanelinha o valor de R$ 20,00 por eu estacionar o carro em minha rua. Minha família tem um imóvel em uma rua sem saída e imaginávamos que ali seria mais tranquilo, pelo visto não foi uma boa intenção. Cada fim de semana uma dor de cabeça nova. Entulho e moveis sendo jogado na esquina. Passagem da minha porta sendo obstruída por um veiculo. A rua onde moro virou estacionamento “Flanelinhas S/A”.Sendo coagido pelo flanelinha pois estacionei o meu carro na rua onde fica a minha residência.” (Wanderson Candido, via área de comentários)

Utilidade pública

A Secretaria de Meio, Ambiente, Agricultura e Pesca da Prefeitura de Mangaratiba realiza no próximo dia 21 uma consulta pública, com objetivo de apresentar à população o projeto de criação do Parque Natural Municipal da Pedra do Urubu. A nova unidade de conservação é formado por grandes rochas e áreas verdes que ficam cercadas pelos bairros Parque Bela Vista, Centro, Santo Antônio, Ribeira e Junqueira. A consulta será realizada na sede do Parque Estadual Cunhambebe, no Sahy, às 10h. O futuro parque contará com 248 hectares, em um perímetro de 7.240 metros. Entre os objetivos estão a conservação, proteção e recuperação dos ecossistemas locais; proteção dos mananciais; valorização da paisagem local; estímulo e promoção do turismo entre outros. (Fonte: PMM)

Litorina

Como diz a música: “e por falar em saudade”. Propaganda da EFCB nos anos setenta, do século passado.Litorina

(Imagem – Ong Amigos do trem)

Utilidade pública

Prazo para universitários requisitarem transporte gratuito para 2016 acaba no próximo dia 29. Até lá, a Secretaria de Educação da Prefeitura de Mangaratiba receberá inscrições para a solicitação do Passe Escolar referentes ao ano de 2016. Os universitários devem se dirigir ao setor de Protocolo, que fica na sede do Poder Executivo, na Praça Robert Simões, no Centro, das 8h às 16h. Podem solicitar o passe os universitários com destino a Angra dos Reis, Campo Grande e Santa Cruz. Para fazer a requisição os alunos devem apresentar originais e cópias do RG, CPF, comprovante de renda, título de eleitor, declaração da faculdade, carteirinha (renovação) e duas fotos 3×4. Essa fase de inscrição é válida para quem for ingressar no Ensino Superior e para quem já estuda.

Festa do buraco

E por falar em “reprise”, vem aí mais uma “festa do buraco”, essa agendada para o próximo dia 16, sábado, na RJ 14 a partir das duas da tarde. A “primeira festa do buraco” aconteceu ainda na gestão Capixaba, quando um desmoronamento na mesma RJ 14 demorou cerca de um ano para ser reparado. Agora, os moradores da região voltam a conviver com o mesmo pesadelo.Festa do buraco

Meia, Meia, Meia, Meia ou Meia?

A língua portuguesa é uma das mais difíceis do mundo, até para nós.
Aconteceu na recepção dum salão de convenções, em Fortaleza:
– Por favor, gostaria de fazer minha inscrição para o Congresso.
– Pelo seu sotaque vejo que o senhor não é brasileiro. O senhor é de onde?
– Sou de Maputo, Moçambique.
– Da África, né?
– Sim, sim, da África.
– Aqui está cheio de africanos, vindos de toda parte do mundo. O mundo está cheio de africanos.
– É verdade. Mas se pensar bem, veremos que todos somos africanos, pois a África é o berço antropológico da humanidade…
– Pronto, tem uma palestra agora na sala meia oito.
– Desculpe, qual sala?
– Meia oito.
– Podes escrever?
– Não sabe o que é meia oito? Sessenta e oito, assim, veja: 68.
– Ah, entendi, *meia* é *seis*.
– Isso mesmo, meia é seis. Mas não vá embora, só mais uma informação: A organização do Congresso está cobrando uma pequena taxa para quem quiser ficar com o material: DVD, apostilas, etc., gostaria de encomendar?
– Quanto tenho que pagar?
– Dez reais. Mas estrangeiros e estudantes pagam *meia*.
– Hmmm! que bom. Ai está: *seis* reais.
– Não, o senhor paga meia. Só cinco, entende?
– Pago meia? Só cinco? *Meia* é *cinco*?
– Isso, meia é cinco.
– Tá bom, *meia* é *cinco*.
– Cuidado para não se atrasar, a palestra começa às nove e meia.
– Então já começou há quinze minutos, são nove e vinte.
– Não, ainda faltam dez minutos. Como falei, só começa às nove e meia.
– Pensei que fosse as 9:05, pois *meia* não é *cinco*? Você pode escrever aqui a hora que começa?
– Nove e meia, assim, veja: 9:30
– Ah, entendi, *meia* é *trinta*.
– Isso, mesmo, nove e trinta. Mais uma coisa senhor, tenho aqui um folder de um hotel que está fazendo um preço especial para os congressistas, o senhor já está hospedado?
– Sim, já estou na casa de um amigo.
– Em que bairro?
– No Trinta Bocas.
– Trinta bocas? Não existe esse bairro em Fortaleza, não seria no Seis Bocas?
– Isso mesmo, no bairro *Meia* Boca.
– Não é meia boca, é um bairro nobre.
– Então deve ser *cinco* bocas.
– Não, Seis Bocas, entende, Seis Bocas. Chamam assim porque há um encontro de seis ruas, por isso seis bocas. Entendeu?
– Acabou?
– Não. Senhor é proibido entrar no evento de sandálias. Coloque uma meia e um sapato… O africano infartou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s