7 de janeiro de 2016

Frase do dia

Todas as formas de governo caem diante da necessidade por pão. Para o homem com uma família faminta, o pão passa em primeiro lugar – antes de seu sindicato, de sua pátria, de sua religião. (John L Lewis)

Orçamento 2016

O último diário oficial de Mangaratiba do ano de 2015, publicado com data de 30 de dezembro, oficializou a sanção pelo prefeito municipal do orçamento para o ano em curso, aprovado pela câmara municipal. A previsão é que o município arrecade R$ 364.564.074,00 reais, o que, se for confirmado, permitirá que a prefeitura gaste quase um milhão de reais por dia ao longo de 2016, incluindo domingos e feriados.

Apelo

De um morador que já não sabe a quem recorrer. “Primeiramente, boa tarde, senhor prefeito! Não só eu e sim toda a população da serra do piloto, gostaria muito que o senhor tomasse uma providência em caráter de urgência sobre o transporte coletivo público que faz o trajeto. Mangaratiba × serra do piloto. Não é de hoje que nossa população vem sofrendo com o péssimo estado dos ônibus que prestam serviços nesta localidade. Felizmente, tivemos essa semana um acidente e não tivemos nenhum ferido, graças a Deus! Mas uma empresa que presta serviços em um lugar onde as condições geográficas das estradas requerem muito cuidado, a manutenção dos ônibus tem que ser coisa séria de mais! Segundo informações de pessoas que estavam no local do acidente e também é morador da serra do piloto, o acidente foi causado por que a barra de direção quebrou. Poderia ter sido um acidente horrível com várias vítimas fatais! Então, senhor prefeito, eu te peço em nome de toda população da serra do piloto e visitante: precisamos de uma solução urgente, por que essa empresa não tem condições nenhuma de oferecer um serviço de qualidade e segurança para a população. Só pra terminar, o meu problema não é com o dono da empresa que por sinal não sei quem é. A única coisa que me interessa é que tenhamos um serviço de qualidade porque isso é direito previsto na constituição federal. A guardo uma resposta, ou melhor dizendo, uma solução.” (Carlos Vidal, via facebook)

Mau exemplo

Depois do “intenso” final de semana, muitos de nós reclamamos (com razão) da quantidade de lixo deixada pelos visitantes. Pois, na noite de segunda-feira, um veranista permanente foi à praça da estação em busca de algo para comer. Deparou-se com um latão de lixo com a marca do mercado Costa Verde transbordando de ossos resultantes da desossa de carne. Segundo ele, o material já devia estar na rua há algumas horas, pois começava a exalar mau odor e os cães de rua tentavam alcançá-los.DSC_0061 (11)

Mau exemplo II

Dessa vez não foram apenas sofás jogados fora, mas camas, colchões, mesas e cadeiras quebradas. Quem foi? Ninguém viu. A “trambolhada” ficará na esquina até quando? Hora de a prefeitura acionar seus fiscais para identificar o responsável e multá-lo.WP_20160106_18_13_40_Pro[1]

Calendário eleitoral

Neste ano de 2016, teremos Eleições para Prefeitos e Vereadores em todo o país. Por se tratar de ano eleitoral, a Lei nº 9.504/97 estabeleceu diversas proibições à União, Estados, Municípios e agentes públicos (inclusive aos concursados). São as chamadas ‘condutas vedadas aos agentes públicos’, e foram previstas porque se considera que sua prática afeta a igualdade de oportunidades entre os candidatos nas eleições. Assim, incluímos ali na guia superior uma nova página com todas as regras e restrições estabelecidas pela justiça eleitoral.

2016 feliz?

Por maiores boas intenções que a gente demonstre em função de um novo ano, eles não ajudam nem um pouco. Talvez fosse melhor, no caso, dizer ELA, porque, afinal, sempre será mais cômodo apontar um responsável. Ou UMA. A simplificação própria de todos nós, aponta para um culpado de todos os males que acontecem. Como agora, quando tudo está aumentando, neste começo de janeiro. As tarifas de transporte coletivo não deixam ninguém mentir. Na primeira semana de 2016 nove capitais de Estado já anunciaram elevações variadas no preço das passagens de ônibus, metrô e trens. As maiores vão até 18%, as menores em torno de 7%. Até domingo  subirão os combustíveis, o gás e a energia elétrica. Nos supermercados, passa-se à refeição amarga do tomate ao arroz e ao feijão. Nas farmácias, não há remédio que se compre amanhã pelo que se paga hoje. As desculpas variam para os chamados “reajustes”. Acordos salariais a ser respeitados, inflação, custo do frete, aumento do dólar, aguaceiros imprevistos, seca, demanda reprimida e quantas outras? O país é o mesmo, de dezembro para cá, e por isso dizem que o governo nada pode fazer, a começar pela proibição do aumento de preços. Só que os salários não acompanham as demais elevações. Mesmo  o novo salário mínimo, acrescido de perto de 100 reais, mostra-se insuficiente para atender as despesas de cada família. Sem falar nos impostos. Todo mundo espera que Madame dê um jeito, mas de acordo com as características do regime vigente, ela nada pode fazer. Ou não sabe. Qualquer congelamento despertaria consequências piores. O desemprego já assume proporções de tragédia. O palácio do Planalto anuncia um elenco de medidas que não serão muito diferentes das fluidas e teóricas sugestões do PMDB, do PT, dos tucanos e de quem mais ouse iludir os trouxas. Já se come menos, nas camadas pouco  favorecidas. Os aluguéis subiram, mora-se pior, vive-se hoje em condições inferiores a ontem e quem pensa no amanhã, assusta-se. Senão perdeu o controle, o governo anda perto, desfeito que foi o sonho da ascensão social exaltado pelo Lula e ainda agora repetido pela sucessora. Se ganhos aconteceram nos tempos da propaganda, escoaram pelo ralo. As sucessivas promessas de novos planos e programas econômicos apenas aumentam a frustração de quantos ainda conseguem enganar-se, aliás, cada vez menos. Logo chegaremos ao “salve-se quem puder”. E ELA, conseguirá? (Carlos Chagas em Diário do poder)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s