9 de dezembro de 2015

Frase do dia

“Verba volant, scripta manent” (As palavras voam, os escritos permanecem) (Michel Temer)

Mais um neto

A postagem de hoje está mais curta porque o redator do blog está em São Paulo, onde acompanhou o nascimento de seu quinto neto. O garotão se chama Leonardo, nasceu com 3,340 kg e 49 cm. Amanhã voltaremos às postagens normais.

Na pista

Mais uma vez o ônibus do último horário da viação Costa Verde, que deveria passar em Itacuruçá em torno das oito e meia da noite, deixou de entrar no distrito na última segunda-feira. Pelo menos dois moradores tiveram de adiar seus planos de viagem por conta desse descaso.

Mente que nem sente

No desespero de se salvar, Dilma mente descaradamente, dizendo que confia em Temer e no PMDB. Na esperança de ajudar a salvar o Brasil, Temer desmente Dilma revoltadamente, dizendo que ela nunca confiou nele e no PMDB.

O recheio

Um dos crimes graves apontados na denúncia do impeachment contra a presidente Dilma revela que ela autorizou gastos superiores a R$ 18,4 bilhões por meio de decretos ilegais, sem numeração, para dificultar a atuação de órgãos fiscalizadores. Essa prática, segundo a denúncia elaborada por três dos mais admirados juristas brasileiros, constitui crime contra a Lei Orçamentária (art. 10 da lei 1.070, de 1950). Os decretos ilegais de Dilma são uma das provas mais contundentes dos crimes que dão substância ao pedido de impeachment em curso. Dilma se utilizou dos decretos ilegais em 2014 e, segundo os auditores do Tribunal de Contas da União, reincidiu no crime em 2015. Os decretos de Dilma criaram “excesso de arrecadação”, artificial, para simular superávit e escapar do rigor da Lei de Responsabilidade Fiscal. Os decretos foram publicados quando a Lei Orçamentária de 2015 já havia sido proposta. Segundo a denúncia, isso prova o dolo de Dilma. (Fonte: Diário do poder)

Quem sabe, sabe

O documento pedindo o impeachment da presidente Dilma foi elaborado pelos advogados Hélio Bicudo, Miguel Reale Júnior e Janaína Paschoal. Para rebatê-lo, os ministros Luiz Inácio Adams e José Eduardo Cardoso reuniram mais de trinta advogados em busca de um parecer favorável à presidente. Ao saber disso, disse o renomado jurista Miguel Reale Júnior; “Considerei um elogio. Dilma precisou de trinta juristas para responder.”

Anúncios

2 respostas em “9 de dezembro de 2015

  1. Quem sabe, sabe

    Estes juristas, pelas declarações, não conhecem a Constituição Brasileira ou não conhecem a Lei Orçamentário ou não conhecem a Lei de Responsabilidade Fiscal ou estão de má fé mesmo, porque, a quantidade de besteiras proferidas pelos mesmo é de invejar um surdo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s