06 de novembro de 2015

Frase do dia

O segredo da longevidade é comer a metade, andar o dobro e rir o triplo. (Provérbio chinês)

Trem turístico

Representantes políticos, empresários, voluntários e autoridades de diversos setores dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais se uniram para criar o primeiro trem turístico interestadual do Brasil. Prevista para começar a circular no primeiro semestre do ano que vem e já batizada de Expresso Trem da Terra, a composição terá duas locomotivas, quatro vagões e dois carros-restaurantes. Os equipamentos, da década de 1970, oriundos da Fábrica Santa Matilde, estão sem utilidade e foram cedidos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Eles serão recuperados em parceria com a iniciativa privada. O Trem da Terra deverá circular entre as cidades de Sapucaia e Três Rios, no Centro Sul Fluminense, Cataguases, Recreio, Leopoldina, Chiador, Além Paraíba e Volta Grande, em Minas.

Trem turístico II

O Expresso Trem da Terra, segundo a Oscip Amigos do Trem, vai gerar 500 empregos diretos e indiretos. São pessoas que vão trabalhar no trem, na sua manutenção, nas estações de embarque e desembarque, e nas lojas de artesanatos. O projeto fortalecerá também a agricultura familiar e chamada Economia Solidária. Homens e mulheres do campo terão nos restaurantes do trem, uma feira móvel, com artesanatos e produtos da culinária dos dois estados em estandes. As estações serão transformadas em pontos de comércio e atrações culturais.

Trem turístico III

Trens necessitando de reformas para entrar em operação não faltam. Segundo a Oscip Amigos do Trem, há centenas espalhados no País. Graças a parcerias, uma luxuosa Litorina (vagão com motor próprio), fabricada nos Estados Unidos há 57 anos, foi reformada e entrará em operação no final do ano em Miguel Pereira. Outra composição, o famoso Trem de Prata, que, por 40 anos ligou São Paulo ao Rio e parou em 1998, também está sendo reformada. Os vagões têm poltronas individuais e cabines-dormitórios, como um hotel. O governador Luiz Fernando Pezão autorizou estudos para a utilização do Trem de Prata na possível reativação de mais dois circuitos para lazer, ligando Miguel Pereira, Vassouras, Paty do Alferes e Paraíba do Sul, e entre Lídice ( Rio Claro) e Angra dos Reis.

Trem dos mares

Enquanto isso, o projeto do ex-secretário de turismo e hoje vereador, de recriar o trecho turístico, de trem, entre Itacuruçá e o Sahy, que recebeu o pomposo nome de “Trem dos mares da Costa Verde”, nunca saiu do papel.

Merece atenção

No que diz respeito ao concurso público, observa uma internauta que o acúmulo de cargos no magistério é possível e legal. Uma grande parte dos candidatos a Professor I tem habilitação para Professor II. Se a data da prova para um dos cargos for marcada para um momento diferente da prova para o outro, os candidatos terão duas oportunidades. Portanto, seria de interesse geral a divulgação das datas e locais das provas para o cargo de professor. Rever o item 55.11 do edital descomplicaria bastante. Permitir inscrição para mais de um cargo sem um calendário da realização das provas é no mínimo complicado.

Mas vai ter Expo

Reclama um morador. “A Praia do Saco está abandonada, principalmente em frente ao Colégio Victor de Souza Breves são bueiros entupidos e sem tampas, lanchas pela rua impossibilitando nossa passagem de bicicleta ou a pé, onde temos que disputar espaço com carros. Faço a seguinte pergunta: cadê a tão almejada mudança? Lixos e entulhos em cada esquina que se passa, ruas escuras. Acho que isso são coisinhas tão bobas e se passam tão despercebidas. Será que é preciso que alguma criança se machuque para que os problemas sejam resolvidos?”

Insatisfação

A respeito da nomeação de cerca de vinte agentes de segurança patrimonial, é prudente que o prefeito de Mangaratiba e seu secretário de segurança “meçam a temperatura” da corporação. Há um forte sentimento de insatisfação que pode ser notado em depoimentos do tipo: “nós, da segurança pública, estamos sendo tratados como escravos. Somos obrigados a trabalhar sem alimentação, obrigam-nos a andar em viaturas sucateadas pondo nossas vidas em risco. Viaturas estas que exalam cheiro de gasolina dentro do carro onde ao final do dia estamos com uma dor de cabeça anormal. Nossos salários não dão para manter nossas famílias (o máximo é de 978,00 reais), enquanto os contratados não ganham menos que dois mil reais. Enquanto trabalhamos com viaturas sucateadas, uns contratados usam viaturas em melhores condições para seu deslocamento entre suas residências em muriqui e o trabalho ficando esta à disposição dos mesmo até final de semana mesmo ela não sendo utilizada. Enquanto nós, efetivos, temos que correr o risco andando de ônibus uniformizados, pois o vale transporte não cobre todos os dias de serviço. Nós efetivos não temos nenhuma ajuda de custo e nem abono, já de contra partida os contratados já entram ganhando o abono que o prefeito autorizou através de decreto, tanto que já houve até briga dentro da secretária pois um ganhava o abono de mil e quinhentos e o outro mil e oitocentos. Até quando nós efetivos seremos tratados como lixo?” (De um GM na área de comentários do blog)

Ócio criativo

Enquanto há jovens que “se divertem” pixando edificações de terceiros e lhes causando prejuízos, um pequeno grupo usou seu talento para decorar a passagem de nível para pedestres situada na rua Boa Vista, na Brasilinha, em Itacuruçá.Foto0253[1]

Anúncios

Uma resposta em “06 de novembro de 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s