09 de setembro de 2015

Frase do dia

Nós, brasileiros, temos um vício, que é muito perigoso, de nos contentar muitas vezes com o possível, em vez de procurarmos o melhor. (Mário Sérgio Cortella, filósofo)

Bienal do livro

Um grupo de moradores do município está se organizando para comparecer e participar da bienal do livro no Rio de Janeiro. Pretendem fretar uma Van de 15 lugares. O custo para cada passageiro será de R$ 45,00 (ida e volta). O passeio será dia 12/09, sábado. Saída do centro de Mangaratiba, às 8h. Retorno às 17h. Contato: 970195585, depois das 13h ou pelo facebook, com a Elizabeth Antunes. Vale ressaltar que o município do Rio de Janeiro não cobra taxa de ingresso para ônibus e vans que os visitam.

Súplica

Em janeiro de 2015 fiz a seguinte comunicação através dessa ouvidoria. “A Câmara de Vereadores de Mangaratiba, em 2013, realizou uma CPMI a respeito da empresa de transporte Expresso, que atende ao município de forma precária. Resultante dessa CPMI, foi feito um TAC com o responsável pela mesma. Esse termo de ajuste de conduta entraria em vigor no início de 2014. Já se passou um ano e nenhuma das cláusulas foram atendidas. Na época (mais ou menos em julho), os vereadores enviaram ao MP de Angra dos Reis (ou de Mangaratiba, não tenho certeza) toda a documentação solicitando providências. Até agora, a população não obteve respostas. A população de Mangaratiba está sofrendo, pois essa empresa que está há mais de 30 anos no município, prestando um serviço de péssima qualidade. São ônibus velhos, muitos com documentações irregulares, roletas apertadas, onde gestantes e pessoas obesas dificilmente passam ou não passam, só possuem uma porta, o cobrador é o motorista, quase nenhum ônibus atende às pessoas portadoras de deficiência (são pouquíssimos para este fim), atrasos constantes, passagem caríssima em relação ao percurso, seu contrato não é acessível à população, pois não há transparência no município, ônibus soltam as rodas no percurso (tenho várias fotos de ocorrências), quase todos os dias ocorrem quebra dos veículos, devido à manutenção precária, ônibus que pega fogo (tivemos dois acidentes desse tipo há pouco tempo) e a população já não sabe mais o que fazer para se livrar de tanto sofrimento. Por isso, sabendo do sério compromisso do MP, estou enviando essa denúncia para que algo possa ser feito, com urgência, antes que vidas sejam ceifadas, diante de uma tragédia que já está anunciada há muito tempo.”A comunicação está sob o número 29xxxx e até hoje não vi nenhuma alteração na página do MP. Será que nem viram a denúncia? Nossa cidade está sofrendo com essa empresa. Será que as autoridades só tomarão providências na hora em que algo mais sério acontecer? Semana passada a PRF de Itaguaí, apreendeu mais de 10 ônibus dela por irregularidades. Ajuda com esse problema MP, por favor! (De uma moradora em rede social)

Enquanto isso

Ontem pela manhã e durante todo o dia, o Detran realizou uma blitz na saída de Itacuruçá, em frente ao cemitério. Todos os automóveis particulares que passaram pelo local foram abordados. Os que apresentaram alguma irregularidade foram apreendidos. Já os ônibus da Expresso Mangaratiba passavam, indo e vindo, sem qualquer problema.

Enquanto isso II

Um dos ônibus, que passou pela blitz sem ser abordado, trazia o adesivo abaixo de dedetização. Observe-se que com a “validade vencida” há mais de quatro anos.Foto0237[2]

Mão de ferro

Certamente, se o ex-prefeito Evandro Capixaba pudesse vislumbrar o que lhe aconteceria neste ano de 2015, preferiria ter perdido as eleições. Começa hoje a fase de julgamento do processo, a cargo do segundo grupo de câmaras criminais. Para tentar evitar outro vexame, o de comparecer ao fórum vestido de presidiário, o ex-prefeito entrou com petição no sentido de pedir dispensa de comparecimento. Ontem, no final da tarde, a relatora do processo, desembargadora Gizelda Leitão, assim se pronunciou: “Trata-se de pedido de dispensa de comparecimento às audiências designadas para os dias 9; 10 e 11 de setembro de 2015, iniciando-se às 09:00 hs da manhã. Os pedidos trazidos ao conhecimento dessa julgadora nessa data são de Priscila Tereza Conceição dos Santos Martins Leão; Nelson Ferreira de Carvalho e André Luís Rabello; Evandro Bertino Jorge. Os motivos invocados para justificar a pretendida dispensa de comparecimento são, respectivamente, o nascimento recente de filho; receio de não haver lugar suficiente para acomodação de todos os 42 réus e desnecessidade da presença dos requerentes Nelson e André Luís; e o desgaste que significará para o réu Evandro o comparecimento às audiências; o percurso presídio/Tribunal e vice-versa. É o relatório. DECIDO: Não se vislumbra desgaste físico algum ao requerente de nome Evandro no deslocamento para fins de participar das audiências designadas. O teor da audiência a ele interessa enormemente, afinal é seu destino que estará sendo decidido e, presente, poderá (assim como Nelson e André Luíz) orientar os Advogados sobre aspectos que considerem relevantes a serem indagados das testemunhas. Nenhum dos três requerentes apresentaram justificativa cabal para a pretendida dispensa de comparecimento. Demonstram sim desinteresse quanto ao ato processual a ser realizado e que diz respeito diretamente a todos os requerentes. Quanto à Priscila, considerando a tenra idade do filho da requerente, recém nascido (nascido em 23/06/2015) e necessitando dos cuidados e presença da genitora DEFIRO A DISPENSA DE PRISCILA TEREZA CONCEIÇÃO DOS SANTOS MARTINS LEÃO. Quanto aos pedidos de dispensa de comparecimento formulados por EVANDRO BERTINO JORGE; NELSON FERREIRA DE CARVALHO e ANDRÉ LUIZ RABELLO, INDEFIRO, por indemonstrado qualquer motivo que justifique a pretendida ausência dos requerentes. Rio de Janeiro, 08 de Setembro de 2015. DESA. GIZELDA LEITÃO TEIXEIRA”

A propósito

Um dos depoentes de hoje, nesta fase de julgamento, deve ser o vereador Marquinhos da Ilha que, segundo consta, nos últimos dias, tem demonstrado enorme preocupação com o que pode vir a acontecer.

Acidente em Paraty

Desabafo de uma médica. “Foi pra isso que me formei. Salvar vidas e confortar pessoas.
Parabéns aos colegas que deixaram suas famílias em casa no seu dia de folga, aos médicos que estavam em turismo no litoral, e em ato de solidariedade nos ajudaram nesta terrível tragédia. Mais do que atendimento, essas vítimas necessitavam de acolhimento e conforto, pois eram na maioria turistas, longe de suas casas e perderam amigos e parentes no acidente. Embora sem estrutura para receber o SUS, nós do hospital de Praia Brava recebemos, confortamos e tratamos todos os pacientes feridos e abalados. Estou exausta, mas com a sensação de que o meu dever como médica foi cumprido. Não podemos dizer o mesmo das autoridades do nosso país que, além de não nos proporcionar condições de trabalho digno, querem nos punir pelo desejo de fazer a medicina que aprendemos na faculdade
. (Lilian Carvalho, médica)

Acidente em Paraty II

Comentário imediato, que deveria ser objeto de meditação de todos os gestores da saúde na região. “Essas são as equipes que atualmente trabalham atendendo às grandes emergências em Angra dos Reis e dão apoio às cidades vizinhas usando seus meios de comunicação próprios para integrar e agilizar os atendimentos. Indo dar suporte, saindo de suas casas num domingo, sem ser plantão para reforçar as equipes sobrecarregadas pelo grande numero de vítimas. São esses profissionais que estão sendo retirados, escorraçados, dos serviços de emergência do município. Mas isso você não vai ver na imprensa. E a pergunta: Onde estão as autoridades da saúde e do município para dar apoio a esses profissionais? Onde estão os Assessores, CCs e toda essa gente que esta pendurada na Administração Pública?

Quanto mais mexe…

O ministro da Comunicação Social, Edinho Silva, afirmou nessa segunda-feira que seguiu orientações da presidente Dilma Rousseff ao buscar recursos para financiar a campanha de reeleição da petista no ano passado. Ex-tesoureiro de Dilma, Edinho se defendeu da suspeita de ter cometido irregularidades na arrecadação, sobretudo em contato com o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, que virou delator na Operação Lava Jato. A partir das informações de Pessoa, que disse ter sido pressionado, o Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de inquérito contra Edinho. “Eu segui as orientações da presidente Dilma, ou seja, conversei com empresários brasileiros seguindo os princípios éticos e morais”, disse Edinho, após acompanhar o desfile de 7 de Setembro. Também alvo de investigação autorizada pelo Supremo por suspeita de ter se beneficiado irregularmente em 2010, quando era candidato ao governo de São Paulo, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, deixou o desfile na Esplanada dos Ministérios sem comentar o inquérito. (Fonte: Estadão, conteúdo)

Anúncios

Uma resposta em “09 de setembro de 2015

  1. Brtino…Hj acolhe suas prolrias atitudes..lembra amigo quando entrei em seu gabinete e pedi um aumento inexpressivo…e vc falou q a pref eatava com difuculfade…..Ae esta …Hj bc nao passa de um presidiario..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s