04 de julho de 2015

Frase do dia

Aos amigos, tudo. Aos adversários, a lei. Aos inimígos, os rigores da lei. (Princípio básico da covardia política)

O fato e a queixa

De acordo com o comunicado oficial da prefeitura a respeito dos motivos que levaram a gestão municipal a cancelar o pagamento da insalubridade para diversos servidores, a medida pode ter tido, sim, caráter corretivo. O que os servidores atingidos não perdoam, é que tenha sido tomada às escondidas, por trás dos panos e na véspera do dia do pagamento. Seria muito mais correto, coerente, ético e humano, simplesmente, dias antes do pagamento divulgar um informe circular noticiando terem sido encontradas tais irregularidades, anunciando a suspensão dos pagamentos e as formas de revisão para os que se sentissem prejudicados.

Pasárgada

“Vou-me embora pra Pasárgada. Lá, sou amigo do rei.” Dizia Manuel Bandeira em um de seus poemas de maior sucesso. Pois, ao que parece, nos últimos tempos, a imaginária “pasárgada” mudou-se para Mangaratiba. Senão vejamos. Na mesma semana em que centenas de servidores tiveram seus salários reduzidos, de surpresa, sem comunicação prévia, porque a atual gestão municipal descobriu que alguns recebiam adicional de insalubridade sem base legal para isso, os “amigos do rei” foram agraciados com a liberação do pagamento de “resíduos” (quitação de direitos trabalhistas que costumam ficar retidos durante anos). Alguns desses “resíduos” alcançam valores de mais de cento e cinquenta mil reais.

Hipócrates

O juramento de Hipócrates, feito por todos os que se formam em medicina, parece ter sido lembrado pelo Dr. Marcelo, que era sercretário de saúde até há dois dias. Depois de dois meses sem condições de trabalho, o mesmo pediu exoneração do cargo de secretário municipal de saúde de Mangaratiba. Seus motivos de foro íntimo não são conhecidos. Entretanto, suas condições de trabalho, com raios X inoperantes, eletrocardiogramas pifados e absoluta falta de insumos básicos para o atendimento emergencial de pacientes que são de conhecimento público, ele desistiu do cargo.

52 pés

Há alguns dias, uma enorme lancha de cinquenta e dois pés provocou grande alvoroço no Iate Clube de Muriqui. Mais que a questão das tentativas de manobra dos barqueiros do clube, a grande curiosidade era sobre quem seria o proprietário de tão imponente embarcação. Pois, ainda sem confirmação, há rumores de que ela pertença a um ocupante do alto escalão da prefeitura de Mangaratiba.

(In) segurança

Na tarde de ontem um morador de Muriqui andava pela calçada da rua Rio de Janeiro tranquilamente quando foi abordado por bandidos que pretendiam roubar-lhe o cordão de ouro no pescoço e o anel de casamento. Diante de sua resistência, os meliantes não tiveram dúvidas em atirar a vítima. A bala cruzou, de baixo para cima, do marxilar à cabeça da vítima. Os bandidos fugiram com o cordão de outo e a vítima socorrida ao HMVSB.

Estacionamento

A rua D. Pedro I, que margeia a linha férrea em Itacuruçá, na região da Brasilinha, está sendo utilizada por caminhões de transportes de sardinhas como área de estacionamento. Os moradores da área reclamam que o odor  advindo do chorume está, a cada dia, mais insuportável. Hora de o poder público tomar providências a respeito.Caminhoes de peixe

Pedaladas

O ministro do Tribunal de Contas da União Augusto Nardes, relator do processo que avalia as contas da presidente Dilma Rousseff referentes a 2014, voltou a defender o caráter técnico de seu parecer sobre o assunto. “O trabalho do TCU é técnico, ele é feito por técnicos. Eu só tomei a decisão de rejeitar ou aprovar as contas com ressalvas. Eu poderia aprovar com ressalvas, mas me propus a rejeitar”, disse ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, antes de participar de painel sobre governança no Congresso dos Municípios do Rio Grande do Sul, na capital gaúcha. “É uma decisão técnica, não há decisão política.” O TCU, de forma inédita, fixou prazo de 30 dias para que a presidente explique pessoalmente, por ofício, irregularidades de R$ 281 bilhões no balanço apresentado pelo governo federal em 2014, entre elas as chamadas “pedaladas fiscais”, no valor de R$ 37,1 bilhões. Segundo ele, há uma série de razões que justificam as ressalvas com relação às contas do governo, entre elas práticas de má governança que abrangem estatais como a Petrobras. “A Petrobras valia R$ 350 bilhões e hoje vale R$ 150 bilhões. São R$ 200 bilhões de perdas”, afirmou. “Quando há um exagero, quando há uma decisão que não avalia os riscos, como é o caso das ‘pedaladas’, como é o caso da Petrobras, em que os riscos não estão avaliados conforme a sociedade espera, pode acontecer uma situação crítica como a que estamos vivendo hoje.” De acordo com o ministro, só será possível fazer uma nova avaliação sobre as contas do governo após a manifestação da presidente, que deve ocorrer até o dia 22 de julho. “Por enquanto estou me manifestando com relação ao voto anterior, que é o voto em que propus a rejeição e dei o prazo de 30 dias para esclarecimentos, para poder viabilizar o debate”, revelou. Nardes também disse que “há informações” de que o governo teria mantido este ano as manobras contábeis conhecidas como “pedaladas fiscais”. Segundo ele, isso, se confirmado, agravaria, no futuro, a análise das contas relativas a 2015. (Fonte: Agência estado)

Anúncios

2 respostas em “04 de julho de 2015

  1. Professor :
    A Blogosfera municipal está tristemente desfalcada.
    Uma por óbvias questões executivas(e ofensas indesculpáveis).
    Outro por absoluta falta de argumentos LÓGICOS.
    Gostaria de lembrar a frase de Umberto Eco quando do lançamento do seu novo livro(Número Zero):
    “A internet deu voz à uma multidão de imbecis”
    Claramente ele não se refere a nós !!!…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s