27 de março de 2015

 Frase do dia

Depressa meu irmão, e sai da pista, que o Brasil é um trem sem maquinista. (Millôr Fernandes)

O outro lado

A atual gestão do município está atribuindo as dificuldades que Mangaratiba está passando a dois principais fatores: a diminuição dos repasses oriundos dos royalties do petróleo e a um “calote” que estaria sofrendo das empresas Vale S.A e sua subsidiária MBR que estaria gerando prejuízo na receita municipal de aproximadamente R$ 5,8 milhões por mês. A versão das empresas, entretanto, não é bem essa e será divulgada na próxima semana por um vereador da oposição.

E por falar nos Edis

Tal e qual em Itaguaí, não é apenas o poder executivo que está sob a lente de aumento da promotoria de tutela coletiva. O promotor Alexsander Véras e sua equipe estão relizando um minucioso trabalho de “puxar fios” e seguir pistas, muitas delas estão levando a conclusões que podem complicar a vida de alguns vereadores. Aliás, ontem, quinta-feira, não houve sessão na câmara, por falta dos vereadores. Assim, as comissões processantes continuam sendo “cozidas em banho maria”.

Desinformação

Não é verdade o boato que tenta desmotivar a população afirmando que um dos vereadores de oposição estaria, aos poucos, se recompondo com o governo.  Conforme declaração do próprio, os três continuam firmes na oposição.

Maestro

Já no campo dos componentes da bancada que apoia o atual governo municipal, uma cena chamou a atenção de todos na última sessão do legislativo. Tal e qual um “animador de auditório” que, fora do alcance das câmeras dos programas de televisão avisa à plateia a hora de bater palmas ou ficar de pé, assim se comportava o vereador Pedro Capixaba, diante da votação de matérias que poderiam incomodar o executivo. Anunciado o assunto em votação pelo presidente da casa com a clássica expressão “os vereadores que aprovam permaneçam como se encontram”, ele logo ficava de pé e fazia sinais discretos para que os demais também se levantassem.

Utilidade pública

Para jovens que já concluíram o ensino médio. Começaram ontem as inscrições para o Exame de Admissão ao Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento da Aeronáutica. Os interessados podem fazer a inscrição até o dia 21 de abril no endereço eletrônico www.eear.aer.mil.br. O candidato não deve ter menos de 17 anos e nem completar 25 anos de idade até 31 de dezembro do ano da matrícula no EAGS 2016. Entre os critérios, o candidato precisa ter concluído o Ensino Médio e o Curso Técnico de Nível Médio, de acordo com a especialidade.

Guerreiro

Um exemplo de perseverança e luta, o garoto Thompson Vitor, 15 anos de idade, filho de uma catadora de lixo e de família simples, passou em primeiro lugar no exame de seleção do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, onde irá cursar Multimídia este ano. A história deste jovem nos ensina a não desistir dos nossos sonhos independentemente dos obstáculos que apareçam no caminho. Falta de dinheiro não é desculpa para não estudar. O garoto acorda todos os dias as 05h30 e percorre 6 km de bicicleta para chegar à escola. A família mora em Alecrim, um bairro localizado na comunidade de Paço da Pátria, em Natal. Após voltar do colégio, ele passa a tarde toda estudando e utiliza livros que sua mãe trazia do lixão.

Quem diria!

Se a comparação tivesse saído da oposição poderia até soar exagerada, mas foi o próprio presidente nacional do PT, Rui Falcão quem declarou: “É um governo de merda, mas é o meu governo” referindo-se a administração de Dilma. Diante de tal confissão, não há muito o que se dizer. A frase foi proclamada ontem, em reunião do petista com companheiros e sindicalistas. (Fonte: Revista Veja)

Pés pelas mãos

Parece inacreditável que o governo Dilma tenha se metido em mais uma tentativa de enfraquecer o PMDB. A essa altura do campeonato, a presidente Dilma deveria evitar criar mais conflitos com o partido aliado. Ela perdeu a mínima influência sobre os projetos que são aprovados no Congresso. O PMDB manda no Legislativo por meio dos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros. É a realidade hoje. Ainda assim, a presidente vetou parcialmente a lei que limita a criação de novos partidos e o fez de uma maneira a dar tempo de ser pedida à Justiça Eleitoral a recriação do PL, Partido Liberal, antes de a nova regra entrar em vigor. Eduardo Cunha acusou o governo de ajudar o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, a tentar criar o novo partido e disse que o objetivo seria prejudicar o PMDB. O governo cutucou a onça com vara curta na hora em que precisa do PMDB para aprovar o ajuste fiscal. É praticamente um erro político grave por dia. Vale usar aquela imagem de alguém que está no fundo do poço e pega uma pá para cavar cada vez mais fundo. (Kennedy Alencar – rádio CBN)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s