08 de março de 2015

Frase do dia

São tantas coisinhas miúdas, roendo, comendo, arrasando aos poucos com o nosso ideal. São frases perdidas num mundo de gritos e gestos, num jogo de culpa que faz tanto mal. (Grito de alerta – Gonzaguinha)

Fechando o cerco – o retorno

Os dias de prefeito de Luciano Mota estão contados. Cercado de todos os lados o ainda prefeito que tem possível envolvimento em dezenas de esquemas de corrupção, começa a perder alguns aliados importantes. Além do ex segurança, peça chave no começo das investigações, o por enquanto Tucano (já que ele deverá ser expulso do PSDB no próximo dia 21), está perdendo alguns dos seus vereadores antes “aliados”. Há alguns emses, os únicos vereadores de oposição eram Willian e Jailson. Em seguida Nisan César, passou a ser também de forma pública opositor, sendo logo seguido pelo Noel da SOS, Abelardinho e Parrola. Agora, com a abertura de uma nova CPI que investigará o enriquecimento ilícito do prefeito, mais três passaram a fazer parte das Comissões que irão investigá-lo:  Mirian Pacheco, Carlos Kiffer, que até bem pouco tempo era líder do governo na Câmara e Genildo Gandra, que começou opositor, foi governo e agora volta à oposição. Assim sendo, integram esse grupo nove vereadores de um total de dezessete, que podem determinar a queda do prefeito. (Fonte: Boca no trombone)

Na real

O ex-senador Eduardo Suplicy, hoje Secretário de Direitos Humanos da prefeitura de São Paulo, avalia que o PT, partido ao qual está filiado há 35 anos, foi varrido por um tsunami. Nos últimos dias, ele tem sido parado nas ruas por pessoas que pedem para ele deixar a legenda. Os apelos partem também de seus familiares. Apesar de precupado com a situação da legenda e da admissão de que o PT cometeu “graves erros”, ele garante em entrevista à ISTOÉ que não seguirá o caminho que – como tudo indica – será trilhado pela ex-ministra da Cultura e sua ex-mulher, Marta Suplicy. (Fonte: revista Isto É)

Na real II

Em processo de saída do PT, a senadora Marta Suplicy voltou à carga contra o partido que ajudou a fundar e o governo Dilma Rousseff, do qual foi ministra da Cultura, durante evento com clima de campanha eleitoral na zona leste de São Paulo, nessa sexta-feira, 6. Segundo ela, o PT “não é mais o mesmo” e sua situação no partido é desconfortável por “não ter coragem” de defender publicamente o governo Dilma. Segundo dirigentes do PSB, Marta já selou um acordo para disputar a Prefeitura de São Paulo pela legenda, mas a senadora disse que ainda não decidiu a situação.

Na real III  

O Palácio do Planalto tem tido acesso a pesquisas que jogam Dilma Rousseff em patamares de impopularidade inéditos em seu governo. São números muito piores do que ela obteve após as manifestações de 2013. Fernando Pimentel recebeu na semana passada uma pesquisa encomendada ao Vox Populi que é desastrosa para Dilma. Feita apenas em Minas Gerais, onde ela venceu a eleição, a pesquisa mostra que 62% dos mineiros consideram seu governo ‘ruim’ ou ‘péssimo’. Na terceira semana de março, por encomenda da CNI, o Ibope sai às ruas para medir o pulso da população em relação ao governo Dilma. (Lauro Jardim – revista Veja)

A lista de Schindler
O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, divulgou na noite de sexta-feira a temida lista dos políticos que serão investigados por suspeita de envolvimento com o propinoduto que sangrou os cofres da Petrobras. Zavascki determinou a abertura de processos de investigação. São deputados federais, senadores e outras pessoas sem mandato que agora passam a responder inquéritos no Supremo no âmbito da Operação Lava Jato da Polícia Federal. Zavascki também determinou o arquivamento das denúncias contra os senadores Delcídio Amaral e Aécio Neves e o ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves. A temida lista elaborada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, atinge em cheio a base a presidente Dilma Rousseff no Congresso, envolvendo políticos dos três principais partidos governistas: PT, PP, PMDB, além do senador aliado Fernando Collor, do PTB. Da oposição, o senador Antonio Anastasia, do PSDB de Minas Gerais, foi relacionado. Tanto no caso de Collor quanto no de Anastasia, os inquéritos já foram abertos e as diligências autorizadas. As duas principais autoridades do Congresso Nacional integram a lista: o presidente do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. A relação de senadores contém dois importantes ex-ministros do primeiro mandato de Dilma Rousseff: Edison Lobão, que comandava a pasta de Minas e Energia, e Gleisi Hoffmann, ex-chefe da Casa Civil.

A raposa e o galinheiro

Depois que se descobriu que o juiz Flávio Roberto de Souza, a quem cabia julgar o caso Eike Batista, circulara pelo Rio de Janeiro a bordo de um Porsche apreendido do ex-bilionário e ainda por cima guardara outros dois carros e um piano no condomínio onde mora, a Justiça Federal fluminense não teve um dia de trégua. O Conselho Nacional de Justiça retirou Souza de todos os processos ligados a Eike, e o próprio magistrado pediu uma licença médica para deixar a história esfriar, mas não escapou de ser afastado do cargo no Tribunal Regional Federal do Rio. Parecia o ponto final de um daqueles enredos infelizes que só fazem esfacelar a confiança nas instituições. Só que ainda tem mais. Segundo informação obtida pela revista VEJA, uma junta de juízes designada pela corregedoria do tribunal para fazer uma limpa na vara deparou com mais um fato de enrubescer os togados: evaporaram da repartição um naco dos 116 000 reais recolhidos na casa de Eike e os 600 000 reais apreendidos de um traficante internacional de drogas – parte em moeda nacional, parte em dólares e euros. Como o juiz Souza não era o único a ter acesso ao cofre, o sumiço da dinheirama está sob investigação.

Dia internacional da mulher

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s