29 de janeiro de 2015

Frase do dia

O político brasileiro é um sujeito que vive às claras, aproveitando as gemas e sem desprezar as cascas. (Aparício Torelly, Barão de Itararé)

Sem cura

Um morador do distrito foi ao posto de saúde de Itacuruçá para refazer um curativo de uma ferida de difícil cicatrização. Voltou para casa sem o fazer porque o PS não tinha nem gaze nem esparadrapo.

Sem cura II

Desabafo de uma moradora “Hoje, tive crise de coluna. Agradeço à equipe de enfermagem e ao médico ortopedista de plantão. Fizeram o que puderam com muita dedicação  Mas, infelizmente, vergonha total da administração. Não tem medicamentos básicos, só comprando pra ser medicada. No hospital só tem soro e voltaren. Mas a dor era muito intensa. Meu marido foi rapidamente à farmácia e comprou os medicamentos que o hospital não tem. Foram três injeções e comprimidos de relaxante muscular. Graças a Deus, agora estou melhorando!” (Cristiane G. Costa, via facebook)

Acidente de barco

A notícia mais comentada na semana em Itacuruçá teve relação com um acidente, ocorrido no domingo, envolvendo um taxi-boat e uma traineira no percurso entre o continente e a ilha de Jaguanum. Ao que se sabe, o barqueiro, de nome Jefferson, perdeu o foco da atenção quando seu celular caiu no chão da embarcação. No movimento destinado a recuperá-lo, o barco perdeu a direção e se chocou com a lateral da traineira. Como todos usavam coletes salva-vidas, os ocupantes do taxi-boat se feriram de forma leve e moderada e foram socorridos imediatamente pelos tripulantes da traineira e pescadores que estavam nas proximidades.

Tocou a bateria

Ontem, no meio da tarde, a chuva ameaçou cair em Itacuruçá. Trovões e raios indicavam que poderia haver uma grande tempestade. Entretanto, mais uma vez, não caiu sequer uma gota no distrito. Um dos raios, no entanto, atingiu uma árvore próxima à cachoeira do Itingussú queimando-a e espalhando uma nuvem de fumaça durante cerca de uma hora.

Itaguaí

Dessa vez foi a rede Bandeirantes de televisão que dedicou espaço em seu noticiário local e nacional para expor as mazelas do prefeito Luciano Mota, de Itaguaí. O assunto da “Ferrari” foi o destaque da edição, bem como a CPI que foi instalada na semana passada para apurar essa denúncia.

Tragicomédia

O custo de um parlamentar da Suécia só bancaria o trabalho de um deputado brasileiro por 24 dias, isso segundo os dados de um estudo divulgado pela ONU em 2013. Agora, no Olimpo sempre em festa, o auto-aumento salarial concedido pelos parlamentares brasileiros a si próprios eleva o custo dos deputados para 75 milhões de reais por mês. Enquanto na Suécia um deputado ganha apenas 50% a mais do que um professor, em valores líquidos.

Enquanto isso

O governo de François Hollande agiu rapidamente ao declarar que a solução dos problemas vai muito além das ações anti-terror. O programa reconhece que a autoridade do professor na sala de aula está se esvaindo, e que certos valores precisam ser retomados. Por isso, o plano propõe a oferta de 300 horas de “educação moral e cívica” e a criação de códigos disciplinares aliados à investidura de autoridade aos Diretores de Escolas. Os códigos disciplinares deverão permitir a socialização dos alunos, trazendo-os ao convívio com os colegas e preparando-os para os desafios do primeiro emprego.

Já, por aqui

Os senadores devem votar em 2015 várias propostas que incluem disciplinas à grade curricular dos ensinos fundamental e médio ou, pelo menos, tornam obrigatória a discussão sobre determinados assuntos nas já existentes. Apesar das boas intenções das iniciativas de lei, o Ministério da Educação não vê com bons olhos a criação de tantas disciplinas obrigatórias além das que já são ministradas nas escolas. Durante a tramitação do PLS 2/2012, que aguarda análise da Câmara dos Deputados e torna obrigatória a inclusão de disciplinas de ética no ensino fundamental e médio, o MEC divulgou nota técnica argumentando que a aprovação desse projeto não traria a solução mais adequada para tratar dos temas da ética e da cidadania no ambiente escolar.

Já por aqui II

Aulas de direito constitucional, noções doEstatuto da Criança e do Adolescente e reforço dos valores morais e cívicos da sociedade. Esses assuntos devem ser obrigatoriamente tratados em sala de aula, de acordo com projeto de lei apresentado pelo deputado federal Romário (PSB-RJ). A proposta de Romário é alterar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e reformar o currículo escolar dos ensinos fundamental e médio para incluir a disciplina “constitucional”. O objetivo é que crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos, tenham aulas nas escolas sobre os direitos e deveres do cidadão previstos na Constituição Federal. De acordo com o projeto de Romário, as aulas sobre os direitos e deveres previstos na Constituição para as crianças do ensino fundamental devem ter como diretriz o ECA. O projeto de Romário está parado, aguardando apreciação da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s