20 de janeiro de 2015

Frase do dia

São Sebastião crivado, nublai minha visão na noite da grande fogueira desvairada. (Derradeira estação – Chico Buarque)

Expresso

Já se passou mais de um ano de uma fracassada CPI, de uma decisão judicial que cassou suas linhas, mas que as manteve até que haja nova licitação (que o Detro ainda nem sequer agendou), os problemas que a população enfrenta com a Expresso Mangaratiba só fazem piorar. Por conta disso, um grupo de moradores de Itacuruçá está se articulando para estudar e tomar a frente das providências que possam ser tomadas. A primeira reunião está marcada para amanhã, dia 21 de março às 19:30 na praça da igreja de Santana. Todos estão convidados.

A propósito

Lembra um morador que os políticos locais, especialmente os senhores vereadores, não estão convidados. Já tiveram todo o tempo do mundo para buscar soluções e a melhor que encontraram foi uma CPI “mequetrefe”, que não conseguiu, sequer, que as promessas acertadas em um termo de ajustamento de conduta fossem cumpridas.

O Rei está nú

Repercutindo a postagem “Bom dia prefeito”, da Leila Castro, de 19 de janeiro de 2015. “Então, sobrevivi! E como sou teimosa, aqui estou eu para dar um “alô” para você que não sabe como a população se sente, ou melhor, não se interessa por aquilo que a população sente. Posso afirmar que estamos sem a menor condição de tocarmos a vida no município sem que em algum momento do dia, não voltemos nossos pensamentos a esta administração. E pode parecer estranho, mas isso é bom! Pensamos em você e sua trupe, quando esperamos por horas a condução que nos transportará para nossos afazeres, pensamos em você quando abrimos uma torneira, pensamos em você quando nos dirigimos a algum atendimento médico, pensamos em você quando resolvemos procurar um emprego em um município sem mercado de trabalho, pensamos em você até mesmo quando queremos esquecê-lo e procuramos um laser para nossa família, e não esquecemos de você quando voltamos o nosso pensamento à Deus e percebemos que a nossa maior riqueza, motivo de orgulho de Mangaratiba, que é a paisagem “bonita por natureza”, está se deteriorando por omissão, ganância e incompetência  de sua gestão devastadora e aterradora. Seu governo me lembra o conto, “O  Rei está nu!” Você deve conhecer este conto: dois estelionatários (burlões) convencem um rei muito vaidoso a comprar um tecido especial que só era visível aos inteligentes. E como ninguém, de sua majestade ao camareiro, quis passar por estúpido e dizer que não havia tecido nenhum, o rei desfilou no cortejo real como veio ao mundo. Só uma criança do povo teve a coragem de dizer que o rei afinal ia nu, expondo-o à chacota popular. Cansados deste arremedo de reinado, de andar para trás e das dificuldades, é natural que haja mangaratibenses ansiosos por boas notícias e por uma luz ao fundo do túnel. Mas como em tudo na vida, a realidade impõe-se, inevitavelmente. A nossa vida não cabe nos discursos do Governo, e não adianta contratar assessoria de imprensa para divulgar mentiras sobre os sinais positivos ou o fim da crise ética, moral e legal de seu governo. A vida dos mangaratibenses neste início de 2015 continua a ter mais desemprego. Mais aumentos de impostos. Tem mais filas, horas e meses de espera para se ser visto por um médico ou fazer um exame. Tem transportes mais caros e mais raros. Tem gente  que não toma os medicamentos que deve, ou que disfarça dores com analgésicos meses a fio porque não encontra medicação nas farmácias básicas e que até mesmo um simples atendimento odontológico já se torna mais um problema. A vida dos mangaratibenses em 2015 tem crianças em férias das creches que funciona no limite do limite da exaustão dos profissionais e cujos pais em solidariedade e/ou receio de um atendimento precário, os deixa em casa e que muitas vezes passa a ter problema para cumprir seus compromissos profissionais. A vida dos mangaratibenses está insegura, em nossa vida, temos assassinatos a luz do dia em um município que começa a se assemelhar a comunidade carente do Rio de Janeiro. Vale a lei da passividade e do silêncio. Hoje, prefeito, quero te dizer: “O Rei está nu e todos estão vendo”. Fica tranquilo, poucos serão os que te mostrarão isso. (Leila Castro – via facebook)

Mais, do mesmo

Um homem foi preso em flagrante, na tarde de domingo, ao ser flagrado assaltando um bar, em Itaguaí. De acordo com 24º BPM, Luiz Felipe Araújo Bessa, de 18 anos, abordou clientes do estabelecimento, no bairro Jardim Laia. Policiais do DPO de Coroa Grande foram até o local. Luiz tentou fugir pela parte de trás do bar, mas foi preso. Na 50ª DP, onde o caso foi registrado, o preso confessou fazer parte da milícia local. Ele também alegou que um outro homem, conhecido apenas como júnior, que seria miliciano de Manguariba, em Campo Grande, também teria participado do assalto. A polícia não o encontrou. Com Luiz, os policiais apreenderam um simulacro de pistola. (Fonte: Jornal O Dia)

Pobre baixada

O que está acontecendo em São João de Meriti é muito mais que uma crise financeira causada pela queda na receita, pois todos os municípios fluminenses sofreram perdas variando entre 17% e 20%, mas o único dos 92 no buraco é Meriti, que se perdeu em algumas áreas, ganhou muito nos setores de Saúde Educação, cujos repasses federais cresceram bastante de 2009 para cá. É um problema de gestão e de falta de jeito para administrar. Sandro Matos não tem o menor cacoete de prefeito: chegou ao poder tão empolgado que passou a disputar com Lindberg Farias (prefeito de Nova Iguaçu de 1º de janeiro de 2005 a 31 de março de 2010), o título de prefeito mais bonito da Baixada Fluminense. Agora, seis anos e 15 dias depois da posse de Sandro para seu primeiro mandato, ficou claro que Matos é tão feio quanto Farias, pois Lindberg faliu o município de Nova Iguaçu e várias empresas, deixando um rombo de mais de R$ 1 bilhão. Sandro está seguindo o mesmo exemplo: jogou Meriti literalmente no buraco e, pelo andar da carruagem, ao fim de sua desastrosa gestão, não será surpresa se ele imitar Lindberg também no volume da dívida. (Fonte: Elizeu Pires)

Retrato do Rio

A música tem mais de vinte e dois anos e continua extremamente atual

Anúncios

5 respostas em “20 de janeiro de 2015

  1. Sr. Editor,
    escrevi diversas vezes aqui afirmando que a Câmara de Vereadores nada poderia fazer para exigir da Expresso um melhor serviço pois, trata-se de transporte intermunicipal e, sendo assim, cabe unicamente ao DETRO fiscalizar, advertir e punir o operador destas linhas. A Câmara poderia tão somente interceder junto ao DETRO, denunciando e solicitando um melhor serviço. Por outro lado, também escrevi que o transporte municipal é de competência da Prefeitura e esta pode criar linhas urbanas interligando os diversos distritos do município. Estas linhas podem ser contratadas por licitação ou concedidas a empresas que desejam operá-las ou mesmo até, serem operadas pela municipalidade mediante contratação de veículos, tal como ocorre com os chamados ônibus da liberdade, na zona oeste do Rio. Qualquer atitude for disso é perda de tempo, inclusive a reunião de moradores, mas é sim responsabilidade da prefeitura solucionar o caso, mesmo que seja cobrando ao DETRO.

    • Prezado Marcos. Não é questão de competência (no sentido estrito), mas de mobilização. São onze vereadores que, por definição, são “representantes” do povo. Nessa condição, eles poderiam questionar e pressionar o governo do estado e, até mesmo, os deputados estaduais que vieram pedir votos aqui.

  2. Sr. Editor,
    acompanhando-se diariamente a situação calamitosa no município de S.J.de Meriti e lembrando o quanto os políticos de lá se infiltraram na política de Mangaratiba, podemos ver claramente o que significa o dito popular que diz: quem com porcos se mistura come farelo. Sugiro uma placa nos acessos a Mangaratiba e seu distritos com os dizeres: Aqui havia uma cidade destruída pela atual administração.
    A propósito, como todo governo gosta de plantar placas comemorativas, quando será que vão colocar uma no lugar do cruzeiro de pedra em frente a igreja de Mangaratiba com a informação: “Aqui havia um cruzeiro de pedra, patrimônio histórico de Mangaratiba, destruído pela administração do Sr. Prefeito Evandro Capixaba”

  3. O roubo em Itacuruçá é natural. Tudo vai por conta do interesse. Eu já sofri isso na carne. Eu tenho uma casa roubada em Itacuruçá na antiga av: Amaral Peixoto hoje, Décio Noqueira número 483. Infelizmente o crime no Brasil compensa e até dá lucro. Pergunta: O que acontece com a luz roubada em meu nome?

  4. Sou moradora de Itacuruçá desde 1960. Embora agora moro em Campo Grand, mais continuo com minha casa lá. Estou muito triste com oque tenho visto por lá ! Na praia do Axixa pertinho dos últimos quiosques um grande abandono, muito lixo na areia, passagem que ajuda quem mora ali a ir pela praia porque só tem a linha férrea para chegar no calçadão. completamente destruída.Falam que a chuva derrubou a passagem ai botaram uns dormente em cima dos esgotos para ás pessoas passarem. Peço para ás autoridades fazerem alguma coisa ,sendo tão pequena aquela praia temos que limpar as outras áreas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s