20 de dezembro de 2014

Frase do dia

O homem é o único tipo de animal que arma sua própria armadilha, põe a isca e então pisa sobre ela. (John Steinbeck)

Utilidade pública

A Prefeitura de Mangaratiba inicia neste sábado, das 8h às 17hs, a campanha da vacinação antirrábica na cidade. A secretaria de Saúde, responsável pela ação, explica que este ano a vacinação terá um diferencial, sendo o trabalho feito por etapas, sempre aos sábados. Os moradores de Itacuruçá e Muriqui serão os primeiros a ter seus animais vacinados já neste sábado. A campanha vai até o dia 31 de janeiro de 2015. Confira o calendário de vacinação: Muriqui e Itacuruçá – 20 de dezembro, Escola Castelo Branco e Praça do Gabirol (Muriqui), Praça do Sapo e Centro Cultural (Itacuruçá); Praia Grande, Ibicuí e Centro de Mangaratiba – 10 de janeiro, Escola Praia Grande, Praia Clube de Ibicuí e Escola Coronel Moreira da Silva (Centro); Praia do Saco e Nova Mangaratiba – 24 de janeiro, Ciep 294 e Escola João Paulo (Praia do Saco), Escola Diogo Martins (Nova Mangaratiba); Conceição de Jacareí – 31 de janeiro, Escola Glauber Borges e Gasoduto

A lista

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa entregou 28 políticos envolvidos no escândalo na estatal durante cerca de 80 depoimentos em âmbito de delação premiada na Operação Lava Jato, ocorridos entre agosto e setembro, segundo informações do jornal “O Estado de S. Paulo”. A lista de políticos envolvidos no esquema inclui um ministro e ex-ministros do governo Dilma Rousseff, deputados, senadores, um governador e ex-governadores. Na relação constam nomes de parlamentares da base aliada do governo e da oposição. Na lista dos partidos estão PT, PMDB, PSB, PSDB e PP. Veja a seguir a lista de Paulo Roberto Costa:  PT: Antonio Palocci – ex-ministro dos governos Lula e Dilma; Gleisi Hoffmann – senadora (PR) e ex-ministra da Casa Civil; Humberto Costa – senador (PE) e líder do PT na Casa; Lindbergh Farias – senador (RJ); Tião Viana – governador reeleito do Acre; Delcídio Amaral – senador (MS); Cândido Vaccarezza – deputado federal (SP); Vander Loubet – deputado federal (MS). PMDB: Renan Calheiros – presidente do Senado (AL), Edison Lobão – ministro de Minas e Energia, Henrique Eduardo Alves – presidente da Câmara (RN), Sérgio Cabral – ex-governador do Rio de Janeiro, Roseana Sarney – ex-governadora do Maranhão, Valdir Raupp – senador (RO) e 1º vice-presidente do partido, Romero Jucá – senador (RR), Alexandre José dos Santos – deputado federal (RJ). PSB: Eduardo Campos – governador de Pernambuco de 2007 a 2014 (morto em 2014); PSDB: Sérgio Guerra – presidente nacional do PSDB de 2007 a 2013 (morto em 2014); PP: Ciro Nogueira – senador (PI), João Pizzolatti – deputado federal (SC), Nelson Meurer – deputado federal (PR); Simão Sessim – deputado federal (RJ), José Otávio Germano – deputado federal (RS), Benedito de Lira – senador (AL), Mário Negromonte – ex-ministro de Cidades, Luiz Fernando Faria – deputado federal (MG), Pedro Corrêa – ex-deputado federal (PE), Aline Lemos de Oliveira – deputada federal (SP). Apenas os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Benedito de Lira (PP-AL) e os deputados José Otávio Germano (PP-RS) e Simão Sessim (PP-RJ) não quiseram se pronunciar. Os demais afirmam que não é verdade. (Fonte: Cláudio Humberto)

A origem

Iniciada em março deste ano, a Operação Lava Jato investiga o esquema de lavagem e desvios de dinheiro em contratos assinados entre empreiteiras e a Petrobras, que somam R$ 59 bilhões, considerando o período de 2003 a 2014. Segundo as investigações, parte desses contratos se destinava a “esquentar” o dinheiro que irrigava o caixa de políticos e campanhas no país. Na sétima fase da operação, a Polícia Federal prendeu 23 executivos, entre eles presidentes de empreiteiras e o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, ligado ao PT. (Fonte: Cláudio Humberto)

Análise

É importante a reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” que traz pela primeira vez o que seria a lista completa dos políticos acusados por Paulo Roberto Costa na delação premiada. A lista dá dimensão do potencial dano ao Congresso, ao governo e à oposição. Durante duas semanas, em oitenta depoimentos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras listou vinte e oito políticos que teriam sido beneficiados por um esquema de corrupção na estatal. Muitas das acusações já vieram a público e foram negadas por todos eles. Será preciso ver o detalhamento do depoimento de Paulo Roberto Costa para saber se há material para justificar condenações em eventuais processos. Por ora, são acusações que têm de ser provadas na Justiça. Costa era um operador dos recursos. Esse tipo de coisa é feita na base da confiança. O operador precisa fazer um registro. Se ele tiver os detalhes exatos de como a eventual propina foi paga, vai complicar a vida de políticos importantes. Essa reportagem fala apenas da delação de Costa. Ainda há a de Alberto Youssef, que foi um grande operador do PP, além das delações de executivos e de outros operadores. Portanto, isso é apenas a ponta de um iceberg, que ainda vai depender de convencer o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O procurador-geral analisará os casos que têm foro privilegiado e devem ser julgados no Supremo Tribunal Federal. Os políticos sem prerrogativa de foro ficarão a cargo dos demais integrantes do Ministério Público que participam da Operação Lava Jato. Esse é caso tende a esquentar ainda mais. (Kennedy Alencar – rádio CBN)

Caça à raposa

A Globo não deu espaço. Durante todo o dia de ontem o “globocop” sobrevoou o município vizinho. Além disso, um carro de reportagem esteve no hospital municipal São Francisco Xavier. O assunto também foi matéria no jornal nacional de ontem e é bem provável que Itaguaí entre, já neste final de semana, no quadro do Fantástico “cadê o dinheiro que estava aqui?”.

Palavra do deputado

O novo deputado federal Alexandre Vale, a respeito dos últimos acontecimentos em Itaguaí, assim se pronunciou: “No dia 3 de fevereiro, assim que as comissões da Câmara Federal estiverem formadas e eu empossado, estarei solicitando à Comissão de Fiscalização e Controle, que solicite uma tomada de contas especial em todos os recursos federais destinados à Prefeitura de Itaguaí.”

Repercussão na mídia

Por conta dos últimos acontecimentos, Itaguaí foi capa de vários jornais do Rio de Janeirorepercussão

Anúncios

3 respostas em “20 de dezembro de 2014

  1. Agradecimento.
    Bem antes do café da manhã leio seu Blog.
    Informação(e formação)de primeira.
    Texto preciso e incisivo,às vezes irônico(adorei MIB e “capo de tutti capi”)
    Sem falar das citaçôes musicais.
    Lógica&coerência estão em falta.
    Acho que estamos envelhecendo bem,o que não é comum em algumas praias do Município
    SINCERAMENTE OBRIGADO !

  2. Só espero que o escândalo de lá não apague o escândalo daqui. De preferência que o
    camburão que passar por lá, aproveite a viagem e também passe por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s