21 de outubro de 2014

Frase do dia

Nós, que acreditávamos que a esperança ia vencer o medo, agora esperamos que a esperança vença a lambança. (Chico Alencar – Dep. Federal do Psol)

Convite

Acontece hoje, no Centro Cultural Cary Cavalcante, em Mangaratiba, sob coordenação da secretaria do meio ambiente agricultura e pesca, a reunião da agenda 21. O tema principal é a questão da Sustentabilidade em Mangaratiba.

Sugestão

Uma “dica” para os nobres vereadores da câmara municipal de Mangaratiba. O Programa Interlegis, do Instituto Legislativo Brasileiro, está oferecendo a todas as câmaras municipais do país um portal para internet que já vem com TV e rádio Legislativa. Isso vai permitir transmissões ao vivo de sessões plenárias, mesmo sem equipamentos profissionais. O portal modelo, desenvolvido pelo Interlegis, já vem pronto pra uso e permite que a casa legislativa crie e publique o seu próprio site na internet de forma autônoma e sem a necessidade de contratar serviços especializados. O novo portal tem galerias de fotos, vídeos e áudios, nas quais podem ser armazenados os arquivos que a câmara desejar – que podem ser feitos pelo seu próprio pessoal ou que estejam disponíveis na internet. As possibilidades que se abrem com a TV e a rádio legislativa são amplas, sobretudo porque se pode lançar mão de aplicativos e outras ferramentas gratuitas disponíveis na internet. (Fonte: Agência Senado)

Pega na mentira

No debate na TV Record, Dilma, ao falar sobre segurança pública no Estado de Minas Gerais, afirmou que metade dos municípios não possuem delegacias de polícia. O site “Preto no Branco”, criado por “O Globo” para tirar a limpo o que é dito nos debates, desmentiu a presidente e afirma que é falsa a declaração de Dilma. O site conferiu a informação verdadeira constatando que são apenas dezoito municípios mineiros que não têm delegacias.

Sem poder negar

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, disse que houve desvio de dinheiro público em contratos da Petrobras e que, diante disso, vai tomar as medidas necessárias para ressarcir “tudo e todos”. Ela afirmou ainda que quem cometeu irregularidade tem que pagar. “Ninguém sabe ainda o que é que deve ser ressarcido, porque a chamada delação premiada, onde tem os dados mais importantes, não foi entregue a nós. Agora, ressarcir, eu farei todo o meu possível para ressarcir o país se houve desvio de dinheiro público. Nós queremos ele de volta. Se houve, não. Houve, viu?”, completou, admitindo irregularidades na administração da estatal. (Fonte: Valor Econômico)

É a economia

Se o PT continuar no poder vai repetir os mesmos erros, porque a visão da presidente, sobretudo na área econômico-financeira, já está declarada. Ela enxerga o mundo por intermédio de lentes dos anos setenta do século passado. Foi o período da chamada substituição de importações, que teve por objetivo trazer mais empresas para o Brasil, defender as existentes por intermédio de proteção tarifária e esquecer de dar qualidade e bom preço ao consumidor brasileiro. O modelo se inspira também no tripé iniciada, muito lá atrás, por Getúlio Vargas, que contempla, um banco de fomento, no caso o BNDES, incentivo a empresas nacionais e controle político dos sindicatos. Quem criou essa fórmula foi, na verdade, Benito Mussolini, na Itália. Não haverá novidades no eventual segundo governo Dilma. Ela vai conservar a maneira autocrática de governar. Parece personagem adequada para viver numa atmosfera soviética. Burocracia e poder juntos. Tudo muito lento, descolado da realidade e imposto ao povo pela publicidade oficial. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que se conservou íntegro e a salvo do aparelhamento ocorrido na Petrobras, mostrou que a desigualdade aumentou no país e o desemprego voltou a assombrar os trabalhadores. Especialistas dizem que a economia brasileira é como uma vaca a caminho do brejo. Vai chegar lá. Só depende da velocidade da vaca.

Continua

Deve ser por essa razão que a Bolsa de Valores brinca com os resultados das pesquisas de intenção de voto. Quando a candidata Dilma perde, as ações sobem de preço. Quando a petista melhora, as ações mergulham. Esse ente mítico chamado mercado, composto por investidores de todos os calibres, não confia na presidente da República. Empresários também não. O resultado é a falta de confiança no futuro, o sério problema da desindustrialização, custo Brasil em alta e, por último, inflação e desemprego. Nada disso aconteceu de uma semana para outra. Trata-se de um processo que ocorreu nos últimos dois ou três anos. Quem sustentou o contrário, perdeu. Até o otimista Guido Mantega, que tentou colorir o quadro cinza, perdeu o emprego. Foi demitido por antecipação. (André Gustavo Stumpf – jornalista)

Vale tudo

É violento o fogo de barragem promovido pelo marketing do Partido dos Trabalhadores. É bombardeio para destruir tudo que estiver vivo no território adversário. Além de manter o poder, os petistas, que estão há doze anos no poder, não querem retornar a vida de antes. Eles desfrutam das mordomias governamentais e dos bons empregos. Deixar de usufruir essa doce vida é difícil. Então vale tudo para se manter no poder e permanecer em posição de mando. O líder do MST já prometeu invasões todos os dias, todos os momentos, caso a presidente Dilma não seja reeleita.

Contra-ataque

O que pouca gente sabe é que a presidente Dilma Roussef ainda é funcionária da Fundação de Economia e Estatística, a FEE, RS. Sua identidade funcional é 2963736, cargo técnico X-26, segundo apurou o editor. Ela estava em condições de pedir aposentadoria em 2010, quando disputou a presidência, mas achou mais prudente não fazer marola com o caso, porque a mídia iria investigar o caso e descobrir que ela não trabalhou ali em 25 dos 30 anos necessários para se aposentar com salário integral equivalente ao de presidente da FEE, cargo que ocupou no governo Collares. Foi por isto que pediu suspensão do contrato de trabalho no dia 29 de março de 2010. Vai pedir aposentadoria quando sair do governo e o caso não virar mais notícia.  (Fonte: Políbio Braga)

Cassandras

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na manhã de sábado para João Santana, o marqueteiro da campanha: “não acredito que a Dilma vá ganhar essa eleição, nossa derrota começou com a humilhação para a Alemanha e terminou com o debate do SBT”, e continuou “Esperava que todo o dinheiro que gastamos ao longo desses 12 anos de poder em doutrinação nas escolas e universidades seria suficiente para garantir nosso poder para sempre, porém o Brasil realmente acordou em 2013 e agora é esperar a nossa derrota para tentar usar nossos idiotas úteis para protestar até o Aécio sair”. João Santana, que afirmou que Dilma ganharia em primeiro turno, não quis comentar o caso. Na última pesquisa encomendada pelo próprio PT, Aécio aparecia com 57% das intenções de votos, contra 33% da Dilma.

Bússola

As campanhas eleitorais trabalham com pesquisas qualitativas, apelidadas de “quális” por políticos, jornalistas e especialistas. Elas indicam o que “pegou bem” e o que “pegou mal” na propaganda própria e alheia, qual assunto cola e qual não cola e por aí adiante. O PT apostava, até outro dia, que a roubalheira na Petrobras não iria “pegar”. Parecia um assunto lá na estratosfera. Aliás, certos grupos políticos estão de tal sorte acostumados a assaltar as estatais que, diante de mais uma denúncia, dão de ombros: “Ah, ninguém liga; as pessoas não entendem”. Sim, é isto mesmo: no Brasil, escândalo grave é só aquele que as pessoas “entendem”. Mas veio a público o depoimento de Paulo Roberto Costa e o PT entrou em parafuso. Qual foi a primeira postura de Dilma, do PT e do marketing? Atribuir as evidências de corrupção na Petrobras a uma grande conspiração das oposições, da “mídia” e das pessoas supostamente interessadas em privatizá-la. A mentira funcionou em 2002, em 2006 e em 2010. E tinha potencial para funcionar de novo em 2014. Até que veio a público a voz de Paulo Roberto, com cadência burocrática, contando como são as coisas. Só agora, a uma semana da eleição, Dilma admite a roubalheira na Petrobras. E o faz ainda com aquele jeito falso-descontraído que tenta afetar às vezes. E, mais uma vez, promete fazer isso e aquilo se for reeleita, como se já não fosse presidente da República.  Até anteontem, mesmo Paulo Roberto se dispondo a devolver R$ 70 milhões aos cofres públicos , a presidente da República insistia na tese conspiratória. Por que Dilma “mudou”? Por causa das “quális”. João Santana identificou que o assunto “pegou”. (Por Reinaldo Azevedo – revista Veja)

Estertores do jogo sujo

A campanha do candidato Aécio já se prepara para uma última jogada rasteira da campanha petista.Jogo sujo

Anúncios

2 respostas em “21 de outubro de 2014

  1. Tristeza não tem fim
    Felicidade sim.
    A felicidade do pobre parece
    A grande ilusão do carnaval
    A gente trabalha o ano inteiro
    Por um momento de sonho
    Pra fazer a fantasia
    De rei ou de pirata ou jardineira
    Pra tudo se acabar na quarta-feira

    Tristeza não tem fim
    Felicidade sim

    A Felicidade
    Vinicius de Moraes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s