6 de outubro de 2014

Frase do dia

Eleição e mineração, só depois da apuração. (Provérbio português)

Sem recarga

Uma moradora do distrito, mãe de aluno do ensino médio do município, reclama que a secretaria de educação ainda não providenciou a recarga dos cartões de transporte dos jovens. Os que moram em Itacuruçá e estudam em Muriqui, por exemplo, estão gastando seis reais e quarenta centavos, todos os dias, para poder ir à escola.

Na fome

Depoimentos de quem trabalhou nas eleições de ontem aqui no município, indicam que não houve nenhum cuidado com o bem-estar desses trabalhadores. Um policial militar, destacado para passar todo o dia cuidando de um local de votação, deixou escapar que recebeu, como “lanche”, um copo de suco e um biscoito “mirabel”. Um dos eleitores destacados para trabalhar em nome da justiça eleitoral reclamou que não lhes foi fornecida água, apenas aquela que estivesse disponível no local de votação.

Ajustes

Ontem, na divulgação dos resultados das pesquisas de “boca de urna”, chegou o momento em que as projeções de “pesquisas” precisavam ser ajustadas à realidade. Assim sendo, se na quarta-feira passada Aécio Neves estava em terceiro lugar e, no sábado “empatava” com Marina Silva, no fim do dia de ontem já a ultrapassava alguns pontos. Às oito da noite, os números oficiais apontavam o candidato do PSDB com treze pontos percentuais à frente da candidata do PSB. Nos comentários a respeito, os jornalistas William Bonner e Heraldo Pereira, no programa de acompanhamento das eleições da rede Globo, tentaram explicar o “fenômeno”, sem grande sucesso ou capacidade de convencimento.

A propósito

Todas as pesquisas apontavam que o adversário do Pezão, no Rio de Janeiro, seria o ex-governador Garotinho. Erraram feio. Abertas as urnas, quem foi para o segundo turno foi o senador Crivella.

A força das ideias

Até o último debate entre os candidatos ao governo do Rio de Janeiro, o candidato do PSOL, professor Tarcísio Mota, era considerado apenas como “mais um nanico”. Depois do debate, quando botou o “dedo na ferida” em várias questões que incomodam à população do estado, disparou na preferência dos eleitores. No final da apuração, chegou a ameaçar o candidato do PT Lindberg Farias. Ele com 712.625 votos e o candidato petista com 798.622.

Opinião

O cineasta e colunista Arnaldo Jabor prevê o fim dos tempos, caso a presidente Dilma Rousseff consiga se reeleger. Ele fala em controle da mídia, fim das agências reguladoras, continuidade do “inútil” Mercosul e de um estado “infestado por petistas”. Segundo ele, “o programa do PT é um plano de guerra. Essa gente não larga o osso. Eles odeiam a democracia e se consideram os “sujeitos”, os agentes heroicos da História. Nós somos, como eles falam, a “massa atrasada”. É isso aí. Tenho vontade de registrar este texto em cartório, para depois mostrar aos eleitores da Dilma. Se ela for eleita”.

Opinião pública

Quem pensava que os últimos escândalos relacionados ao Partido dos Trabalhadores não influenciariam as eleições, errou completamente. O PT perdeu o governo de vários estados, perdeu cadeiras no senado federal e diminuiu sua bancada na câmara federal. No Maranhão, o clã Sarney perdeu as eleições para o candidato do PCdoB Flávio Dino.

O que vem por aí

Teremos segundo turno, no Rio de Janeiro, para presidência da república, entre Dilma Roussef e Aécio Neves e, para governador, entre Pezão e Marcelo Crivella. Começam as articulações de apoio a uns e outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s