26 de outubro de 2014


Frase do dia

Caso os principais institutos de pesquisa voltem a cometer erros gritantes, já dispõem de uma boa desculpa: foi o debate da Globo que mudou tudo! (Reinaldo Azevedo)

Universal

Uma unidade da Igreja Universal do Reino de Deus em Duque de Caxias, na baixada fluminense, foi lacrada na manhã de ontem, por fiscais do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. O motivo foi a descoberta, através de denúncia anônima, de farto material de campanha do candidato do PRB, Marcelo Crivella e listagens com números de títulos de eleitores no local. Segundo a diretora-geral do TRE-RJ, Adriana Brandão, havia no templo um formulário que era preenchido pelos eleitores com dados pessoais, a zona eleitoral e a seção em que votam. O material apreendido foi encaminhado para o Ministério Público. O candidato, segundo o Tribunal Regional Eleitoral, pode responder por abuso de poder econômico e propaganda irregular, conforme as análises dos elementos encontrados na igreja. (Fonte: Jornal do Brasil)

Sem memória

É evidente que políticos dizem o que lhes interessa no momento, sem dar atenção aos registros históricos. Assim voltou a fazer o ex-presidente Lula que, há vinte anos, chamou José Sarney de “ladrão” e Itamar Franco de “filho da puta” e nessa semana afirmou: “Eu fui candidato cinco vezes, vocês nunca me viram na TV ser agressivo com alguém. Porque eu acho que se um homem fosse chamar o outro de mentiroso na cara, era pra sair logo ‘no pau’.”

Com o dinheiro dos outros

Além da artilharia pesada da oposição, antes e no meio desta campanha eleitoral, sobre a corrupção na estatal, a Petrobras virou alvo do Ministério Público Federal por causa de um muito suspeito pagamento adicional ao governo da Bolívia pelo chamado ‘gás rico’. A petroleira repassou em setembro à Bolívia, cerca de 434 milhões de dólares por aditivo contratual, para pagar fornecimento de gás, retroativo desde 2006, algo que o contrato inicial não estipulava com a petroleira boliviana YPFP. A polêmica é maior porque o dinheiro foi repassado na reta final da vitoriosa campanha de reeleição do presidente Evo Morales para o seu terceiro mandato. O adicional foi um acordo político de aliados: um pedido de Evo para o então presidente Lula, anos atrás, que se formalizou mês passado. (Do blog Coluna Esplanada)

O seu dinheiro

Dilma diz que a inflação está sob controle. Mas veja só. Os preços das frutas da Ceasa, em Irajá, no Rio, estão subindo. Segunda da semana passada, a caixa de 18 quilos de tomate estava a R$ 70. Na quinta, havia passado para R$ 50. Já no sábado, a mesma caixa estava a R$ 90. O pior ocorreu com o limão. A caixa com 20 quilos aumentou de R$ 70 para R$ 130 em dois dias. O abacaxi, que nesta época em 2013 custava R$ 2, agora custa R$ 5. (Ancelmo Góis)

Nos estertores

Depoimento publicado em uma rede social: “Aconteceu comigo agora às 19 hs desta sexta feira tensa. Fui a uma banca de revistas comprar a “Veja” e o jornaleiro me disse que não tinha. Ele estava com cara de assustado. Perguntei se acabou ou se ele ainda não havia recebido a revista. Vendo que eu não era da prefeitura ele tirou uma revista de uma caixa e me vendeu. Me contou que a prefeitura havia passado uma hora antes em um carro com dois funcionários e retiraram todas as revistas. Foi ameaçado por estes mesmos funcionários, que se ele vendesse algum exemplar ele não teria a licença dele renovada, pois é a prefeitura quem dá a licença de funcionamento. Contou também que isso havia acontecido em todas as bancas da região. Pois bem, esta ai o PT, o Haddad e toda esta corja que dizem que querem mudar o Brasil. Querem mesmo! Nunca havia sentido o que senti agora a pouco. Como é que dá para discutir com um petista, pois se é este o país que querem para o futuro, digo aqui em alto em bom som. “Eu não quero”. Digo mais, se alguém concorda com este regime atual e atitudes fascistas como esta, que se retirem do meu Face. Seja quem for, se o não fizerem, eu o farei. Gente pequena!” (Beto Pandiani –via facebook)

Exemplo

A Alemanha aboliu completamente as mensalidades das universidades em todo o seu território. A gratuidade também vale para estudantes internacionais. Agora, qualquer pessoa, de qualquer nacionalidade, pode estudar lá sem pagar nada. Comparadas a instituições de outros países, como os Estados Unidos, as universidades alemãs já cobravam mensalidades relativamente baixas. Em média, o aluno precisava pagar cerca de 500 euros por semestre, além de ter direito a diversos benefícios, como transporte barato ou gratuito entre cidades. A gratuidade na oferta de educação superior é uma tendência em diversos europeus, com algumas exceções, como o Reino Unido. Gabrielle Heinen-Kjajic, ministro da Baixa Saxônia, a última região alemã a abolir as mensalidades, disse que a decisão foi tomada porque “não queríamos um ensino superior que dependesse da riqueza dos pais do estudante”.

Montagem

Um internauta observou e denunciou, através de uma rede social, a montagem “descarada” de uma manifestação petista que, à primeira vista, parecia formar uma multidão enchendo as ruas. Observe na imagem que o mesmo manifestante aparece em vários pontos da passeata.Montagem

25 de outubro de 2014


Frase do dia

Não há nada de errado com aqueles que não gostam de política. Simplesmente serão governados por aqueles que gostam. (Platão)

Guerra de números

Pesquisa Sensus que foi divulgada nessa sexta-feira pela revista IstoÉ mostra, ao contrário das pesquisas Ibope e Datafolha divulgadas anteontem, liderança do candidato tucano Aécio Neves, com 54,6% das intenções de votos nos últimos dias do segundo turno da eleição presidencial. Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, aparece com 45,4%. O Sensus foi o único instituto a apontar, na véspera do 1º turno, que Aécio passaria ao 2º turno, e não Marina Silva. A pesquisa também constatou que a dois dias das eleições 11,9% do eleitorado ainda está indeciso.

No escuro

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, órgão subordinado à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República decidiu adiar para depois do segundo turno a sua avaliação dos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2013. A justificativa é que a publicação feriria a Lei Eleitoral. Talvez seja a maior mentira jamais contada por ali. Para que serve essa avaliação? Para demonstrar se o número de pobres e miseráveis caiu, cresceu ou ficou na mesma. Pesquisadores independentes que trabalharam com os dados do IBGE constataram que a miséria parou de cair no país em 2013 e até aumentou um pouco. O governo Dilma, então, decidiu esconder os números. Reportagem do jornal Folha de São Paulo de quinta-feira mostra que o governo federal decidiu omitir dos brasileiros também as informações sobre o desempenho dos alunos em português e matemática e sobre a arrecadação de tributos. Os números das duas áreas foram considerados negativos para a campanha da candidata Dilma Rousseff à reeleição. Dados sobre o crescimento do desmatamento também foram amoitados. (Reinaldo Azevedo)

Acadêmico

O poeta maranhense Ferreira Gullar, 84 anos, acaba de ser eleito imortal da Academia Brasileira de Letras, depois de décadas recusando a honraria. Recebeu 36 dos 37 votos, sendo um em branco. Ele vai ocupar a cadeira 37, que pertenceu ao presidente Getúlio Vargas e ao jornalista e empresário Assis Chateaubriand, simplesmente porque ela foi ocupada, por último, por seu amigo e também poeta Ivan Junqueira, falecido em julho. Mas a eleição que o mobiliza, atualmente, é a presidencial. Notório crítico do Partido dos Trabalhadores, ele diz que “a saída do PT do poder é uma revolução para o Brasil”. Após ter votado em Marina Silva no primeiro turno, Gullar, agora, optou por Aécio Neves. Ex-comunista e ex-exilado pela ditadura, o poeta concorda que o ideal de sociedade mais justa é difícil de ser alcançado, mas defende que ele seja perseguido por todas as pessoas de boa-fé. “Quando o PT foi criado, eu fiquei a favor, acreditava que seria benéfico para o País, para fazer avançar essa luta pela sociedade mais justa, e depois me desapontei. Tenho sempre criticado o governo do PT, continuo nessa visão crítica, e torcendo para alguém vencer o PT. Torci pela Marina no primeiro turno porque parecia que ela é que iria disputar o segundo turno com a Dilma. Mas agora é o Aécio. Eu o conheço, sei que é competente, capaz, e apoio a candidatura dele.”

Outras vozes

Foram dias de massacre de reputações sem precedentes. Para se manter no poder, os articuladores da candidata Dilma Rousseff adotaram o que chamaram de estratégia de desconstrução do adversário cuja essência era um bombardeio de mentiras e calúnias, transformando essa na mais torpe eleição dos últimos tempos. Nas peças de campanha e nas palavras dos principais arautos petistas, liderados pelo ex-presidente Lula, o oponente de Dilma, Aécio Neves, foi classificado de nazista, que agride mulheres, não gosta de trabalhar, tem problemas com bebida e, para completar, iria desempregar os brasileiros e acabar com o programa “Bolsa Família”. Qualquer um que avaliasse mais detidamente a tática oficial, que despejou milhões em campanha, poderia perceber a inconsistência de tamanha artilharia de insultos e ilações – e o intuito por trás dela. Nada ficaria de pé nesse carnaval de difamações. Mas o seu martelar incessante nas propagandas de TV, nas mídias digitais e nos palanques Brasil afora foi inebriando massas, tentando convencê-las de uma falsa luta do bem contra o mal, de “nós contra eles”. Faltou lucidez e a esperança de parte da população foi embalada por quem controla a máquina numa caixa de promessas vazias. Nas ruas a militância partidária, incessante no seu afã de caluniar, distribuía panfletos apócrifos com teores terroristas, falando da ameaça que viria de uma vitória da oposição. (Editorial – Revista Isto É)

Luz nas sombras

O doleiro Alberto Youssef teria dito para a Polícia Federal que tanto o ex-presidente Lula quanto a atual presidente Dilma Roussef “sabiam de tudo” sobre o esquema de corrupção da Petrobras. De acordo com a revista Veja, o doleiro disse, durante um depoimento na última terça-feira em Curitiba, que “o Planalto sabia de tudo!”. Indagado sobre quem, ele teria citado os nomes da presidente e do ex-presidente. Alberto Youssef foi preso em março deste ano por envolvimento em suspeitas de corrupção e desvio de recursos investigados pela Operação Lava Jato. A estimativa é de que ele tenha movimentado cerca de R$ 10 bilhões. Assim como Paulo Roberto Costa, o doleiro fez um acordo de delação premiada com o Ministério Público para tentar reduzir a sua pena. Mais: Youssef se prontificou a ajudar a Polícia a chegar a contas secretas do PT no exterior. Segundo as pesquisas, Dilma poderá ser reeleita presidente no domingo. Se isso acontecer e se Youssef fornecer elementos que provem que a presidente tinha conhecimento das falcatruas, é certo como a luz do dia que ela será deposta por um processo de impeachment. Não é assim porque eu quero. É o que estabelece a Lei 1.079, com base na qual a Câmara acatou o processo de impeachment contra Collor e que acabou resultando na sua renúncia. O petrolão já é o maior escândalo da história brasileira e supera o mensalão. (Fonte: Revista Veja)

Censura, não.

O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral, negou nesta sexta-feira o pedido de liminar feito pela campanha da presidente Dilma Rousseff de retirada da publicação da reportagem da revista “Veja”, publicada no site e no Facebook da revista, que traz informação atribuída ao doleiro Alberto Youssef de que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabiam do esquema de corrupção na Petrobras. Para negar o pedido, o ministro Admar Gonzaga justificou que o artigo da lei eleitoral citado na representação para pedir a retirada do ar não está em vigor nas eleições deste ano. Ele arquivou a representação, sem julgamento do mérito. Na representação, a coligação de Dilma sustenta que a matéria veiculada pela Revista “Veja” é ofensiva à candidata e foi publicada na edição online da revista e em sua página do Facebook. De acordo com a representação, a revista teria antecipado sua edição para sexta-feira para “tentar afetar a lisura do pleito eleitoral”. A representação diz ainda: “a matéria absurda de capa [...] imputa crime de responsabilidade à candidata Representante (…) e a mensagem ofensiva da capa da revista tem por objetivo bem delineado: agredir a imagem da candidata Representante”. Em seu curto despacho, o ministro Admar Gonzaga afirmou o seguinte: “O dispositivo invocado para a suspensão da veiculação, consoante entendimento deste Tribunal Superior, não tem eficácia para o pleito de 2014, razão pela qual indefiro liminarmente a petição inicial e extingo o processo sem resolução do mérito, nos termos do art. 267, I, do Código de Processo Civil.” (Fonte: O Globo)

24 de outubro de 2014


Frase do dia

A mais terrível enfermidade do espírito humano é a mania do domínio. (Voltaire)

Tecon

Na ilha da madeira há um setor denominado “tecon” que é um terminal de contêiners. No fim da tarde e início da noite de ontem aconteceu, nesse local, um incêndio de grandes proporções. A nuvem negra de fumaça tornou-se visível a quilômetros de distância. Até o momento, não se sabe a extensão dos danos, nem se houve vítimas.Tecon

É mais embaixo

Ao que parece, o “freio de arrumação” da prefeitura, exonerando servidores contratados, é bem mais amplo do que os quinhentos apontados no primeiro momento. Além do corte total nas horas extras dos servidores efetivos, corre a informação que que serão mais de mil e trezentos funcionários a serem demitidos.

Vai “dar ruim”

Embora não tenha declarado nenhum bem à Justiça Eleitoral ao registrar sua candidatura em 2012, o prefeito de Itaguaí, Luciano Motta, passou a ostentar bastante desde que assumiu o governo e agora vai ter de se explicar. Em setembro a Polícia Federal apreendeu uma Ferrari amarela avaliada em R$ 1,5 milhão, mas, segundo foi denunciado ao Ministério Público, ele estaria usando ainda uma lancha, uma Land Rover, um Porsche, uma moto BMW e um helicóptero. Essa ostentação toda chama a atenção para uma série de irregularidades na Prefeitura, envolvendo supostas fraudes em processos licitatórios e contratos milionários feitos sem concorrência, inclusive para a locação de máquinas, equipamentos e veículos. Além de inquérito que corre em segredo de justiça na Polícia Federal, Luciano será investigado agora pelo MP e pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ). (Elizeu Pires)

Consciente

A fundadora do PT e ex-deputada federal Sandra Starling divulgou seu voto em Aécio Neves (PSDB) para presidente. Em seu artigo “Meu voto critico em Aécio é um veto ao voto a Dilma”, Starling diz que é preciso ter coragem para enfrentar os 12 anos de governo “em que o PT se julgou a consciência política do Brasil”, mas foi tão corrupto quanto os demais. A ex-líder do partido na Câmara disse que a censura sobre o IPEA foi a gota d’água. Segundo ela, os dados do IPEA tornariam oficial o que todos já sabem “a desigualdade social não diminuiu” e a lógica da presidenta Dilma é a mesma do ex-ministro da Fazenda Delfim Netto que pregava esconder números que não favorecem o governo. Starling disse que não vai usar o “direito de ser idiota”, vai votar em Aécio Neves, pois não pode se “calar diante das mentiras que a Dilma vem assumindo” e deve cumprir o “dever de brasileira”. (Fonte: Diário do poder)

Bolivarianismo

Consta do Plano de Governo de Dilma Rousseff, registrado no TSE, uma meta que, na prática, acaba com a propriedade urbana ou rural. O dono do imóvel não poderá pedir reintegração de posse, caso ela seja invadida. Pelo Plano de Governo de Dilma Rousseff o proprietário terá que enfrentar uma audiência pública, da qual participarão os movimentos sociais, para analisar os “direitos humanos” envolvidos. O juiz ficará sujeito à decisão dessa audiência. É fácil imaginar como crescerão o número de invasões e a desordem no campo e nas cidades! Por exemplo: se você tem um apartamento e ele estiver desocupado, pois está em processo de aluguel, e o mesmo sendo invadido você não terá mais direito a ele, se os “movimentos sociais” assim decidirem.

Pesquisas

Na reta final da eleição os movimentos do eleitorado tendem a ser mais importantes do que os números. E o crescimento de Dilma Rousseff, identificado pelo Datafolha, é semelhante ao captado por outras pesquisas. Embora consistente, o movimento é lento. Qualquer previsão sobre vitoriosos ou derrotados é precipitada. A diferença entre os dois candidatos a presidente é tão pequena que fatores não aferidos pelas pesquisas, como erro e abstenção do eleitor ou voto no exterior, podem decidir a eleição. A abstenção tende a ser maior nos Estados onde há mais população rural ou com dificuldade de chegar ao local de votação, como no Norte e Nordeste. Isso se agrava no segundo turno, especialmente nas unidades da Federação onde o governador já foi eleito em 5 de outubro. A abstenção pode crescer nos maiores Estados do Nordeste onde só se escolherá o presidente, como Bahia, Pernambuco e Maranhão. Isso seria problema para Dilma, que tem mais votos nesses locais. Ela pode ter compensações, porém. Eleitores com baixa escolaridade tendem a errar mais na hora de votar, principalmente no primeiro turno, quando tem que marcar cinco números para cinco cargos diferentes na urna. Os votos nulos foram mais frequentes no Norte e Nordeste. No segundo turno, com apenas um ou dois votos, o erro é menor. Isso pode ajudar a presidente a crescer nessas regiões. A diferença entre Dilma e Aécio é tão pequena que até feriados podem influenciar no resultado. Vários tribunais regionais federais, do Rio Grande do Sul ao Nordeste, estão antecipando a folga do Dia do Servidor Público para segunda-feira pós-eleição. Se os servidores de tribunais e seus familiares viajarem e não votarem, quem perde mais? Só as urnas dirão. (José Roberto Toledo)

Punição e multa

Em 2010, as diferenças entre pesquisas e urnas suscitaram a indignação do deputado federal Rubens Bueno que propôs o Projeto de Lei 96/11. Nele, o parlamentar pede alteração da lei eleitoral 9.504/97 e solicita maior punição a institutos de pesquisa envolvidos em levantamentos fraudulentos. “A margem de erro seria um caso. E se você fizer dessa pesquisa um instrumento para se eleger, aí é uma fraude que deve ser punida de acordo com a lei”, explicou o parlamentar. Ao fim do primeiro turno das eleições de 2014, alguns líderes partidários da Câmara dos Deputados assinaram, menos o PT, um requerimento de urgência para que o projeto seja votado ao fim do segundo turno. O projeto de lei propõe: detenção de seis meses a um ano e multa no valor de 500 mil a um milhão de reais; será fraudulenta a pesquisa realizada e divulgada até cinco dias antes da eleição e que apresentar o resultado acima da margem de erro registrada e; caracteriza-se também como fraudulenta a pesquisa quando ela for realizada e divulgada até cinco dias antes da eleição e o resultado do respectivo pleito divulgado pela Justiça Eleitoral estiver acima da margem de erro registrada pela entidade ou empresa responsável.

Visão do exterior

Em matéria publicada na última terça-feira, o jornal britânico “Financial Times” destaca o fato desta campanha ser marcada por notícias de corrupção envolvendo a estatal Petrobras e de que a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, estará em breve diante de denúncias piores ainda envolvendo a Comperj. Segundo o jornal, a refinaria Abreu e Lima, uma das peças-chaves nos escândalos envolvendo a Petrobras, já consumiu duas vezes o valor de projetos semelhantes no exterior e segue inacabada. Mas diz que se o Tribunal de Contas da União estiver certo, esse gasto é mínimo, se comparado com o custo abusivo do projeto do Comperj, no Rio de Janeiro, que deve ser 3,5 vezes superiores à média internacional. De acordo com o FT, o relatório do TCU aponta que os custos da refinaria Comperj vão exceder ainda mais as métricas “generosas” de Abreu e Lima. O relatório do TCU faz críticas aos adiamentos na implantação do projeto devido ao atraso na obtenção dos licenciamentos ambientais, construção das estradas de acesso à obra e falta geral de planejamento, que já resultaram em um custo adicional de R$ 1,5 bilhão. O TCU também menciona o fato de R$ 7,6 bilhões do projeto ter sido supostamente contratado sem licitação por causa de sua natureza “emergencial”.  (Fonte: Valor Econômico)

Madame

No Distrito Federal, onde seus quase um milhão e quinhentos mil eleitores têm algum tipo de vínculo com o poder público e têm ciência sobre o que acontece nas entranhas do poder, o candidato Aécio Neves conta com 67% das intenções de votos. Acontece que, todos em Brasília sabem das histórias do comportamento de “madame” (como ela é chamada à boca pequena nos corredores do poder, quando no relacionamento com servidores e subordinados). A oposição trabalha para levar à TV, na campanha, testemunhos de funcionários dos palácios do Planalto e da Alvorada supostamente ofendidos pela presidenta Dilma. Como o caso da camareira que teria tomado uma bordoada, após pegar um colar diferente do solicitado pela patroa temperamental. Ou os médicos e militares, ajudantes de ordem, que, maltratados, passaram a enfrentar até problemas emocionais. Entre as histórias mais marcantes de bullying de Dilma: levou uma oficial da Marinha, indignada, a abandonar sua ajudância de ordens. Ex-ministro muito ligado a Dilma, hoje em campanha no seu Estado, chegou a adverti-la para possível denúncia de serviçais maltratados. Impaciente e intolerante a falhas, Dilma dá broncas consideradas desproporcionais sem olhar a quem, de ministros à camareiras. (Fonte: Cláudio Humberto – Diário do Poder)

Assim dizia João Gilberto

23 de outubro de 2014


Frase do dia

O dia de amanhã ninguém usou. Pode ser seu! (Pagano Sobrinho)

Agenda

Acontece hoje, a partir das nove horas da manhã a consulta pública sobre a APA Marinha Boto Cinza, no Centro Cultural Cary Cavalcanti, em Mangaratiba. O objetivo é esclarecer a comunidade pesqueira, os moradores e a sociedade civil do entorno da Baía de Sepetiba sobre a importância da APA Marinha Boto Cinza para a pesca artesanal e o ecossistema marinho da baía.

Resposta

Em nota divulgada nesta semana, a prefeitura de Mangaratiba apresentou suas razões para o rompimento político entre o prefeito Capixaba e seu vice, Dr. Rui. De acordo com a nota, a folha de pagamento do município aumentou demais por causa da gestão de Ruy enquanto era responsável pela área da saúde, além do mais, que a intenção de romper partiu do médico. Quanto ao ex-vereador Marquinho da Ilha, que se auto-denunciou ter feito parte do governo sem trabalhar e com salários em dia, o prefeito Capixaba assegura que ele responderá a processo administrativo para devolver aos cofres públicos o que recebeu indevidamente.

No clube

No grupo de exonerados pela prefeitura de Mangaratiba esta semana, estava o Eduardo Vieira o coordenador do Cefet de Itacuruçá. Segundo uma das participantes das atividades culturais promovidas na gestão do agora ex-coordenador “infelizmente vamos voltar à era da pedra lascada, com ele houve essa mudança mais cultural com contacto de pessoas que realmente vive e respiram cultura, principalmente com a universidade rural. As exposições vão deteriorar por falta de pessoa competente para contatar com pessoas do meio acadêmico e cultural e alguns cursos vão acabar, com certeza. Vai continuar o cabideiro de emprego para pessoas que nada sabem e nada fazem, só recebem salário e o Cefet vai ser nada dentro da cidade, que pena. Foi um respiro fora dessa lama de burrice local que acabou de ser enterrado de novo.“

Diferentes posturas

Ao ver Lula defendendo seu filho que recebeu R$ 15 milhões de reais da Telemar para tocar sua empresa, Élio Gáspari publicou essa história tirada do fundo do baú: “Em 1966 o presidente Castello Branco leu nos jornais que seu irmão, funcionário com cargo na Receita Federal, ganhara um carro Aero-Willys, agradecimento dos colegas funcionários pela ajuda que dera na lei que organizava a carreira. O presidente telefonou mandando que ele devolvesse o carro. O irmão argumentou que se devolvesse ficaria desmoralizado em seu cargo. O presidente Castelo Branco interrompeu-o dizendo: ‘Meu irmão, afastado do cargo você já está. Estou decidindo agora se você vai preso ou não’. E o Lula ainda alega que não existe ninguém ‘neste país’ com mais moral e ética do que ele. E ficou pior com a Dilma, mas claro, por trás, sempre o Lula.”

Além do limite da irresponsabilidade

Em comício ao lado de Dilma em Itaquera, distrito da Zona Leste da capital paulista, Lula falou mal da imprensa. Até aí nada demais. É direito dele. E nada tem de original. Mas, a certa altura do seu discurso, ele citou os nomes dos jornalistas Miriam Leitão, do jornal O Globo, e de William Bonner, apresentador do Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão: “Daqui para frente é a Miriam Leitão falando mal da Dilma na televisão, e a gente falando bem dela na periferia. É o Bonner falando mal dela no “Jornal Nacional”, e a gente falando bem dela em casa. Agora somos nós contra eles, ameaçou Lula.” Mais tarde, no teatro da Universidade Pontifícia de São Paulo, no bairro de Perdizes, Lula voltou a criticar a imprensa. E a citar Míriam Leitão e a Rede Globo. Dilma e líderes do PT que testemunharam os discursos de Lula sorriram com o que ele disse. Certamente não pensaram numa coisa e, se pensaram, não deram importância. Lula expôs dois jornalistas à ira dos seus seguidores fanáticos.

Continua

Com Lula, nada é por acaso. O objetivo é um só: constranger o mediador do debate, colocando o eleitorado do PT contra ele. Se Dilma for interrompida porque estourou o tempo, a culpa será de Willian Bonner. Se Dilma tiver um desempenho pífio, as suas deficiências serão creditadas a um golpe da Globo e do apresentador, que a deixaram nervosa e pressionada. A partir de ontem, Bonner está desafiado a provar, sendo mais duro com Aécio, que não está contra Dilma. Pelo menos este é o objetivo de Lula, com o seu ataque ao jornalista. Por trás disso tudo, que não é um episódio, é uma campanha, está a meta de Lula de implantar o controle social da mídia, a exemplo dos países que fazem parte do Foro de São Paulo. Destruída a oposição, por uma máquina de assassinar reputações, o último passo será calar a Imprensa. Ontem Lula deu nome aos bois. Em várias oportunidades, nos últimos meses, ao conceder longas entrevistas aos blogs patrocinados pelo governo, de onde são propagadas as piores calúnias contra Aécio Neves, já havia feito referências semelhantes. Lula deixa muito claro onde quer chegar. Infelizmente, se Dilma vencer estas eleições, alcançará seu intento. As redações são majoritariamente bolivarianas e apoiarão. Os colunistas que ainda opinam contra o governo, estes serão dizimados. As empresas de comunicação serão perseguidas e varridas do mapa. A Venezuela e a Argentina moram ao lado. Só não enxerga quem não quer. (Ricardo Noblat)

Decolando

Enquanto aqui em Mangaratiba comemoram a implantação de cursos de manicure, recepcionista e quetais, a partir do segundo semestre do ano que vem Angra dos Reis contará  com um curso de Medicina. Nessa terça-feira a prefeita de Angra, Conceição Rabha, assinou com o Ministério da Saúde, o termo de compromisso que assegura a implantação do curso de graduação na cidade. Segundo o representante do governo federal, Jerzey Timoteo, o próximo passo é a escolha da faculdade que será responsável pelo curso. Ele destacou a importância da conquista e elogiou o sistema público de Saúde em Angra. O município de Angra disputou esta escolha com dezenas de municípios e atendeu a todos os requisitos. Para a prefeita Conceição Rabha, a conquista da faculdade de Medicina comprova o acerto dos investimentos em Saúde na cidade. De janeiro a agosto deste ano, o município investiu R$ 109 milhões em Saúde, ampliando programas e assegurando a abertura e o funcionamento do Hospital Geral da Japuíba, aberto ao público após nove anos de espera. Outra mudança sentida na Saúde, de 2013 para cá, também observada pelo governo federal, foi o crescimento da cobertura em postos do Estratégia de Saúde da Família, que de 18 equipes completas, saltou para 62 equipes.

Qual será?

A tarefa de escolher a instituição de ensino que oferecerá a faculdade de Medicina é do Ministério da Educação. A escolha deve ser feita ainda este ano. Três instituições já demonstraram interesse em participar da seleção: Estácio de Sá, Unigranrio e Suprema (de Juiz de Fora/MG). No estado do Rio de Janeiro, além de Angra, apenas Três Rios foi beneficiada nesta etapa. A concorrência pública será para abertura de 55 vagas aos estudantes de medicina em Angra. Além dos requisitos técnicos, como instalação e corpo de professores qualificado, as faculdades interessadas deverão atender a outros critérios: garantir melhor contrapartida em Saúde ao município, menor mensalidade aos estudantes e maior adesão aos programas Fies [Fundo de Financiamento Estudantil] e Prouni [Programa Universidade para Todos]. Segundo o representante do governo federal, o curso já seguirá as diretrizes do novo SUS, que destina 30% da carga horária do aluno ao estudo prático em unidades básicas e nas urgências e emergências. Com a vinda da faculdade para Angra, a chance do profissional que estuda aqui se fixar no município é de mais de 80%, segundo dados do próprio Ministério. (Fonte: Angranews)

22 de outubro de 2014


Frase do dia

A lealdade e a confiança devem estar acima de qualquer coisa. (Confúcio)

Desagravo

Na sessão da tarde de ontem na câmara municipal de Mangaratiba, por indicação do vereador Alan Bombeiro, foi realizada uma homenagem, na forma de “Moção de Congratulações”, à deputada estadual Andréia Busatto, que recuperou, junto ao Tribunal Superior Eleitoral, sua condição de deputada estadual eleita pelo povo do Rio de Janeiro. O documento de congratulações foi assinado por todos os onze vereadores do município e a sessão de homenagem presidida, com respeito, “pompa e circunstância”, pelo vereador Pedro Capixaba.

Se cuidem

Há uma candidata nova na disputa eleitoral para a câmara municipal de Mangaratiba em 2016. Trata-se da Sônia Catiço, conhecida no município como mais uma “destrambelhada”. Pois, para os menos atentos, ela até já tem jingle de campanha que começa assim: “Mangaratiba tem mulher de compromisso. Pra vereadora, vote na Sônia Catiço.”

Incidente

Aos poucos, o município está sendo invadido por moradores de rua. Além daquele que, “vira e mexe”, se aboleta no coreto em frente à igreja de Santana, há pelo menos mais outros três rodando em Itacuruçá. Na tarde de ontem, um desses invadiu uma residência no final da Brasilinha. Um atento morador da área o conteve e chamou a polícia militar. A atuação da guarnição, no entanto, deixou muito a desejar, já que nem deteve o invasor e nem buscou solução para o que eles mesmos chamaram de “problema social a cargo da prefeitura.” O invasor do imóvel foi liberado pela polícia sem ter sido, sequer, devidamente identificado.

Em fogo baixo

O andamento de algumas questões que interessam à população costuma ser tão lenta que parecem ter sido esquecidas. Aquelas denúncias de dois anos atrás, a respeito da utilização de notas frias e empresas de fachada de S.J. Meriti, utilizadas no desvio de verbas públicas em Mangaratiba e que, na época, até resultaram em uma frustrada CPI, estão de volta. A promotoria de tutela coletiva de Angra dos Reis, que abrange o nosso município, após a coleta de informações adicionais, conseguiu instaurar, no âmbito judicial, um inquérito civil. Dando seguimento à denúncia, a justiça solicitou, nos últimos dias, informações adicionais sobre o assunto à câmara municipal de Mangaratiba. É prudente que os envolvidos coloquem suas “barbas de molho”.

Última semana

Os tucanos começaram a semana otimistas: ontem, no começo da noite, Aécio liderava com 52 x 48% no tracking interno. Trata-se de medição diária de até 2 mil entrevistas, que apontaria a tendência do eleitorado.  De outra parte, a turma da teoria da conspiração está a mil. Surgiram boatos de internação hospitalar de Lula, para provocar comoção, e até mesmo da simulação de um atentado contra Dilma.

Remédio

O ministro Dias Toffoli, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, decidiu convocar plantão a partir da noite da próxima sexta-feira, último dia de propaganda eleitoral no radio e na tevê. Ele também abriu prazo de quatro horas, a partir da exibição dos últimos programas, para o caso de desrespeito à proibição de baixarias. Direitos de resposta podem ser concedidos para serem exibidos no sábado, véspera do segundo turno.

Imagem do dia

Depois de traída e literalmente “achincalhada” pelos políticos locais, a deputada estadual Andréia Busatto teve, ontem, um dia de “lavagem da alma” na câmara municipal de Mangaratiba. Vale a referência bíblica: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3:1Foto0062[1]

21 de outubro de 2014


Frase do dia

Nós, que acreditávamos que a esperança ia vencer o medo, agora esperamos que a esperança vença a lambança. (Chico Alencar – Dep. Federal do Psol)

Convite

Acontece hoje, no Centro Cultural Cary Cavalcante, em Mangaratiba, sob coordenação da secretaria do meio ambiente agricultura e pesca, a reunião da agenda 21. O tema principal é a questão da Sustentabilidade em Mangaratiba.

Sugestão

Uma “dica” para os nobres vereadores da câmara municipal de Mangaratiba. O Programa Interlegis, do Instituto Legislativo Brasileiro, está oferecendo a todas as câmaras municipais do país um portal para internet que já vem com TV e rádio Legislativa. Isso vai permitir transmissões ao vivo de sessões plenárias, mesmo sem equipamentos profissionais. O portal modelo, desenvolvido pelo Interlegis, já vem pronto pra uso e permite que a casa legislativa crie e publique o seu próprio site na internet de forma autônoma e sem a necessidade de contratar serviços especializados. O novo portal tem galerias de fotos, vídeos e áudios, nas quais podem ser armazenados os arquivos que a câmara desejar – que podem ser feitos pelo seu próprio pessoal ou que estejam disponíveis na internet. As possibilidades que se abrem com a TV e a rádio legislativa são amplas, sobretudo porque se pode lançar mão de aplicativos e outras ferramentas gratuitas disponíveis na internet. (Fonte: Agência Senado)

Pega na mentira

No debate na TV Record, Dilma, ao falar sobre segurança pública no Estado de Minas Gerais, afirmou que metade dos municípios não possuem delegacias de polícia. O site “Preto no Branco”, criado por “O Globo” para tirar a limpo o que é dito nos debates, desmentiu a presidente e afirma que é falsa a declaração de Dilma. O site conferiu a informação verdadeira constatando que são apenas dezoito municípios mineiros que não têm delegacias.

Sem poder negar

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, disse que houve desvio de dinheiro público em contratos da Petrobras e que, diante disso, vai tomar as medidas necessárias para ressarcir “tudo e todos”. Ela afirmou ainda que quem cometeu irregularidade tem que pagar. “Ninguém sabe ainda o que é que deve ser ressarcido, porque a chamada delação premiada, onde tem os dados mais importantes, não foi entregue a nós. Agora, ressarcir, eu farei todo o meu possível para ressarcir o país se houve desvio de dinheiro público. Nós queremos ele de volta. Se houve, não. Houve, viu?”, completou, admitindo irregularidades na administração da estatal. (Fonte: Valor Econômico)

É a economia

Se o PT continuar no poder vai repetir os mesmos erros, porque a visão da presidente, sobretudo na área econômico-financeira, já está declarada. Ela enxerga o mundo por intermédio de lentes dos anos setenta do século passado. Foi o período da chamada substituição de importações, que teve por objetivo trazer mais empresas para o Brasil, defender as existentes por intermédio de proteção tarifária e esquecer de dar qualidade e bom preço ao consumidor brasileiro. O modelo se inspira também no tripé iniciada, muito lá atrás, por Getúlio Vargas, que contempla, um banco de fomento, no caso o BNDES, incentivo a empresas nacionais e controle político dos sindicatos. Quem criou essa fórmula foi, na verdade, Benito Mussolini, na Itália. Não haverá novidades no eventual segundo governo Dilma. Ela vai conservar a maneira autocrática de governar. Parece personagem adequada para viver numa atmosfera soviética. Burocracia e poder juntos. Tudo muito lento, descolado da realidade e imposto ao povo pela publicidade oficial. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que se conservou íntegro e a salvo do aparelhamento ocorrido na Petrobras, mostrou que a desigualdade aumentou no país e o desemprego voltou a assombrar os trabalhadores. Especialistas dizem que a economia brasileira é como uma vaca a caminho do brejo. Vai chegar lá. Só depende da velocidade da vaca.

Continua

Deve ser por essa razão que a Bolsa de Valores brinca com os resultados das pesquisas de intenção de voto. Quando a candidata Dilma perde, as ações sobem de preço. Quando a petista melhora, as ações mergulham. Esse ente mítico chamado mercado, composto por investidores de todos os calibres, não confia na presidente da República. Empresários também não. O resultado é a falta de confiança no futuro, o sério problema da desindustrialização, custo Brasil em alta e, por último, inflação e desemprego. Nada disso aconteceu de uma semana para outra. Trata-se de um processo que ocorreu nos últimos dois ou três anos. Quem sustentou o contrário, perdeu. Até o otimista Guido Mantega, que tentou colorir o quadro cinza, perdeu o emprego. Foi demitido por antecipação. (André Gustavo Stumpf – jornalista)

Vale tudo

É violento o fogo de barragem promovido pelo marketing do Partido dos Trabalhadores. É bombardeio para destruir tudo que estiver vivo no território adversário. Além de manter o poder, os petistas, que estão há doze anos no poder, não querem retornar a vida de antes. Eles desfrutam das mordomias governamentais e dos bons empregos. Deixar de usufruir essa doce vida é difícil. Então vale tudo para se manter no poder e permanecer em posição de mando. O líder do MST já prometeu invasões todos os dias, todos os momentos, caso a presidente Dilma não seja reeleita.

Contra-ataque

O que pouca gente sabe é que a presidente Dilma Roussef ainda é funcionária da Fundação de Economia e Estatística, a FEE, RS. Sua identidade funcional é 2963736, cargo técnico X-26, segundo apurou o editor. Ela estava em condições de pedir aposentadoria em 2010, quando disputou a presidência, mas achou mais prudente não fazer marola com o caso, porque a mídia iria investigar o caso e descobrir que ela não trabalhou ali em 25 dos 30 anos necessários para se aposentar com salário integral equivalente ao de presidente da FEE, cargo que ocupou no governo Collares. Foi por isto que pediu suspensão do contrato de trabalho no dia 29 de março de 2010. Vai pedir aposentadoria quando sair do governo e o caso não virar mais notícia.  (Fonte: Políbio Braga)

Cassandras

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na manhã de sábado para João Santana, o marqueteiro da campanha: “não acredito que a Dilma vá ganhar essa eleição, nossa derrota começou com a humilhação para a Alemanha e terminou com o debate do SBT”, e continuou “Esperava que todo o dinheiro que gastamos ao longo desses 12 anos de poder em doutrinação nas escolas e universidades seria suficiente para garantir nosso poder para sempre, porém o Brasil realmente acordou em 2013 e agora é esperar a nossa derrota para tentar usar nossos idiotas úteis para protestar até o Aécio sair”. João Santana, que afirmou que Dilma ganharia em primeiro turno, não quis comentar o caso. Na última pesquisa encomendada pelo próprio PT, Aécio aparecia com 57% das intenções de votos, contra 33% da Dilma.

Bússola

As campanhas eleitorais trabalham com pesquisas qualitativas, apelidadas de “quális” por políticos, jornalistas e especialistas. Elas indicam o que “pegou bem” e o que “pegou mal” na propaganda própria e alheia, qual assunto cola e qual não cola e por aí adiante. O PT apostava, até outro dia, que a roubalheira na Petrobras não iria “pegar”. Parecia um assunto lá na estratosfera. Aliás, certos grupos políticos estão de tal sorte acostumados a assaltar as estatais que, diante de mais uma denúncia, dão de ombros: “Ah, ninguém liga; as pessoas não entendem”. Sim, é isto mesmo: no Brasil, escândalo grave é só aquele que as pessoas “entendem”. Mas veio a público o depoimento de Paulo Roberto Costa e o PT entrou em parafuso. Qual foi a primeira postura de Dilma, do PT e do marketing? Atribuir as evidências de corrupção na Petrobras a uma grande conspiração das oposições, da “mídia” e das pessoas supostamente interessadas em privatizá-la. A mentira funcionou em 2002, em 2006 e em 2010. E tinha potencial para funcionar de novo em 2014. Até que veio a público a voz de Paulo Roberto, com cadência burocrática, contando como são as coisas. Só agora, a uma semana da eleição, Dilma admite a roubalheira na Petrobras. E o faz ainda com aquele jeito falso-descontraído que tenta afetar às vezes. E, mais uma vez, promete fazer isso e aquilo se for reeleita, como se já não fosse presidente da República.  Até anteontem, mesmo Paulo Roberto se dispondo a devolver R$ 70 milhões aos cofres públicos , a presidente da República insistia na tese conspiratória. Por que Dilma “mudou”? Por causa das “quális”. João Santana identificou que o assunto “pegou”. (Por Reinaldo Azevedo – revista Veja)

Estertores do jogo sujo

A campanha do candidato Aécio já se prepara para uma última jogada rasteira da campanha petista.Jogo sujo

20 de outubro de 2014


Frase do dia

Nada do que foi, será, de novo, do jeito que já foi um dia. Tudo passa. Tudo sempre passará. (Como uma onda – Lulu Santos)

Embaralhando 2016

A decisão do TSE da última quinta-feira embaralhou as cartas para a disputa eleitoral de 2016 em Mangaratiba. Se, nas últimas eleições, eram apenas quatro os postulantes, agora, teremos o vice, Dr. Rui, o Pedro Capixaba, a deputada Andréia Busatto, o Aarão, o Zé Luiz do posto, o Madeira e quem sabe a Colonese. Há quem diga que o ex-prefeito Aarão não será candidato, em vista de impedimento legal, e que pretenda lançar sua esposa e ex-secretária de educação Mônica.

Perdendo espaço

Um observador do cenário político municipal assegura que o vereador e presidente da câmara, Pedro Capixaba, vai perder muito espaço político por conta das demissões de funcionários contratados. Aliás, ao que se tem notícia, a guilhotina das demissões continua nesta semana e o número de demitidos deve alcançar bem mais do que os quinhentos inicialmente divulgados.

Reações

- Uma amiga, profissional difícil de encontrar, dedicada e acima de tudo muito competente e moradora do nosso município, foi exonerada. Só quem perde somos nós moradores e contribuintes. Fico indignada porque somos assim julgados sem ter ao menos a chance de falar. Dedicar tantos anos de trabalhos prestados e com dignidade e de repente está assim no olho da rua. Me dê uma resposta, Pedro Bertino Vaz. Minha família e eu sempre estivemos com você e acreditamos no governo.

- Eu também fui pro olho da rua. Sou cria daqui. Tiraram o pão da boca dos meus filhos, esses covardes.

- Será que determinadas pessoas conseguem colocar a cabeça no travesseiro e dormir uma noite de sono tranquila depois de cometer uma grande injustiça contra uma ótima profissional? Pior que deve e dormir e muito bem!

- Infelizmente, para se trabalhar nesse município você tem que “babar ovo” de alguém. Eles não te reconhecem pelo seu profissionalismo, pela capacidade que você tem.

Clube dos quinhentos

É bom lembrar aos funcionários que estão sendo demitidos que eles têm o direito a receber a quitação trabalhista, aqui no município chamada de “resíduo salarial”, sem a necessidade de ficar pedindo favor. O trabalhador “contratado” da prefeitura está submetido ao regime da CLT e tem, portanto, os seguintes direitos: Aviso prévio: o valor de um salário. Aviso prévio proporcional que, desde 2011, o trabalhador deve receber mais três dias no aviso para cada ano de trabalho do funcionário. Saldo de salário: os dias trabalhados no mês da demissão. Férias vencidas: Se o trabalhador já tinha direito a tirar um mês de férias e não saiu, deverá receber um mês de salário na rescisão além de um terço do quanto você recebe. Férias proporcionais: a conta do que pagar a partir do dia em que tinha direito a tirar as próximas férias. 13° salário do ano da demissão: vale o período entre o dia primeiro de janeiro e o mês em que foi desligado.Multa de 40% sobre o saldo do FGTS: Além de poder sacar o FGTS após a demissão sem justa causa, no dia da rescisão cairá nessa conta do fundo um valor de 40% do quanto foi depositado lá enquanto era funcionário. Estabelece a legislação trabalhista que esse pagamento deve ser feito em até dez dias corridos após a exoneração.

Vale divulgar

A respeito dos últimos acontecimentos no município, assim se manifestou o vereador Alan Bombeiro: “Na sessão de quinta-feira da Câmara Municipal de Mangaratiba tive um requerimento aprovado por unanimidade, solicitando informações da prefeitura dos seguintes assuntos: Explicações a respeito do pedido de exoneração do secretário de Assuntos Portuários e Estratégicos, como foi noticiado no jornal Rota Verde; esclarecimentos do secretário de Saúde, sobre denúncias, inclusive muito comentada nas redes sociais sobre o acúmulo de cargos e salários; e explicações a respeito do afastamento do vice-prefeito, também outro assunto noticiado no jornal Rota Verde. Essas informações trarão clareza para a câmara e toda a população. Ainda na sessão de hoje, durante meu Tema Livre, discursei no plenário sobre à ausência de respostas para ofícios enviados por mim ao Executivo. Um deles, inclusive já se passaram 22 dias, foi direcionado ao secretário municipal de Administração para que encaminhe ao meu gabinete relatório nominal dos processos de resíduos salariais pendentes na secretaria no período entre 01/03/2011 e a data atual. Outro ofício foi para a Secretaria de Governo para que fosse enviado ao meu gabinete cópia na íntegra do contrato firmado entre a prefeitura e a empresa Cedae. Essa solicitação já dura mais de 50 dias. Também na minha fala, debati o assunto dos professores, das demissões em massa. Enfatizei ser impressionante isso acontecer só depois do pleito eleitoral. Por que não aconteceu antes?, indaguei. Eu, vereador Alan Bombeiro, sinto muito pelo profissional da área da educação e da saúde. Sinto muito por todos os contratados que não têm sido tratados de maneira igual.” (Vereador Alan Bombeiro)

Compra de votos

Decerto, depois ele vai reclamar da justiça eleitoral. Declaração feita pelo próprio futuro candidato a vereador Eugênio Lima, implicando também seu candidato eleito a deputado estadual Jorge Felippe Neto através de uma rede social: “Sabadão e cumprindo promessa de campanha em Mangaratiba! Conforme prometemos junto com Eugenio Lima e Jorge Felippe Neto estamos realizando sonho dos amigos em Itacuruça fazendo o término da colocação de portão em vila na rua João Menino no condomínio João Menino! Junto com amigo João! Isso em tempo real! Pois Mangaratiba Merece Respeito! Cumpriremos todas promessas feitas durante a campanha!”

Dieta

Dizia o escritor Milan Kundera: “Tudo o que é sólido se desmancha no ar”. O PT diminuiu sua bancada na câmara federal de 86 para 70 deputados. Em Pernambuco, onde tinha quatro deputados, não elegeu nenhum. No senado, manteve a bancada de cinco senadores perdendo, no entanto, um nome tradicional do partido, o senador Eduardo Suplicy, que não conseguiu se reeleger. Nos governos estaduais, perdeu o governo do Distrito Federal e também deve perder o governo do Rio Grande do Sul.

O vale tudo da reta final

Em comício realizado em Belo Horizonte no sábado, sem a presença de Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ultrapassou os limites da inconsequência e comandou um show de baixarias e ofensas desmedidas contra Aécio Neves. Foi o ponto mais baixo da campanha até aqui. E não apenas desta campanha: desde 1989 o Brasil não assistia a um festival de ataques como os que o PT hoje protagoniza em uma campanha. Lula não apenas se utiliza das mesmas armas de que foi alvo na campanha contra Collor, como vai ainda mais longe. No comício, o ex-presidente citou o nome de Aécio muito mais que o de Dilma, que se tornou personagem secundário dos discursos. A ordem era atacar, sem tréguas. O ex-presidente também classificou Aécio de “filhinho de papai” e “vingativo”. E o comparou a Fernando Collor. O mesmo Fernando Collor que hoje divide palanques com Dilma. (Fonte: Revista Veja)

Space invaders

Como era esperado, o domingo de sol forte trouxe ao município milhares de visitantes. Ao contrário do início da temporada do ano passado, no entanto, o poder público esteve ausente na repressão e controle às principais irregularidades praticadas. Foram centenas de vans e ônibus invadindo os distritos, churrascadas em áreas públicas e, principalmente, estacionamento em locais indevidos. A imagem abaixo foi captada na praia de Muriqui e postada em uma rede social através da página Rádio Muriqui.Estacionamento Muriqui